Monthly Archives: agosto 2019

http://imagens.ebc.com.br/rxDwraZ3HnvnDypvOtXM-UQCjsw=/1140x760/smart/http://agenciabrasil.ebc.com.br/sites/default/files/thumbnails/image/edit_mcmgo_abr20180818_1358.jpg?itok=LuZrOesD

Através da coordenação local do Programa Nacional de Imunização (PNI), a Secretaria de Saúde de Arcoverde vai intensificar em setembro a vacinação Tríplice Viral contra o sarampo, caxumba e rubéola. Também serão atualizadas as cadernetas de vacinação. Todas as unidades básicas oferecerão a vacina Tríplice Viral no período de 1º a 30 de setembro.

O Brasil e outros países estão em alerta contra o sarampo, que causou um óbito em São Paulo no dia 17 de agosto. Apesar de Arcoverde não ter registros de casos da doença, a secretaria vai prevenir, imunizando crianças a partir de 6 meses, jovens de 12 a 29 anos, adultos de 30 a 49 anos e profissionais da saúde.

A vacinação é fundamental para quem vai viajar para áreas de risco, como a Bahia, São Paulo, Pará e Rio de Janeiro. Pessoas que estão com o esquema vacinal completo não precisam se imunizar, pois não correm risco de contrair a doença.

Por Roberta Jungmann

Os apaixonados por carros já podem anotar na agenda! De 5 a 15 de setembro, acontece a quarta edição do Motor Show Pernambuco, o maior e mais disputado evento do setor automotivo do Norte/Nordeste. O evento rola no RioMar Recife. Aliás, no salão terá novos modelos, novas tecnologias e novas formas de pensar o mercado de luxo para automóveis.

Além de contar com gigantes da produção automobilística, como Jeep, Land Rover, Audi e Volkswagen, o Motor Show apresenta novidades na manutenção e cuidados gerais com veículos. “Entre as novidades, contaremos com novos modelos de carros híbridos, não apenas para o uso de energia elétrica, mas também com Gás Natural, que polui menos e é bem mais em conta”, adianta André Cavalcanti.

A cereja do bolo deste ano é a parceria com o ‘TODOS – Festival Automotivo’ para pessoas com necessidades especiais. “Muitos brasileiros têm direitos a descontos especiais na hora de comprar o seu carro e não sabem. Além de pessoas com deficiência física e seus familiares, produtores rurais, empresas e algumas classes profissionais como advogados e médicos podem gozar deste benefício. Criamos a TODOS com esta missão de orientar este público e ajuda-los neste processo”, explica André Cavalcanti.

https://santosbancarios.com.br/tim.php?src=uploads/images/2018/11/presidente-do-bradesco-quer-fechar-mais-150-agencias-em-2019-1543253628.jpg&w=1600

O Bradesco anunciou nesta quinta-feira (29), um novo programa de demissão voluntária (PDV), o segundo na história do banco. O objetivo do movimento, conforme o vice-presidente da instituição, André Cano, é adequar o quadro de colaboradores ao avanço da tecnologia, que, se de um lado permite uma maior produtividade, do outro, diminui a exigência de pessoal.

O PDV do Bradesco ocorre após os concorrentes Itaú Unibanco e Banco do Brasil também anunciarem iniciativas nesta direção. Enquanto o BB acaba de concluir seu programa, que desligou 2,3 mil funcionários e custou R$ 260 milhões, o Itaú aceita adesões até o próximo sábado e mira um número de 6,9 mil pessoas.

O Bradesco não abriu o número de funcionários almejado com o PDV nem mesmo a economia de gastos que terá após o movimento. Segundo Cano, não há uma meta. Adiantou, contudo, que o Bradesco espera que o programa seja menor que o feito há dois anos na esteira da incorporação das operações do HSBC no País e que atraiu cerca de 7,5 mil colaboradores e um custo de mais de R$ 2 bilhões.

O segundo PDV do Bradesco terá início na próxima segunda-feira, dia 02, e vai até o dia 16 de outubro. Na mira, estão funcionários com mais de 20 anos de casa – no primeiro, a régua era maior e ia somente até dez anos, e aqueles que estão em condição de estabilidade, mas desejam deixar a instituição. Na rede de agências, poderão aderir ao PDV, segundo Cano, apenas os aposentados ou que estão em condições de se aposentar.

Para atrair adesões ao PDV, o Bradesco está oferecendo pagamento único de 60% do salário por ano trabalhado limitado a 12 salários, todos os direitos, incluindo Fundo de Garantia, e o plano de saúde será estendido para 18 meses de cobertura. O banco oferecerá ainda seis meses adicionais de vale alimentação.

“O objetivo do PDV é no fundo a adequação do quadro do banco à uma nova realidade em termos de processos e tecnologia que estamos investindo há bastante tempo e tem levado o banco a uma produtividade maior”, explicou o vice-presidente do Bradesco, em entrevista ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Apesar do aumento da concorrência com fintechs e novos entrantes, principalmente nas áreas de investimentos e cartões, o executivo disse que o PDV não tem relação com o ambiente de competição mais acirrada no País. “Não é isso ainda. Tem naturalmente uma visão permanente de controle de custos”, rebateu.

O Bradesco também tem uma preocupação de não impactar sua força de vendas com o PDV. Tanto é que, segundo Cano, com o processo de digitalização dos serviços financeiros, os clientes têm deixado de ir às agências, mas o banco não prevê um “plano massivo” de enxugamento da rede. Para este ano, o banco espera fechar 100 pontos físicos, patamar bem abaixo da redução de 565 agências feita em 2017 em função da compra do HSBC.

Pixabay

Foi divulgado nesta quinta-feira (29) o edital de abertura do concurso público para a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco. O concurso visa contratar 737 novos funcionários para ocupar vários cargos. Os salários oferecidos podem chegar a R$ 11.406,43.

As inscrições já começam nesta sexta-feira (30), no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Os interessados podem se candidatar até 24 de setembro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 47,00 e R$ 67,00, dependendo do cargo.

Dentre as oportunidades que contemplam os níveis médio e superior, há vagas para arquiteto e urbanista, auxiliar de controle urbano, auxiliar de farmácia, auxiliar de topografia, instrutor de música, fiscal de transporte, guarda municipal, técnico agrícola, técnico ambiental, técnico de enfermagem, técnico em laboratório, técnico em saúde bucal, assistente social, biólogo, biomédico, cirurgião dentista, enfermeiro, engenheiro eletricista, engenheiro civil, engenheiro clínico hospitalar, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, geólogo, médico alergologista, médico clínico, médico anestesista, dermatologista, infectologista, mastologista, geriatra, neonatologista, ortopedista, otorrinolaringologista, obstetra, pediatra, reumatologista, veterinário, nutricionista, pedagogo, professor (várias disciplinas), psicólogo, terapeuta ocupacional, sanitarista e gestor social, psicopedagogo e procurador municipal.

A depender do cargo, as remunerações variam de R$ 998,00 a R$ 11.406,43. Para a seleção, os candidatos farão uma prova objetiva no dia 27 de outubro. Os assuntos das provas são específicos para cada nível de escolaridade. Haverá também uma etapa discursiva, cuja aplicação só será válida para o cargo de procurador. A prova será realizada em 24 de novembro. 

Os participantes devem ficar atentos aos requisitos que são específicos para alguns cargos, como o de guarda municipal. Para outras informações, confira no edital.

Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPE) divulgou dados de concorrência do concurso público que visa ofertar 44 vagas de nível técnico e superior. De acordo com a instituição, o cargo mais disputado é o de assistente em administração, com 1.350 candidatos inscritos para cada vaga ofertada. 

Em segundo lugar, o cargo de técnico em assuntos educacionais registrou concorrência de 988 inscritos por vaga oferecida. Todos os candidatos devem fazer a prova objetiva, com questões de português e conhecimentos específicos, das 9h às 12h do dia 06 de outubro. Para os inscritos nos cargos de técnico em laboratório, técnico em tecnologia da informação e tradutor e intérprete de libras a prova prática/operacional deve ser aplicada no período de 28 de outubro a 1º de novembro. 

O resultado final da prova objetiva deve ser divulgado em 21 de outubro, enquanto o resultado final da prova prática será publicado no dia 18 de novembro. Os salários iniciais variam de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66, além de gratificação por titulação e outros benefícios.

Ademar Rafael Ferreira (Papa)*

Ade maleu lapa-el – Andei lendo sobre TAXA DE PERFORMANCE, não entendi da forma de queria, favor traga clareza para este assunto.

Papa – De início destaco que a Comissão de Valores Mobiliários – CVM, no Inciso XLIV do Artigo 2º da Instrução 555 diz: “taxa de performance: taxa cobrada do fundo em função do resultado do fundo ou do cotista.” Portanto, é um ônus legal. A CVM impede a cobrança em fundos de Renda Fixa, exceto quando destinados para “Investidor Qualificado”.

Tal cobrança obrigatoriamente deve constar no Regulamento do Fundo e atender critérios determinados pelos órgãos fiscalizadores, a seguir destacamos regras básicas: Clara vinculação a um parâmetro de referência compatível com a política de investimento do fundo e com a composição da carteira; Incidência a partir da superação do parâmetro de referência; Cobrança por semestre, no mínimo; Cálculo após a dedução de todas as despesas, inclusive a taxa de administração; Impossibilidade de cobrança caso o valor da cota do fundo for inferior ao seu valor por ocasião da última cobrança efetuada.

A metodologia utilizada para definir o valor da TAXA DE PERFORMANCE é conhecida como “Linha d’água”, critério justo que assegura ganhos para o Gestor e para o Cotista. A incidência da taxa ocorre em fundos em que a gestão é mais ativa, classificados como multimercado, de ações e/ou similares. O mercado pratica a utilização dos seguintes métodos: “Método do passivo – O cálculo é feito por aplicação ou certificado de cada cotista e Método do ativo – O cálculo leva em consideração a valorização total do fundo de investimento.”

Transcrevemos a seguir uma cláusula de Fundo com previsão da cobrança da TAXA DE PERFORMANCE: “… Artigo 19 – O GESTOR receberá, ainda, Taxa de Performance auferida em virtude dos resultados obtidos pelo FUNDO, conforme abaixo: Parágrafo Primeiro – Quando a distribuição de resultados do FUNDO aos cotistas exceder o capital investido acrescido de juros remuneratórios correspondentes a 100% (cem por cento) do IPCA, capitalizado exponencialmente de uma sobretaxa de 9% (nove por cento) expressa na forma percentual ao ano, base 252 (duzentos e cinquenta e dois) dias úteis, ou seja, calculada à base de 1/252 (um duzentos e cinquenta e dois avos) por dia útil, (“ Hurdle Rate”), o GESTOR fará jus a uma Taxa de Performance…” No mesmo documento fica claro que a taxa será de 20% e está indicada a fórmula utilizada para o cálculo.

Antes da adesão a um fundo com previsão de cobrança da taxa o investidor precisa ter clareza quanto o percentual e a forma de cobrança.

(*) – Adaptações livres de textos de sites da FOLHA, MAISRETORNO, CVM, INVESTIDOR, BRLTRUST, SMARTBRAIN, T2, XP e BCB.

Ascom

O campus Floresta do IF Sertão-PE está realizando uma pesquisa de opinião que vai servir de base para analisar a viabilidade de implementação de uma nova Pós-graduação Latu Sensu gratuita. A proposta da Coordenação de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação do campus é a de implementar a especialização em Ensino de Ciências da Natureza, voltada principalmente para professores das áreas de química, física e biologia; tanto os formados nessas áreas, quanto os formados em outras áreas mas que costumam atuar com essas disciplinas no ambiente escolar.

De acordo com as respostas na pesquisa de opinião o campus poderá avaliar se a população de Floresta e região deseja a implantação da pós-graduação em Ensino de Ciências da Natureza, com a proposta de oferecer atualização de práticas docentes diferenciadas no ensino de química, física e biologia; ou se existe outra área de conhecimento que represente uma maior demanda para implementação no IF Sertão-PE campus Floresta.

Desta forma a instituição convida os estudantes de ensino superior, profissionais graduados, professores, e a população em geral a responder o questionário on-line disponível em: http://bit.ly/posgradIF e assim decidir, junto com o campus Floresta do IF Sertão-PE, qual nova Pós-graduação deveria sem criada. Se há público para a especialização em Ensino de Ciências da Natureza ou se há outra área que desperte mais interesse para a sociedade de Floresta e região.

Há 77 anos, o Parque de Exposição do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, recebe milhares de visitantes na tradicional Exposição de Animais. Só em 2018, foram 250 mil pessoas, movimentando mais de R$ 30 milhão. No entanto, em 2019, o evento corre o risco de acontecer.

Segundo Delmiro Gouveia, presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores,  responsável pela realização do evento, aponta que o motivo seria falta de dinheiro. “Isso é uma situação clara. Estamos a 60 dias da 78ª Exposição de Animais e a situação é concreta devido à falta de pagamentos pretéritos, precisamente da exposição do ano passado, e até agora nenhuma resposta quanto ao evento deste ano”, disse.

De acordo com o presidente, o Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura, é responsável por repassar cerca de R$ 770 mil, mas esse dinheiro não chegou desde o ano passado. Por conta disso, muitos fornecedores estão se recusando a participar da feira enquanto não receberem o valor de 2018.

Exposição com data marcada

Ainda segundo o presidente, a Exposição de Animais está marcada para começar no dia 14 de novembro. Enquanto isso, ele deu um prazo para que a situação seja resolvida e o evento confirmado. “Na realidade, nós precisamos [do dinheiro] de 60 a 70 dias antes da feira porque os animais não entram no dia da exposição, entram no decorrer de dez dias antes (…). Você tem que contatar os criadores no sentido de preparar o animal para que venha expor”, detalhou, lembrando que os animais vêm de outros estados.

Resposta

Em resposta, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário diz que não foi procurada pela Sociedade Nordestina dos Criadores sobre a denúncia.

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário esclarece que foi procurada apenas uma vez pela Sociedade Nordestina dos Criadores desde que a atual diretoria da instituição tomou posse, no último mês de abril, e mesmo assim em uma visita de cortesia. Esclarece também que, até o momento, a única demanda recebida em relação à Exposição de Animais deste ano foi à reserva do Parque de Exposições do Cordeiro de 16 a 24 de novembro para a realização do evento.

Desde janeiro, o Governo de Pernambuco vem mantendo diálogo frequente com as entidades representativas do setor, a exemplo de Sinproleite e Avipe, e com os próprios criadores de animais do Estado. Vem também desenvolvendo uma série de ações para fortalecer a pecuária pernambucana, como a edição dos decretos 47.182, 47.189, 47.220 e 47.356, a pedido dos produtores de leite, que contemplaram a revogação da isenção fiscal para importação de leite em pó, soro de leite e mistura láctea; reformulação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados, o fim de benefícios fiscais para movimentações com leite em pó, soro de leite e mistura láctea via centrais de distribuição e o recolhimento antecipado do ICMS na aquisição de leite in natura proveniente de outras unidades da Federação.

A Secretaria lembra ainda que a própria sede da Sociedade Nordestina dos Criadores ocupa espaço cedido, sem ônus, no Parque de Exposições do Cordeiro, de propriedade do Estado.

Por fim, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário estranha o fato de a instituição ter procurado a imprensa para abordar tal assunto sem nunca ter tratado do tema ou apresentado tal pleito a esta Secretaria e reitera estar de portas abertas para discutir as demandas de toda a cadeia produtiva do setor agropecuário pernambucano. Da Rádio Jornal

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), em discurso na tarde desta quinta-feira (29), voltou a comentar sobre a retirada dos radares das rodovias do Brasil. O parlamentar usou a tribuna para se manifestar e expor sua preocupação com a possibilidade do aumento de acidentes nas estradas e destacou o posicionamento da Polícia Rodoviária Federal diante do assunto.

“Sabemos que alguns pardais estão em determinados locais apenas para faturar, mas não podemos, a meu ver, como defensor do trânsito brasileiro, mandar retirar esses pardais das rodovias e, aqui, eu concordo plenamente com a Federação da PRF que tem feito um trabalho maravilhoso de não aceitar passivamente que se retirem esses pardais, porque eles ajudam a diminuir essa violência no trânsito brasileiro. Por isso, venho aqui trazer meu protesto contra essa determinação, esse decreto de retirar esses pardais, não aceitamos. Obviamente que colocar um pardal de 40 km em um lugar que se pode andar a 60 km a 100 km, apenas para faturar não é o correto, mas retirar esses pardais sem analisar as consequências, não é assim que se faz. Venho trazer meu apoio a querida PRF, as Polícias Militares dos estados, os agentes de trânsito do Brasil e até os guardas municipais”, falou.

Em 15 de agosto, a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários (FenaPRF), manifestou “sua preocupação com a real possibilidade de aumento da violência no trânsito” com a suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais, determinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o órgão, a utilização de tecnologias na fiscalização é fundamental para a redução do alto número de acidentes e mortes no trânsito. “Entendemos que a imediata e completa suspensão dos equipamentos de controle de velocidade, sem quaisquer estudos de impacto prévio, pode contribuir para um aumento significativo no número de acidentes decorrentes do abuso da velocidade, gerando o aumento no número de mortos e feridos, vítimas de um trânsito mais violento”, afirma o comunicado.

“As maiores nações do mundo utilizam o controle de velocidade com equipamentos de radar, e diversos estudos demonstram a eficácia do controle de velocidade na redução da mortalidade nas estradas e rodovias”, lê-se no texto, que ainda argumenta que, “nos últimos anos, o trabalho e dedicação de cada policial rodoviário federal, com o auxílio de instrumentos e tecnologias na fiscalização e educação para o trânsito, têm contribuído para a diminuição dos números de acidentes e de vítimas do trânsito nas rodovias e estradas brasileiras”.

Para a FenaPRF, a fiscalização pode e deve ser aprimorada continuamente, sendo necessário o aprofundamento nos estudos para que o controle de velocidade sempre tenha o caráter educativo e que busque unicamente a redução da violência no trânsito, e não se configure como meio arrecadatório. A entidade também diz esperar que a discussão sobre o tema possa envolver toda a sociedade brasileira e que de maneira técnica possamos atingir o objetivo maior da preservação da vida e integridade física dos condutores que transitam diariamente nas rodovias nacionais.

A sexta-feira (30) chegou e quem tem o interesse de ir à praia vai ter que adiar o passeio pra outro dia. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), a previsão do tempo na Região Metropolitana do Recife (RMR) é de céu nublado. À noite, a tendência é de chuva com intensidade fraca. A temperatura máxima prevista é de 28°C com mínima de 20°C.

A Apac também informa que no Agreste a condição climática é a mesma que a da RMR. A região registra a temperatura mais fria do Estado com 17°C.

No Sertão de Pernambuco e São Francisco, o tempo pode ir de nublado a claro. Não há previsão de chuva, e a temperatura máxima faz calor ao atingirem 32°C e 33°C, respectivamente.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada no período da noite com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 28º Mínima: 20º

Mata Norte

Parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada no período da noite com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 29º Mínima: 17º

Mata Sul

Parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada no período da noite com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 29º Mínima: 19º

Agreste

Parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada no período da noite com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 28º Mínima: 17º

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 32º Mínima: 17º

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 33º Mínima: 19º

O CMN (Conselho Monetário Nacional), formado pelo Banco Central e o Ministério da Economia, decidiu nesta quinta-feira (29), desobrigar as instituições financeiras de publicar seus balanços semestrais e anuais em jornais impressos. O presidente Jair Bolsonaro havia editado uma MP (Medida Provisória) que vai ao encontro da nova norma.

Assinada pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, a nova norma do CMN entra em vigor imediatamente.

  • Como era 

Uma norma de 1998 disciplinava como “instituições financeiras [privadas ou públicas] autorizadas a funcionar pelo BC” deveriam divulgar “suas demonstrações financeiras semestrais e anuais em jornal de grande circulação”.

  • Como ficou

As demonstrações agora precisam apenas ser publicadas “no sítio da instituição ou em repositório na internet, de acesso público gratuito, que tenha o objetivo específico de divulgação de documentos contábeis e financeiros”.

Antes, se um balanço fosse publicado com algum erro ou incompleto, a empresa era obrigada a republicar o conteúdo nas mesmas condições. Agora basta divulgar que o documento sofreu alteração. É preciso também manter os documentos online por pelo menos 5 anos.

MP

A medida editada pelo Executivo afetou uma fonte segura de renda para os jornais. De acordo com a estimativa da cifra faturada por jornais impressos com a reserva de mercado que vigorou até 2019, a perda às empresas com a medida deve chegar a R$ 600 milhões. A safra de balanços deste ano já foi publicada. O grande impacto será sentido em 2020.

Em maio, o CMN havia baixado norma que já liberava de publicar em papel, mas a medida só entraria em vigor a partir de 1º de janeiro de 2020. O BC acatou, segundo resolução 4.720. Desta vez, as novas normas começam a valer a partir da publicação.

O senador e líder do PSL na Casa, Major Olímpio (SP), disse nesta quinta-feira (29), que conseguiu 27 assinaturas em um pedido para instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a atuação do STF (Supremo Tribunal Federal), chamada de “CPI da Lava Toga”.

Segundo o congressista, as duas últimas signatárias do pedido foram às senadoras Maria do Carmo (DEM-SE) e Mara Gabrilli (PSDB-SP). “Ninguém está acima da lei. Chegou a hora de passar o STF a limpo”, disse Olímpio.

Ainda conforme o senador, a CPI deve investigar a conduta do presidente da Corte, Dias Toffoli. A instalação da comissão depende do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que tem postergado alguns pedidos.

Obesidade aumenta índices de repressão, diz estudo Foto: Philippe Huguen / AFP

A obesidade aumenta o risco de desenvolver depressão, segundo estudo publicado por pesquisadores da Universidade de Aarhus, na Dinamarca. As consequências psicológicas de estar acima do peso, como a gordofobia, a baixa autoestima e a estigmatização social, são os principais fatores por trás dessa relação.

De acordo com a pesquisa, um excesso de dez quilos de gordura já aumenta em 17% o risco de desenvolver depressão. A probabilidade pode ser ainda maior conforme o peso aumentar. Biologicamente, a obesidade está associada a várias alterações endócrinas e metabólicas que têm sido associadas à depressão, como, por exemplo, alterações nas células adiposas e na insulina.

No entanto, a relação com a doença psíquica pouco tem a ver com a gordura, e, sim, com as implicações psicológicas do sobrepeso.

— A localização da gordura no corpo não faz diferença para o risco de depressão. Isso sugere que são as consequências psicológicas da obesidade que levam ao aumento do risco de depressão, e não o risco biológico direto do efeito da gordura, afirma o autor do estudo, Søren Dinesen Østergaard.

Os pesquisadores reforçam que, devido ao fator psicológico que relaciona a obesidade à depressão, é importante que os esforços da sociedade para combater o sobrepeso não devem estigmatizar as pessoas. A consequência disso provavelmente seria um risco ainda maior do desenvolvimento de depressão.

O estudo dinamarquês também apontou que o Índice de Massa Corporal (IMC), predominantemente usado para medir sobrepeso e obesidade, é uma maneira imprecisa e “grosseira” de cálculo, já que leva em conta apenas peso e altura, ignorando, por exemplo, a composição de massa muscular do corpo.

— Muitos atletas de elite com uma grande massa muscular e uma baixa gordura corporal terão um IMC acima de 25, que é classificado como excesso de peso de acordo com a definição comum. Isso obviamente não faz sentido, explica o Dr. Østergaard.

Governador de São Paulo, João Doria fala em entrevista coletiva sobre feminicídio Foto: 13/06/2019 / Governo do Estado de São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite desta quinta-feira (29) que, enquanto o governador de São Paulo, João Doria, estava “mamando” nos governos petistas dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, a bandeira era vermelha e que, hoje, ele diz que “a bandeira dele jamais será vermelha”.

— João Doria comprou também [jatinho]. Explica isso aí. Só peixe. Amigão da Dilma e do Lula. Eu vejo o Doria falando de vez em quando: “minha bandeira jamais será vermelha”. É brincadeira. Quando ele tava mamando lá, a bandeira era vermelha com foiçasso e martelo sem problema nenhum, disse Bolsonaro, durante transmissão ao vivo no Facebook em que também atacou o apresentador Luciano Huck sobre a compra de um jato executivo a juros subsidiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), financiou, por meio da Doria Administração de Bens, uma aeronave de R$ 44 milhões em 2010.

Em nota, o governo de São Paulo informou que o BNDES financiou a compra de 135 jatos executivos para empresas, sem irregularidades.

“A Embraer vendeu mais de 135 jatos executivos e comerciais para empresas brasileiras e estrangeiras com financiamento do BNDES, gerando empregos e impostos para o Brasil. Nada de errado nisto”, diz a nota.

Na semana passada, o apresentador divulgou nota em que ressaltava que o empréstimo foi pago, “tudo como manda a lei”.

“Esclarecimento: a empresa Brisair, da qual sou sócio, comprou um avião produzido pela Embraer. Para tanto, fizemos um empréstimo transparente, pago até o fim, sem atraso. Tudo como manda a lei”, disse Huck, por meio de nota enviada pela assessoria. Com informações de O Globo.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Guito Moreto / Agência O Globo / 16-1-18

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta-feira pedido de liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa alegou que a força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, chefiada pelo procurador da República Deltan Dallagnol, não tinha isenção para conduzir as investigações sobre o triplex no Guarujá (SP). Lula está preso desde abril de 2018, em decorrência da condenação nesse processo.

Ao negar o pedido, Fachin ponderou que, em junho, a Segunda Turma negou liminar a Lula ao analisar se o ex-presidente deveria ser colocado em liberdade por suposta suspeição do ex-juiz Sergio Moro. “Sendo assim, prima facie, sem prejuízo de ulterior reapreciação da matéria no julgamento final do presente habeas corpus, indefiro a liminar”, escreveu o ministro. O mérito do pedido deverá ser julgado pela Segunda Turma do STF, em data ainda não definida.

O relator da Lava-Jato também negou pedido da defesa para que fossem autorizadas perícias em mensagens supostamente trocadas pelos procuradores da Lava-Jato divulgadas pelo site “The Intercept”. Segundo Fachin, o habeas corpus não é o recurso ideal para se fazer esse tipo de pedido.

“A jurisprudência desta Suprema Corte é firme no sentido de que o habeas corpus não comporta produção probatória, incumbindo ao impetrante a instrução da petição inicial já com os documentos que, na visão da defesa, evidenciariam a liquidez da pretensão veiculada. Por tais razões, deixo de acolher o pedido de produção de provas”, afirmou o ministro.

No pedido, a defesa afirmou que “durante o processo-penal, eventuais manifestações dos membros do Ministério Público devem ser realizadas serenas, prudentes e objetivas, evitando-se expor o investigado/acusado ou prejudicar a garantia da presunção de inocência”. E ponderou que, no caso de Lula, isso não aconteceu. Continue lendo