http://imagens2.ne10.uol.com.br/ne10/imagem/noticia/2016/03/23/normal/bb8daa94b8a2c03f5f15f361f29f8e01.jpg

As lombadas eletrônicas instaladas nas rodovias estaduais e em trechos de estradas federais administrados pelo governo de Pernambuco foram desligadas. Ao todo, 70 equipamentos estão sem operar desde a terça-feira (15), por causa do encerramento do contrato entre o estado e a empresa Serttel.

Motoristas denunciaram o desligamento de lombadas na PE-22, perto da entrada de Maranguape I, em Paulista, no Grande Recife;  e na BR-101, nas proximidades da entrada da comunidade Bola na Rede, e na PE-15, nas proximidades do Cemitério Morada da Paz.

Por meio de nota, a Serttel explicou que os equipamentos de monitoramento eletrônico eram administrados devido a um contrato com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O documento foi assinado para o período entre julho de 2012 e julho de 2018, mas teve o prazo estendido para 14 de janeiro de 2019.

Na terça-feira (15), os equipamentos foram desligados e a empresa alegou estar aguardando um novo edital de licitação do órgão estadual.

Por meio de nota, o DER alegou que o processo de licitação para contratar a empresa responsável pelo monitoramento está em andamento. Não há, no entanto, um prazo para que as lombadas eletrônicas voltem a funcionar.