Pedro Araújo

As informações que traduzem as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

A Hyundai finalmente revelou sua aposta para o segmento de picapes médias: a Santa Cruz. O modelo foi apresentado nos Estados Unidos e reúne a carroceria monobloco, como na líder Fiat Toro, com soluções presentes nas enormes RAM 1500 e 2500, com compartimentos individuais na caçamba similares a “mini porta-malas”.

A picape Santa Cruz também chama a atenção pelos motores, somente a gasolina e sempre quatro-cilindros com 2,5 litros de deslocamento. A versão aspirada do conjunto supera 192 cv, enquanto o turbo alcança mais de 278 cv, supera até a Volkswagen Amarok V6 e seus 272 cv (com overboost). O câmbio é automático convencional de oito marchas na versão mais fraca e com dupla embreagem na Santa Cruz turbo, que sempre terá tração integral.

O visual ousado não esconde a clara inspiração no também polêmico novo Tucson. O SUV empresta a plataforma, que foi modificada para ter maior entre-eixos e comprimento. A Santa Cruz mede 4,97 m de para-choque a para-choque, o que a deixa mais próxima da Toro (4,92 m) do que da Nissan Frontier (5,26 m).

Os três metros de entre-eixos garantem amplo espaço na cabine, que também adota diferentes truques para otimizar o conforto de passageiros e bagagens. Há porta-objetos sob o assento traseiro e um compartimento fechado debaixo da caçamba, como se fosse um porta-malas. O compartimento de carga, aliás, tem uma capota marítima que se enrola como uma cortina quando não está em uso.

O interior remete aos novos carros da Hyundai, com quadro de instrumentos digital (opcional) e multimídia com tela de 8 ou 10 polegadas com Android Auto e Apple Carplay. O pacote de equipamentos é amplo e pode incluir teto-solar, chave presencial, ar-condicionado digital, assistente de manutenção de faixa, controlador de velocidade adaptativo com frenagem autônoma de emergência (AEB) e câmeras 360º.

Apesar de reunir atributos de sobra para disputar o segmento entre Toro e Toyota Hilux, a Santa Cruz tem poucas chances de vir ao Brasil. À picape será feita nos Estados Unidos e brigará na faixa de entrada das picapes por lá — o mercado norte-americano tem volume maior na faixa de modelos maiores, como Chevrolet Silverado e RAM 1500.

Ascom

O Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) realizou reunião, por videoconferência, junto com os representantes da empresa Casa dos Ventos Energias Renováveis S.A.

A reunião discutiu parceria com o foco na regularização fundiária em áreas rurais de Pernambuco com potencial para a implantação de parques voltados à produção de energia limpa.

A parceria entre as instituições visa ampliar a entrega de títulos definitivos às famílias rurais que vivem em terras com maior potencial para instalação de parque eólico no Agreste. A partir do título em mãos, a população rural tem maior autonomia para aumentar a renda, através do arrendamento da terra.

“O Iterpe tem interesse em parcerias que ampliem o trabalho da regularização fundiária com vistas à titulação de imóveis, trabalho que resulta no desenvolvimento do Estado de forma sustentável”, afirmou o presidente do Iterpe, Henrique Queiroz.

Entre os anos de 2015 e 2016, foram geocadastrados 15 mil hectares nas áreas da Serra de Simões e da Serra do Inácio, terras localizadas nos municípios de Araripina e Ouricuri. O trabalho foi viabilizado através do Termo de Cooperação Técnica com vistas a Regularização Fundiária dos imóveis rurais, para a instalação das torres e linhas de transmissão do parque eólico da Chapada do Araripe. Além disso, em 2018, outros municípios do Agreste, como Caetés, Paranatama, Venturosa, Pedra, Pesqueira e Cachoeiras foram beneficiados com o projeto eólico.

Participaram da reunião o presidente do Iterpe, Henrique Queiroz, junto com a equipe do Instituto: Ivison Silva (coordenador de Ações Fundiárias); Cleodon Ricardo (assessor de Projetos); Bartolomeu Vieira (coordenador Jurídico). E dentre os representantes da Casa dos Ventos, o diretor presidente, Clécio Elói, e o coordenador de Regularização Fundiária, Daniel Monteiro.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou no seu Twitter, que o governo reduzirá as tarifas de importação para instrumentos musicais de corda (de 18% para 5%) e de skates (de 20% para 2%). As novas taxas serão cobradas a partir do dia 27 de abril, disse o presidente. A redução foi aprovada na última segunda-feira em reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex), grupo que reúne representantes de vários ministérios, além da Presidência.

Bolsonaro afirmou que, desde o início do governo, já foram zeradas ou reduzidas tarifas de importação de mais de 600 itens, que vão de saúde, alimentos, games e combustível.

O presidente não citou, mas na lista está também a redução a zero do imposto de importação de pneus, feita em janeiro para agradar aos caminhoneiros. Um mês antes, a Camex zerou tarifas de importação para revólveres e pistolas. A medida acabou sendo suspensa por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou à época que a isenção teria impacto de R$ 230 milhões ao ano e considerou o custo “muito baixo”.

No início do ano, após o próprio governo ter elevado o imposto de importação sobre itens necessários para combater a Covid-19, entre eles os cilindros de oxigênio, a Camex reverteu o aumento e manteve a isenção das tarifas para esses itens até o dia 30 de junho deste ano.

Durante a Operação Esforço Concentrado, em combate aos homicídios, assaltos e tráfico de drogas no Sertão, policiais militares da 2ª CIPM  receberam informações  que um suspeito estava portando arma de fogo na Fazenda Manguinha, zona rural de Cabrobó. 

Foi feito o deslocamento ao local, e encontrado o homem com uma espingarda calibre 12 e cinco munições intactas, além de uma pistola calibre .380, com 20 munições do mesmo calibre, em dois carregadores. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil do município, onde também foram entregues as armas apreendidas, para a tomada das providências legais.

alt

As equipes masculina e feminina da seleção brasileira, que vão disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na modalidade do futebol, descobriram nesta quarta-feira (21) os adversários que vão enfrentar na fase de grupos da competição. 

A seleção brasileira masculina defenderá o ouro olímpico conquistado no Rio, em 2016, em uma chave composta por Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita na primeira fase. O Brasil encabeçou o sorteio que definiu os confrontos do grupo D.

A trajetória do Brasil na competição começa em Yokohama, contra a Alemanha, no dia 22 de julho. O primeiro jogo é uma reedição da final olímpica de 2016, que conferiu o ouro ao Brasil, nos pênaltis. Em seguida, no dia 25, os atuais campeões enfrentam a Costa do Marfim, no mesmo estádio. A última disputa da primeira fase ocorre no dia 28 de julho, contra a Arábia Saudita, em Saitama.

Apenas as duas melhores equipes de cada grupo poderão seguir na competição. Ao todo são 16 seleções distribuídas em 16 chaves. Com o fim da fase de grupos, a disputa seguirá no formato mata-mata a partir das quartas de finais até a decisão.

Confira abaixo as informações sobre os jogos do Brasil:

1ª rodada

  • Brasil x Alemanha
    Estádio Yokohama
    Data: 22 de julho
    Horário: 5h30 (de Brasília)

2ª rodada

  • Brasil x Costa do Marfim
    Estádio Yokohama
    Data: 25 de julho
    Horário: 5h30 (de Brasília)

3ª rodada

  • Brasil x Arábia Saudita
    Estádio Saitama
    Data: 28 de julho
    Horário: 5h (de Brasília)

Veja quais seleções estão em cada grupo:

Grupo A

  • Japão
    África do Sul
    México
    França

Grupo B

  • Nova Zelândia
    Coreia do Sul
    Honduras
    Romênia

Grupo C

  • Egito
    Espanha
    Argentina
    Austrália

Grupo D

  • Brasil
    Alemanha
    Costa do Marfim
    Arábia Saudita

A Prefeitura de Sertânia, por meio da Secretaria Municipal de Educação, já iniciou a entrega dos livros didáticos para todos os 1.043 alunos matriculados na Educação Infantil do município. Os livros foram adquiridos com recursos próprios da Prefeitura, um investimento de mais de R$ 156 mil. Devido à pandemia do novo coronavírus, as atividades escolares estão sendo realizadas de forma remota e a entrega dos livros está obedecendo às orientações sanitárias de prevenção contra a Covid-19.

“Adquirimos esses livros com recursos próprios, é um material de excelente qualidade que chega para contribuir com a alfabetização dessas crianças. Estamos sempre trabalhando para continuar oferecendo aos nossos alunos as melhores condições de infraestrutura nos equipamentos educacionais e materiais didáticos de qualidade”, disse o prefeito Ângelo Ferreira, que esteve presente durante a entrega dos livros para estudantes do Centro de Educação Infantil Prefeito Raimundo Alves Góis Melo, na sede, na segunda-feira (19).

Foi adotada a Coleção Prosinha Educação Infantil, estruturada em três níveis e cada um se divide em dois volumes organizados em unidades temáticas ancoradas nos seguintes eixos: Linguagem oral e escrita; Matemática; Natureza e sociedade; Artes visuais; Música e movimento. A didática respeita as características de desenvolvimento de cada faixa etária e os campos de experiência previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a Educação Infantil. “Os professores da Educação Infantil participarão de algumas formações ao longo do ano. Nos dias 22 e 27 de abril realizaremos uma capacitação sobre a plataforma online da coleção para melhorar ainda mais a qualidade do ensino infantil”, disse a secretária municipal de Educação, Simoni Laet. Continue lendo

https://d1a5vuhmdbnak9.cloudfront.net/defesanet/site/upload/news_image/2019/08/44514.jpg

Nota Oficial

Em 28 de março de 2021, o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras aprovou uma resolução deliberando que o caminho a ser seguido para a disputa eleitoral de 2022 será definido em conjunto com a Direção Nacional do Partido, que tem como foco central derrotar Bolsonaro e seus aliados, autores do genocídio em curso e responsáveis pela tragédia sanitária e pelas investidas cotidianas contra a democracia e contra os direitos da classe trabalhadora. Para vencer esses desafios temos plena sintonia com a orientação nacional de que é necessário buscar construir o maior número possível de alianças das forças progressistas nos Estados, objetivo que, como é natural, coloca Pernambuco no centro desse debate com o protagonismo que sempre teve no País.

Neste sentido, o PT de Pernambuco envidará todos os esforços para construir um caminho coerente com essa orientação e com os interesses do Partido no Estado. Aguardaremos assim a abertura formal das discussões sobre as táticas a serem adotadas nos Estados, quando então definiremos o posicionamento do Partido em Pernambuco: alianças com outras forças (entre estas, a Frente Popular de Pernambuco) e indicação de nomes para eventuais composições majoritárias, ou a apresentação de candidatura ao governo do Estado. Até lá, vale destacar, eventuais lançamentos de nomes a esses postos refletem tão somente manifestações de ordem individual sem qualquer respaldo da instância estadual do Partido.

Recife, 20 de abril de 2021.

COMISSÃO EXECUTIVA PT PERNAMBUCO

A infecção pelo coronavírus passou a ser o principal motivo para a concessão do benefício por incapacidade temporária pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), segundo números do primeiro trimestre de 2021 levantados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Entre janeiro e março, 13.259 segurados do INSS precisaram se afastar do trabalho e receberam o benefício, antes chamado de auxílio-doença, devido a complicações de saúde geradas pela Covid-19.

O número é quase o dobro do que a segunda principal causa de concessão do auxílio, a hérnia de disco, que levou 8.053 trabalhadores a receber o auxílio-doença.

No ano passado, o coronavírus já tinha alcançado o terceiro lugar no ranking de afastamentos, com 37.045 casos entre março e dezembro.

Em primeiro lugar havia ficado o transtorno dos discos lombares (49.321 casos), seguido pela bursite e outras lesões na articulação do ombro (37.311).

Se comparadas as médias mensais de afastamentos por Covid-19 de 2020 e de 2021, foram 3.704 concessões mensais do auxílio no ano passado, contra 4.420 neste ano, o que mostra um avanço de 19,3%.  

Se tivesse atingido uma única categoria, o número de trabalhadores afastados neste ano devido à infecção pelo coronavírus seria maior que os cerca de 9.500 metroviários de São Paulo incluídos na campanha de vacinação da Covid-19 e representaria mais do que o dobro dos aproximadamente 6.200 guardas metropolitanos da capital paulista. Continue lendo

https://s2.glbimg.com/F7Qs4Owmq11JwQzbAH64UFLQJkg=/0x0:473x553/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2021/X/8/OA4pP3QxOdMzGsk4VxHA/vicente-nery.png

Agradecendo as orações dos fãs e amigos pela saúde do cantor Vicente Nery, o irmão e empresário Vilton Nery falou ontem ao comunicador Anchieta Santos, na Rádio Cidade FM, de Tabira.

Vilton informou que o artista tem reagido positivamente ao tratamento contra a Covid-19, em um hospital de Fortaleza, e que está deixando a UTI e sendo transferido para o apartamento onde deverá permanecer sobre cuidados médicos até o final de semana quando deverá receber alta.

Perguntado se teria ideia de onde Vicente Nery teria se contaminado com o vírus, Vilton respondeu que tinha dúvida sobre a ida a sua cidade natal, Pedra Branca, no interior do Ceará, onde lá teria tomado banho de açude com amigos e fãs.

Mas declarou acreditar que o pior teria acontecido durante uma Live que fez com cantores amigos, onde sua sobrinha também teria contraído a doença.

Folha Política

O secretário de Desenvolvimento de Pernambuco, Geraldo Julio, e a secretária executiva da pasta, Ana Paula Vilaça, andam debruçados sobre uma série de reuniões nos últimos dias, que visam a ajustes a serem imprimidos nas restrições estabelecidas pelo último decreto da gestão estadual, que previu, após a quarentena mais rígida de 14 dias, uma reabertura gradual a partir de primeiro de abril.

Além de irem à mesa com o secretário de Saúde, André Longo, Geraldo e Ana Paula também fizeram uma série de auscultas. Entre elas, com o Movimento Pró-Pernambuco, composto por entidades de classe representativas dos segmentos de indústria, comércio, serviços e de profissionais liberais. Como as restrições do último decreto perdem a vigência no próximo domingo, os auxiliares do governador Paulo Câmara andam fechando os últimos ajustes para anunciarem algumas reformulações.

Houve quem não descartasse que novas medidas pudessem ser anunciadas ainda hoje, quarta-feira, mas predomina, nos bastidores, a ideia de que o conjunto deve ser fechado até amanhã, quinta-feira.

“Tem setores totalmente fechados, o comércio de praia está totalmente fechado. Pode haver um ajustezinho”, observa uma fonte do governo, em reserva.

Nos sábados, domingos e feriados, as atividades econômicas estão permitidas, hoje, das 10h às 17h e há uma bolsa de apostas sobre flexibilização desse horário também.

Projeto prevê critérios para volta às aulas

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (20), o texto-base do projeto de lei que proíbe a suspensão de aulas presenciais durante pandemias e calamidades públicas, exceto se houver critérios técnicos e científicos justificados pelo Poder Executivo quanto às condições sanitárias do estado ou município. 

O projeto de lei, que agora vai para o Senado, torna a educação infantil, os ensinos fundamental e médio e a educação superior serviços essenciais, que são aqueles que não podem ser interrompidos durante a pandemia. Na prática, após aprovação do Senado, governadores e prefeitos não poderão mais determinar o fechamento dos estabelecimentos de ensino.

O texto prevê ainda, como estratégia para o retorno às aulas, critérios como prioridade na vacinação de professores e funcionários de escolas públicas e privadas e a prevenção ao contágio de estudantes, profissionais e familiares pelo novo coronavírus. Esse retorno deverá ter ações pactuadas entre estados e municípios, com participação de órgãos de educação, saúde e assistência social.

A relatora do texto, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), incorporou emendas que estabelecem protocolos para o retorno escolar. Ela destacou que muitas crianças da periferia, fora da escola, não têm alimentação adequada e não estão necessariamente isoladas. Continue lendo

No Agreste, árvore jorra água e católicos acreditam ser milagre; veja vídeo

Uma árvore está jorrando água há vários dias na cidade de São Joaquim do Monte, no Agreste pernambucano. Plantada ao lado do santuário dedicado a Frei Damião, a árvore estaria relacionada a um milagre, acreditam fiéis católicos da região. 

Todos os anos, entre os meses de agosto e setembro, o santuário recebe milhares de fieis devotos do Frade Capuchinho. A árvore onde o fenômeno foi notado foi podada recentemente e, desde então, uma água cristalina tem saído do seu interior. 

Desde que o assunto se espalhou pelas redondezas, várias pessoas têm ido ao local recolher a água com garrafas e copos. O pároco de São Joaquim do Monte, padre José Isael, disse que ainda não há explicação para o fenômeno. 

“A pessoa que trabalha lá disse que era uma coisa fantástica: estava jorrando água. Até hoje, mais de cinco dias depois, continua jorrando essa água no Cruzeiro. Agora, a gente ainda não sabe explicar. A explicação é um mistério. Mistério não se explica, só se contempla”, disse o padre.

Romeiros de outras cidades já começam a se deslocar até o local em busca da água. “O que me motivou a vir aqui foi à fé e o milagre. Sou devota de Frei Damião e quando soube desse fato quis vir aqui. Vou levar a água para alguém e vou tomar ela”, disse a dona de casa Rosilda, que saiu de Camocim de São Félix até São Joaquim, quando soube do caso. 

Ciência Continue lendo

Aos 61 anos, morre no Recife o cantor Augusto César, que estava com covid-19

Do Jornal do Commercio

O cantor Augusto César, de 61 anos, morreu no Recife, na noite dessa terça-feira (20). Diagnosticado com a covid-19, o cantor estava internado no Hospital HapVida da Caxangá, na Zona Oeste, desde o domingo (18).

A morte de Augusto César foi confirmada por volta das 22h30, pela equipe médica.

Piora

O filho de Augusto César, o músico José Augusto, afirmou que ele passou mal em casa. O cantor foi socorrido para um hospital público, mas o quadro foi se agravando. “Ontem, ele teve que ser transferido para o HapVida, onde recebeu todo o atendimento dos médicos, inclusive teve que ser entubado”, explicou.

Confirmação de covid-19

A equipe do cantor Augusto César, de 61 anos, confirmou o diagnóstico de covid-19 do artista, nessa terça-feira (20). O cantor tinha diabetes, e a covid-19 causou comprometimento dos rins, segundo informou a nota.

“Viemos através das redes sociais do cantor Augusto Cesar confirmar que nosso querido cantor encontra-se hospitalizado.

Augusto tem diabetes e foi confirmado para covid-19, causando comprometimento dos rins. Contudo ele está sendo bem cuidado e seu quadro é estável.

Contamos com vossas orações para que, em breve, possamos ouvir sua voz cantando e nos encantando novamente.

E não esqueçam! Cuidem-se e cuidem dos seus”.

Enterro

O cantor deve ser enterrado ainda nesta quarta-feira (21). “Ainda não confirmamos a hora do enterro, mas queremos que seja ainda hoje”, disse. O filho de Augusto César informou também que o sepultamento deve ser acompanhando apenas pelos familiares mais próximos.

Policiais portugueses checam passageiros de carros na fronteira com a Espanha

O Globo

Dados do Ministério das Relações Exteriores obtidos pelo Portugal Giro revelam: o número de brasileiros presos e detidos no exterior até o fim de 2019 – ano mais recente – subiu 39,2%. O total, segundo o Itamaraty, é de 4.982. Em 2018 eram 3.579.

Na Europa, são 1.616 (+10% em relação a 2018) e a maior quantidade está em Portugal: 524. Em dezembro de 2014, eram 285, um aumento de 83%.

Tráfico e porte de drogas são os motivos principais no geral (1.042 / 49,17%). Em Portugal, no primeiro semestre, 400 kg de cocaína foram apreendidos dentro de um contêiner vindo do Brasil. Em outubro, 170 kg da droga estavam escondidas em um jatinho. Já em fevereiro deste ano, outro jatinho rumo a Portugal foi apreendido em Salvador.

O sociólogo Antonio Pedro Dores, autor de livros sobre as prisões e a população carcerária de Portugal, diz que o perfil brasileiro é diverso.

– Fiz entrevistas com presos brasileiros e lembro de um homem que roubava bancos, tentou sair do mundo do crime do Brasil e acabou cumprindo pena em Portugal. Também lembro de mulheres que usaram a imigração para sair dos problemas familiares do Brasil, disse Dores.

O sociólogo relatou as condições das prisões portuguesas: Continue lendo

Empresa "Criminal Investigations Training Group", dos Estados Unidos, se colocou à disposição para contribuir com as investigações do caso.  — Foto: Redes Sociais

G1

Cinco anos e quatro meses após o assassinato de Beatriz Angélica Mota, a autoria do crime não foi descoberta. A menina foi encontrada morta, dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, com 42 marcas de facadas no corpo. O caso que chocou o município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco ganhou projeção internacional. Essa repercussão chamou atenção da empresa “Criminal Investigations Training Group”, dos Estados Unidos, que se colocou à disposição para contribuir com as investigações do caso.

“Desde setembro que essa empresa nos procurou, nos contatou, procurou informações do caso. Claro que está sob sigilo, então a gente precisa ter um pouco de cautela com todos aqueles que vêm nos ajudar, que querem contribuir com o caso de Beatriz. Eles (empresa americana/foto) contactaram a Polícia Civil, a chefia da Segurança Pública”, explicou o pai de Beatriz, Sandro Romilton Ferreira da Silva.

O objetivo do contato feito em setembro de 2020, foi tentar uma cooperação formal com a polícia brasileira para solução do caso. A “Criminal Investigations Training Group” solicitou apoio do Consulado Americano em Recife. De acordo com a mãe de Beatriz, Lúcia Mota, a expectativa da família era de que rapidamente a cooperação fosse firmada e as investigações avançassem.

“A gente corre contra o tempo, porque infelizmente quanto mais tempo passa, pior fica para o inquérito para Beatriz. A gente contava no mínimo com o Governo do Estado, uma resposta rápida e que essa cooperação fosse feita da forma mais rápida possível, porque eles só têm a colaborar, não só para o inquérito de Beatriz, mas na verdade para deixar um legado todo para o estado de Pernambuco”. Continue lendo