Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Em segundo turno a Câmara de Vereadores de Tabira, sob a presidência da vereadora Nelly Sampaio, esteve reunida e votou ontem á noite em regime de urgência, o Projeto de Lei do Executivo que estabelece novas medidas de endurecimento pelo isolamento social no combate ao Covid-19.

Com algumas emendas o Projeto de número 08/2020 foi votado, aprovado e será encaminhado para sanção do executivo. As alterações tratam da restrição da circulação de pessoas no espaço público entre 20h e 4h da manhã e não às 19h como havia proposto o executivo.

Ao invés de multa em dinheiro como sugeriu o Projeto, a Câmara definiu as penalidades em caráter educativo.

A lei terá validade pelo período de 15 dias podendo ser prorrogado por igual período. O fechamento dos serviços essenciais será limitado até ás 17h de segunda á sábado com fechamento ao domingos, com exceção para farmácias e postos de gasolina. As informações foram repassadas ao Blog PE Noticias pelo comunicador Anchieta Santos, das rádios Pajeú FM, e Cidade FM, de Tabira.

Por Franklin Portugal*

A pandemia tem levado vidas e mais vidas, abreviando trajetórias de pessoas que tinham sonhos e planos em seus caminhos, e é uma verdade. Que o novo coronavírus tem mexido com tudo que é de rotina, isso é fato. Que tem arrasado o calendário do futebol, desprogramado praticamente um ano inteiro de partidas, é claro que sim.

Mas, o isolamento social tem proporcionado algo que só fãs apaixonados vão buscar nos arquivos que possam ter no computador. Ou mesmo achar nos buscadores de vídeos da internet como o Youtube. Quem não se recorda daquele jogo marcante do passado? Quem não lembra aquele lance que determinou um título, um acesso pro seu clube? Ou ainda mais: quem nunca ouviu falar do pai daquele timaço de um tal ano, daquela seleção sensacional que deixou saudade?

Pois é, nestes dias sem futebol por conta da pandemia, a moda é reprises na Tv de jogaços, com narração e comentários atuais diretamente de estúdios. É como uma leitura nova da partida emocionante, mas com imagens que saem direto do túnel do tempo.

No próximo domingo, por exemplo, a Globo Nordeste reprisa às 15h45 o jogo Santa Cruz x Portuguesa (SP), pela Série B de 2005. Naquele ano, o tricolor teve uma campanha elogiável, terminando a Série B sem perder uma só partida no Arruda. Quem deu play várias vezes nesse jogo só na memória, agora vai poder ver novamente no domingo que vem.

Essas reprises são interessantes. Porque, por exemplo, sou de 1981. Ou seja, não estava aqui ainda pra ver a Copa de 70, com aquela Seleção fantástica de Clodoaldo, Rivelino, Gerson, Carlos Alberto, Pelé. E eu tinha só 1 ano de vida na Copa de 82, com uma maravilha de Seleção de Júnior, Cerezzo, Falcão, Sócrates, Zico. Só ouço falar como esse time encantava.

Por um lado fico curioso para ter a chance de ver tais reprises.

Mas, quando sei que o italiano Paolo Rossi nos eliminou em 82, fazendo 3 gols no jogo, nos tirando das quartas de final, com placar final de 3 x 2 para Itália, aí penso melhor: melhor ver outras reprises, existem outras para não doer em mim, quem nem tinha nascido.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) divulgou nesta segunda-feira (24) mais uma parcial do Índice de Isolamento Social.

O levantamento mostra que os municípios do Pajeú estão longe de alcançar os 70% recomendados pelas autoridades de saúde. O melhor ranqueado na região é Triunfo, que tem índice de isolamento de 55%. Em se tratando de Estado, o município ocupa apenas o 30ª posição.

A segunda colocação no Pajeú é de Brejinho com índice de 53,8%, seguido de Flores (52,9%), Iguaracy (51,5%) e Quixaba (50,4%). Ao lado de Triunfo, esses quatro municípios são os únicos da região que mantém o isolamento acima dos 50%.

Com 75 casos de coronavírus confirmados, Serra Talhada tem isolamento de apenas 49,3%. O mesmo acontece em São José do Egito, que apesar das 17 confirmações tem índice de 49%. Afogados da Ingazeira registra isolamento de 47,1% e Itapetim viu o índice cair para 43,7%, mesmo com o número de casos tendo subido para 11.

A situação é ainda pior em Carnaíba (42,9%), Tabira (42,4%), Tuparetama (42%), Solidão (41,8%), Santa Terezinha (40,7%), Calumbí (40,2%), Ingazeira (40,2%) e Santa Cruz da Baixa Verde (37,4%).

Os dados para a extração das informações são realizados a partir da tecnologia de geolocalização de celulares desenvolvida pela In Loco.

Prefeitos de várias partes do Estado e 21 parlamentares pernambucanos, entre deputados federais e senadores, participaram, nesta segunda-feira (25), de uma assembleia extraordinária promovida pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) para tratar de temas de interesse dos gestores municipais relacionados à pandemia da covid-19. Na ocasião, os prefeitos pediram apoio aos congressistas para o adiamento das eleições municipais deste ano – marcadas para 4 de outubro –, com prorrogação de mandatos até 2022, solicitação que dividiu opiniões no encontro.

José Patriota (PSB), presidente da Amupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, explicou que, pela primeira vez, os prefeitos de Pernambuco tiveram a oportunidade de debater o pleito de 2020 com parlamentares dentro do contexto da crise criada pelo novo coronavírus. Segundo o socialista, na visão do movimento municipalista o País não teria condições sanitárias de realizar um evento tão grande quanto uma eleição em meio a uma pandemia.

“Na conjuntura atual, a maior parte dos prefeitos pernambucanos acha que a melhor opção seria adiar as eleições deste ano para 2022, unificando os pleitos. A apreensão dos gestores é muito grande. O povo sinaliza, nas pesquisas, que não quer eleições esse ano, pois não quer se contaminar. Além disso, não há segurança sanitária de que será possível fazer isso esse ano. Se der pra fazer, ótimo, o calendário tem que ser cumprido. Mas o problema não é só a data da eleição, são as etapas que a antecede”, pontuou Patriota.

Outro ponto levantado por José Patriota para defender a suspensão do pleito foi a economia gerada pelo gesto. Presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi informou que um levantamento produzido pela entidade aponta que “com o adiamento das eleições, os cofres públicos teriam uma economia de cerca de R$ 6,5 bilhões, que poderiam ser investidos para ajudar o País a se reerguer no pós-pandemia”. Continue lendo

Jailson Correia, secretário de Saúde do Recife

Com a suspensão dos testes com a hidroxicloroquina e cloroquina, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em pacientes com Covid-19, o governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife optaram por seguir a recomendação da entidade, que parou as avaliações com ambas as medicações após um estudo associá-las a um maior risco de morte em pacientes com o novo coronavírus. “Não recomendaremos o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina, como também vamos retirar as medicações do protocolo de uso hospitalar e da atenção primária à saúde”, informou ontem secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia (foto), em coletiva de imprensa transmitida pela internet. 

Ele destacou que, apenas em casos muito específicos, ambos os medicamentos poderão ser avaliados para utilização em situações pontuais. “Essa posição será mantida enquanto não houver novas evidências sobre o uso (da hidroxicloroquina e da cloroquina no tratamento dos pacientes com sintomas de Covid-19)”. Na visão do secretário, a conduta da Secretaria de Saúde do Recife parte do seguinte pressuposto: primum non nocere – termo, em latim, da bioética que significa “primeiramente, não prejudicar”. Para Jailson, trata-se do “princípio da não maleficência”.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES) informou que, nas orientações para a rede assistencial para o paciente com Covid-19, não recomendava o uso da cloroquina nem da hidroxicloroquina. “O material só orientava o profissional médico a avaliar seu uso de acordo com nota técnica do Ministério da Saúde. Com novos achados científicos, a SES sugere que médicos sigam a recomendação da OMS, de suspender o uso das substâncias nos pacientes com Covid-19”.

Também ontem, na coletiva de imprensa, o médico Demetrius Montenegro, chefe do setor de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), lembrou que a instituição participa do estudo multicêntrico da OMS para avaliação de tratamentos medicamentosos. Com a suspensão dos testes pela OMS, o Huoc deixa de utilizar cloroquina e hidroxicloroquina em novos pacientes. As medicações só continuam sendo prescritas para aqueles pacientes, internados no hospital, que já estavam utilizando os medicamentos. Continue lendo

As chuvas devem persistir ainda nesta terça-feira (26) em todas as regiões do Estado, de acordo com informações da Agência Pernambucanas de Águas e Clima (Apac). A Região Metropolitana do Recife vai ter chuva durante a manhã e a noite, de intensidade fraca a moderada em áreas isoladas.

Também de intensidade fraca a moderada, as chuvas no Agreste e Sertão acontecem durante a tarde e a noite, em áreas isoladas.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada manhã e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável

Máxima: 32° Mínima: 22°

Mata Norte

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada manhã e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 21°

Mata Sul

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada manhã e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 22°

Agreste

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 35° Mínima: 17°

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 37° Mínima: 17°

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 37° Mínima: 22°

Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro atribuiu ontem a imagem ruim do Brasil no exterior ao fato de a imprensa internacional ser “de esquerda”. “A imprensa mundial é de esquerda. O (Donald) Trump (presidente dos EUA) sofre muito com isso”, disse o presidente a uma apoiadora na saída do Palácio da Alvorada. 

Bolsonaro vem sendo duramente criticado pela imprensa internacional. Ontem foi a vez do Financial Times publicar um artigo afirmando que ele está levando o Brasil ao “desastre” com sua condução da crise. Fundado em janeiro de 1888 – pouco antes de a princesa Isabel assinar a Lei Áurea –, o Financial Times é um jornal focado em temas econômicos e de forte caráter liberal. 

A crítica a Bolsonaro foi assinada pelo colunista Gideon Rachman, o principal analista de assuntos externos do jornal. No texto, ele disse que o presidente brasileiro adotou uma abordagem semelhante à de Donald Trump, mas ainda mais “irresponsável e perigosa”. 

“Ambos os líderes ficaram obcecados com as propriedades supostamente curativas da hidroxicloroquina. Mas, enquanto Trump está apenas tomando o produto, Bolsonaro forçou o Ministério da Saúde a emitir novas diretrizes, recomendando o medicamento para pacientes com coronavírus”, escreveu. “O Brasil está pagando um preço alto pelas palhaçadas de seu presidente.”

No fim de semana, a revista americana Time publicou uma reportagem com o título “Brasil começa a perder a luta contra o coronavírus – e seu presidente está olhando para o outro lado”. “O presidente pode ainda sobreviver, mas muitos cidadãos brasileiros não vão”, afirmou a reportagem, ao falar que Bolsonaro incentiva as pessoas a abandonarem o isolamento social. Continue lendo

Givaldo Barbosa

Jair Bolsonaro conta que Celso de Mello só lhe dará trabalho por mais seis meses — em novembro, completa 75 anos e, pela lei, tem que se aposentar do STF.

Mas as coisas podem não caminhar assim.

O PDT, PT, PSB, PV, Rede e o PCdoB entram hoje na Câmara com um pedido de modificação da PEC 457 — que, em 2015, aumentou de 70 anos para 75 anos a idade da aposentadoria compulsória dos ministros dos tribunais superiores e do TCU.

O que esses cinco partidos desejam é que a idade-limite para a aposentadoria compulsória suba para 80 anos.

De cara, essa nova PEC da Bengala evitaria que Celso de Mello se aposente já — além de outros, como Marco Aurélio Mello, que completa 75 anos em julho do ano que vem. E o sonho de Bolsonaro de nomear um ministro “terrivelmente evangélico” teria que esperar muito mais.

Ministro da Educação, Abraham Weintraub

O plenário do Senado aprovou nesta segunda-feira (25), requerimento de convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar esclarecimentos sobre declarações que fez na reunião ministerial de 22 de abril, após a divulgação de vídeo do encontro por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O dia da participação de Weintraub no Senado – que é obrigatória, por se tratar de convocação – ainda não está definida. Entre outras declarações, o ministro da Educação defendeu, na reunião de abril, que botaria “vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

A fala de Weintraub foi revelada no vídeo da reunião que faz parte do inquérito em que, segundo o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro tentou pressioná-lo a mudar o comando da Polícia Federal.

Na decisão em que autorizou a divulgação do vídeo, o ministro Celso de Mello, do STF, disse ter constatado a ocorrência de “aparente prática criminosa” cometida por Weintraub ao se referir à Corte.

A autora do requerimento foi a senadora Rose de Freitas (Podemos-ES). “Eu achei que estava vendo um filme de terror. Mas quando vi o ministro da Educação, tive certeza que era uma panaceia, um desrespeito”, disse Freitas. “Quero perguntar quem são os ‘vagabundos’ que precisam ser presos? Palavras não são em vão.”

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também apresentou um requerimento. “Nos vídeos e na sua transcrição, Weintraub destila ódio, em termos claros, enfáticos e chocantes, contra o povo indígena e o povo cigano, nos seguintes dizeres”, diz o senador no requerimento. Continue lendo

O ministro Luis Roberto Barroso assumiu nesta segunda-feira (25) a presidência do Tribunal Superior Eleitoral com uma sinalização de quais devem ser os requisitos para o adiamento das eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus. Embora deixe claro que não há nenhuma decisão tomada, o ministro descartou, apenas, o cancelamento do pleito para 2022. Barroso vai presidir a corte até 2022 — seu vice será o ministro Edson Fachin. Caberá ao novo presidente conduzir as eleições municipais deste ano.

“Em conversas preliminares com os ministros, o presidente do Senado e com o presidente da Câmara, constatei que todos estamos alinhados em torno de algumas premissas básicas: as eleições somente devem ser adiadas se não for possível realizá-las sem risco para a saúde pública; em caso de adiamento, ele deverá ser pelo prazo mínimo inevitável; prorrogação de mandatos, mesmo que por prazo exíguo, deve ser evitada até o limite; o cancelamento das eleições municipais, para fazê-las coincidir com as eleições nacionais em 2022, não é uma hipótese sequer cogitada”, disse em seu discurso — que também defendeu que as questões de saúde pública devem ser tratadas por sanitaristas. 

Segundo Barroso, uma das grandes preocupações da Justiça Eleitoral são as chamadas fake news — ou, em suas palavras, “as campanhas de desinformação, difamação e de ódio”. “Na medida em que as redes sociais adquiriram protagonismo no processo eleitoral, passaram a sofrer a atuação pervertida de milícias digitais, que disseminam o ódio e a radicalização. São terroristas virtuais que utilizam como tática a violência moral, em lugar de participarem do debate de ideias de maneira limpa e construtiva”, disse.  Continue lendo

Reunião de Jair Bolsonaro e ministros no dia 22 de abril

Agentes da Polícia Federal apreenderam no final da tarde desta segunda-feira (25) no Palácio do Planalto a câmera que gravou a reunião do dia 22 de abril entre o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe de ministros.

O material foi levado para perícia. Os agentes querem verificar se houve algum tipo de edição no material que foi divulgado após decisão do ministro Celso de Mello, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF).

O Senado aprovou nesta segunda-feira (25), por unanimidade, projeto que proíbe o corte de serviços públicos sem aviso prévio e em fins de semana, feriados e as suas respectivas vésperas. A matéria vai à sanção presidencial.

A proposta é de autoria do Senador Weverton (PDT-MA) e estabelece que a interrupção de serviços como água e luz não ocorrer ou ter início na sexta-feira, no sábado ou no domingo. Também está proibido o corte em feriados e vésperas de feriados.

Ainda assim, a empresa que quiser cortar o fornecimento deverá comunicar o consumidor informando o dia e o horário em que ocorrerá. Deve ser obrigatoriamente em horário comercial. Caso isso não seja feito, a empresa será multada e o cliente não precisará pagar nenhuma taxa de religamento.

Originalmente, o texto do Senado proibia a cobrança dessas taxas em qualquer situação. Os deputados, entretanto, trocaram esse trecho. A relatora da matéria, senadora Kátia Abreu (PP-TO), pediu a retomada da ideia inicial em seu 1º relatório. Ela foi convencida, porém, pelo líder do governo na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), a abrir mão desse veto à cobrança.

Foi feito um acordo envolvendo os senadores, governo e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que esta última fiscalize a cobrança de valores abusivos como taxas de religação de serviços. A relatora criticou a falta de um padrão nacional nesses valores, fazendo com que alguns Estados pagassem muito mais que outros.

A Folha de S.Paulo e o Grupo Globo anunciaram que não enviarão mais repórteres para a cobertura em frente ao Palácio da Alvorada. A medida foi seguida também pela Band, Correio Braziliense e Metrópoles.

Nesta segunda-feira (25), apoiadores de Bolsonaro hostilizaram jornalistas que estavam na porta da residência oficial do presidente. Na ocasião, o chefe do Executivo fez novas críticas à imprensa. “O dia que vocês tiverem compromisso com a verdade eu volto a falar com vocês”, disse Bolsonaro.

Desta vez, os bolsonaristas tiveram o dobro do espaço que habitualmente é destinado a eles no local. Ficaram em dois “cercadinhos” – um ao lado da imprensa e outro à frente.

A Folha afirmou (leia aqui) que retomará a cobertura no local “somente depois das garantias de segurança aos profissionais por parte do Palácio do Planalto”.

Já o Grupo Globo enviou carta ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. Declarou que seus profissionais “vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico”.

O Gabinete de Segurança Institucional costuma permitir a entrada de aproximadamente 30 pessoas. Havia cerca de 60 nesta segunda-feira. Os apoiadores se dividiram em dois grupos.

Depois que o presidente foi embora hoje, o grupo de apoiadores que estava do outro lado da rua andou livremente até a frente da área destinada à imprensa. De lá, hostilizaram os profissionais, junto com o grupo que já estava posicionado ao lado dos repórteres (como ocorre diariamente).

 Leia a íntegra da carta do Grupo Globo, assinada pelo vice-presidente de Relações Institucionais da empresa, Paulo Tonet Camargo: Continue lendo

No primeiro pregão da Bolsa de Valores de São Paulo depois da exibição do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, na qual ficou clara a disposição do presidente Jair Bolsonaro de intervir na Polícia Federal, os investidores “compraram” com tudo a possibilidade de privatização do Banco do Brasil (BB). As ações da instituição registram alta de mais de 10%. 

Os investidores se empolgaram com as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o BB está pronto para ser vendido. “Tem que vender a porra do Banco do Brasil logo”, disse ele. Bolsonaro ressaltou, porém, que a privatização do BB só ocorrerá em 2023, caso ele seja reeleito. 

Não é de hoje que se sabe que o Banco do Brasil vem sendo preparado para a privatização. Essa, por sinal, foi a principal missão dada por Paulo Guedes a Rubem Novaes, quando convidou o executivo para comandar o banco controlado pelo Tesouro Nacional. 

Novaes deu passos importantes para enxugar o BB e entregá-lo, de preferência, ao capital estrangeiro com o argumento de que o governo quer aumentar a concorrência bancária no país. O BB, por sinal, já vendeu a participação que tinha na resseguradora IRB Brasil e na Neoenergia. Anunciou acordo para privatizar o BB Banco de Investimentos e avisou que venderá a BB DTVM e o BB Américas. 

O presidente do BB é um dos mais radicais defensores de Bolsonaro. Tanto que endossa todo o discurso reacionário do chefe do Executivo. Não é só: a fidelidade de Novaes a Bolsonaro é tão canina, que o filho 02 do presidente, o vereador Carlos, obrigou a instituição a voltar a anunciar em sites especializados em espalhar fake news. Ao ser denunciado, o BB suspendeu as propagandas, mas Carlos fez o banco recuar. 

Para especialistas, o Banco do Brasil sempre pagou um preço alto por sob controle do Tesouro e por ser usado politicamente em troca de apoio ao governo no Congresso. Com a perspectiva de privatização, no entanto, uma outra perspectiva se abre. Às 16h51, as ações ordinárias do BB estavam cotadas a R$ 31,43, com valorização de 10,24%. No ano, porém, caem 39,78%.

Candidatos de um concurso público realizado pela Câmara de Vereadores do município de Flores, no Sertão de Pernambuco, no dia 15 de março de 2020, solicitam da empresa Contemax a divulgação dos resultados anunciados no edital antes do concurso. Segundo eles, as datas do edital não estão sendo respeitada.

Leia o edital completo.

Eis a nota:

Em nota os candidatos afirmam que: “A empresa Contemax, contratada pela Câmara Municipal do município de Flores para realização do concurso público deste Órgão, não vem cumprindo as normas do edital n° 001/2019 do referido concurso, deixando vários candidatos lesados, com um atraso de mais de 30 dias para publicação do resultado dos recursos e divulgação do resultado preliminar.

Resultado esse que estavam marcado para sair no dia 14.04.2020, etapas estas que de acordo com o edital, deveriam sair juntas. Vindo divulgar somente o gabarito definitivo, e mesmo assim com vários erros. A etapa de divulgação do resultado preliminar que já deveria ter sido divulgada, mas continua em segredo por parte da empresa, deixando assim centenas de candidatos lesados, pois não há nem um tipo de calendário a ser seguido.

Os candidatos não tem qualquer tipo de resposta, nem via e-mail, nem por telefone. Os candidatos prejudicados então organizando uma ação junto ao Ministério Público de Pernambuco para apuração desta irregularidade, e assim terem uma resposta sólida”.