Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

O campus do IFPE em Afogados da Ingazeira lançou o edital para concessão de Benefício Financeiro Eventual para atender a estudantes em situação de vulnerabilidade econômica em função da epidemia da Covid-19.

O prazo para inscrições é de 22 a 29 de maio e elas poderão ser feitas exclusivamente pelo sistema Fluxo (www.fluxo.ifpe.edu.br), acompanhe o passo a passo disponibilizado.

Poderão se inscrever estudantes de cursos presenciais da educação básica e graduação, que não tenham sido contemplados no Programa Bolsa Permanência regidos pelo Edital nº 06/2020-GR/IFPE.

Para solicitar o benefício eventual, o/a estudante deverá utilizar o e-mail institucional. Caso não tenha, deverá criá-lo através do link: https://meuemail.ifpe.edu.br/estudantes/.

O valor mínimo do auxílio é de R$ 130, a ser pago preferencialmente em parcela única, de acordo com a análise socioeconômica realizada pelo Serviço Social. Os estudantes precisam possuir conta bancária em seu nome.

O estudante cuja solicitação seja atendida será notificado por meio do fluxo.ifpe.edu.br e/ou do e-mail cadastrado, ocasião em que será informado também do valor a ser recebido.

A Coordenação de Apoio ao Estudante e ao Ensino (CAEE), chama a atenção para a importância dos estudantes postulantes lerem com atenção o edital para evitar que ocorram falhas no ato da inscrição.

Dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail: cae@afogados.ifpe.edu.br

Confira o edital (Retificado em 22/05/2020)

Acesse o Tutorial para realizar a inscrição.

Quando uma tomografia feita na madrugada do dia 19 de março em um hospital particular de Campo Grande constatou que 75% de seus dois pulmões estavam comprometidos, João Antônio de Marco (foto abaixo), fazendeiro, empresário do ramo da construção civil e ex-secretário de Obras da capital de Mato Grosso do Sul, não teve alternativa antes que uma piora em seu quadro ocorresse: contratou uma UTI aérea para ser transferido para um hospital de ponta em São Paulo. Depois de mais de sessenta ligações entre empresa de táxi-aéreo (a Brasil Vida), ambulâncias, hospital e médicos, o paciente decolou em um modelo Bombardier Learjet 75 rumo a Congonhas, onde uma ambulância já esperava na pista de pouso para levá-­lo ao Hospital Sírio-Libanês. O paciente, de 67 anos, passou catorze dias internado, alguns deles em estado grave, até receber alta.

Não foi um caso isolado. No país assolado pela pandemia, o vai e vem de aviões executivos transformados em UTIs aéreas aumentou. Evidentemente, é uma operação de custo alto: não raro, a conta é superior a 100 000 reais, dependendo da distância. Com 46 empresas homologadas pela Anac para fazer esse serviço, o setor viu crescer o número de viagens em 50% desde o início da crise. “Tem dias que fazemos quatro voos de cidades afetadas tendo, em geral, São Paulo como destino”, diz Daniel Henrique Costa Souza, diretor comercial da Brasil Vida, companhia de táxi-aéreo de Goiânia, em Goiás. Seus principais passageiros partem de cidades como Manaus, Belém, São Luís e João Pessoa. Embora as capitais do Norte e Nordeste possuam alguns bons hospitais privados, vários deles registram problemas, como falta de vagas e baixas elevadas entre as equipes médicas por causa de contaminação.

Muitas vezes tirados de dentro de UTIs de hospitais, os passageiros são transportados em cápsulas plásticas para evitar a contaminação dos tripulantes. Como a Covid-19 tem a característica de agravar o quadro do paciente em uma velocidade tremenda, nem sempre o resgate se mostra possível. “Já ocorreu de chegar ao hospital e o paciente não ter resistido, sendo que havíamos sido requisitados menos de uma hora antes”, lembra Diogo Vilella, gerente de marketing da Sete Táxi Aéreo, sediada em Goiás. A empresa realizou quarenta voos de UTI aérea em abril, o dobro do que foi contratado no mesmo período no ano passado. De modo geral, os hospitais da cidade de São Paulo representam o destino de 80% de voos desse tipo. Quase todos os clientes vão para os leitos do Albert Einstein, Oswaldo Cruz e Sírio-­Libanês — esse último registrou aumen­to de 40% de transferências de pacientes de fora de São Paulo em relação ao mesmo período de 2019. Continue lendo

Três homens são presos em flagrante com R$100 mil reais sem comprovação em Belém do São Francisco — Foto: PRF

G1

Neste sábado (23), três homens foram presos em flagrante com R$110 mil sem comprovação em Belém do São Francisco, no Sertão de Pernambuco.

De acordo com Polícia Rodoviária Federal (PRF), os suspeitos foram abordados durante uma fiscalização. Quando as cédulas foram encontradas em dois sacos plásticos, o motorista apontou que o dinheiro era da venda de cebolas, mas não apresentou nenhum comprovante da transação.

Os três homens foram conduzidos à delegacia de Polícia Federal de Salgueiro que irá investigar o caso.

As lideranças partidárias do Senado e da Câmara entraram em acordo e irão votar em plenário o adiamento das eleições municipais deste ano para o dia 6 de dezembro. Nas cidades onde houver segundo turno, a data é 20 de dezembro.

O consenso foi em torno da proposta do senador Randolfe Rodrigues em consonância com outros parlamentares. “Como se trata de emenda constitucional, ficou decidido que a votação do acordo não será virtual, mas presencial”, revela o deputado federal Paes Landim.

Eleições em dois dias

Para reduzir aglomerações e a exposição de eleitores ao novo coronavírus, uma das hipóteses em discussão é que as eleições municipais deste ano tenham dois dias de votação, disse o ministro Luís Roberto Barroso, que assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esta próxima semana.

Para isso, seria preciso um gasto adicional de R$ 180 a 200 milhões, que é o custo estimado pelo TSE de um dia adicional de eleição. Diante do quadro de crise fiscal, porém, outra possibilidade seria expandir o horário de votação, para que durem 12 horas, o que teria um custo menor.

“Em vez de irmos até às 17h, iríamos talvez até às 20h, e começar às 8h. Portanto seriam 12 horas de votação. Esta é uma ideia, é uma possibilidade. Essa não depende de lei, podemos nós mesmos regulamentar no TSE”, disse o ministro, durante uma live promovida pelo jornal Valor Econômico.

A bancada de Pernambuco, coordenada pelos deputados federais Augusto Coutinho (Solidariedade) e Wolney Queiroz (PDT) participa nesta segunda-feira (25), da Assembleia da Associação Municipalista (Amupe) com todos os prefeitos do estado. “Fomos convidados e aceitamos porque é muito importante estarmos em diálogo com os prefeitos neste momento. Tem muitas questões que têm sido levantadas e dizem respeito ao trabalho no Congresso. Especialmente projetos em discussão como os que envolvem repasses para os municípios enfrentarem este momento de crise decorrente da pandemia”, disse Augusto Coutinho.

Entre os assuntos que devem ser levantados está um possível adiamento das eleições municipais. Em uma coletiva no dia 19, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) anunciou a criação de uma comissão mista composta de deputados e senadores para debater o adiamento do pleito municipal deste ano, sem a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores. Outro assunto que deve ser levantado pelos gestores municipais diz respeito ao pagamento de obrigações previdências e de precatórios neste momento de pandemia.

“São questões delicadas e que têm impacto direto sobre os caixas dos municípios e sobre a população que vive nestas cidades, especialmente as do interior. Este é um momento grave, pois, se por um lado os prefeitos precisam destinar mais recursos para saúde e assistência social, por outro têm visto quedas significativas nas arrecadações via impostos. E a União tem esse papel de prestar socorro, por isso creio que a conversa com os parlamentares, neste momento, é essencial, tanto para ouvirmos as necessidades deles, quanto para falarmos sobre o que tem sido feito”, comentou Augusto Coutinho.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), Áureo Cysneiros, denunciou, na tarde deste sábado (23), em suas redes sociais, em vídeo onde faz um apelo à Câmara de Vereadores do Recife para que ajam com mais eficiência na fiscalização dos recursos públicos destinados para o combate a pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus. 

A gestão Geraldo Júlio vem sendo alvo de diversos casos investigativos relacionados a superfaturamentos em licitações, enfrentando também uma grave crise moral tendo secretários presos pela Policia Federal, o que para Áureo é inaceitável e caracteriza omissão por parte da Câmara de Vereadores.

“Recife se tornou protagonista e está sendo visto por todo território nacional como uma gestão com muita falta de transparência e com diversos casos de corrupção”, refletiu, e enfatizou a necessidade de instalação de uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI) para apurar tais denúncias.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) renovou na manhã deste domingo (24), o alerta para a possibilidade de chuvas moderada a forte no Recife. A previsão é válida para as próximas 24 horas.

A previsão abrange a Região Metropolitana do Recife, toda a Zona da Mata e o Agreste de Pernambuco. 

Ventos fortes

Uma forte ventania chamou a atenção dos pernambucanos na manhã deste domingo. De acordo com a Apac, isso acontece porque os ventos alísios ficaram mais fortes com a aproximação do Distúrbio Ondulatório Leste. 

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800.081.3400.

A ligação é gratuita e o atendimento 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.

Petrolina entrega hospital de campanha exclusivo para pacientes com covid-19 nesta segunda-feira

A Prefeitura de Petrolina entrega nesta segunda-feira (25), às 9h, o hospital de campanha montado no Monte Carmelo, espaço da Diocese cedido à gestão municipal, localizado no bairro Pedra do Bode. A unidade, com 100 leitos intermediários (de enfermaria), vai atender exclusivamente pacientes de Petrolina com covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Mais de 150 profissionais estão no cadastro reserva da Prefeitura, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos, entre outros profissionais, para atuação conforme a necessidade da Secretaria de Saúde.

dttrans

Após o decreto de restrição de entrada, saída e circulação de veículos, e pessoas no município, a diretoria de transito de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, está trabalhando para identificar os veículos autorizados a entrar na cidade. Segundo o blog Sertão Central, os veículos que trabalham por Delivery, táxis e transportes alternativos, só podem prestar serviços com o Termo de Autorização emitido pela diretoria de transito.

Segundo o diretor da DTTRANS, Wirlanio Ferreira, os profissionais que ainda não tem essa autorização, podem se dirigir a diretoria municipal de transito. Quem não tiver, terá seu veículo recolhido ao deposito do Detran, conforme decreto municipal nº 33, Art. 9º de 18 de maio de 2020.

O Art. 9º consta que o descumprimento do disposto neste Decreto poderá acarretar responsabilização dos infratores, nos termos previstos nos arts. 268 e 330 do Código Penal, se a infração não constituir crime mais grave, sem prejuízo de aplicação das penalidades previstas na Lei Federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977, ou outro instrumento legal que venha a cominar sanção mais específica, além da responsabilidade civil e/ou penal cabíveis.

Algumas ações de campanhas que serão promovidas pela diretoria de transito entram em vigor a partir desta segunda-feira (25).

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informou por meu de nota que duas pacientes cujos casos estavam sob investigação tiveram os resultados dos exames negativos para Covid-19.

Trata-se de duas mulheres, uma de 35 anos que está se tratando de um transplante no Hospital Português, no Recife, e outra mulher, de 32 anos, internada em Caruaru em decorrência de problemas renais.

Era para ser uma época de preparativos para a festa mais nordestina do ano. Mas em 2020 não haverá fogueiras nas ruas, nem o arrasta-pé que embala multidões. Não haverá o brilho das quadrilhas, o som dos traques de massa, nem a decoração com bandeiras coloridas que anuncia a chegada do São João. Com a pandemia do novo coronavírus, as festividades foram suspensas no Estado. Para quem faz a festa acontecer, o pesar pela situação ainda divide espaço com as dificuldades enfrentadas por quem vive de atividades relacionadas ao período festivo.

Pelo calendário, o ciclo pré-junino para as quadrilhas deveria ter iniciado no dia 1º de maio, mas as atividades foram canceladas pela Federação de Quadrilheiras Juninas e Similares de Pernambuco (Fequajupe) devido às restrições impostas pela pandemia. “A situação está bastante complicada. Hoje todas as quadrilhas e fazedores de cultura estão parados. Muitos tiveram gastos com os trabalhos, como confecção de figurino, mas infelizmente entendemos que é por uma boa causa. Para o governo, a prioridade é a pandemia neste momento, o que é correto”, afirma Michelly Miguel, presidente da Fequajupe.

Conhecida como a Broadway do São João pernambucano, a quadrilha Lumiar, do Pina, estava bastante adiantada para o ciclo junino de 2020 antes da pandemia. “Em janeiro, fizemos o lançamento do tema e vínhamos estudando o repertório. Já tínhamos o piloto do figurino e havíamos feito, inclusive uma exibição no Teatro Barreto Júnior”, conta o presidente e marcador Fábio Andrade. O figurino do espetáculo Luz de Tieta seria confeccionado em Fortaleza, no Ceará, e era lá que o presidente estava dois dias antes do isolamento social ser decretado. “Voltei muito assustado. Pedimos que todos os materiais fossem guardados e paramos tudo o que estava sendo produzido”, conta. Segundo Fábio, os preparativos para a temporada 2020 estão cancelados e, para não perder o trabalho realizado até agora, o tema deverá ser utilizado em 2021. A Lumiar tem cerca de 200 integrantes, entre os quadrilheiros e equipe de execução.

O ano de 2020 seria especial para a Rainha Sertaneja, do município de Arcoverde, no Sertão pernambucano. Criada em 2015, ela paralisou as atividades nos últimos dois anos e faria a reestreia neste São João. “Já estávamos com ensaios e figurinos encaminhados e tudo parou. Todo nosso trabalho é feito a partir de doações e ficamos sem saber o que fazer em um primeiro momento, até para dar alguma resposta para quem nos ajudou”, conta Wilton Freire, presidente da quadrilha. A solução encontrada por eles foi a de finalizar toda a produção quando a pandemia acabar e gravar um DVD com a apresentação. Continue lendo

Médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais, farmacêuticos, trabalhadores da enfermagem e tantos outros profissionais seguem com o papel de soldados do cuidado cara a cara com um agente infeccioso invisível: o novo coronavírus. Cada vez mais expostos no front, eles abraçam a missão do cuidado diariamente e, ao mesmo tempo, estão em sacrifício da própria vida. Em Pernambuco, a escalada do adoecimento desses trabalhadores, representada em números, revela o quanto eles estão em risco. Já são, no Estado, 6.201 profissionais de saúde infectados – 50% deles (ou 3.086, em números absolutos) com confirmações de testes laboratoriais divulgadas da segunda-feira (18) a este sábado (23). 

Quando apresentam sintomas, eles saem do front por, pelo menos, 14 dias. Só na quinta-feira (21), na capital pernambucana, 489 trabalhadores estavam afastados dos postos de saúde, emergências, enfermarias e unidades de terapia intensiva (UTI) por apresentar sintomas da doença. “Entre eles, estão 88 médicos, 164 técnicos e auxiliares de enfermagem e 100 enfermeiros. Temos um desafio imenso na recomposição das escalas de toda a rede de saúde. Procuramos vencer essa barreira com mobilização e deslocamento de especialistas de ambulatórios (não covid-19), além das contratações que estão sendo feitas para minimizar efeitos do adoecimento de profissionais”, disse o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, em coletiva de imprensa transmitida pela internet.

A subida das confirmações de covid-19 nesses trabalhadores e, consequentemente, o déficit nas escalas de plantões vêm num momento em que a pandemia mais exige deles. Com a aceleração da curva epidêmica no Estado, os profissionais de saúde se tornam mais do que necessários para salvar milhares de vidas todos os dias. O desfalque nas escalas se soma à pressão que a covid-19 faz na assistência hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI e de enfermaria permanecem em zona de criticidade. Na rede estadual, das 604 vagas de terapia intensiva para pacientes com suspeita e diagnóstico da doença, 98% estavam ocupadas até ontem. Na capital, 85% dos 125 leitos de UTI estão com pacientes. Continue lendo

O Governo de Pernambuco anunciou, neste sábado (23), que aumentará a fiscalização durante a última semana de quarentena. A medida veio após reunião (via videoconferência) do governador Paulo Câmara com os secretários envolvidos nas principais ações da Operação Quarentena.

Na ocasião, foram atualizados os números das medidas implementadas, principalmente os dados relativos à fiscalização de estabelecimentos comerciais, abordagens a veículos, orientação à população, distribuição de máscaras e cestas básicas e outras ações nas comunidades.

Na reunião, foi definido que os bloqueios para fiscalizar o rodízio de veículos passarão de 43 para 50 nesta última semana da quarentena.

No período de 16 a 22 de maio, foram empregados 8.364 profissionais de diversos setores, principalmente da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Apevisa, Detran, Procon e Guardas Municipais.

As equipes dos bloqueios abordaram 62.992 veículos para verificar o cumprimento da medida que determinou o rodízio nos municípios do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata.

Na fiscalização aos estabelecimentos funcionando irregularmente, em descumprimento às medidas do decreto, as equipes visitaram 14.048 casas comerciais ou de serviços. Durante esse período, mais de 72 mil pessoas receberam orientações diversas na área social. As secretarias envolvidas no atendimento realizaram 24 ações integradas em 24 bairros e em 48 comunidades de Olinda, Jaboatão, Camaragibe e São Lourenço da Mata. Também foram distribuídas 14.980 máscaras, quatro mil cestas básicas e 2.610 kits de higiene.

Participaram da videoconferência com o governador os secretários Alexandre Rebêlo (Planejamento), Sileno Guedes (Desenvolvimento Social), Antônio de Pádua (Defesa Social) e Cloves Benevides (Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas).

A Região Metropolitana do Recife terá o domingo (24) nublado com chuvas de intensidade moderada ao longo do dia, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). A temperatura mínima pode chegar aos 23º C

A região do Agreste também terá o dia nublado com pancadas de chuva de forma isolada com intensidade fraca a moderada.

Confira a previsão completa da Apac:

Região Metropolitana

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 23°

Mata Norte

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 23°

Mata Sul

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 22°

Agreste

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 18°

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 33° Mínima: 18°

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 33° Mínima: 22°

Presídio Central de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, é retrato de superlotação e sistema prisional falho. Facções criminosas dominam o local

“Direitos humanos são, basicamente, para humanos direitos”, disse o ameaçador-geral do Planalto, ministro Augusto Heleno, em novembro de 2018. A frase, nesse momento de pandemia em que o governo negligencia a assistência aos brasileiros em liberdade, nunca fez tanto sentido nas prisões.

Monitoramento do CNJ mostra que os casos de coronavírus nos presídios saíram de 243, em 1º de maio, para 1.062 nesta quinta. Os servidores do sistema contaminados eram 327 e agora são 1.598. O órgão adotou medidas para retomar as fiscalizações nas prisões de modo a tentar combater a tragédia silenciosa.

Atualmente, o Brasil tem 750.000 presos e o sistema opera 70% acima da capacidade.

Os presídios estão fechados há cerca de dois meses e, além da falta de informações, denúncias feitas por servidores, familiares e advogados vêm apontando desde a falta de equipamentos básicos de proteção e higiene, incluindo falta de água, até condições precárias de isolamento e de monitoramento da doença.