Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Em maio, o Ministério do Planejamento divulgou que a previsão de gastos do Fies girava em torno de R$ 5,3 bilh?es / Foto: EBC

A decisão do governo federal de enviar recursos das loterias federais para o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) vai retirar quase R$ 1 bilhão do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior), programa de financiamento estudantil tido como um dos principais na área da educação. Segundo informações divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo, a medida, assinada por Michel Temer na última semana, ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

Além do Fies, que perde cerca de 15% do valor total recebido no ano anterior, serão prejudicadas as associações Cruz Vermelha, APAE e Santas Casas. Elas receberão apenas a verba de prêmios prescritos, quando o ganhador não o busca em até 90 dias.

Os repasses para o FNSP não estavam previstos e podem arrecadar até R$ 800 milhões este ano — a estimativa para 2022 chega a R$ 4,3 bilhões.

Em maio, o Ministério do Planejamento divulgou que a previsão de gastos do Fies girava em torno de R$ 5,3 bilhões.

Resposta

Procurado pela reportagem do jornal paulista, o Ministério da Educação, sob a gestão do presidente Michel Temer (MDB), afirmou que estão sendo estudadas novas fontes do Tesouro que possam substituir os repasses de 15% dos R$ 6,3 bilhões destinados pelo Tesouro Nacional ao programa no ano passado ao Fies.

“Tendo em vista a relevância da política pública que envolve o Fies, não se vislumbra risco de descontinuidade da programação”, afirmou por meio de sua assessoria de imprensa.

Procurado na última quarta-feira (20) para se manifestar sobre o assunto, o Palácio do Planalto, sob a responsabilidade de Temer, não se pronunciou sobre o tema até a conclusão desta edição.

Do Leiamaispe

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), afirmou durante entrevista a um programa de Rádio local, nesta quarta-feira (20), que a burocracia na Caixa Econômica tem emperrado o início das inscrições para o concurso público que será realizado no município, e explica.

“Nós fizemos o dever de casa, nós licitamos, nós contratamos e já está firmado o contrato com a empresa (ADM&TEC). Agora a empresa esta tendo dificuldade com a caixa econômica, um banco público, e normalmente esses convênios (concursos), têm que ser feito com instituições públicas e a empresa optou pela caixa econômica. Há uma burocracia hoje na Caixa, que emperra de certa forma, o objetivo final de abertura de contas e geração de boletos e no caso da ADM&TEC, o município já abriu a conta, mas ainda está se resolvendo a questão da geração dos boletos”, afirmou Duque.

O prefeito assegurou que o concurso, mesmo que atrase, acontecerá. E pede a compreensão dos interessados.

“Se depende da Caixa Econômica, vamos aguardar. A coisa tá assegurada, tá garantida, o concurso vai acontecer, se não acontecer em setembro, vai acontecer em outubro, mas a solução está dada, vamos ter um concurso com quase 400 vagas, seguramente a gente deve chamar até o final do mandato (2020) mais de 500 novos funcionários para Prefeitura”, disse o prefeito, mandando um recado para os que pretendem fazer o concurso.

“Quem tiver estudando, continue estudando, vão ganhar mais tempo para se aprimorar mais e com certeza aquele que estiver mais bem qualificado vai ocupar essas vagas”.

Morreu na madrugada dessa quarta-feira (20), em Recife, o serra-talhadense Expedito Gomes do Nascimento, 74 anos, mais conhecido por ‘Nego Bria’. Ele estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital da capital pernambucana.

Nego Bria fez história e nos anos 60 e foi considerado o melhor jogador de futebol de Serra Talhada na época, e defendeu as cores do extinto Comercial Esporte Clube.

Em 2014, quando completou 70 anos, o ex-jogador foi homenageado pela Câmara Municipal de Serra Talhada com uma Moção de Aplauso proposta pelo vereador Nailson Gomes.

“Homenagear Bria com esta Moção de Aplauso é fazer o registro não apenas de um craque do futebol de Serra Talhada, mas fazer o registro de um grande ser humano”, disse o vereador Nailson Gomes, justificando a proposta. As informações são do Farol de Notícias.

http://www.alvinhopatriota.com.br/wp-content/uploads/2017/04/edilton.jpg

Marchando do lado da oposição atualmente, o empresário Edilton Carvalho (foto), não poupou críticas a Clebel Cordeiro nesta quarta-feira, durante entrevista a uma rádio local. O ex-secretário municipal Saúde do governo Clebel externou que “todos foram enganados” pelo atual prefeito de Salgueiro durante a campanha.

 

Edilton lembrou que coordenou várias campanhas políticas do grupo denominado ‘leão’ e afirmou que passou 25 anos defendendo a bandeira desse coletivo. Ele ainda declarou que a gestão de Clebel Cordeiro se tornou atrapalhada, enganadora e perseguidora.

Um dos principais articuladores da vitória do vereador George Arraes para a função de presidente da Casa Epitácio Alencar no biênio 2019/2020, o empresário citou as exonerações de seus aliados na Prefeitura após o pleito no legislativo e condenou a ausência de projetos do prefeito para a população salgueirense. Com informações do Blog de Alvinho Patriota.

Por Edmar Lyra

Nas eleições de 2016 o governador Paulo Câmara pediu os cargos de PSDB e DEM por conta da disputa pela prefeitura do Recife. Ao exigir os cargos por conta da disputa municipal, Paulo empurrou Mendonça Filho e Bruno Araújo para a oposição no momento em que eles estavam assumindo dois importantes ministérios. Aquele movimento deu corpo a oposição, que estava fragilizada no projeto representado por Armando Monteiro, candidato derrotado em 2014. Aquele fato somou-se a decisão de Paulo Câmara de negar espaço ao senador Fernando Bezerra Coelho no governo, e todos eles estão hoje unidos em torno de Armando.

Na reforma do secretariado, Paulo Câmara, que havia prometido ao Solidariedade que a secretaria de Habitação seria mantida na cota do partido após a saída de Kaio Maniçoba para disputar as eleições, decidiu tomar a pasta do partido para entregar ao MDB, que já estará contemplado na chapa majoritária com Jarbas Vasconcelos.

O Solidariedade comanda a cidade de Olinda através do Professor Lupércio, tem dois deputados federais, Kaio Maniçoba e Augusto Coutinho, um deputado estadual, Alberto Feitosa, e um vereador do Recife, Rodrigo Coutinho. Além de governar o terceiro maior colégio eleitoral do estado, o partido tem, por baixo, 200 mil votos para deputado federal e 100 mil votos para deputado estadual, e poderia ser importante na engenharia da reeleição de Paulo Câmara.

Ao tomar os cargos do partido sob o argumento de que Augusto Coutinho votava em Mendonça Filho para o Senado, um movimento diga-se de passagem, óbvio e natural, devido o grau de proximidade entre os dois, pois são cunhados, o governador Paulo Câmara empurrou para a oposição um grupo de aliados fiéis e disciplinados, que sempre estiveram ao lado dele nestes três anos e meio de governo e que estavam dispostos a cerrar fileiras para a sua reeleição.

O gesto do Palácio pode não ter o mesmo impacto do que houve quando afastou unilateralmente DEM e PSDB em 2016, mas entrega para a oposição um partido que se confirmar a travessia dará a Armando Monteiro mais tempo de televisão, pois ficará entre os seis maiores, e uma tropa que tem votos e sobretudo credibilidade no meio político, por causa de uma secretaria que em nada mudará a vida do grupo de Jarbas, que estará contemplado na majoritária e que poderia muito bem abdicar deste espaço.

Deputados do PP, Solidariedade, PCdoB, PDT e PROS voltam a debater chapinha

Da Folha Política

Os integrantes da chapinha que reúne PP, PDT, PROS, PCdoB e Solidariedade reuniram-se, ontem (20), em Brasília, num um encontro mais decisivo para tratar da disputa pela Câmara Federal. A conversa se deu em almoço na casa do deputado federal Wolney Queiroz. Além do anfitrião, foram à mesa a presidente nacional do PCdoB, deputada Luciana Santos, o presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, o dirigente estadual do Solidariedade, Augusto Coutinho, o presidente do PROS em Pernambuco, João Fernando Coutinho, o deputado federal Marinaldo Rosendo, além do ex-prefeito Renildo Calheiros.

Ausentes de Brasília na ocasião, levaram falta: Eriberto Medeiros, Cadoca e Kaio Maniçoba. O grupo foi à ponta do lápis com a conta dos votos. Algumas variáveis foram levadas em consideração, a exemplo do futuro do PSC e do PT. O primeiro tem dois candidatos como prioridade: Fred Ferreira e Guilherme Uchoa Júnior.

Estimou-se que, caso o PSC fique na base governista, pode subtrair uma vaga na chapa da Frente Popular. O outro fato levado em conta foi o destino do PT. Em meio ao debate, houve desabafos sobre episódios envolvendo socialistas. Mais de um parlamentar queixou-se de “invasão às suas bases” por parte do pré-candidato a deputado federal, João Campos.

Há insatisfação em relação a esse tópico entre integrantes da base de Paulo Câmara. As reclamações vindas dessa ala esbarram no que eles tratam como “chiadeira de socialistas” que, por sua vez, também não digeriram a proposta dessa chapinha. Encerrado o encontro, os deputados defenderam que a chapinha será levada até o fim.

As duas operações foram desencadeadas pela Polícia Civil de Pernambuco / Foto: Fotos Públicas

A Polícia Civil desarticulou em duas operações na manhã desta quinta-feira (21), organizações criminosas voltada para as práticas de homicídio, tráfico de drogas e associação e porte e posse ilegal de arma em cidades do Agreste de Pernambuco.

A 24° Operação de Repressão Qualificada, denominada de Vendaval, foi desencadeada com objetivo de prender integrantes de uma associação criminosa armada em Caetés. Estão sendo cumpridos, seis  mandados de prisão preventiva e mais nove de busca e apreensão domiciliar.

As ações desse grupo já estavam sendo investigadas desde abril deste ano. A operação, que envolveu 50 policiais, foi coordenada pela Diretoria Integrada do Interior (DINTER-1) e supervisionada pela Polícia Civil. Todos os detalhes serão divulgados na manhã desta quinta na sede da 18° Delegacia Seccional de Garanhuns, no Agreste.

A segunda Intervenção Policial Tática, denominada de Asfixia, também foi desencadeada na manhã desta quinta-feira com o objetivo de desarticular uma associação criminosa voltada às práticas de crimes de tráfico de droga e porte e posse ilegal de arma no município de Palmeirina, no Agreste de Pernambuco.

Nessa operação, estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão domiciliar. As ações da quadrilha já estavam sob investigação desde o início de abril deste ano pela Polícia Civil.

Durante a deflagração, foram acionados 25 policiais entre delegados, comissários, agentes e escrivães. A operação também tem o apoio da Polícia Militar de Pernambuco.

Guilherme Rocha atua na Secretaria Executiva de Recursos Hídricos do Estado

O atual secretário executivo de Recursos Hídricos do Estado, Guilherme Rocha (foto), pode ocupar outro cargo com as mudanças no secretariado de Paulo Câmara. Tudo indica que ele assume a função que é hoje exercida por Plínio Pimentel, a Administração de Fernando de Noronha.

Plínio, aliás, foi empossado administrador da Ilha há pouquíssimo tempo, em janeiro de 2018. Se as especulações realmente se confirmarem, ele passará menos de um ano no cargo. A conferir!

https://ep01.epimg.net/brasil/imagenes/2018/05/21/politica/1526929115_082193_1526929638_noticia_normal.jpg

Por Igor Maciel

Marília Arraes (PT) nunca foi causa. A petista é o efeito de uma crise de personalidade do próprio partido que nunca conseguiu ter uma democracia interna legítima e vê qualquer imposição de fatos como algo antinatural. O PT não racha, porque nunca se uniu de verdade. Marília é a peça que, mesmo sem convite, se encaixa nesse anarquismo disfarçado de pluralidade. Até os membros da mesma tendência seguem caminhos diversos.

A base da convivência em sociedade é o entendimento comum. Essa aproximação de pensamento é o que caracteriza qualquer união. Quando um grupo maior começa a se dividir em tendências e as tendências começam a se dividir em grupos menores, temos uma ilusão de pluralidade que nada mais é do que individualismo.

Quando Marília convoca uma coletiva de imprensa e anuncia a própria candidatura e a coligação com outro partido sem que a direção nacional ou a estadual tivessem conhecimento, a culpa é do PT. Some a esse episódio o fato de que o partido tem brincado com o PSB e com a própria Marília, praticando um tipo de chantagem eleitoral enquanto decide o que é melhor para meia dúzia de petistas em detrimento de todos os outros.

E alguém ainda se surpreende com o que aconteceu?

“É impossível reverter indicadores sociais negativos, reverter desigualdades, sem a participação efetiva do Ente público chamado Município”, diz o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota. Ele é representante da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CNODS), e concedeu entrevista sobre a campanha da entidade municipalista intitulada “Prêmio ODS Brasil”, na tarde desta terça-feira, 19 de junho.

Segundo Patriota, é muito importante que os Municípios brasileiros inscrevam suas práticas para mostrar para o povo brasileiro que, apesar das crises, das dificuldades e da União não repassar os recursos, na sua plenitude, para o desenvolvimento, os prefeitos fazem milagre. “Fazem muito com pouco. E toda hora experimentam, inovam, criam ações e programas diferenciados que precisam ser levados ao conhecimento da população e também servem de modelo – de referência – para que possam ser replicadas”, destacou.

Com forte expressão na CNODS, que propõe difundir o processo de implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o municipalista pernambucano também mencionou a importância de a Confederação participar do colegiado. “A CNM, ao participar da comissão do ODS, expressa o pensamento dos Municípios brasileiros, considerando todas as diferenças regionais. E considerando, sobretudo, que é nos Municípios onde as ações acontecem”, declarou Patriota, que faz parte do colegiado desde sua instituição, em 2017.

ODS

Implementados pelos 193 países membros das Nações Unidas, os ODS devem promover melhorias nos indicativos sociais e na qualidade de vida das pessoas. Para isso, 17 Objetivos e 169 metas foram estabelecidos e devem ser promovidos, em ação conjunta, por governos, organizações, empresas e a sociedade como um todo nos âmbitos internacional e nacional, e também local.

Nesse universo, a campanha da CNM propõe divulgar o prêmio – com inscrições até o dia 29 de junho – e incentiva a participação dos governos locais na iniciativa, que é do governo federal, desenvolvido no âmbito da Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O prêmio deve valorizar e dar visibilidade às boas práticas que contribuam para o alcance das metas da Agenda 2030 em todo o território nacional.

Ricardo Stuckert

O ex-presidente Lula falou dentro da prisão sua preferência em Pernambuco no que diz respeito à eleição. Segundo o Frei Sérgio Görgen, da Ordem dos Frades Menores (Franciscanos), em entrevista ao Brasil de Fato, o líder petista afirmou que a sua candidata no estado é Marília Arraes. 

Lula recebe visitas de religiosos todas as segundas-feiras na cela em que se encontra, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, e a declaração aconteceu nesta semana durante o encontro com Görgen. “Lula afirmou Marília Arraes sem pestanejar. É sua candidata em Pernambuco. Deu várias razões para isto”, contou.

O Frei Sérgio Görgen é integrante da coordenação nacional do Movimento de Pequenos Agricultores (MPA) e ex-deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores, no Rio Grande do Sul. Em sua página do Facebook, Marília disse que o recado de Lula aquece a alma e o coração. “Seguimos com coragem e a certeza que só tem quem está do lado certo da história”.  

A petista é uma ferrenha defensora do ex-presidente. Por suas andanças no estado e nas entrevistas que concede, ela continua enfatizando que Lula é um perseguido político. Até sua festa de aniversário, em abril passado, foi em torno do líder do PT. Arraes já chegou a solicitar ao presidente da Câmara Municipal do Recife, Eduardo Marques (PSB), que seu nome fosse alterado para “Marília Arraes Lula”. 

http://s04.video.glbimg.com/x720/3555463.jpg

Por Franklin Portugal*

Copa do Mundo, de 4 em 4 anos temos o prazer de reunir a comunidade mundial em torno do esporte com duas facetas de influência nas vidas de muitas famílias. Uma, de um lado, que o futebol transforma vidas, desde a retirada de jovens do mundo da marginalidade para se dedicarem a uma prática saudável, a reviravolta no destino no momento em que é revelado um talento que tem a chance de mudar financeiramente tudo em sua volta. A outra, é negativa, é da corrupção presente em algumas confederações e federações de futebol espalhadas pelo mundo, com o cuidado na manipulação de resultados, o foco em determinados jogadores de interesse de patrocinadores.

Mas o que esperar da Copa da Rússia? A maior parte dos resultados entre Seleções menores e as Seleções favoritas, tá dando à lógica. Destas, exceção se faz à Islândia, um muro de gelo, defesa bem postada. A  Suíça em crescimento há alguns anos se mostrou consistente na primeira rodada contra o Brasil. O México agradou na estreia contra a campeã Alemanha.

De maneira mais destacada até então com resultados expressivos podemos apontar Portugal, de Cristiano Ronaldo e os donos da casa; a Rússia, que vacilante antes do mundial, engrenou até agora, mas não dá pra dizer nada da força para as oitavas de finais.

A expectativa claro, está em cima da seleção canarinha. E não adianta vir com pessimismo, querer atrair uma frustração que ainda não é real. Um mundial é único em seu ambiente, tem uma atmosfera diferente, não é porque uma seleção é a melhor do mundo em talentos que significa que será campeã. A prova é a seleção de 1982, excelente em talentos, sobrando em qualidade muito mais que os adversários, e ainda assim, ficou no caminho pela Itália de Rossi.

É preciso analisar com frieza e maturidade. Mesmo se o Brasil não levar esse título, não se deve ignorar o ótimo trabalho de Tite, que consertou a forma como o elenco estava nas Eliminatórias, recauchutou bem os resultados. 

E como sempre é recomendável, torcer, sim, e com a mão no peito para o coração não sair aos pulos por aí!!!    

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo – em Caruaru e colabora com o Blog PE Notícias.

STJ manda governo abrir parte das repartições em horários de jogos

STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou que o governo mantenha aberta repartições públicas da Previdência Social para permitir que servidores trabalhem nos horários de jogos do Brasil na Copa da Rússia. A medida é contrária à norma do Ministério do Planejamento. 

A portaria 143, publicada pela pasta em 1º de junho, fixou expedientes especiais e determinou que todos os órgãos do Executivo federal abram partir das 14h nos dias em que a seleção entrar em campo de manhã; e até 13h, quando as partidas forem à tarde. Conforme o texto, as horas não trabalhadas terão de ser compensadas pelos trabalhadores liberados até 31 de outubro deste ano.

A Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social, no entanto, questionou as regras na Justiça, argumentando que elas impedem os servidores de cumprir suas jornadas regulares de trabalho.

Segundo a entidade, com a medida, o ministério obsta o comparecimento usual aos postos de trabalho e impõe aos servidores a compensação das horas não cumpridas em virtude de “situação alheia à sua vontade e ao seu controle”.

A ação diz ainda que há a possibilidade de choque de horários no caso de profissionais que acumulam regularmente dois cargos públicos. Em liminar deferida na última segunda-feira (18), o ministro Napoleão Nunes Maia Filho reconheceu o perigo da demora na resolução do caso, pois poderia haver prejuízo aos servidores.

O STJ informou que a decisão vale apenas para os médicos peritos da Previdência. Mas ela pode servir de precedente para que outras categorias busquem o mesmo.

“Defere-se a tutela de eficácia imediata, para determinar a abertura regular das repartições públicas nos dias dos jogos da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo Fifa 2018 e, consequentemente, para garantir aos peritos médicos previdenciários a faculdade de cumprir a jornada usual de trabalho”, escreveu o ministro.

O ministro manda notificar o Planejamento. Consultada, a pasta ainda não se manifestou.

Dilma Rousseff

Estado de S.Paulo

Líderes do PT mineiro admitem a possibilidade de o governador Fernando Pimentel, pré-candidato à reeleição, ser substituído pela presidente cassada Dilma Rousseff na disputa ao governo do Estado. A proposta é tratada nos bastidores do partido, que já fez sondagens com membros de legendas aliadas, mas sofre resistência da ex-presidente. Por ora, Dilma rejeita a ideia de assumir a candidatura a governador. Ela é pré-candidata ao Senado. 

No dia 28, Dilma terá uma reunião com as bancadas estadual e federal do PT-MG. Será a primeira grande reunião dela com o partido para falar sobre as eleições 2018. A expectativa de líderes do PT mineiro é de que o tema entre na pauta. “Nosso candidato ao governo é o Pimentel, com Dilma sendo nossa pré-candidata ao Senado, por enquanto. Vamos debatendo. O processo eleitoral é dinâmico”, disse o deputado petista Reginaldo Lopes (MG).

Segundo o parlamentar, esse debate interno “ainda” não começou, mas a decisão final será de Pimentel. A ex-presidente mudou seu domicílio eleitoral do Rio Grande do Sul para Minas Gerais no limite do prazo legal a pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dilma soube das articulações por meio da imprensa. Em suas redes sociais, ela rechaçou qualquer possibilidade de assumir o lugar de Pimentel, seu amigo pessoal desde a adolescência, na disputa estadual. 

Sem saber que a possibilidade é cogitada por seus próprios companheiros de partido, Dilma classificou a articulação de “fake news” e atribuiu os boatos aos adversários. “Não há hipótese de eu ser candidata ao governo de Minas. É a própria fake news dos interessados em evitar uma nova derrota nas urnas, como em 2014”, escreveu a presidente cassada.

Em caráter reservado, integrantes da direção do PT mineiro disseram temer que o desgaste de Pimentel leve a sigla ao isolamento em Minas Gerais. A avaliação é de que Dilma seria uma “tábua se salvação” para o partido, já que ela estaria bem colocada nas pesquisas feitas para consumo interno. 

Pimentel enfrenta desgaste tanto pelas acusações a que responde na Justiça quanto pelo desempenho do governo. Ele é réu em ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suposto caixa 2 na campanha de 2014. Nos últimos meses, virou alvo de setores importantes do funcionalismo, como os professores, por causa de atrasos no pagamento de salários.

O petista ainda enfrenta atritos com prefeitos mineiros, inclusive de partidos de sua base na Assembleia Legislativa, por falta de repasses aos municípios. O governador não compareceu ao 35.º Congresso da Associação Mineira de Municípios realizado nesta quarta-feira (20), em Belo Horizonte. O nome do governador foi vaiado pelo público do evento formado por prefeitos, vice-prefeitos e vereadores quando o mestre de cerimônias anunciou sua ausência. Ele foi o único pré-candidato a faltar. 

Um dia antes, Pimentel estava em São Paulo, onde almoçou com o ex-prefeito Fernando Haddad e o ex-ministro Walfrido Mares Guia em um bistrô francês no bairro dos Jardins. Segundo interlocutores, o assunto foi a eleição presidencial.

Auxiliares de Pimentel rejeitam a ideia de substituição e dizem que a possibilidade de o governador não ser candidato à reeleição é menor do que a de Dilma ser barrada na disputa ao Senado. Dirigentes petistas, no entanto, confirmam a articulação e citam o nome do empresário Josué Gomes da Silva (PR), filho do ex-vice-presidente José Alencar, como alternativa. 

Palanque

Apesar de comandar a máquina estadual, Pimentel ainda não conseguiu atrair partidos grandes e médios para sua coligação. O senador Antonio Anastasia, pré-candidato do PSDB ao governo, já articulou o apoio de PPS, PSD e PSC. 

No dia 26, o PTB deve anunciar oficialmente apoio ao pré-candidato tucano. Pimentel está próximo de PSDC e PMN. Procurada, a presidente do PT-MG, Maria Aparecida de Jesus, disse que Dilma vai disputar o Senado.

Coluna do Estadão

As dificuldades em encontrar um presidenciável que agrade a todos podem descolar o bloco formado hoje por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade. Como grupo, esses partidos impulsionam qualquer candidatura, garantindo tempo de TV e base congressual. Por isso, são cobiçados por todos os candidatos. Ocorre que o PR resiste a apoiar Ciro Gomes (PDT), nome hoje preferido do DEM e do PP. Outro cotado por integrantes do grupo é Geraldo Alckmin (PSDB). O DEM gosta do tucano, mas acha que ele não vence. Alvaro Dias (Podemos) também não é unanimidade.

Os três presidenciáveis já foram procurados por integrantes desses partidos, que apresentaram suas faturas. O PRB trabalha para emplacar o empresário Flávio Rocha, hoje seu candidato ao Planalto, de vice.

O DEM quer apoio para reeleger Rodrigo Maia presidente da Câmara. PR e PP, cargos. O PR, de Valdemar Costa Neto, pode ser o primeiro a sair do grupo. Já avisou que só fica se o escolhido for do seu gosto. A sigla tem Josué Gomes como trunfo.