Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, deu andamento ao processo de impeachment contra o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Augusto Heleno. O decano, encaminhou ao procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, as petições acusam Heleno de ter cometido crime de responsabilidade.

Os pedidos partiram dos deputados Célio Moura (PT-TO), Rogério Correia (PT-MG), Margarida Salomão (PT-MG) e Natália Bonavides (PT-RN).

Veja a íntegra do pedido

No documento, os deputados alegam que Heleno atentou contra a Constituição e, especialmente, contra “o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados”. Como esse crime se enquadra no rol de crimes de responsabilidades, os parlamentares querem o afastamento do ministro.

O fato que ensejou a representação foi a nota escrita por Heleno em tom de ameaça ao STF após o ministro Celso de Mello solicitar um parecer da procuradoria-geral da República sobre um pedido de apreensão do celular de Bolsonaro feito por alguns partidos. Outro fato citado pelos parlamentares é o apoio que Heleno deu a uma nota de um grupo de cerca de 90 militares que o defenderam após a repercussão do posicionamento inicial.

Para os deputados, Heleno e o grupo de militares “fizeram um conjunto de ameaças gravíssimas ao livre exercício do Poder Judiciário, tentando constranger os Excelentíssimos Ministros do STF a deixarem de proferir decisão no sentido contrário ao desejado pelo Denunciado”. Na representação, os deputados destacam que esses crimes de responsabilidade “ainda quando simplesmente tentados, são passíveis da pena de perda do cargo, com inabilitação, até cinco anos, para o exercício de qualquer função pública”.

O vereador Gildejânio Melo, de Ouricuri (na foto, a direita), no Sertão do Araripe pernambucano, deixou o presídio Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina, na última terça-feira, após cumprir pena em regime fechado de 2 anos, 8 meses e 7 dias.

O vereador foi condenado depois de policiais descobrir um plantio de maconha em sua propriedade, no Sitio Seriema, zona rural de Santa Filomena. O plantio foi localizado pela PM no dia 25 de abril de 2017, e foi noticiado aqui no Blog PE Notícias.

Na época, o vereador negou em entrevista coletiva a imprensa ter conhecimento do plantio da erva em sua propriedade.

Gildejânio Melo foi preso na cadeia de Ouricuri no dia 19 de setembro de 2017, num auto de prisão expedido pelo juiz Carlos Eduardo das Neves Mathias, da 2ª Vara da Comarca de Ouricuri.

Em 30 de maio de 2018, já preso, o vereador foi condenado pelo mesmo juiz à pena de 11 anos, 6 meses e 7 dias de prisão em regime fechado.

Gildejânio Melo elegeu-se vereador de Ouricuri com 1.416 votos, sendo o mais bem votado nas eleições de 2016.

Ao chegar a Ouricuri, na última terça-feira, o vereador postou a foto ao lado do irmão, Gildevan Melo, em sua rede social com a seguinte legenda, “O pesadelo acabou, livre graças a Deus”.

O vereador não teve o seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Vereadores, ele vai pleitear reassumir a cadeira que está sendo ocupada pelo seu suplente, Nanias de Santa Rita.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira está ampliando a vacinação contra a Influenza para outros públicos. Até o próximo dia 05 de junho, serão vacinados professores da redes, pública e privada, e pessoas entre 55 e 59 anos de idade.  

Para se imunizar contra a Influenza, basta procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa, de segunda à sexta-feira, no horário das 7h30 às 17h. A vacinação também está aberta para todas as pessoas que integram os outros públicos prioritários e que ainda não se vacinaram, como pessoas a partir dos sessenta anos, crianças até seis anos incompletos e pessoas com comorbidades, como diabetes e hipertensão arterial.  

Apesar de não imunizar contra o coronavírus, a vacinação para Influenza é importante, pois diminui o número de pacientes com síndrome gripal, facilitando uma posterior identificação de casos de Covid-19. 

No próximo sábado, dia 30, a Diocese da cidade de Floresta, no Sertão Pernambucano, promoverá um dia voltado a orações em prol dos doentes e profissionais de saúde que estão à frente do combate à pandemia de Covid-19. Segundo o órgão religioso, a data especial tem o objetivo de fortalecer a Igreja Doméstica em cada núcleo familiar neste tempo de pandemia e, ao mesmo tempo, prestar homenagens aos que trabalham em hospitais, levando conforto e esperança também aos enfermos.

“Queremos unir os nossos corações a tantos doentes e dar voz aos seus medos e às suas orações. Queremos agradecer tantas pessoas que, neste tempo, arriscam a sua saúde e a sua vida para estar à disposição e socorrer quem precisa”, afirma o bispo de Floresta, dom Gabriel Marchesi.

Para vivenciar o Dia Diocesano de Oração pelos Doentes e Profissionais de Saúde, a Pastoral Litúrgica de Floresta preparou um subsídio para os fiéis, que rezarão de suas casas. O roteiro, que teve a produção coordenada por dom Gabriel Marchesi, propõe preces para quatro momentos do dia: Oração do Despertar, Oração do Dia, Oração da Tarde e Oração da Noite.

“Queremos simplesmente rezar, mas para educar o nosso coração e a nossa alma a estar em comunhão com Aquele que veio no meio de nós, cheio de compaixão e de ternura. Queremos aprender Dele a não esquecer ninguém, nem agora no nosso isolamento nem depois, quando poderemos voltar a nos abraçar e seremos chamados a fazê-lo com sinceridade e verdadeiro compromisso de fraternidade”, explica dom Gabriel.

O coordenador de Pastoral da Diocese de Floresta, padre Gerson Bastos, acrescenta que o Dia Diocesano de Oração pelos Doentes e Profissionais de Saúde será um momento forte de evangelização e solidariedade. “A gente espera que ajude o nosso povo a colocar ainda mais a sua confiança em Deus, não deixando de criar esperança neste tempo tão difícil”, diz o sacerdote.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), informou que não haverá cobrança extra na conta de luz até o final do ano. Segundo a Aneel, a bandeira tarifária ficará na cor verde até 31 de dezembro.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo de geração de energia. O objetivo é informar aos consumidores quando o custo da geração aumenta, permitindo ao cliente gastar menos energia e, assim, pagar uma conta de luz mais barata.

“Trata-se de mais uma medida emergencial da agência para aliviar a conta de luz dos consumidores e auxiliar o setor elétrico em meio ao cenário de pandemia da Covid-19”, informou a Aneel.

A Aneel informou que o cenário de redução de carga e as perspectivas de geração de energia tornaram possível o acionamento da bandeira verde nos próximos meses.

Além disso, informou a agência, os custos cobertos pelas bandeiras tarifárias estão contemplados no empréstimo que será feito para socorrer o setor elétrico.

Donos de bares e restaurantes começam a se preparar para reabertura

Os donos de bares e restaurantes de Pernambuco, que estão fechados por conta da pandemia do novo coronavírus, já começam a se preparar para uma reabertura. Alguns proprietários estão planejando algumas mudanças nos estabelecimentos para proteger os clientes da Covid-19.

Segundo André Cordeiro, sócio dirigente de um restaurante de self-service no bairro das Graças, nunca houve um momento tão complicado para a gestão do restaurante, que funciona há 26 anos e atualmente está atuando com pratos executivos delivery e retiradas no local. Agora, ele está traçando algumas medidas para evitar aglomerações e impedir a disseminação do coronavírus. 

O sócio acredita que o governo já deveria estar articulando normas e diretrizes para bares e restaurantes se adequarem quando o afrouxamento do isolamento começar. Para o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, André Araújo, a reabertura destes estabelecimento é um ganho não apenas para a economia, mas também social.

Nathan Santos/LeiaJáImagens/Arquivo

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou a quantidade de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. De acordo com a autarquia do Ministério da Educação (MEC), foram 6.121.363 de inscrições até o prazo final, nesta quarta-feira (27).

Ao todo, foram 6.020.263 para a aplicação da prova impressa e 101.100 para a versão digital. Do total de inscritos, 65% concluíram o ensino médio em anos anteriores, 23% são concluintes e 12% são treineiros – geralmente quem está no primeiro ou no segundo ano do ensino médio.

Os 1.406.323 de inscritos concluintes representam 23% do todo. Desses, 81,7% (1.149.759) estão matriculados atualmente em escolas públicas, número 11,2% maior do que o registrado em 2019. Esses dados são indicados pelos próprios participantes na hora da inscrição.

O balanço divulgado pelo Inep também revela outro dado importante: 87% dos inscritos  não precisa pagar a taxa do exame. Nesta edição, quem se enquadrou nos critérios de isenção, previstos em edital, foi contemplado automaticamente, sem a necessidade de fazer a solicitação no sistema. Para os demais, a cobrança é de R$ 85, mesmo valor do ano passado, e pode ser pago até esta quinta-feira (28).

O número de inscritos não revela a quantidade real de estudantes que irão fazer o Exame. Para que a inscrição seja confirmada, os candidatos ao Enem 2020 que não têm direito à gratuidade, precisam efetuar o pagamento da taxa. Nos próximos dias, segundo o Inep, será divulgado um novo balanço dos inscritos confirmados para a prova e o número poderá variar. Continue lendo

O Avistão Autosserviço, emitiu uma nota de esclarecimentos sobre algumas notícias falsas que estão circulando de forma maliciosa nas redes sociais sobre servidores da loja do Avistão Autosserviço em Sertânia, que teriam se afastado dos trabalhos por está contaminado pelo novo coronavírus. Segundo a nota, não é verdade.

Nesses tempos de fake news (a praga das notícias falsas na internet), a mentira ganha conotações cada vez mais graves. A produção e o compartilhamento de fake news no cenário de pandemia passaram a enquadrar esses casos à Lei de Contravenções Penais, de 1940.

No Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, passa a vigorar acrescido do seguinte art. 287-A: Divulgar informação ou notícia que sabe ser falsa e que possa modificar ou desvirtuar a verdade com relação à saúde, segurança pública, economia ou processo eleitoral ou que afetem interesse público relevante.

Pena – detenção, de um a três anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave.

Eis a nota na íntegra:

NOTA PÚBLICA

“Caros clientes,

Em atenção ao período de pandemia ocasionado pela disseminação do novo coronavírus (Covid-19), o AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA tem adotado uma série de medidas para fornecer ao público um ambiente limpo e seguro, como a instalação de pias e lavatórios nos seus espaços físicos para o livre uso dos clientes, a higienização ininterrupta das cestas e dos carrinhos de compras utilizados pelos clientes, a cada uso, o distanciamento dos funcionários nos caixas, com a fixação de películas plásticas transparentes, afastando-os do contato direto com os clientes, a concessão de equipamentos de proteção individual a cada um dos seus funcionários, como máscaras descartáveis e/ou permanentes e tem organizado filas com o distanciamento necessário para evitar o possível contágio da doença nos âmbitos internos e externos dos estabelecimentos, além de realizar doações à comunidade de utensílios de proteção individual.

Cabe esclarecer, ainda, que, dos cerca de 50 (cinquenta) colaboradores, prestadores de serviço ou funcionários do AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA, nenhum destes apresentou quaisquer sintomas gripais ou semelhantes aos sintomas próprios da contaminação do Novo Coronavírus (Covid-19), bem como nenhum dos colaboradores, prestadores de serviço ou funcionários se encontra afastado das suas funções por razões relacionadas ao novo coronavírus (Covid-19).

Pias para higienizar as mãos sem aglomeração é apenas uma das mais diversas ações adotadas pelo Avistão Autosserviço em Sertânia no combate a Covid-19

O AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA tem tomado conhecimento de notícias fraudulentas disseminadas em redes sociais que, falsamente, noticiam que funcionários do AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA teriam sido afastados das suas funções por estarem contaminados com o novo coronavírus (Covid-19). É preciso deixar claro que essas notícias são falsas e que o AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA irá promover as medidas judiciais cabíveis para responsabilizar as pessoas que têm disseminado tais inverdades.

O AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA preza pela saúde de todos os seus clientes, colaboradores, prestadores de serviço e funcionários e tem permanecido atento ao período de pandemia, viabilizando a logística e infraestrutura necessárias para bem servir ao público, seguindo à risca as orientações dos órgãos de fiscalização.

Conte com os nossos serviços!

Atenciosamente.

AVISTÃO SUPERMERCADO SERTÂNIA”

Com o avanço do coronavírus e o endurecimento das medidas de isolamento social, todos os segmentos da economia tem sofrido seriamente. Com a agricultura familiar não seria diferente. Para minimizar os impactos nesse importante segmento, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira, em parceria com o Governo Federal, vem mantendo os investimentos no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA). 

Apenas no período de 11 de abril a 25 de maio, pouco mais um mês, a Prefeitura já adquiriu 1,6 tonelada de alimentos produzidos pelos agricultores do município. Mais de R$ 8 mil reais investidos, injetando recurso para movimentar a economia local. Dentre os itens adquiridos nesse período estão, carne bovina, milho verde, abóbora, feijão verde, mamão, goiaba, batata doce, banana, macaxeira, tomate cereja, coentro, pimentão, couve e alface.  

O PAA tem inscritas em Afogados da Ingazeira 67 famílias. Destas, 40% são chefiadas por mulheres. “Esta é uma ação importante pois gera renda para os nossos agricultores familiares, nesse período de graves restrições e garante a segurança alimentar das famílias assistidas pelos diversos programas da nossa rede socioassistencial,” afirmou o prefeito José Patriota.  

Para fortalecer essa produção, sobretudo aproveitando esse período do bom inverno, a Prefeitura distribuiu kits de irrigação com as famílias e capacitou os agricultores para o seu uso correto. Além disso, a Prefeitura contratou um engenheiro agrônomo para dar assistência técnica e acompanhamento no processo produtivo.

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” nesta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de aprovação e reprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido):

  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 22%
  • Ruim/péssimo: 43%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

O levantamento ouviu 2.069 pessoas maiores de idade na segunda-feira (25) e na terça-feira (26). As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

A pesquisa foi feita em meio à crise da pandemia do novo coronavírus, poucos dias após a divulgação pelo Supremo Tribunal Federal de vídeo de reunião ministerial de 22 de abril. A gravação faz parte de inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal.

A reprovação de 43% dos entrevistados é o valor mais baixo, segundo os levantamentos Datafolha feitos desde o início do mandato de Bolsonaro.

Na pesquisa anterior do Datafolha, feita em 27 de abril e divulgada no dia seguinte, os resultados foram, segundo a Folha:

  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 26%
  • Ruim/péssimo: 38%
  • Não sabe/não respondeu: 3%

O levantamento do Datafolha do início de abril, feito entre os dias 1º e 3, mostrava um cenário parecido com o último, mas a reprovação do presidente era maior:

  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 25%
  • Ruim/péssimo: 39%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

A Direção de Ensino do campus do IFPE em Afogados da Ingazeira convida os estudantes dos cursos de graduação, subsequentes e integrados para reuniões virtuais que irão tratar sobre as ações do campus no período de isolamento social.

As reuniões têm por objetivo servir como mais um canal de diálogo com os estudantes durante o período de suspensão das atividades acadêmicas presenciais devido à epidemia de Covid-19.

Os encontros serão realizados em três momentos distintos, os estudantes devem acessar o link dos seus cursos, no dia e horário da reunião, conforme calendário abaixo. Os estudantes da pós-graduação em Educação do Campo e dos cursos Proeja, terão reunião agendada em uma data posterior.

Aqueles que forem se conectar por meio de celular, devem baixar o aplicativo Google Meet, disponível gratuitamente na Play Store ou Apple Store.

Calendário de reuniões:

Cursos Subsequentes Agroindústria, Eletroeletrônica e Saneamento

Quinta-feira (28) – 14h – Link para acesso: bit.ly/subsequentesafogados

Cursos Integrados Informática e Saneamento

Segunda-feira (1º)

14h Informática – Link para acesso: bit.ly/informaticaafogados

17h Saneamento – Link para acesso: bit.ly/saneamentoafogados

Os convites foram enviados por e-mails. Dúvidas podem ser encaminhadas para os contatos: den@afogados.ifpe.edu.br e (87) 99199-6640.

Por Matheus Leitão/VEJA

O senador Flávio Bolsonaro foi traído pelo impulso de defender o ex-assessor Fabrício Queiroz e acabou dando munição para os investigadores do esquema de rachadinha, supostamente liderado por este que era seu chefe de gabinete no mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A investigação rastreia um caminho nebuloso nas entranhas da família Bolsonaro, e que tem levado o filho “Zero Um” do presidente da República a uma estratégia de silêncio. Flávio tem estado na defensiva, inclusive com postura apagada no Senado.

Ao ser alvo de operação da Polícia Federal nesta semana, o governador Wilson Witzel acusou haver digital do adversário Jair Bolsonaro na ação e disse que há provas suficientes para que Flávio seja preso. O senador escorregou ao responder. Apresentou uma nova versão que o expõe de maneira mais próxima a relação com o seu então chefe de gabinete em quase toda campanha eleitoral de 2018.

“Você ficava ligando para o Queiroz para correr atrás de mim na campanha. Sabia que o Queiroz estava do meu lado. Um cara correto, trabalhador, dando sangue por aquilo que acredita. Como eu me arrependo de ter, eu, te elegido governador. Você não me deu um voto”, disse o senador contra Witzel.

Antes desse elogio público, a estratégia linear do senador era tentar se desvincular do policial militar aposentado desde que este foi alvo de relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentação financeira suspeita. Mas os fatos o atropelaram e podem ter fugido de seu controle.

O empresário Paulo Marinho, suplente de Flávio no Senado, rompeu com o clã e, em entrevista à jornalista Mônica Bergamo, apontou que teria havido vazamento de informações sigilosas sobre a Operação Furna da Onça entre o primeiro e o segundo turno das eleições de 2018. Segundo Marinho, o vazamento teria sido feito por um delegado da Polícia Federal que alertou Flávio Bolsonaro sobre a chance de seu gabinete ser atingido. Continue lendo

Não passou batida a falta de respeito institucional do gestor de Tabira, município sertanejo que é berço da poesia de nosso Estado, com a presidência do legislativo municipal. Nesta quarta-feira (27), durante as comemorações virtuais do aniversário da cidade, conhecida também pela maior feira de gado do Sertão, o poeta-prefeito Sebastião Dias esqueceu que para a rima sair bem feita precisa juntar muita coisa.

Em meio à pandemia, o prefeito realizou comemoração do município com Live do cantor Edson Lima, mas esqueceu de convidar a presidente do poder legislativo, Nelly Sampaio (PSC). Sebastião Dias (PTB), que agora naufraga com o PT local após uma orquestração digna de cinema ao lado do PSB local para tentar fazer o sucessor, desconsidera que o apoio do ex-prefeito Rosalvo Sampaio, pai da vereadora, foi o fiel da balança em todas as eleições do município da última década.

Política à parte, o bom trato e o respeito institucional não faz mal a ninguém. É imprescindível ter espírito público, porque a união num momento tão desafiador como esse faz a diferença para a população. Nelly fez questão de deixar as arestas partidárias de lado e devolver o residual do duodécimo para o município, além da doação de 500 máscaras para Secretaria de Saúde. O palanque agora deve ser todos contra o coronavírus, mas na poesia do prefeito, a rima já é com eleição. As informações são do Blog de Edmar Lyra.

“A Prefeitura do Recife informa que na manhã desta quinta-feira (28) foi realizada busca e apreensão na Secretaria de Saúde do Município, onde agentes da Polícia Federal fizeram a apreensão de um telefone celular. Segundo a nota da Polícia Federal, a investigação diz respeito a uma compra de respiradores de uma empresa de São Paulo. Cada respirador foi comprado a R$ 21,5 mil. A referida compra foi cancelada pela Secretaria de Saúde e o único valor pago, de R$ 1,075 milhão, já foi devolvido pela empresa à Prefeitura no último dia 22. Portanto, não há possibilidade de haver qualquer prejuízo à Prefeitura do Recife. Todos os procedimentos da Secretaria de Saúde estão sendo realizados dentro da legalidade e todos os processos de aquisição da pandemia estão sendo enviados, desde abril, por iniciativa da própria Prefeitura, ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). A Secretaria de Saúde e todos os órgãos da Prefeitura continuam à disposição dos órgãos de controle para prestar qualquer esclarecimento”.

Nota do Ministério Público Federal

“O MPF analisará as possíveis evidências colhidas durante a operação policial para dar sequência à investigação dos aspectos criminais referentes ao caso, empreendendo as medidas necessárias junto à PF e à Justiça Federal”.

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

A Polícia Federal confirmou que também cumpriu, na manhã desta quinta-feira (28), um mandado de busca e apreensão na residência do secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia (foto). O apartamento do gestor fica no bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife. A operação faz parte da investigação de supostas irregularidades em contratos celebrados para aquisição de 500 respiradores pulmonares, por meio de dispensas de licitação, pela Secretaria de Saúde do Recife. O material seria usado no tratamento de pacientes com a Covid-19.

De acordo com a Polícia Federal, documentos foram apreendidos na residência do secretário municipal do Recife. Ele ainda não se pronunciou sobre o caso.

As investigações da Polícia Federal apontam que empresas com débitos com a União, superiores a R$ 9 milhões, se utilizaram de uma microempresa fantasma, constituída em nome da ex-companheira do proprietário de fato, para contratar com a PCR, uma vez que firmas com débitos com fiscais ou previdenciários não podem firmar contratos com entes da administração pública. Diligências policiais revelaram que a firma contratada não existe de fato em seu endereço de cadastro, além de não ter funcionários ou bens em seu nome.

As investigações apontaram ainda que o total contratado com a Prefeitura de Recife ultrapassava o patamar de R$ 11 milhões, ao passo que a empresa fictícia tinha um suposto capital social de apenas R$ 50 mil, e não poderia faturar mais que R$ 360 mil por ano.

A empresa chegou a fornecer 35 respiradores à PCR, contudo o contrato foi desfeito na semana passada, um dia após notícias sobre as irregularidades serem divulgadas na imprensa.