Carlos Bolsonaro

Por Lauro Jardim/O Globo

Carlos Bolsonaro está nervoso. Não se sabe se pelo caminhar do inquérito das Fake News no STF ou por qual razão.

De número de telefone novo, Carluxo barbarizou ontem (28), no grupo de WhatsApp que reúne parlamentares de todos os partidos da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro.

Suas primeiras palavras ontem, uma espécie de cartão de visitas, foram:

— Vai tomar no cu piçól, pt, seus merdas.

Os vereadores reclamaram. O petista Reimont reagiu. Escreveu que ele deveria mandar a mensagem para o ministro Alexandre de Moraes. Carlos voltou à carga:

— Manda para a sua mãe, reimont.

Para o colega Renato Cinco, do PSOL, Carluxo reservou o adjetivo “imbecil” e perguntou se ele está fumando estrume.

https://s2.glbimg.com/m9sncMpswdczhurp85vqiwjFnJY=/i.glbimg.com/og/ig/infoglobo1/f/original/2020/05/28/conversa-vereadores.jpg