Sem categoria

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) derrubou nesta quinta-feira (24) a decisão que havia dispensado os peritos médicos do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) de retornarem ao trabalho presencial.

Com a mudança, fica restabelecida a obrigação de que peritos médicos convocados pelo governo – ou seja, lotados em agências do INSS que já foram vistoriadas e aprovadas – voltem aos postos de trabalho. Também fica retomado o corte de ponto dos profissionais que não comparecerem.

A nova decisão é do vice-presidente do TRF-1, desembargador Francisco de Assis Betti. O magistrado atendeu a um pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) e considerou que a sentença anterior, da Justiça Federal no DF, passou por cima de uma competência do governo federal.

No último dia 18, o governo determinou que os peritos voltassem ao trabalho presencial. A Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social (ANMP), no entanto, é contra esse retorno e acionou a Justiça.

A associação argumenta que as agências do INSS, reabertas depois do fechamento em razão da pandemia do novo coronavírus, ainda não cumprem as especificações de segurança sanitária.

A nova decisão

O desembargador afirma que ao liberar os peritos, na decisão anterior, o juiz federal do Distrito Federal Márcio de França de Moreira “acabou assumindo o protagonismo do planejamento – que compete à Administração – de retorno gradual das atividades dos médicos peritos do INSS, imiscuindo-se no exercício da competência discricionária de gestão dos quadros de pessoal da referida Autarquia”. Continue lendo

O jovem Inácio Amaro Filho reside em Afogados da Ingazeira, e está passando por momentos difíceis na vida. Ele já fez duas cirurgias e terá que fazer mais outra. A família de Inácio encontra-se sem condições financeiras para arcar com os altos custos do procedimento cirúrgico.

A família está fazendo uma feijoada solidária para arrecadar fundos, além de uma campanha nas redes sociais dos amigos de Inácio com o propósito de angariar recursos para amenizar o que já está indisponível, que é o dinheiro.

O Blog PE Notícias juntamente com os vários amigos de Inácio entra na campanha de solidariedade em prol de um jovem que deseja e pede a sua colaboração. Comprando a feijoada no valor de R$ 20,00 no próximo domingo (20), você já está ajudando.

Eis os dados bancários para qualquer doação:

Agência: 1433 – Caixa Econômica Federal

Operação: 013

Conta Poupança: 13.245 – 3

Uma pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto Simplex e registrada na Justiça eleitoral sob o número TSE-PE 07489-2020 trouxe um empate técnico entre os principais nomes da disputa. O levantamento foi às ruas nos dias 10,11 e 12 de setembro. Foram ouvidas 500 pessoas nos bairros e zona rural. A margem de erro é de 4,37%, com grau de confiabilidade superior a 95%.

Na estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos:

Cenário 1

Os números são os seguintes: Silvino Duarte (PTB) com 17,4%, em seguida vem Zaqueu Lins (Partido dele) com 13,7% e Sivaldo Albino (PSB) com 12,08%, Delegado João Lins 2,6% e Givaldo Calado 1,3%. Branco e nulo 13,09%. Não sabe ou não respondeu 38,1%.

Quando apenas os principais nomes são colocados na estimulada:

Cenário 2

O resultado continua indefinido: Silvino Duarte 17,4%; Zaqueu Lins 15,2%; Sivaldo Albino, 13,9%. Branco e nulo, 14,5%. Não sabe ou não respondeu 39,1%.

O levantamento causou muita expectativa na cidade, já que embora apareça numericamente na frente, Silvino Duarte tem rejeição alta. “Nesse cenário, nada está definido, pois a rejeição de Silvino é alta e um sentimento de renovação pode ser notado na população de Garanhuns”, disse o advogado e cientista político José Américo de Melo Farias.

Américo analisou ainda um possível embate entre Zaqueu e Silvino. “Esse cenário também traz empate, um placar de 20,7% (Silvino) e 19,6% (Zaqueu). Nesse caso o vereador (Zaqueu) tem uma grande capacidade de crescimento, já que a vereança é o cargo político mais próximo do cidadão e ele tem sido um bom legislador. Vale lembrar ainda que os índices de indecisos ficam próximos dos 40%”, finalizou o cientista político.

Esplanada dos Ministérios, em Brasília

CNN Brasil

O presidente Jair Bolsonaro avisou a auxiliares e aliados que desistiu de recriar o Ministério da Segurança Pública neste ano e que avalia até mesmo extinguir algum dos atuais 23 ministérios, por causa das restrições orçamentárias do governo.

A informação foi confirmada por três fontes próximas ao presidente, sendo dois auxiliares da ala militar que dão expediente no Palácio do Planalto e um aliado político que costuma frequentar semanalmente o Palácio da Alvorada.

Segundo essas fontes, Bolsonaro tem dito que um dos ministérios que avalia extinguir é o do Turismo. Nesse caso, a ideia seria transferir as funções da pasta para o Ministério da Cidadania e para a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur).  

Segurança Pública

Em junho, Bolsonaro havia admitido em entrevista que poderia recriar o Ministério da Segurança Pública, hoje vinculado à pasta da Justiça, até o final deste ano. Ele chegou, inclusive, a fazer essa promessa à chamada “bancada da bala” do Congresso.

O coordenador da bancada, deputado Capitão Augusto (PL-SP), afirmou que ainda não foi comunicado oficialmente da decisão, mas disse que já esperava. “Esperávamos para outubro. Como o governo não chamou mais, achávamos que não sairia mesmo”, comentou.

O último ministério criado por Bolsonaro foi o das Comunicações, em junho deste ano. A pasta ganhou a maioria dos cargos comissionados que estavam disponíveis. Na sexta-feira (11), uma lista dessas nomeações foi publicada no Diário Oficial da União.

A proposta orçamentária da União para 2021 prevê que o governo só poderá gastar livremente, as chamadas despesas discricionárias, cerca de R$ 96 bilhões. Isso equivale a 6% do Orçamento, que projeta despesa total de R$ 1,5 trilhão. Procurado, o Planalto disse que não comentaria.

Hospital de Brasília

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, sentiu dores no peito na noite de sábado (12) e foi internado durante a madrugada no Hospital Brasília, acompanhado de familiares.

O ministro passou por um cateterismo, mas nenhuma alteração foi apresentada. André Mendonça está passando por outros exames cardíacos e aguarda resultados.

Apesar das dores que teve, Mendonça está se sentindo bem, segundo informações da sua assessoria.

O último compromisso público do ministro da Justiça foi na sexta-feira (11), quando participou da inauguração da Base Náutica Trarbach, em Querência do Norte (PR).

Crivella avalia alternativas contra a crise

O apartamento de Marcelo Crivella, na Barra da Tijuca, foi alvo de uma operação de busca e apreensão de documentos feita pelo MP-RJ e pela Polícia Civil. A operação se estendeu a um total de 22 endereços no Rio de Janeiro, inclusive no Palácio da Cidade, uma das sedes da Prefeitura carioca.

A ação de hoje é consequência da delação premiada de João Barreto, dono da Locanty, prestadora de serviços da Prefeitura do Rio.

A operação que tem Crivella como alvo acontece dois dias depois de uma semelhante (embora por motivo diverso) ocorrida na casa de Eduardo Paes, que será adversário do prefeito carioca na eleição deste ano.

Mesmo tendo recebido a visita da polícia e do Ministério Público em sua casa pela manhã, Marcelo Crivella ainda assim foi ao encontro de Bolsonaro. O presidente participou da formatura de sargentos da Marinha, no Rio de Janeiro.

A Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Amperagem), entidade que representa promotores e procuradores de Justiça, afirmou nesta segunda-feira (07), que a ofensiva do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) contra a promotora Patrícia do Couto Villela, que chefiou investigações contra ele à frente do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), é uma “flagrante tentativa de intimidação” e um “ataque” aos responsáveis pela apuração e ao próprio Ministério Público fluminense.

Reportagem de VEJA publicada nesta semana revelou um pedido de Flávio ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para que seja “instaurada sindicância ou processo disciplinar para apuração de eventuais infrações e até mesmo possíveis crimes de abuso de autoridade que possam ter sido cometidos” por Vilela e pelo grupo de promotores comandado por ela.

“A digna promotora Patrícia do Couto Villela (…) sofreu representação mendaz perante o Conselho Nacional do Ministério Público, em flagrante tentativa de intimidação, que será vã, por ter exercido as suas atribuições com independência, sempre submetendo as questões ínsitas à reserva jurisdicional ao crivo do Poder Judiciário”, escreveu a entidade em nota assinada pelo presidente, Ertulei Laureano Matos, e pelo diretor de defesa de prerrogativas, Tulio Caiban Bruno. “Malsinada investida, conquanto personalizada, representa ataque a todos os membros do Grupo de Combate à Corrupção, bem como à instituição do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro”, completa.

Na representação contra Villela, Flávio pede que ela seja investigada por eventual crime de abuso de autoridade e infrações disciplinares. Ele conseguiu que a promotora fosse intimada pelo CNMP a se explicar sobre um suposto arrombamento da porta da franquia Kopenhagen, pertencente a ele, no Shopping Via Parque, que teria ocorrido em uma ação deflagrada em dezembro de 2019 para colher provas no local. A colegas de MP, Patrícia negou que a loja tenha sido arrombada — disse que um chaveiro foi acionado para destravar a porta e que isso era necessário porque havia o receio de que provas fossem apagadas a distância, pela internet. Flávio reclamou também ao CNMP de vazamentos à imprensa de informações do inquérito que corre contra ele, sob sigilo. O senador pediu que promotores do Gaecc fossem afastados do caso. Continue lendo

O impacto da pandemia da covid-19 no caixa das empresas foi expressivo. Mas, no Distrito Federal, a situação é dramática, segundo estudo realizado pela plataforma Vadu. As firmas com sede na capital federal são as piores pagadoras do país. 

Apenas 41% dos empresários conseguiram manter suas contas em dia no mês de agosto. Ou seja, seis em cada 10 empreendedores não honraram todos os compromissos em dia. 

A situação também é preocupante em Rondônia, onde apenas 47% das empresas mantiveram as faturas em dia. Em Mato Grosso, foram 55%. 

Na outra ponta da tabela, com melhor índice de pontualidade nos pagamentos, está Pernambuco, com 97%. O Rio Grande do Norte, com 96%, vem na segunda posição, e o Amazonas, em terceiro, com 95% de adimplência. 

O Distrito Federal sofre, principalmente, por causa da paralisia do setor público, que cortou gastos, e da retração da demanda dos servidores, que cumprem quarentena por causa do novo coronavírus. 

Estudo da Consultoria Tendências mostra que, não fosse o Distrito Federal, a região Centro-Oeste já estaria próxima de apresentar o nível de atividade de antes da crise sanitária. Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso estão sendo alavancados pelo agronegócio, o único setor a apresentar crescimento no segundo trimestre do ano.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Desde que municípios como Caruaru (em 2016) e Petrolina (este ano) passaram a contar com a possibilidade de segundo turno nas eleições, o PSB, que ocupa o governo do Estado, passou a ter mais dificuldade em exercer poder político nesses locais.

Em ambos os casos, a estratégia tem sido tentar levar a disputa para o segundo turno.

Em Petrolina, Miguel Coelho (MDB) está reunindo 15 partidos no palanque, apoiado numa aprovação popular que ultrapassa 80% atualmente. A missão por lá, para os aliados do Palácio, é ainda mais complicada porque, apesar de ter os grupos de dois ex-prefeitos (Lossio e Odacy), disputando, os dois não conseguem pontuar o suficiente em pesquisas locais para alongar a eleição.

A chance de Miguel vencer no primeiro turno é grande.

A situação de Raquel Lyra (PSDB) em Caruaru é parecida. A aprovação a ela gira em torno de 75% e pesquisas locais mostram intenção de voto suficiente para encerrar a eleição no primeiro turno.

Também no Agreste, a estratégia do PSB é tentar alongar a eleição. Os outros candidatos, em sua maioria, estão em partidos aliados do Palácio. É possível que todos sejam candidatos, tentando pulverizar a votação.

Mas, não será tarefa fácil.

Outro que entra nessa lista é Anderson Ferreira (PL), em Jaboatão dos Guararapes, na RMR.

Com um palanque expressivo, vai para a reeleição com aprovação alta e boa chance de vitória no primeiro turno. O PSB até ensaiou apoiar uma candidatura de Silvio Costa (Republicanos), por lá, mas o ex-deputado não vai para a disputa.

Para o PSB, as cidades são importantes não apenas pelo potencial local. É que os gestores, da oposição, caso consigam vitórias acachapantes, tornam-se personagens centrais, para 2022. Caso a oposição, diferente de 2018, claro, acerte na estratégia.

História da Aviação – Unidade 9

Por Cmte Hiltinho (*)

Continuando…

Após o encerramento da Segunda Guerra Mundial, alguns países europeus e norte-americanos identificaram a urgente necessidade do desenvolvimento de normas, princípio e padrões para regulamentar o rápido crescimento da aviação civil.

Assim, em 1944, na cidade norte-americana de Chicago, representantes de 52 países reuniram-se, em conferência, que resultou na assinatura da Convenção sobre Aviação Civil Internacional, a qual ficou conhecida como a Convenção de Chicago. Na ocasião foi criada a OACI – Organização da Aviação Civil Internacional, ou, em Inglês, ICAO – International Civil Aviation Organization, com sede permanente na cidade de Montreal, Canadá, cuja missão é desenvolver de modo seguro e ordenado os princípios e técnicas da navegação aérea em todo o mundo, determinando normas e regulamentos para garantir maiores segurança, eficiência e regularidade, bem como a proteção ambiental da aviação civil.

A OACI tem como estrutura organizacional um Secretário e três órgãos principais: A Assembleia, o Conselho e a Comissão de Navegação Aérea (CNA).

Abrimos um parêntesis para informar aos futuros pilotos que estas Siglas, verdadeiras “sopinhas de Letras” e centenas de outras mais que citaremos nos futuros artigos, serão inquiridas nas provas de proficiência aplicadas pela ANAC, assunto este, inclusive, que também será discorrido mais adiante. Portanto àqueles que pretendem seguir a carreira de Piloto procurem desde já ir familiarizando-se com elas.

Compete ao Conselho, como órgão executivo, o poder de convocar a Assembleia; indicar o Secretário Geral; administrar o orçamento da organização; definir os SARP e incorporá-los aos Anexos da referida Convenção de Chicago.

O Sistema de Códigos desenvolvido pela OACI tem por finalidade designar aeroportos e companhias aéreas e aeronaves. Os aeroportos são designados por quatro letras, as companhias aéreas por três e os aviões por um código alfanumérico que pode conter três ou quatro caracteres. Esses códigos identificadores são utilizados em planos de voo, de modo que o aeroporto internacional de Recife é mencionado SBRF, o internacional de Brasília SBBR, o Galeão, internacional do Rio de Janeiro SBGL a companhia aérea Avianca é designada por AVA, a Gol por GLO, a Azul por AZU; um Boeing 747-100 por B741, um Boeing 747-300 por B743, um Fokker 100 por F100, um Airbus A310 por A310, um Airbus A319 por A319…

(*) Hilton Batista de Oliveira (Hiltinho) é engenheiro civil, gerente aposentado do Banco do Brasil e Piloto Privado de Avião. Escreve crônicas todas as segundas-feiras para o Blog PE Notícias.

Por Pedro Araújo

Em 2016, num levantamento feito pela Prefeitura e a Polícia Militar de Pernambuco, concluíram que Afogados da Ingazeira tinha, naquela época, 16 mil veículos, sendo que 220 lotações de outros municípios vêm todos os dias, isso sem contar com os demais veículos de outras praças que circulam na cidade diariamente.

Naquele ano, o atual gestor municipal fez uma reunião no auditório da Secretaria de Assistência Social, onde tratou do debate que todo ano é travado sobre a municipalização do trânsito em Afogados da Ingazeira. Foram discutidas também, as formas de carga e descarga no centro da cidade, lotações, estacionamentos e a melhor maneira para ordenação do trânsito. A cidade hoje é a segunda maior do Pajeú, com um polo comercial importante diante as outras cidades circunvizinhas.

Na ocasião da reunião, estiveram presentes representantes do próprio governo municipal, Polícia Militar e comerciantes. O prefeito saiu daquela reunião dizendo que o encontro tinha sido bastante positivo, que várias sugestões foram dadas e que seriam analisadas pela Prefeitura.

Pois bem, estamos em 2020 e a pergunta é: o que foi feito para melhorar o trânsito de Afogados da Ingazeira? A resposta vem de pronto. Nada.

Entra ano, sai ano e as promessas são as mesmas, “principalmente em anos eleitorais”, essa é a marca de certos políticos, a promessa.

O Blog PE Notícias recebeu inúmeras fotos, inclusive de comerciantes, que vamos preservar seus nomes, que tem seu comercio em ruas de grandes fluxos de veículos, mas que se sentem desrespeitados pelos próprios colegas de área, muitos deles, usam as calçadas como que se fossem deles e fecham, os pedestres para passar dá trabalho, tem que usar as vias dos carros porque o espaço destinado a eles está congestionado por maus comerciantes, e isso com a conivência do município. Se não, mandem os responsáveis por esse setor ao oftalmologista, perderam 99% da visão.

Filas duplas em dias de bastante movimento, a exemplo das sextas e sábados, isso é uma constante, agora, em várias ruas, a única foto que publicaremos, simboliza o caos no trânsito de uma cidade que não acredita mais nos políticos Copa do Mundo, sabem que eles estão aqui, mas só aparecem a cada quatro anos, com as promessas vãs e os seus discursos enfadonhos.  

A foto sintetiza bem as condições de quem sai de casa com seu automóvel nesses dias, a esquerda (sem falar de estacionamentos em plena esquina), engarrafado, olhando pra trás, uma fila de carros esperando passagem, e com isso o sistema nervoso de qualquer ser humano sentem o abalo.

Outro comerciante foi mais contundente ao dizer “sempre apoiei quem está aí, mas se não acordar para o que prometem, principalmente em anos eleitorais a coisa poderá não ser como pensam”. Para um bom leitor poucas linhas escritas é um livro.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) informou que conseguiu articular a permanência da Polícia Federal em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. O apelo do parlamentar foi atendido pelo diretor geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, em audiência nesta quinta-feira (27), em Brasília. Segundo Patriota, além de Salgueiro, Petrolina também terá uma sede da Polícia Federal.

“Por Salgueiro ser Sertão Central, a permanência da Polícia Federal na região é de extrema importância, principalmente para combater o tráfico de drogas, já que essa localidade é conhecida como Polígono da Maconha. Nesta quinta, o diretor geral da Polícia Federal, Dr. Rolando Alexandre, me recebeu em audiência na sede da Polícia Federal, em Brasília. Na oportunidade, ele atendeu meu pleito e garantiu o que já havia sido acertado com a Superintendente da Polícia Federal em Pernambuco, Delegada Patrícia Cintra, de que a Polícia Federal permanecerá em Salgueiro, como um Posto Avançado e em Petrolina será instalada uma Delegacia, por ser um grande município, distante mais de 700 quilômetros da capital pernambucana, ter aeroporto com exportações e ser carente dessa instituição”, explicou o deputado.

Com isso, segundo Gonzaga Patriota, Salgueiro não sofrerá nenhum prejuízo, porque vai ter um Posto Avançado da PF, com a mesma estrutura da delegacia atual.

Gonzaga Patriota fez um pronunciamento na Tribuna da Câmara dos Deputados, Em julho passado, para defender a permanência da Delegacia da Polícia Federal de Salgueiro. O socialista também fez um apelo ao ministro da Justiça, André Luiz de Almeida, para manter a instituição naquele município. Para o socialista sertanejo, a Delegacia da Polícia Federal de Salgueiro, atua num lugar estratégico, dentro do Sertão de Pernambuco, principalmente no combate ao tráfico e ao cultivo de drogas na região.

O campus do IFPE em Afogados da Ingazeira lançou na segunda-feira (24), o segundo edital para concessão de Benefício Eventual na forma de repasse de recurso financeiro aos/às estudantes em vulnerabilidade social devido à epidemia de Covid-19. O prazo para inscrições vai até o dia 31 de agosto. O resultado será divulgado até o fim do mês de setembro.

Poderão solicitar benefício eventual estudantes regularmente matriculados em cursos presenciais do IFPE, prioritariamente advindos de escolas públicas ou com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio e/ou em situação de vulnerabilidade social, bem como estudantes com deficiência(s), transtornos globais do desenvolvimento, altas habilidades e superdotação.

Não podem concorrer estudantes que estejam sendo beneficiados com outros auxílios e bolsas no momento da inscrição, o que significa que estudantes beneficiados no primeiro edital do Benefício Eventual, podem concorrer novamente. Havendo disponibilidade orçamentária, o Benefício poderá ser estendido, sem necessidade de outro edital.

A solicitação do benefício eventual deverá ser feita após a criação de um e-mail institucional, por meio do link https://meuemail.ifpe.edu.br/estudantes/. O estudante que já possuir um e-mail institucional não precisará criar um novo. As solicitações deverão ser feitas exclusivamente através do sistema Fluxo. (fluxo.ifpe.edu.br). Também é necessário ter conta bancária no nome do estudante.

Os estudantes deverão ler o edital disponível abaixo, antes de fazerem sua inscrição. Dúvidas devem ser encaminhadas para a Coordenação de Apoio ao Ensino e ao Estudante (CAEE), pelo e-mail: cae@afogados.ifpe.edu.br

Caso o recurso orçamentário destinado ao Programa de Benefício Eventual do Campus seja insuficiente para custear a totalidade das solicitações, o Serviço Social irá priorizar estudantes que apresentem maior grau de vulnerabilidade em decorrência da pandemia de coronavírus (Covid-19), deixando de atender a outras solicitações.

Confira aqui o edital.

As Casas de Estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que permitiram que em torno de 30 alunos continuassem nos locais no início da pandemia da Covid-19, vão autorizar que mais pessoas voltem a ocupar as residências. Esses estudantes retornarão em virtude do semestre letivo suplementar.

Os alunos que ficaram nas casas passaram por testes de Covid-19 na última sexta-feira (14) e os que chegarem também passarão pelo exame. De acordo com a UFPE, no início da pandemia, cerca de 400 universitários retornaram para as suas residências, entretanto, alguns que não tinham condições, continuaram nas casas universitárias. 

Agora, a autorização dada pela instituição de ensino é para alunos que precisem retornar por motivos extraordinários, como os que residem em local sem acesso à internet ou alunos do estágio obrigatório. O novo semestre inicia na próxima segunda-feira (23).

Eleições 2020: começa nesta terça (18) prazo para nomeação de mesários

Começou nesta terça-feira (18) e vai até o dia 16 de setembro o prazo para que os juízes eleitorais de cada município nomeiem os mesários e os membros das mesas receptoras de votos e de justificativas, bem como os eleitores que atuarão no apoio logístico dos locais de votação das Eleições Municipais 2020.

As datas foram alteradas com a Emenda Constitucional nº 107/2020, que, em razão da pandemia, adiou o pleito para 15 e 29 de novembro (1º e 2° turnos). Originalmente, as nomeações seriam de 7 de julho a 5 de agosto.

De acordo com o TSE, os locais designados para o funcionamento das mesas receptoras serão publicados até 16 de setembro no Diário de Justiça Eletrônico, nas capitais. Caberá aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) regulamentar a forma de publicação para os demais locais.

“Todo eleitor a partir dos 18 anos em situação regular pode ser convocado para trabalhar no dia da votação, com exceção dos candidatos e seus parentes até o segundo grau e por afinidade. Também estão impedidos de ser mesários os integrantes dos diretórios de partidos que exerçam função executiva, os agentes e autoridades policiais, assim como os funcionários com cargos de confiança do Executivo e os que pertencem ao serviço eleitoral”, informou por meio de nota o TSE.

Mesa receptora

Segundo o tribunal, a mesa receptora de votos é composta por um presidente, um primeiro e um segundo mesários e um secretário. O presidente da mesa é a autoridade máxima dentro da seção eleitoral, cabendo a ele “garantir o sigilo do voto de cada eleitor e a tranquilidade no ambiente de votação, além de zelar pela segurança da urna eletrônica durante todo o processo”. Continue lendo