Geral

Uso de celular ao volante é prática proibida e associada a acidentes — Foto: Reprodução/EPTV

O número de motoristas flagrados com celulares enquanto dirigiam em estradas federais de Pernambuco mais que dobrou ao comparar os oito primeiros meses de 2020 com o mesmo período do ano anterior. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram 219 autuações de condutores manuseando celulares entre janeiro e agosto deste ano, contra 97 no mesmo período de 2019.

O alerta foi dado pela PRF nesta sexta-feira (25), quando é celebrado o Dia Nacional do Trânsito, data utilizada para alertar os condutores sobre os perigos relacionados à direção.

“A falta de atenção se destaca como principal causa de acidentes nas rodovias federais de Pernambuco. A gente sabe que isso está associado diretamente ao uso do celular”, declarou Cristiano Mendonça, chefe de comunicação da PRF em Pernambuco.

Segundo a PRF, entre os meses de janeiro e agosto deste ano, 505 acidentes foram causados pela falta de atenção na condução dos veículos em estradas federais do estado. Nesses acidentes, 35 pessoas morreram. No mesmo período de 2019, foram 635 acidentes, com 55 mortos.

Mendonça afirmou que a falta de atenção tem relação com o uso do celular ou distrações dentro do veículo, como uma conversa. Continue lendo

Dados parciais da primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa em 2020 mostraram cobertura vacinal de 97,81% do rebanho de bovinos e bubalinos de todas as idades. No total, segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, entre estados que já enviaram informações foram imunizados 166 milhões de animais.

Até o momento, 18 dos 23 estados que precisam vacinar seus rebanhos entraram no balanço. Isso porque um está em análise e três ainda não enviaram o relatório com os dados finais dessa fase. A segunda etapa de campanha de vacinação contra aftosa começa em 22 estados em novembro.

Novo coronavírus

Em 2019, na campanha de maio, foram vacinados 196 milhões de bovinos e bubalinos, cobrindo 98,08% do total. Por causa da pandemia de covid-19, este ano a primeira etapa de vacinação foi prorrogada em 30 dias para que todos os estados tivessem 60 dias para a imunização.

Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal do ministério, Geraldo Moraes, a pequena redução da cobertura vacinal era esperada como reflexo direto da pandemia, que atrapalhou a logística da vacinação. “Apesar disso, foi uma campanha exitosa, dadas as proporções da emergência em saúde existente no país”, disse. A previsão para esta primeira etapa é de vacinar cerca de 183 milhões de bovinos e bubalinos de todas as idades.

Certificação

Os estados do Paraná, Acre e Rondônia, e regiões do sul do Amazonas e do noroeste de Mato Grosso tiveram a última vacinação contra a doença em 2019 e, no momento, estão cumprindo o prazo para reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal.

O Rio Grande do Sul, que teve a última vacinação em março deste ano, também está cumprindo prazo para o reconhecimento internacional de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Desde 2007, o estado de Santa Catarina é reconhecido internacionalmente nessa categoria.

DAY SANTOS/JC IMAGEM

A onze dias do retorno dos alunos do 3º ano do ensino médio de Pernambuco às aulas presenciais, o Sindicato dos Professores do Recife (SIMPERE) fincou cruzes no Pátio da Basílica de Nossa Senhora do Carmo, na Avenida Dantas Barreto, nesta sexta-feira (25). O ato tem como objetivo alertar a sociedade sobre o perigo de uma nova onda de contaminações pelo coronavírus após a reabertura das escolas. Nessa quinta-feira (24), professores da rede estadual, em assembleia virtual do Sindicato de Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), decretaram greve por, segundo eles, não haver segurança necessária à reabertura.

Apenas escolas estaduais, entretanto, possuem ensino médio (1º, 2º e 3º ano), únicas classes com data para retorno, até agora. As municipais ofertam aulas apenas até o ensino fundamental II e a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Mesmo assim, por nota, os professores da rede municipal afirmam temer que os protocolos sanitários anunciados não sejam garantidos, pela estrutura das unidades escolares ser, de forma geral, precária. Eles relatam que é “comum faltar produtos de higiene, ventilação nas salas de aula, além de existirem unidades em que falta água”.

“Os secretários da saúde, estadual e municipal, se isentam da responsabilidade de garantir que essas vidas sejam preservadas, colocando sobre as costas desses adolescentes, com capacidades cognitivas ainda em formação, a tarefa de segurar sozinhos a curva de contágio através de medidas de higiene e distanciamento dos colegas de classe”, diz o diretor do Simpere Igor Andrade. Continue lendo

A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário, alerta todos os pernambucanos quanto ao risco de receberem material vegetal, como sementes, vindas pelos Correios de países como a China, sem terem sido solicitadas e sem a autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

No Brasil já houve relatos em cinco estados quanto ao recebimento de pacotes com sementes sem nenhum tipo de solicitação. Pessoas dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná já relataram a chegada dessas sementes.

As embalagens recebidas pelos Correios não devem ser abertas, para que sejam preservadas e para que o material não circule no ambiente, pois podem veicular pragas ou doenças de importância econômica que não existem no país.  A entrada de sementes no Brasil só é permitida por países com os quais o Mapa tenha estabelecido os requisitos fitossanitários. É necessário que o material seja certificado pelas autoridades fitossanitárias do país exportador.

O Ministério, antes de autorizar a importação da semente de determinado país, realiza análise de risco para identificar quais pragas podem ser introduzidas por aquelas sementes. A partir disso, ficam estabelecidas medidas fitossanitárias a serem cumpridas no país de origem para minimizar o risco de introdução de novas pragas no Brasil por meio da importação desse material.

Quem receber esse tipo de pacote deve procurar a Adagro ou a Superintendência do Ministério da Agricultura no Estado para que as embalagens sejam enviadas para análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Goiás.

A previsão do tempo para esta sexta-feira (25) indica céu parcialmente nublado, com chuva rápida durante a madrugada e início da manhã, na Região Metropolitana do Recife (RMR) e Zonas da Mata, de acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

Já o Agreste e o Sertão, mesmo com céu parcialmente nublado, não devem receber chuva ao longo do dia. As temperaturas máximas das regiões atingem 32° C e 35° C, respectivamente.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Parcialmente nublado com chuva rápida e isolada na madrugada e primeiras horas da manhã com intensidade fraca.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 22°

Mata Norte

Parcialmente nublado com chuva rápida e isolada na madrugada e primeiras horas da manhã com intensidade fraca.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 21°

Mata Sul

Parcialmente nublado com chuva rápida e isolada na madrugada e primeiras horas da manhã com intensidade fraca. 
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 31° Mínima: 20°

Agreste

Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 17°

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 35° Mínima: 18°

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 35° Mínima: 19°  

Luiz Henrique Mandetta deixou o ministério da Saúde por conflitos com o presidente Bolsonaro Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

O Globo

Quando comandava o combate à Covid-19 no país, Luiz Henrique Mandetta trabalhava com três projeções. A mais pessimista era de 180 mil mortes, e a mais otimista, de 30 mil. Um número tido atingível era de 80 mil mortes.

O ex-ministro diz agora temer que o Brasil, hoje com 139 mil óbitos, concretize o pior cenário. “Até o surgimento da vacina é capaz de chegarmos aos 180 mil”, disse ao jornal O Globo. Mandetta lança o livro de memórias “Um paciente chamado Brasil” (Ed. Objetiva), em que conta bastidores do combate à pandemia e do processo de fritura pelo qual passou no cargo por insistir em pregar distanciamento social contra o vírus e se recusar a liberar a cloroquina sem evidência de eficácia.

Falando por videoconferência de Campo Grande (MS), onde mora, o médico comentou os rumos da luta contra a pandemia.

Como o senhor avalia a situação epidêmica do país e a indefinição na reabertura?

Estamos enfrentando a pandemia sem liderança. Não tem uma voz que dê os critérios técnicos. Como não temos guidelines, há personagens: um manda abrir, outro manda fechar…

Agora, aglomerou? Duas semanas depois você tem aumento de casos. Foi assim no feriadão de São Paulo duas semanas atrás. São Paulo já aumentou o número de casos. Todo mundo desceu para a praia, (houve um) aumento de 40% no fluxo de pessoas para o litoral. Aglomerou? Colhe o preço.

Só é possível voltar às escolas com vacina?

É sempre fácil você fechar. Difícil é ter os critérios para reabrir. Mas você manter as crianças fora da sala de aula aguardando por uma vacina é outro erro. A vacina é uma possibilidade, não é uma realidade. Ela pode acontecer durante o ano de 2021, mas também pode falhar. Continue lendo

O governo federal retornou para 12 meses o período de graça dos benefícios de natureza acidentária, como o auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) e a aposentadoria permanente (antiga aposentadoria por invalidez), pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A alteração na concessão desses benefícios foi publicada nesta quinta-feira (24) em decreto no Diário Oficial da União (DOU). O texto, assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, muda trechos do Decreto nº 10.410/2020, de junho deste ano, que atualizou o regulamento após a reforma da Previdência.

O período de graça é o tempo em que o segurado do INSS mantém o direito aos benefícios e serviços da Previdência Social mesmo sem contribuir. Nos casos de auxílio por incapacidade e aposentadoria por invalidez, esse período era, inicialmente, de 12 meses, mas foi reduzido para um mês com o Decreto nº 10.410/2020.

“Como estava a redação? O segurado que recebia auxílio-doença, já a partir do mês seguinte que teve a alta, não teria mais direito aos benefícios do INSS se deixasse de contribuir”, explica a advogada Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP).

“Agora, o governo retoma essa questão, garantindo o período de graça por 12 meses ao segurado que teve o benefício por incapacidade e deixou de contribuir com a Previdência Social”, complementa a advogada.

Ainda segundo Adriane, que é especialista em direito previdenciário, o Decreto nº 10.410/2020 teve vários erros de digitação e o governo, agora, corrigiu essas inconformidades.

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), responsável pela organização do Carnaval do Grupo Especial do Rio de Janeiro, adiou os desfiles que estavam marcados para fevereiro de 2021. A decisão foi tomada de forma unânime em plenário realizado na noite dessa quinta-feira (24).

“Em função de toda essa insegurança, essa instabilidade em relação à área da ciência, de não saber se lá em fevereiro vamos ter ou não a vacina, chegamos à conclusão que esse processo tem que ser adiado”, disse o presidente da Liesa, Jorge Castanheira.  

“Não temos como fazer em fevereiro. As escolas já não vão ter tempo nem condições financeiras e de organização de viabilizar até fevereiro”.

Ele ressaltou que é um adiamento e não o cancelamento dos desfiles. Explicou que a Liesa está buscando alternativas para não prejudicar quem depende do Carnaval.

Castanheira falou que uma das possibilidades é a realização de desfiles com proporções menores em 2021. “O modelo tradicional do desfile requer um tempo muito maior de preparação. Tudo isso está sendo visto para que não tenhamos que cancelar o espetáculo”, disse.

O presidente da Liesa afirmou que ainda não é possível definir uma nova data. “Há previsões que dizem que só a partir de abril teremos segurança. Veremos em que meses, com as autoridades, poderíamos ter um modelo alternativo”, falou.  “Estamos aguardando para saber se teremos definição da vacina e quando terá a imunização. Não temos segurança para definir uma data”.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro compareceu à 4ª Delegacia de Investigações Gerais sobre Crimes Eletrônicos, no Deic, em São Paulo, para ratificar os termos de iniciação de um inquérito que investiga ofensas sofridas por ela pela internet. Michelle permaneceu no local por cerca de 10 minutos e não falou com a imprensa.

De acordo com a Polícia Civil, a primeira-dama é vítima de calúnia, difamação e crime contra a honra. A polícia disse ainda que o advogado de Michelle foi quem solicitou a abertura do inquérito e, por se tratar de uma ação privada, Michelle precisa comparecer à delegacia para ratificar os termos.

O provedor de internet de onde partiu o crime está em São Paulo e, por isso, o processo foi iniciado no Estado. O inquérito está em segredo de Justiça.

Marco Aurélio Mello Marco Aurélio Mello

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello manifestou nesta quinta-feira (24) seu voto para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) possa depor por escrito no inquérito que apura suposta tentativa de interferência na Polícia Federal.

“A interpretação histórica, sistemática e teleológica do Código de Processo Penal deságua na possibilidade de a audição do Presidente da República, na qualidade de testemunha, investigado ou réu, ser por escrito”, escreveu o ministro, em seu voto.

O ministro adiantou seu entendimento no julgamento, que acontecerá entre os dias 2 e 9 de outubro, pelo plenário da Corte. Marco Aurélio, segundo ministro mais antigo do STF, assumiu a análise do caso porque Celso de Mello está afastado do tribunal por licença médica.

Há duas semanas, Celso de Mello havia determinado que Bolsonaro prestasse depoimento presencial afirmando que a prerrogativa de depor por escrito somente pode ser concedida nos casos em que o presidente figure como testemunha ou vítima, mas não como investigado.

“A mesma regra processual é possuidora de sentido único, pouco importando o Presidente envolvido. Provejo o recurso interposto e reconheço a possibilidade de o Presidente da República, seja como testemunha, seja como envolvido em inquérito ou ação penal, manifestar-se por escrito”, escreveu Marco Aurélio. Continue lendo

Como seria muito difícil manter o protocolo de segurança com todos os candidatos, a Globo Recife decidiu não fazer este ano debate com os candidatos, o que somente seria possível com apenas os quatro primeiros colocados em pesquisa do Ibope ou Datafolha, o que seria quase impossível. Não fará, também, entrevistas no estúdio com os candidatos.

A Globo anunciou que só realizará debates no 1º turno das eleições municipais de 2020 nas cidades onde os partidos concordarem que apenas os 4 candidatos mais bem colocados na pesquisa eleitoral mais recente (Ibope ou DataFolha) participem da sabatina.

A proposta foi feita por causa das medidas de restrições impostas pela pandemia da covid-19. “No planejamento para cobrir as eleições municipais, acreditou-se que o país chegaria a outubro com taxas de contágio sob controle, o que, infelizmente, não ocorrerá”, disse a emissora.

Segundo comunicado emitido na segunda-feira (21), os debates de 2º turno não foram alterados.

A emissora também cancelou as entrevistas individuais feitas em estúdio. Alegou que “são feitas em muitos dias consecutivos, com os candidatos sentados próximos dos entrevistadores e dos câmeras”.

“Os estúdios da Globo são ambientes altamente controlados para evitar contágio de seus profissionais. O risco de submeter suas equipes ao coronavírus por dias seguidos de contatos com candidatos em permanente exposição às ruas é muito alto”, informa.

Orçamento 2020 do Governo Federal inclui vagas para concursos

O Santander abriu 1.525 bolsas de estudos em universidades estrangeiras nessa quarta-feira (23). Os interessados em participar do “#InvistaEmVocê” devem se inscrever através do site. São bolsas presenciais e online em universidades como MIT Professional Education, London School of Economics e Universidade da Pennsylvania.

As vagas são voltadas para os estudantes de graduação. “Formações têm foco no aprimoramento de habilidades digitais e emocionais, na capacidade de liderança, idiomas, desenvolvimento de carreira e acesso ao mercado de trabalho internacional”, explicou a instituição.

“A pandemia atingiu em cheio a empregabilidade do jovem no Brasil, além de antecipar ao momento presente às necessidades de atualização de habilidades de diferentes esferas, mas essenciais, como digitais e emocionais. As bolsas globais que estamos oferecendo preparam os jovens neste momento de transformação aguda e profunda”, disse o superintendente executivo do Universidades Santander Brasil, Nicolas Vergara.

O programa Bolsa Santander English for Professional Development, na Universidade da Pennsylvania, oferece 500 vagas para estudantes que falem inglês. “As atividades se darão por meio de conferências, debates e exercícios de compreensão que os alunos podem completar de forma independente. Além disso, terão encontros com os instrutores e colegas, e algumas tarefas em equipe. Duração 13 semanas. Público-alvo: jovens que miram o mercado de trabalho internacional e fale inglês”, explica o Santander.

Jailson Correia, médico e secretário de Saúde do Recife - FOTO: HELIA SCHEPPA/Governo de Pernambuco

Blog de Jamildo

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, protocolou um novo habeas corpus no Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região, no Recife, para tentar retirar a Polícia Federal da Operação Apneia. Na operação, é investigada a compra de 500 respiradores, pela Prefeitura do Recife, sem licitação, à microempresária Juvanete Barreto Freire, por 11,5 milhões. O novo habeas corpus foi protocolado em 17 de setembro e vai ser analisado pela 2ª Turma do TRF. Ainda não há previsão para o julgamento.

Jailson Correia, através de seus advogados, pede a nulidade de todas as “medidas investigativas autorizadas por Juízo incompetente, nos autos do Pedido de Busca e Apreensão” já realizadas pela Polícia Federal.

No novo pedido de habeas corpus, Jailson Correia apresenta novos argumentos e documentos para demonstrar que a verba utilizada na compra dos respiradores não seria federal.

“Não foi utilizado recurso federal para a aquisição de ventiladores pulmonares durante a pandemia da Covid-19”, defende a petição.

Caso acatado o habeas corpus, Polícia Federal e Ministério Público Federal seriam afastados das investigações, que seriam remetidas para o DRACCO da Polícia Civil do Governo de Pernambuco.

Operação Apneia

Na terceira fase da Operação Apneia, o Ministério Público Federal chegou a requerer a prisão temporária de Jailson Correia, pelo prazo de um dia, mas o pedido foi negado pela Polícia Federal.

O TRF da 5ª Região já tinha negado anteriormente um outro habeas corpus para Jailson Correia. O pedido do primeiro habeas corpus também era para afastar a Polícia Federal das investigações. Continue lendo

Gestantes tiveram que ficar em corredor de hospital no Recife — Foto: Simepe/Divulgação

Com capacidade para 17 pacientes, a maternidade do Hospital Agamenon Magalhães, em Casa Amarela, Zona Norte do Recife, concentrava 60 mulheres, nesta quarta-feira (23). A unidade é uma das cinco que fazem atendimento de gestantes de alto risco na rede estadual. Com a superlotação, havia mulheres em corredores e aglomeradas, sem manter o distanciamento para prevenir a Covid-19.

A denúncia de superlotação foi feita pelo Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe). De acordo com a entidade, na noite da terça-feira (22) havia 56 mulheres no local. Durante a madrugada, chegaram mais quatro parturientes. A ocupação atual é 252% maior que a capacidade.

“O hospital está previsto para atender 17 mulheres e isso significa uma equipe dimensionada para essa quantidade de pessoas, um espaço físico e climatização projetados para 17 pacientes. Além disso, por lei, essas mulheres têm direito a acompanhante. Então, não são somente as gestantes e os bebês que estão expostos a essa situação”, afirmou a presidente do Simepe, Claudia Beatriz Andrade.

Nas imagens registradas pelo Simepe, durante uma vistoria feita nesta quarta, é possível ver mulheres grávidas deitadas em macas no corredor do hospital e, nos quartos, bebês e mães próximos uns dos outros, sem mais que alguns centímetros de distância entre as camas.

“Havia mulheres desde a saída do elevador até o vão que dá acesso ao bloco cirúrgico. Algumas já tinham parido e. É uma situação inadmissível. Temos um déficit histórico de leitos e fazemos um pedido anual pela ampliação da oferta de leitos. Se fala em manter distanciamento nas redes sociais e na televisão e, lá, o que se via, era exatamente o contrário. Mulheres e bebês coladinhos”, disse.

O sindicato, disse a presidente, encaminhou um ofício ao Conselho Regional de Medicina, que tem o poder de fiscalizar a profissão, e à Secretaria Estadual de Saúde. Continue lendo

O tão falado “novo normal” deve começar, em Pernambuco, no dia 9 de novembro, com a retomada de todas as atividades econômicas no estado. Quando anunciou a data, ontem, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, deixou bem claro que a previsão depende da manutenção dos índices da pandemia da Covid-19 e que toda reabertura precisará seguir os protocolos de convivência com o coronavírus.

Ontem, o governo também anunciou mais um passo na flexibilização das atividades e que já a partir de hoje – exclusivamente para Caruaru, Recife e cidades da Região Metropolitana e municípios da Zona da Mata – com ampliação da carga horária (passando a operar das 6h até meia-noite) e da capacidade de lotação (de 50% para 70%) de estabelecimentos de alimentação, como restaurantes, lanchonetes, cafés, bares e similares.

Com a mudança, a distância obrigatória entre as mesas passa de 1,5 metro para 1 metro. Vale ressaltar que todas as regras para se evitar a disseminação do coronavírus, como a exigência de máscaras para os clientes que não estiverem nas mesas, continuam a valer e podem ser consultadas no site oficial www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, na seção “protocolos setoriais”.

Na nova etapa, reabrem cinemas e teatros e podem ser retomados eventos sociais e culturais. Segundo Schwambach, com limite de público de até 100 pessoas ou 30% de ocupação do espaço, o que for menor.

Fernando de Noronha

O governo também anunciou que Fernando de Noronha passa para segunda etapa de retomada do turismo, com reabertura total da ilha, a partir do dia 10 de outubro. Segundo o administrador da ilha, Guilherme Rocha, os turistas que forem a Noronha terão que realizar o teste RT-PCR no dia anterior ou no dia no embarque e apresentarem o resultado negativo para desembarcar na ilha. Ainda segundo Rocha, também será obrigatório que o turista baixe no celular o aplicativo Dycovid. Por fim, no fim da viagem, o turista precisará se submeter a novo teste no aeroporto. “O resultado do teste não impede que ele saia de Noronha, mas colabora que se mantenha o vírus sob controle”, afirmou Rocha.

Calendário de reaberturas

A partir de hoje Continue lendo