O secretário estadual de Saúde, André Longo, assinou nesta quinta-feira (02) o contrato de gestão da Organização Social (OS) que irá gerir o Hospital de Campanha de Serra Talhada e o Hospital Geral do Sertão. Ambos os serviços ficarão sob responsabilidade do Hospital do Tricentenário, que, nos próximos dias, iniciará a contratação de pessoal e equipagem para colocar as estruturas em funcionamento.

Ao todo, o Hospital de Campanha de Serra Talhada contará com 100 leitos de enfermaria, enquanto o Hospital Geral do Sertão terá 28 de enfermaria e 30 de UTI. “Desde o início da pandemia, o Hospital Professor Agamenon Magalhães, o Hospam, vem prestando assistência à população da região. Agora, com o processo de interiorização da doença, vamos ter novas estruturas para acolher o público, dentro do esforço do Governo de Pernambuco de dotar todas as regiões do Estado de leitos exclusivos para os pacientes suspeitos e confirmados do novo coronavírus”, afirma o secretário.

O gestor lembra que os novos leitos serão abertos gradativamente, até chegar à capacidade máxima. “Mesmo com a abertura dessas novas vagas, precisamos continuar chamando a atenção do público para a importância do isolamento social e de continuar seguindo as medidas de higiene e segurança para evitar novos adoecimentos, casos graves e, consequentemente, óbitos. Precisamos frear esse processo de interiorização da doença, diminuindo o grau de transmissibilidade e gerando saúde para os pernambucanos”, pontua.

Além do Hospital de Campanha de Serra Talhada, já está em funcionamento à unidade de Caruaru, com 50 leitos abertos (20 de UTI e 30 de enfermaria). Também está sendo erguido um equipamento em Petrolina, com mais 100 leitos. Juntos, os três hospitais de campanha demandaram um investimento de R$ 4,1 milhões do Governo do Estado para suas montagens.