https://3.bp.blogspot.com/-I0tEz7ysBII/WqsK6KTUEYI/AAAAAAABTjE/sRd8cmxjH9M512A_jY_aTc2Vy3T7qRPgACLcBGAs/s400/036867f2-b346-4fe7-9d2b-97fc25cf32c7.jpg

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco julgou, na última terça-feira (27), dois processos contra o ex-prefeito de Tuparetama, Deva Pessoa, decidindo pela rejeição das contas.

O primeiro foi um recurso referente ao exercício de 2016, onde o TCE já havia recomendado a rejeição das contas de Edvan César por deixar de recolher contribuição patronal no valor de aproximadamente R$ 135 mil, e por não aplicação dos percentuais mínimos na Saúde e na Educação, pela deficiência na Transparência, por elaborar a LDO com distorções e por irregularidade no repasse do duodécimo à Câmara de Vereadores, nos temos do processo nº 17100174-6. O TCE não acatou o recurso e manteve a rejeição das contas.

O outro, foi uma auditoria para verificar existência, no mês de dezembro de 2014, de acúmulo ilegal de 5 ou mais vínculos públicos de funcionários contratados e que permaneceram na mesma situação no ano seguinte.

O Tribunal considerou irregulares essas contratações na gestão do ex-prefeito no ano de 2015. O número do processo é 1728377-2. As informações foram repassadas ao PE Notícias pelo comunicador Anchieta Santos, das rádios Pajeú FM, e Cidade FM, de Tabira.