Eduardo Bolsonaro: Arma na mão do cidadão vai melhorar a segurança

O deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) voltou a defender o decreto para a ampliação da posse de armas no Brasil, facilitando o porte para a população

Em postagem no Twitter na noite desta segunda-feira (07), o filho do presidente da República disse que a medida servirá para “legítima defesa ao cidadão” e que a “segurança pública terá efeito secundário”.

“As armas servem para dar a possibilidade de LEGÍTIMA DEFESA ao cidadão que segue as leis (os bandidos já tem esse direito). A melhoria da segurança pública é um efeito secundário, que virá com o receio do criminoso de se deparar com uma vítima armada”, escreveu o deputado.

Mais cedo, ele disse que o “desarmamento do cidadão” e “pautas travestidas de direitos humanos” foram sustentadas pelo PT para em prol dos bandidos.

“O desarmamento do cidadão de bem e a aproximação com os criminosos através de pautas travestidas de direitos humanos sempre mostraram a quem o PT serve: aos bandidos”, disse Eduardo Bolsonaro.