http://gtthealthcare.com.br/blog/wp-content/uploads/2016/05/fotos43-1.jpg

Nesta segunda-feira (09), cerca de 1.400 novos intercambistas brasileiros formados no exterior, especialmente na Bolívia, no Paraguai e na Argentina, começaram a trabalhar no programa “Mais Médicos” lançado no governo da presidente Dilma Rousseff.

Trinta deles irão trabalhar em Pernambuco, precisamente na atenção básica de 24 municípios e num Distrito Sanitário Especial Indígena.

Ao todo, já são 8.316 brasileiros trabalhando no programa, o que representa 45,6% do total. Só no Estado de Pernambuco, há 938 profissionais incorporados ao “Mais Médicos”, segundo o ministro da Saúde Ricardo Barros.

Esta foi a segunda fase do edital. A primeira foi direcionada exclusivamente para os médicos brasileiros formados no país. Os que se formaram no exterior começaram a trabalhar nesta segunda-feira (09) em Unidades Básicas de Saúde de cerca de 800 municípios de 25 estados e do Distrito Federal.

Antes, eles passaram por treinamento sobre a legislação do SUS (Sistema Único de Saúde, a língua portuguesa e Código de Ética Médica). Já os intercambistas submeteram-se a um prova de conhecimentos.

O programa conta hoje com 18.240 vagas em mais de quatro mil municípios brasileiros. Do total de médicos participantes, 47,1% são profissionais da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% intercambistas estrangeiros.

Os municípios pernambucanos que receberam profissionais do “Mais Médicos” nesta segunda-feira foram os seguintes:

Município – Vagas

Águas Belas 1
Arcoverde 2
Barreiros 1
Betânia 1
Bom Conselho 1
Buíque 2
Cabo De Santo Agostinho 1
Caruaru 1
Casinhas 1
Dsei Pernambuco 1
Gameleira 1
Jaqueira 1
Lajedo 1
Orobó 1
Paudalho 1
Pedra 1
Petrolina 1
Poção 1
Sanharó 1
São Caetano 1
Serra Talhada 1
Sertânia 2
Surubim 3
Tacaratu 1
Tupanatinga 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *