Os preços da gasolina, em valores médios, vêm caindo nos Estados, apesar de terem subido nas últimas semanas nas refinarias. A informação foi divulgada em pesquisa feita semanalmente pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

O litro da gasolina nas refinarias da Petrobras era de R$ 1,94 em 30 de junho e subiu, gradativamente, para R$ 2,02, valor do combustível a partir deste sábado (07).

No entanto, o valor nos postos, de acordo com a ANP, era de R$ 4,57 na semana de 10 a 16 de junho, passou para R$ 4,53 entre os dias 17 e 23 do mesmo mês. Depois, caiu para R$ 4,498 entre 24 e 30 de junho e ficou em R$ 4,49 de 1º a 7 de julho.

Segundo a ANP, da mesma forma o valor do diesel vem caindo nos postos: de R$ 3,43 na semana de 10 a 16 de junho caiu para R$ 3,38 entre 1º e 7 de julho. Já nas refinarias, o valor se mantém em R$ 3,03 desde o dia 1º de junho.

O etanol, que não é refinado pela Petrobras, mas por dezenas de refinarias em várias regiões do país, também vem passando por uma curva descendente nos postos.

A ANP afirma que o preço do litro do etanol caiu de R$ 2,94, na semana entre 10 e 16 de junho, para R$ 2,83 entre 1º e 7 de julho.

Segundo a agência, além da lei de livre mercado, da oferta e da procura, incidem sobre os preços dos combustíveis fatores como impostos estaduais e o câmbio internacional, principalmente o valor do dólar frente ao real. As informações são da Agência Brasil.

Do PE Notícias

Ninguém de viva e aguçada memória sabe onde a ANP faz as suas pesquisas ou levantamentos para chegar aos preços mostrados acima. Só se tem uma certeza, não foi no interior do País, nas pequenas cidades do Nordeste, porque é exatamente nessas cidades, aonde a fiscalização da ANP não chega que os donos de postos não dão satisfações a ninguém.