http://www.leiaja.com/sites/default/files/styles/large/public/celpe_1_0.jpg?itok=m3LnaEDS

A Celpe recebeu do Procon-PE um prazo de 48h para apresentar uma alternativa para os postos de pagamentos da conta de luz que estão inativos. Caso não cumpra a determinação, a Companhia poderá ser multada. 

O órgão de defesa do consumidor realizou fiscalizações esta semana na Região Metropolitana do Recife (RMR) e comprovou que, dos mais de 30 pontos apresentados pela companhia como viáveis para pagamento da fatura, pelo menos 30% já estavam desabilitados.

Os fiscais constataram, ainda, que a maioria dos estabelecimentos presta o serviço de forma parcial. Muitos atendem através de fichas (limitadas a 20 por dia, na maioria dos casos) ou de valores. 

O secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, cobrou de representantes da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e da Caixa Econômica Federal (CEF) uma solução para o pagamento das contas de energia. O recebimento do documento pelas Casas Lotéricas foi suspenso no último mês de abril e, desde então, muitas queixas foram recebidas pelo Procon.