Lucro líquido dos maiores bancos do país cresce 17% e atinge R$ 16,8 bi

Um levantamento realizado pela Economatica aponta o maior lucro dos quatro maiores bancos do Brasil desde o segundo trimestre de 2015. O rendimento líquido das instituições financeiras com ações na bolsa saltou 17% no 2º trimestre, se comparado com a mesma etapa de 2017. A soma total rendeu R$ 16,88 bilhões.

A alta da reunião das partes do Itaú, Banco do Brasil, Bradesco e Santander foi de 3,5% no 2º trimestre. O resultado satisfatório, relatou o G1, de acordo com os bancos foi o crescimento das receitas com tarifas, além de menores despesas com provisões para calotes, menor custo do crédito e maior controle de custos.

Liderança nos lucros

O Itaú liderou os ganhos e obteve rendimento de R$ 6,244 bilhões, resultado 3,8% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. O Bradesco, por sua vez, teve lucro líquido de R$ 4,528 bilhões, alta de 15,77% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O lucro líquido ajustado do Banco do Brasil no segundo trimestre de 2018 foi de R$ 3,2 bilhões, um crescimento de 7,1% na comparação com o primeiro trimestre, e de 22,3% em relação ao segundo trimestre de 2017. O Santander teve lucro líquido de R$ 2,97 bilhões, um crescimento 58% na comparação com o 2º trimestre do ano passado.