Romero Jucá revelou ao TSE ter R$ 150 mil em espécie

O senador Romero Jucá (MDB-RR), que busca a reeleição neste ano, declarou ter ficado R$ 413.098,92 “mais pobre” (você acredita?), ao longo dos últimos oito anos, de acordo com as declarações de bens registradas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em 2010, Jucá afirmou possuir bens no valor de R$ 607.901,41. Agora, o senador declara ter R$ 194.802,49 em sua posse.

Em ambos os registros o emedebista demonstra manter um hábito comum: guardar dinheiro em moeda nacional. Há oito anos, ele possuía R$ 545 mil em espécie, valor que despencou 263%, para R$ 150 mil neste ano. Os demais bens declarados por Jucá para o pleito deste ano são dois depósitos bancários em conta corrente que, juntos, somam R$ 44.802,49.

Apesar de relatar uma perda patrimonial nos últimos anos, o senador foi remunerado em R$ 1.599.880,57 desde agosto de 2012, excluindo descontos obrigatórios. Os dados anteriores não são mais revelados pela base de dados do Senado Federal.