O candidato ao governo de Pernambuco pela coligação ‘Pernambuco Vai Mudar’, Armando Monteiro (PTB), está participando de uma maratona de compromissos de campanha por 15 cidades do Sertão do Estado, que começou nesta quinta-feira (06) em Exu, Bodocó, Ipubi e Araripina. Nessa sexta-feira (07) visita Trindade, Ouricuri, Carnaubeira da Penha, Mirandiba e São José do Belmonte. Sempre encontrando lideranças políticas nessas localidades e apresentando suas propostas de governo para diversas áreas, principalmente segurança, saúde e infraestrutura.

No sábado, a jornada de Armando Monteiro começa logo, conforme agenda recebida pelo Blog PE Notícias.

Veja a agenda do candidato neste sábado:

06h – 07h – Deslocamento aéreo Recife – Serra Talhada

07h – 08h20 – Deslocamento terrestre Serra Talhada – Afogados da Ingazeira

08h20 – 10h – Visita à Feira de Afogados da Ingazeira com lideranças

10h – 11h10 – Deslocamento terrestre Afogados da Ingazeira – São José do Egito

11h10 – 13h – Visita à Feira de São J.do Egito e Encontro Regional na Fazenda do ex-deputado José Marcos de Lima

13h – 14h – Almoço na Fazenda Melancia, do ex-deputado José Marcos

14h – 16h – Deslocamento Terrestre São José do Egito – Serra Talhada

16h – 17h – Procissão de Nossa Senhora da Penha, Padroeira do Município

17h – 18h40 – Deslocamento Terrestre Serra Talhada – Tabira

18h40 – 21h – Comício com Sebastião Dias, prefeito de Tabira

21h – 22h40 – Deslocamento Terrestre Tabira – Serra Talhada

22h40 – 23h40 – Deslocamento Aéreo Serra Talhada – Recife.

Ao apresentar suas propostas de governo, Armando Monteiro enfatiza: “As famílias estão assustadas com as explosões de bancos, com a violência crescente. Mas nós vamos resgatar a autoridade do governo no nosso Estado. Os bandidos não terão vida fácil. E isso não é uma promessa, é um aviso”, diz o candidato, continuando:

“Na área da saúde, há cidades onde as pessoas precisam sair para buscar atendimento em outras regiões, enfrentando as estradas em péssimas condições. Isso não pode continuar, Pernambuco pede mudança e vem do Sertão uma força extraordinária para esse projeto”, acrescenta.