Por João Alberto*

O pior presidente da história do clube. Que termina o mandato praticamente só.

A prepotência em afirmar que o time ia lutar para ser campeão,

A contratação de vários técnicos, cada um pior que o outro,

Um superintendente de futebol sem competência,

Vários diretores de futebol fracos,

Um elenco inchado e ruim,

A contratação no final de um técnico famoso por prazo de validade,

Vários meses de salário atrasados, o que não acontecia há anos no clube,

Um ano triste: perdeu o Campeonato Pernambuco para o Central e foi desclassificado cedo da Copa do Brasil.

E decidiu, contra a vontade geral, não disputar a Copa do Nordeste,

O resultado não poderia ser outro: a queda para a Série B,

Para tristeza dos torcedores, os únicos certos neste ano, um dos mais tristes da história do rubro-negro.

*João Alberto é colunista social do Diário de Pernambuco e sócio torcedor do Sport Clube Recife