Deputados presos no Rio vão continuar a receber salários e benefícios

Sabe os deputados estaduais que foram presos no Rio de Janeiro em novembro em um desdobramento da Operação Lava Jato? Pois então, dez deles vão continuar a receber seus salários e benefícios.

De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal “O Globo”, o Conselho de Ética da Alerj, que demorou mais de um ano para se reunir sobre a cassação dos deputados presos, não consegue quórum para resolver o caso.

São oito membros, mas três estão presos. Sobraram cinco, número mínimo para o quórum, mas só três compareceram. Além disso, Dionísio Lins (PP) pediu nesta terça-feira (04) para deixar a comissão alegando de “motivos médicos”. Sendo assim, os salários e benefícios continuam sendo depositados.