O presidente eleito Jair Bolsonaro e o ministro extraordinário Onyx Lorenzoni se reúnem com bancada do DEM Foto: Rafael Carvalho/Divulgação

Em duas semanas, a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, que é coordenada pelo ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, se reuniu com mais de 300 deputados federais, de acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira (14). Após privilegiar as bancadas temáticas na formação do seu ministério, Bolsonaro passou a se encontrar com as bancadas dos partidos e recebeu nove delas, incluindo a da sua própria legenda, o PSL. Até o momento, dos outros oito, apenas o PR declarou que fará parte formalmente da base.

Para Onyx, o número representa que “o diálogo do futuro governo com o Congresso vai bem e ficará cada vez melhor”, de acordo com o comunicado divulgado pela equipe de transição. “Queremos que, já ao final de 2019, os parlamentares possam dizer: nunca fomos tão respeitados e tão bem tratados pelo governo federal”, diz o ministro na nota.

Na semana passada, Bolsonaro encontrou deputados de MDB, PR, PRB e PSDB. Nessa semana, foi à vez de PSL, DEM, Podemos, PSD e Podemos. De acordo com a equipe de transição, também foram realizadas “reuniões menores” com “dezenas de outros deputados e senadores”. Novas conversas estão previstas para a próxima semana.

Somados, os nove partidos elegeram 289 deputados federais. Entretanto, esse número ainda pode mudar até fevereiro, já que diversos parlamentares que fazem parte de legendas que não atingiram a cláusula de barreira devem mudar de partido. Além disso, alguns deputados que não foram reeleitos participaram dos encontros. Com informações de O Globo.