Um cortejo com uma banda de pífanos saiu da casa em direção ao cemitério do bairro / Foto: Reprodução/TV Jornal

A despedida do artesão Severino Vitalino, filho do Mestre Vitalino que faleceu nessa segunda-feira (07) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi marcada pela emoção. No início da manhã desta terça-feira (08), a missa de corpo presente foi celebrada em frente à residência em que ele morava, no Alto do Moura, onde um toldo foi montado para receber amigos, familiares e admiradores do trabalho em barro eternizado pela família.

Na sequência, um cortejo com uma banda de pífanos saiu da casa em direção ao cemitério do bairro. O artista João do Pife estava entre os que participaram do momento especial.

A prefeita Raquel Lyra decretou luto oficial por três dias na cidade. Ela foi representada no enterro pelo vice-prefeito Rodrigo Pinheiro. Além dele, estavam presentes o ex-governador de Pernambuco João Lyra Neto, historiadores, jornalistas, músicos e cantores da cidade.

Morreu no hospital que leva nome do pai

O artesão faleceu por volta das 6h20 dessa segunda-feira (7) no Hospital Mestre Vitalino (HMV), unidade de saúde que leva o nome do pai. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória. Foram feitos os procedimentos de reanimação, mas o paciente não teve reversão do quadro e faleceu.

Severino Vitalino deu entrada no hospital no dia 28 de outubro de 2018, após sofrer um infarto agudo do miocárdio. Ele foi submetido à cirurgia de revascularização do miocárdio no dia 08 de novembro. Após o procedimento, o estado de saúde oscilou entre melhoras e complicações. Severino Vitalino deixou 13 filhos, 26 netos e 20 bisnetos. A família garante que o trabalho vai continuar.