Os pacientes que procuraram a Unidade Básica de Saúde da Família da Boa Esperança, UBSF- João Pacheco Freire Filho, em Arcoverde, foram surpreendidos com o corte do fornecimento de energia por parte da empresa prestadora de serviço da Celpe. A equipe chegou no momento em que um paciente era atendido pelo odontologista na unidade.

Populares usaram as redes sociais para denunciar o exato momento em que os funcionários da prestadora de serviço da Celpe efetuavam o corte da energia por falta de pagamento.

Para uma das moradoras que utilizam a UBSF o fato é “uma vergonha, agente procura um posto de saúde e quando tá pra ser atendida a prefeitura não paga a energia e agente fica prejudicada. Estão fazendo o que com o dinheiro da prefeitura que nem a energia paga”?

Informações ainda dão conta que o problema não ocorre somente nesta unidade. Outros prédios públicos estão ameaçados de terem a energia cortada devido a falta de pagamento por parte do governo municipal de Arcoverde, comandado pela prefeita Madalena Britto (PSB).

Em sua página no Facebook, a vereadora Zirleide Monteiro (PTB) lamenta o fato e questiona a prefeita do município (Madalena) perguntando onde estão os recursos da prefeitura: “A onde estão dos dois milhões e meio da venda da Folha dos servidores para o Santander? E os mais de três milhões de reais arrecadados com a taxa de iluminação pública em 2018? Cadê o dinheiro do povo prefeita que não pagou a energia do posto de saúde e agora o povo é que fica prejudicado? É esse o governo da tal nova política? Será que está faltando energia na casa da prefeita? Com certeza não”!