Impressionante a repercussão negativa que ganhou a homenagem feita pelo vereador Antônio Henrique “Fiapo”, autor do projeto de lei que foi votado em tempo recorde na Câmara de Vereadores de Sertânia, dando nome a uma rua a vereadora morta no Rio de Janeiro, Marielle Franco.

Diversos comentários nas redes sociais mostram a indignação da população sertaniense, e que em nenhum momento, se discutiu o mérito da homenagem, pois sabe-se que Marielle Franco, vereadora assassinada, pela suas lutas, é digna de todas as homenagens possíveis. O que se questiona, segundo o blog Tribuna do Moxotó, é a pressa em que o vereador apresentou o projeto de lei para ser votado em plenário, vê-lo aprovado, e mais ainda, em coloca-lo em prática com o descerramento da placa de denominação da rua. Um fato um tanto curioso foi ver o prefeito Ângelo Ferreira presente na homenagem, coisa que nunca fez em outros eventos que davam nomes de ruas e que levaram nomes de ilustres sertanienses.

Além do mais, existe pessoas em Sertânia que mereciam que ruas da cidade também ganhassem seus nomes, pessoas ilustres que participaram ativamente da história do município e que hoje descansam no anonimato cruel, estão esquecidas, como o poeta, escritor e professor Waldemar Cordeiro, que mesmo com toda contribuição dada em vida a Sertânia, nunca recebeu sequer uma homenagem de um nome de uma rua. Todos sabem que Waldemar Cordeiro é autor do hino do município e deixou importante legado.

Alguns falaram nas redes sociais e indagaram por que não homenagear aqueles cidadãos que foram vítimas naquela explosão quando do início das obras da transposição do São Francisco em Sertânia? Por que não dá um nome de uma rua à professora que morreu em uma capacitação promovida pela Prefeitura num acidente com um telão na quadra da escola Etelvino Lins? Por que não homenagear pessoas que diuturnamente levam o nome da cidade para os mais longínquos lugares e que na luta, no front, de buscar uma vida melhor, sucumbem e morrem nessa luta insana que o capitalismo selvagem impõe?

Abaixo alguns posts da indignação de alguns sertanienses que pensam e que sabem como ninguém, mostrar que em Sertânia não se tem lado, nem de direita e nem de esquerda, mas reconhecem de longe quando o ato cheira a hipocrisia.

http://tribunadomoxoto.com/wp-content/uploads/2019/03/WhatsApp-Image-2019-03-15-at-20.17.081.jpeg

http://tribunadomoxoto.com/wp-content/uploads/2019/03/WhatsApp-Image-2019-03-15-at-20.17.111.jpeg