O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), disse que apresentará um requerimento convocando o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para dar explicações ao Congresso sobre ter dito que “deputados queriam levar alguma vantagem” ao dizerem que o governo suspenderia os cortes na Educação.

Waldir foi um dos deputados que falou que o contigenciamento. “Eu não aceito manchar minha moral, minha honra. Eu fui lá como convidado. Ele falou besteira”.

A fala de Onyx foi feita após líderes partidários terem afirmado que o governo suspenderia o contigenciamento na Educação. Eles teriam ouvido uma ligação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Abraham Weintraub que teria este teor. O ministro negou a declaração.

Agora, Waldir quer que Onyx fale no plenário para “explicar quais as vantagens” que os deputados teriam levado com a história.

Questionado se isso não prejudicaria o governo, ele disse que “quem tem que pensar nisso é quem causa os problemas”.

Waldir também criticou a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP). “Ela também fez uma postagem equivocada e ela tem que pedir desculpa para os parlamentares que estavam lá”, disse.

Joice criticou Waldir e o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), pela derrota na votação que convocou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar esclarecimentos sobre o assunto à Câmara. Na votação o governo sofreu um massacre: 307 votos a favor da convocação do ministro e 82 contra.