Consulta ao Portal Tome Conta do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco revela que pelo menos 8 prefeituras pernambucanas, entre elas a de Serra Talhada e Buíque, contrataram a empresa VIACON, alvo de buscas e apreensões e de mandado de prisão contra um de seus sócios, em desdobramento de Operação do Ministério Público do Rio Grande do Norte, que contou com a colaboração do GAECO do MPPE, medidas estas realizadas no Recife e em Jaboatão dos Guararapes.

Chama atenção  o fato de que os contratos se deram pelas finalidades mais diversas, variando entre pavimentação de ruas a limpeza urbana, atividades que, segundo o Ministério Público do Rio Grande do Norte, foram contratadas por prefeituras do Rio Grande do Norte com indícios de fraude. A empresa já havia sido alvo de duas operações anteriores por fraudes nos contratos de iluminação pública com a cidade de Natal e de Caicó.

Dos contratos com prefeituras pernambucanas, extrai-se que pelo menos dois foram prorrogados, por meio de aditivos, portanto, sem licitação: com a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (contrato   nº 016/2015, que em razão dos 3 aditivos tem validade prevista de 02/09/2015 até 02/09/2019, no valor de R$ 4 milhões) e com a Prefeitura de Palmares (contrato nº 1/2017, por dispensa de licitação e que por ter sido objeto de 7 prorrogações por aditivos, sem licitações, obviamente, tem validade prevista de 17/01/2017 a 05/04/2019, no valor de R$ 11.046.024,00).

Com a Emlurb da Prefeitura do Recife, o contrato foi assinado em 10/05/2013 e teria valido até 10/05/2014, no valor de R$ 1.923.283,00, sem notícia de renovação no Tome Conta.

Com a Prefeitura de Serra Talhada, o contrato nº 01/2009 foi assinado em de 09/01/2009 à 08/04/2009 (apenas três meses) no valor de R$ 463.089,30 para limpeza de logradouros públicos.

Já na Prefeitura de Buíque, foi assinado o contrato nº 111/18 em 17/082018 à 17/08/2023 (por cinco anos), no valor de R$ 126.997,14 para limpeza de logradouros públicos.

A Operação Máfia Capital, desencadeada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, como desdobramento da Operação Blackout, teve a colaboração do GAECO do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Veja abaixo a lista das prefeituras que já tiveram ou têm contratos com a investigada:

https://4.bp.blogspot.com/-As8v6PjOTok/XNsslWV8k5I/AAAAAAAAWi4/xoS0MEFd5TUjWfKil3pLmTUXeSpOle4VACLcBGAs/s640/Capturar.JPG

https://3.bp.blogspot.com/-huU50i5WNcw/XNsslc2VX1I/AAAAAAAAWi8/lx9RsuoUyRo0QBk1wAzCxMImcWqh_nbfwCLcBGAs/s640/Capturar1.JPG