O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), responsável pela moradia de deputados federais

O deputado federal Julio Delgado (PSB-MG) votou contra a reforma da Previdência na quarta-feira, para seguir a orientação do partido, mas fez duras críticas à decisão da legenda. “Isso que fizemos tem nome: é estelionato”, afirmou Delgado. “Nós entramos na negociação, conseguimos retirar quase tudo o que queríamos do texto original, mas, mesmo assim, na hora de votar, votamos contra.”

Segundo o deputado, após a apresentação da proposta ao Congresso, em 20 de fevereiro, ele e outros parlamentares trabalharam para reverter às mudanças na aposentadoria rural e no BPC (Benefício de Prestação Continuada, pago a idosos e deficientes de baixa renda), ambos retirados do texto aprovado pela Câmara. A derrubada da criação de um sistema de capitalização também foi considerada uma vitória por Delgado.

Questionado por que não manteve o voto pela reforma por convicção, o deputado declarou que respeita a maioria e foi voto vencido, mas considera que a decisão foi um erro. “Se é para fazer oposição por oposição, não deveríamos ter entrado em negociação”, finalizou.