https://portalbr7.com/wp-content/uploads/2019/08/toffoli-1280x640.jpg

Em meio a um pedido de impeachment contra o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, senadores do bloco que reúne PL, DEM e PSC no Senado receberam o ministro em um almoço nesta terça-feira (13). Na ocasião, de acordo com o líder do grupo, Wellington Fagundes (PL-MT), os parlamentares manifestaram apoio a Toffoli.

“Este momento entendemos que não é de buscar atrito. É momento que a gente tem que trazer o entendimento e principalmente o diálogo”, comentou Fagundes após o almoço com Toffoli. De acordo com os senadores, os parlamentares presentes no almoço manifestaram amplo apoio ao ministro.

Além de parlamentares do bloco, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), e os senadores Elmano Férrer (Pode-PI), Ângelo Coronel (PSD-BA) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) estiveram no encontro.

Lava Jato

De acordo com o relator de Fagundes, o presidente do Supremo fez referência à manutenção de um processo disciplinar contra o coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) do Paraná, Deltan Dallagnol. Toffoli teria defendido que todos os poderes precisam de um “freio de arrumação” – termo usado pelo parlamentar. “O que ele colocou muito claro é que a Lava Jato não pode ser uma instituição”, comentou o líder do bloco.