No dia em que tornou Cidadão do Recife nesta sexta-feira (23), o cantor e compositor Flávio Leandro recorreu a Polícia Civil de Pernambuco contra ataques a sua honra e reputação feitas por um “desocupado” que questionou nos canais de comunicação do artista, a autoria da música Chuvas de Honestidade, composta pelo poeta, isso depois que a música foi citada pelo presidente Jair Bolsonaro através da imprensa nacional na semana passada em Brasília.

Flávio disse que “pessoas que preferiram a calúnia, a difamação e a injúria ao debate sadio e civilizado em meus canais de comunicação, informo que recorri às autoridades competentes para que sejam reparados os ataques recentes dirigidos contra a minha honra e reputação. Registro, também, que denunciei ‘o sujeito’ que de modo leviano e covarde questiona, em seu canal do YouTube, a autoria da minha música Chuva de Honestidade, como se minha não fosse”, disse o poeta.

O cantor que hoje é um talento musical em todo o Brasil disse também que “essa música foi composta no ano de 2013, e está devidamente registrada na UBC e no ECAD  – através de Contrato de Edição com a empresa Forró Iluminado Produções LTDA – cujos dados de registro são de consulta pública”.

Flávio Leandro usou seu Facebook para desabafar diante de uma aberração criada por alguém que por pura maldade ou mesmo por desinformação questiona a honestidade do cantor. “Minha honra foi construída com muito suor e seriedade. Confio no trabalho da Polícia e da Justiça para que se contenha a delinquência virtual”, desabafou.

Ele lembrou que eventuais indenizações oriundas destes casos serão doadas ao Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), localizada na cidade de Barbalha (CE).
#somosforró.