Uma das maiores, se não a maior, coleção de imagens sacras está em Pernambuco, organizada, por muitos anos, pelo antiquário José dos Santos, o famoso Zé Santeiro, são mais de três mil peças, catalogadas, documentadas e separadas por arte sacra e arte barroca, um acervo de valor inestimável.

Pernambuco está prestes a perder esta preciosidade. Como o Governo do Estado não tem condições financeiras e não apareceu nenhum empresário interessado na compra da coleção, seu dono vai a São Paulo, hoje (03), para encontro organizado por um grupo de antiquários para estudar propostas para a venda da coleção para museu ou colecionador paulista.