Por Ademar Rafael Ferreira (Papa)*

Ade maleu lapa-el – Um amigo comentou que é possível o Índice Bovespa pode ser diferente da remuneração que um investidor em ações recebe. Não entendi nada, gostaria de saber em detalhes, sempre achei que um era amarrado ao outro.

Papa – Primeiro vamos a alguns esclarecimentos. O Índice Bovespa (IBOVESPA) permaneceu com este nome mesmo com as operações migradas para B3. Esse índice é formado por uma carteira de ações com melhor desempenho médio e mais negociadas no Mercado de Ações brasileiro e o termo UNITS, adiante citado é o mesmo que pacotes de ações compostos ações preferenciais ou ordinárias.

Por meio de regras do Manual de Definições de Procedimentos dos Índices a bolsa estipula os parâmetros, o quantitativo de ações que integrarão o pacote e outras variáveis que permitam dar confiança aos resultados e criar parâmetros para os investidores.

A esmagadora maioria dos bancos e das corretoras tem ativos vinculados ao Ibovespa; ao IBrX 100, representado pelas cem empresas cuja cotação dos papéis sã os mais negociados e com maior representatividade na bolsa e IBrX 50, representado pelas cinquenta empresas cuja cotação dos papéis mantenhas as características do IBrX 100.

Do site da B3, extraímos os seguintes enunciados sobre o tema: “O Ibovespa é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 e reúne as empresas mais importantes do mercado de capitais brasileiro. Foi criado em 1968 e, ao longo desses 50 anos, consolidou-se como referência para investidores ao redor do mundo.” “Reavaliado a cada quatro meses, o índice é resultado de uma carteira teórica de ativos. É composto pelas ações e units de companhias listadas na B3 que atendem aos critérios descritos na sua metodologia, correspondendo a cerca de 80% do número de negócios e do volume financeiro do nosso mercado de capitais.”

Para comprovar que seu amigo estava falando a verdade ao comentar a remuneração apresentamos os seguintes índices, extraído das informações de um grande banco e relativos ao mês de setembro-2019: Ibovespa 3,323%; IBrX 2,949%; PETROBRAS 6,836% e VALE 4,579%. Eis a prova que um investidor com ações da VALE alcançaria uma rentabilidade no período acima do Ibovespa, o mesmo ocorreria em caso de investimento em ações da PETROBRAS.

Portanto, fica novamente a dica: “Ao investir em ações estude e procure apoio de bons consultores”. Este mercado como já falamos diversas vezes tem muita particularidade.

(*) – Transcrições e adaptações extraídas dos sites B3, BB, ANDREBONA e MINHASCONTAS.