https://imagens4.ne10.uol.com.br/blogsne10/jamildo/uploads//2019/11/Encontro-com-Lula-1-748x410.jpg

Em sua estadia no Recife, Lula se encontrou com dois grupos de campos políticos distintos de Pernambuco. À tarde, almoçou com o núcleo duro do PSB e aliados e à noite foi a um jantar na casa da deputada federal Marília Arraes (PT) com petistas. 

Lula chegou ao hotel Atlante Plaza, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, por volta das 15h, para almoço promovido pela governadora em exercício e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos. O governador Paulo Câmara (PSB) está na Europa em viagem oficial do Consórcio Nordeste. “Muita gente aqui de várias forças políticas, de diferentes correntes, todos se confraternizando e todos partilhando com o presidente Lula esse momento da conquista da liberdade dele”, disse Luciana. 

Participaram o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), os deputados federais João Campos – cotado para concorrer a Prefeitura do Recife – e Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara dos Deputados, além da família do ex-governador Eduardo Campos. Não só lideranças do PSB pernambucano como nomes que integram a Frente Popular estiveram no almoço: os deputados federais Eduardo da Fonte (PP), Carlos Veras (PT), Wolney Queiroz (PDT) e Renildo Calheiros (PCdoB) e os deputados estaduais João Paulo (PCdoB) e Waldemar Borges (PSB) e o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (PCdoB). Na pauta, o cenário nacional e a retirada de direitos dos brasileiros pelo governo Bolsonaro. 

https://imagens4.ne10.uol.com.br/blogsne10/jamildo/uploads//2019/11/lula-marilia-arraes.jpg

Marília Arraes não foi ao almoço, mas recebeu o presidente no aeroporto antes dele seguir para o hotel. Lula foi até a sua casa após ida ao festival, por volta das 21h. A possibilidade de Marília ser candidata no Recife é ventilada, mas o pleito esbarra na aliança entre PT e PSB. Então pré-candidata ao governo do Estado em 2018, ela teve a sua candidatura rifada justamente por conta da volta dessa aliança. Os dois partidos eram aliados até romperem em 2012 no Recife e em 2013 no âmbito nacional, quando Eduardo Campos foi candidato à Presidência.

O senador Humberto Costa (PT) concorreu e venceu a eleição de senador na chapa de Paulo Câmara. Visto como o principal defensor da manutenção do PT na Frente Popular, ele também esteve presente no jantar, assim como Fernando Haddad, os deputados estaduais Doriel Barros, presidente eleito do PT-PE, e Teresa Leitão (PT), o vereador do Recife João da Costa (PT) e Carlos Veras, único presente nas duas reuniões.