https://s2.glbimg.com/NVWISWncGH4MVaczykxYxpNBIdM=/0x0:620x465/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/p/8/fx01C4SiA5RsqvMy57DQ/9937a8076fb008108fbb5d055b353d74.jpg

No Centro de Afogados da Ingazeira, não é difícil encontrar caixas de som nas portas dos comércios, alguns com locutores, carros e motos de som. Nenhum problema até aí, não fosse o volume exageradamente alto.

Causa perplexidade a falta de consideração de alguns empresários que ao exercerem seu trabalho pensam que estão sozinhos no mundo ou que os demais seres humanos são surdos, pois fazem tanto barulho que não deixam seus vizinhos trabalharem, a ponto de causar-lhes sofrimento, irritação e danos à saúde.

No sábado passado, ao passar pelo comércio de Afogados da Ingazeira três leitores nos abordaram para “suplicar” uma matéria abordando o assunto. Segundo um deles, em alguns pontos do comércio estava difícil andar tranquilo de tanto barulho seja as caixas de som nas portas, alguns deles com locutor, carros e motos de som.

Poluição sonora é qualquer emissão de ruído ou som que possa prejudicar a saúde, o sossego e o bem-estar dos indivíduos. É considerada um grave problema, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), haja vista que afeta a qualidade de vida de milhares de pessoas.

Além das questões de saúde, a poluição sonora é também motivo de conflitos entre a população, sendo, portanto, um problema abrangido por lei e enquadrado como crime ambiental. De acordo com o Ministério Público, com relação ao meio ambiente, a poluição sonora está relacionada à qualidade de vida, ao planejamento urbano e ao patrimônio cultural.

Dores de cabeça, falta de concentração, baixa imunidade e mal-estar são geralmente sintomas comuns sentidos por pessoas que convivem com ruídos em excesso. A poluição sonora é, portanto, um problema comum na vida de diversos cidadãos.

Muitos brasileiros acreditam que há um horário aceitável para “fazer barulho”. Contudo, essa é uma ideia errada, pois provocar ruídos ou sons que afetem o bem-estar social é nocivo, independentemente da hora do dia ou da noite. As informações são do Blog Mais Pajeú. A foto é ilustrativa.