Bolsonaro, em live, fala de acusação de porteiro no caso Marielle

Está por um fio a exclusão da “Folha de S. Paulo”, por determinação expressa de Jair Bolsonaro, de uma licitação da Presidência da República para assinaturas de veículos de comunicação nacionais e internacionais.

Depois que o subprocurador geral do MPF junto ao TCU, Lucas Furtado, pediu na última sexta-feira que o Tribunal apure os motivos da tentativa de banir o jornal do certame, houve uma frenética troca de mensagens entre os ministros.

A partir dessas mensagens é possível dizer que uma medida cautelar para que a licitação seja suspensa será concedida.

Na prática, a cautelar deve demorar alguns dias para sair. Primeiro, o ministro Vital do Rego deve enviar a representação à área técnica do TCU. Posteriormente, toma sua decisão e a leva para o plenário para que seja confirmada.

A tendência é que a suspensão da licitação seja decidida por larga maioria.