https://ogimg.infoglobo.com.br/in/23828132-f83-cbe/FT1086A/652/xvacina-contra-sarampo.jpg.pagespeed.ic.vD3R9DPToq.jpg

Neste início de ano já foram confirmados 11 casos de sarampo em Pernambuco, concentrados na Região Metropolitana do Recife (RMR). Os dados reforçam que o vírus da doença continua em circulação no Estado e a importância de manter a vacinação em dia em todo o grupo prioritário, formado por pessoas de 6 meses a 49 anos. Além das atividades de rotina, já que a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, está disponível diariamente nos postos de saúde, no momento, o país vive uma campanha nacional para ampliar a imunização nas crianças e jovens entre 5 e 19 anos. A ação terá seu Dia D neste sábado (15), com a abertura das salas de vacina e de pontos volantes para chegar mais próximo à população. O secretário estadual de Saúde, André Longo, participa da campanha no Recife, juntamente com o secretário de Saúde da capital pernambucana, Jailson Correia, na Upinha 24h Dr. Moacyr André Gomes (Avenida Norte Miguel Arraes de Alencar, 5.400, Casa Amarela, Recife). 

Em Pernambuco, de acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 70 mil pessoas entre 5 e 19 anos ainda precisam ser imunizadas. “Em 2019 confirmamos mais de 80 confirmações de sarampo no público prioritário desta campanha. Neste ano, já temos 1 caso confirmado. Esses dados só confirmam a importância desses pernambucanos manterem a caderneta de imunização atualizada. Estamos estimulando os municípios a realizarem ações focadas nessa população e convocando os pais ou responsáveis a aderirem ao Dia D. Precisamos do esforço de todos os entes da sociedade para conseguir quebrar a cadeia de transmissão do sarampo em Pernambuco”, ressalta André Longo.

De rotina, 98 mil doses da vacina contra o sarampo são distribuídas para os municípios pernambucanos mensalmente. Neste mês de fevereiro, o quantitativo subiu para 147 mil. “Todas as cidades estão devidamente abastecidas para realizarem suas atividades de imunização”, pontua a superintendente das Doenças Imunopreveníveis e Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo. “Importante lembrar que as pessoas entre 5 e 19 anos devem ter duas doses da tríplice viral para estar devidamente protegidas. Durante a campanha, é possível iniciar ou finalizar o esquema com a dose que falta. Quem já tomou as duas doses não precisa mais se preocupar”, ressalta a superintendente. 

OUTROS PÚBLICOS

O Dia D de vacinação contra o sarampo é voltado exclusivamente para as crianças e jovens entre 5 e 19 anos. Contudo, nos dias de semana, a tríplice viral continua disponível para todos entre 6 meses e 49 anos. “Já temos casos confirmados na população entre 6 meses e menores de 1 ano e em adulto na faixa etária dos 40 anos, mostrando que a doença pode afetar a todos. A vacina se torna o meio mais seguro e eficaz de proteger nossa população”, ratifica Ana Catarina.

A superintendente ainda lembra que manter um grande contingente de pessoas vacinadas é essencial para protegê-la também aqueles que não podem tomar a vacina. “Alguns públicos, como pessoas imunodeprimidas, não podem tomar a vacina por questões de saúde. Bebês abaixo dos 6 meses também não, e já temos dois adoecimentos nessa população. Quando temos um grande quantitativo de pessoas vacinadas, conseguimos promover o que chamamos de proteção de rebanho, ou seja, a vacina se torna benéfica para quem foi imunizado e para aqueles que não podem. Isso reforça que a vacinação não é apenas um direito individual, mas um pacto social para a saúde de todos”, diz Ana Catarina de Melo.

DADOS

Até 1º de fevereiro de 2020, foram notificadas 52 suspeitas de sarampo em Pernambuco, com 11 confirmações e 17 descartes, estando os demais em investigação. Os casos confirmados foram em Igarassu (1), Ipojuca (3), Olinda (1), Paulista (3) e Recife (2), na I Geres; e Sirinhaém (1), na III Geres.    

Em 2019 foram 319 casos confirmados.