Hospital Correia Picanço registra 75 novos casos suspeitos de agulhadas no Carnaval

Só na manhã desta quarta-feira (26) registrou-se um movimento tranquilo no Hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife. No entanto, de acordo com informações de funcionários, desde as 19h de terça-feira (25) até o presente momento, 75 pessoas deram entrada na unidade de saúde alegando terem sido vítimas de agulhadas no Carnaval do Recife e em Olinda.

Entre as vítimas, um rapaz de Caruaru disse ter sentido a agulhada durante um show na noite passada, no Recife Antigo. Ele preferiu não gravar entrevista, mas se mostrou decepcionado com o Carnaval da cidade.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), desde o início do Carnaval até às 18h da terça, 69 pessoas tinham sido vítimas das agulhadas. No Hospital Correia Picanço, as pessoas estão sendo medicadas para evitar o contágio do vírus HIV e outras infecções, além de registrar queixas junto a uma equipe da Polícia Civil que está presente na unidade de saúde contabilizando os casos e emitindo os boletins de ocorrências.