Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com o mundo das redes sociais em alta e o desejo constante de registrar os momentos vivenciados, o eleitor deve estar atento às regras do processo eleitoral no próximo domingo (07). A legislação proíbe portar celular, câmeras fotográficas ou filmadoras dentro da cabine de votação porque o registro viola o sigilo do voto.  Ou seja, as populares selfies estão vedadas na hora de escolher os candidatos a presidente, governador, senador, deputado federal e estadual. 

A pena prevista no Código Eleitoral para a conduta de violação do sigilo é de detenção até dois anos. Segundo resolução (Lei 23.554/17) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), também são vedados na cabine equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa oferecer a divulgação do voto.

No momento em que estiver votando, o cidadão deve deixar os equipamentos eletrônicos com os mesários da seção eleitoral. A preservação do sigilo é salientada pela Justiça Eleitoral como meio de evitar, por exemplo, a compra de votos. O registro da urna poderia servir como meio de comprovação para uma troca posterior por  promessa de emprego, cestas básicas, materiais de construção e outras possibilidades. A compra de votos, além de detenção também rende multa aos candidatos.

Primeiro turno das eleições acontece neste domingo (7) / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta sexta-feira (05) orientar a Justiça Eleitoral a liberar o uso de camisetas de candidatos pelos eleitores nos locais de votação neste domingo (07), primeiro turno das eleições.

Conforme a decisão, o eleitor poderá usar camiseta com nome de seu candidato preferido, mas como forma de manifestação individual, sem fazer propaganda eleitoral a favor dele.

De acordo com a lei eleitoral, está proibida a aglomeração de pessoas com vestuário padronizado, além de manifestações coletivas e ruidosas e qualquer tipo de abordagem, aliciamento ou persuasão de eleitores. A camiseta não pode ser distribuída pelo candidato.

A questão foi decidida a partir de um questionamento do Ministério Público Eleitoral (MPE) diante de divergências criadas na atuação de promotores eleitorais em todo país, responsáveis pela fiscalização de propaganda eleitoral irregular.

Em todo o país, ambulantes aproveitaram o engajamento dos eleitores no pleito para comercializar camisetas de candidatos.

De acordo com o MPE, a lei eleitoral proíbe a distribuição de material de campanha no dia da eleição, como adesivos, broches, adesivos, mas a norma é omissa sobre o vestuário do eleitor.

Neste domingo (07), os eleitores votam, em primeiro turno, para presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual. 

Datafolha: Haddad é o mais rejeitado no Sul, Sudeste e Centro-Oeste

Embora Jair Bolsonaro (PSL) tenha, nacionalmente, a maior rejeição entre os entrevistados da pesquisa Datafolha, mais pessoas dizem que não votariam de jeito nenhum em Fernando Haddad (PT) no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Os números, que já apontavam para essa maior rejeição a Haddad nas três regiões, haviam sido registrados no Datafolha da última terça-feira (02) e continuam na pesquisa divulgada nesta quinta-feira (04).

Os últimos dados indicam que o Centro-Oeste é a região que atualmente mais rejeita Haddad (48%), quatro pontos percentuais a mais que na pesquisa da terça.

O Sul, que liderava essa porcentagem com 52%, recuou e agora apresenta 46%, abaixo do Centro-Oeste e do Sudeste. No entanto, ainda é a região que menos rejeita Bolsonaro, com 36%.

No Sudeste, a porcentagem se manteve estável, com 47% dos eleitores afirmando que rejeitam Haddad. Já 40% não votam em Bolsonaro.

As outras duas regiões do país quebram esse padrão. No Nordeste, a rejeição a Bolsonaro (59%) é maior que o dobro da porcentagem de Haddad (25%).

No Norte, Bolsonaro não é votado de jeito nenhum por 45% dos eleitores, enquanto Haddad por 34%.

Os resultados em todo o Brasil da pesquisa Datafolha apontam que Bolsonaro tem 45% de rejeição, enquanto Haddad tem 40%. Foram ouvidos 10.930 eleitores em 389 cidades do país entre a quarta-feira (03) e quinta.

A margem de erro do levantamento, contratado pela Folha de S.Paulo e pela TV Globo, é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O nível de confiança, que é a chance do resultado em retratar a realidade, é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-02581/2018. Com informações da Folhapress.

https://www.folhape.com.br/obj/41/296961,930,80,0,0,930,520,0,0,0,0.jpg

Paulo Câmara, como já virou tradição, reúne sua tropa para café da manhã às 7h30 do domingo (07), em sua casa, e, às 8h30, vai com a chapa majoritária, leia-se Jarbas Vasconcelos, Humberto Costa e Luciana Santos, para votar no Cecosne. Depois, acompanha o voto do prefeito Geraldo Julio, na Torre.

Já Armando Monteiro Neto faz o café no salão de festas do edifício Maria Izabel, na Avenida Boa Viagem, para toda a sua tropa, leia-se Mendonça Filho, Bruno Araújo e Fred Ferreira, e sai para votar no fim da manhã, por volta das 11h30, na Escola Estadual Menino Jesus, no Pina.

Justiça decide que Lula não votará nessas eleições

Preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai votar nas eleições deste ano. Ele teve o pedido negado pela segunda vez nessa quinta-feira (04).

De acordo com o próprio Partido dos Trabalhadores (PT), questões burocráticas impulsionaram a decisão. “Seriam necessários vinte eleitores, no mínimo, para enviar uma urna eletrônica à sede da Polícia Federal, em Curitiba”, escreveu a sigla em comunicado divulgado na internet.

O partido considera que, com a decisão, Lula teve os seus direitos políticos retirados “antes de sentença transitada em julgado, ferindo a legislação”. O PT cita que a legislação eleitoral afirma que só não podem votar cidadãos que foram condenados em última instância.

Também nessa quinta (04), a Justiça concedeu o direito de voto ao ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), que também foi preso sem condenação criminal em julgado.

Pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) segue na liderança, com boa vantagem, na disputada pelo Governo de Pernambuco, de acordo com a quarta pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco, divulgada nesta sexta-feira (05). O socialista aparece com 43% das intenções de voto – 17 pontos percentuais a mais do que o último levantamento. O senador Armando Monteiro Neto (PTB), segundo colocado, registra 28% das menções – oscilando positivamente dois pontos percentuais. Entretanto, nos votos válidos, Paulo Câmara venceria a eleição no primeiro turno, com 56%.

O ex-deputado federal Maurício Rands (PROS) e o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede), têm 2%, cada; Dani Portela (PSOL) e Ana Patrícia Alves (PCO) – que retirou a sua candidatura -, aparecem com 1%, cada; Simone Fontana (PSTU), por sua vez, tem 0%.

Nova pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco

O quantitativo de entrevistados que declarou voto branco, nulo ou nenhum, reduziu. Nesta sondagem ele representa 17% – 5 pontos percentuais a menos. Os sabem ou não responderam somam 6% – oscilando negativamente dentro da margem de erro.

A pesquisa foi feita entre os dias 3 e 4 de outubro e ouviu 800 entrevistados, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade e localidade. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-04355/2018 e PE-02671/2018.

O detalhamento desta sondagem o leitor poderá conferir na edição deste final de semana, na Folha de Pernambuco.

Candidatos ao Senado em Pernambuco

Na disputa pelas vagas ao Senado, de acordo com o quarto levantamento divulgado pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), em parceria com a Folha de Pernambuco, o cenário se manteve o mesmo. O senador Jarbas Vasconcelos (MDB) aparece na frente com 41% das intenções de votos, seguido pelo senador Humberto Costa (PT), que tem 34% das menções. Os dois candidatos cresceram quatro pontos percentuais. Na terceira colocação, o deputado federal Mendonça Filho (DEM), tem 25%.

Os entrevistados que declararam voto branco, nulo ou nenhum no primeiro voto somam 20% e no segundo, 31%. Os que não sabem ou não responderam representam 23% das manifestações.

A pesquisa também registrou que Sílvio Costa (Avante) tem 12%; Bruno Araújo (PSDB), 8%; Pastor Jairinho (Rede), 3%. Eugênia (PSol), Albanise (PSol), Adriana Rocha (Rede) e Hélio Cabral (PSTU) aparecem com 1%, cada. Alex Lima Rola (PCO) e Lidia Brunes (PROS) aparecem com 0%.

Pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco

A pesquisa foi feita entre os dias 03 e 04 de outubro e ouviu 800 entrevistados, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade e localidade. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-04355/2018 e PE-02671/2018.

Fernando Haddad participa de debate entre presidenciáveis na TV Globo Foto: Marcelo Theobald/Agência O Globo/04-10-2018

Depois de confirmar um crescimento de Jair Bolsonaro nas últimas pesquisas na região Nordeste, um tradicional reduto lulista, a campanha petista decidiu mudar a agenda e levar Fernando Haddad para a Bahia neste sábado (06), em uma tentativa de recuperar espaço na região nos últimos momentos antes do primeiro turno.

A intenção inicial era que Haddad se concentrasse no Sudeste nos dias finais de campanha e o sábado seria em São Paulo, mas agora o candidato fará uma caminhada em Feira de Santana, no interior da Bahia, com o governador Rui Costa (PT), que pode ser reeleito em primeiro turno, e o candidato ao Senado Jaques Wagner (PT), que de acordo com as últimas pesquisas, tem mais de 40 por cento das intenções de voto.

Os trackings internos do PT confirmaram o crescimento do ex-capitão na região e entre eleitores de baixa renda, um grupo em que, dada a popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o candidato petista ainda tem mais chance de recuperar espaço.

Nos últimos dias, Bolsonaro tem se dedicado a tentar aumentar sua posição no Nordeste, que não visitou durante a campanha. Deu entrevista a uma rádio de Pernambuco e aproveitou para defender o programa Bolsa Família, que tem grande importância econômica para a região.

ATAQUES

Nesta sexta-feira, em Belo Horizonte, Haddad retomou os ataques diretos contra Bolsonaro, outra mudança de estratégia decidida esta semana, depois que as pesquisas mostraram um crescimento do ex-capitão e uma estagnação do petista.

Haddad acusou diretamente Bolsonaro pela enxurrada de notícias falsas que têm sido direcionadas à campanha do PT e disse esperar que o adversário não fuja dos debates no segundo turno.

“Ele (Bolsonaro) não tem compromisso com a democracia, não tem compromisso com a paz, não tem compromisso com a verdade”, disse o petista. “O que ele está fazendo nas redes sociais é temerário, difamando e injuriando as pessoas.”

Haddad disse ainda que espera poder debater com Bolsonaro, que recebeu alta hospitalar no sábado (23) dias após ser esfaqueado. Segundo o petista, ele tem “fugido permanentemente do debate”.

“Nossa expectativa é de debate olho no olho, frente a frente, em vez dele usar a rede social para ofender e difamar”, disse o petista. Com informações da Agência Reuters.

'Nunca mais quero pisar nesse lugar', diz Ciro após debate na Globo

O candidato do PDT à Presidência nas eleições 2018, Ciro Gomes, deixou irritado o Projac, os estúdios da TV Globo onde foi realizado o último debate antes do primeiro turno. Na madrugada desta sexta-feira (05), após a entrevista a jornalistas que sucedeu o confronto, ele disse: “Nunca mais quero pisar neste lugar”.

O pedetista se irritou porque ao chegar ao camarim, findo o debate, encontrou um oficial de Justiça que estava ali para entregar a ele notificação de ação movida pelo ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), candidato ao governo do Estado.

Ciro o chamou de “farsante”, o que motivou a ação do tucano. Ciro estranhou o fato de o caso estar na Justiça do Rio, sendo ele do Ceará e Doria, de São Paulo.

O pedetista chegou para a entrevista, realizada num outro espaço do Projac, bastante contrariado. Disse que chamou Doria de “farsante” quando de fato queria dizer “corrupto”.

Sobre o debate, afirmou que “a Globo não manda” no voto dos brasileiros. “Estou preocupado com a sorte do Brasil. Meu País está caminhando para um precipício. Eu peço ao brasileiro que pense muito antes de votar num despreparado que representa os interesses mais subalternos do baronato brasileiros ou no petismo. Confio no povo brasileiro”, disse, numa referência à polarização entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

A Prefeitura de Serra Talhada realizou, na manhã desta sexta-feira (05), a entrega de uma nova ambulância à Secretaria Municipal de Saúde. A ambulância é fruto de emenda parlamentar do deputado federal Pastor Eurico no valor de R$160 mil e será destinada ao transporte de pacientes do Tratamento Fora de Domicílio – TFD.

A entrega da ambulância aconteceu em frente à sede da nova Secretaria de Saúde, onde funcionava o antigo Fórum. Estiveram no evento o prefeito Luciano Duque, a secretária de Saúde, Márcia Conrado, o secretário executivo de Saúde, Aron Lourenço, os vereadores José Raimundo, Ronaldo de Dja, Manoel Enfermeiro, Paulo Melo e Alice Conrado, secretários municipais, servidores da saúde e populares.

O prefeito Luciano Duque destacou a entrega como mais uma conquista para reforçar a frota da Secretaria de Saúde. “Estamos entregando hoje a primeira de uma série de dez ambulâncias que vamos entregar em breve, renovando a frota mais antiga do município e levando mais atendimento à população, porque ambulância é um instrumento fundamental para o atendimento de urgência, para transportar pacientes da zona rural para a cidade, levar os pacientes do TFD que fazem hemodiálise ou outros tratamentos para cidades como Recife, Arcoverde, Caruaru e Salgueiro, além de ajudar a atender a demanda do Hospital Regional, então parabenizamos e agradecemos ao pastor Eurico pela emenda e aos outros deputados que também estão colocando emendas para aquisição de novas ambulâncias para Serra Talhada”, disse.

Aline Mariano encerrou na noite desta quinta-feira (04) a campanha como candidata à deputada estadual em sua terra natal, Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú. E na sua comunidade de origem de sua família, no Sítio São João, de onde o pai, Antonio Mariano, saiu para ser prefeito do município e deputado estadual por vários mandatos.

A programação começou com uma grande carreata que saiu das imediações do estádio Vianão, seguindo por ruas do centro até a saída para a comunidade, a partir do Bairro Padre Pedro Pereira.

Na carreata, Aline esteve ao lado do prefeito José Patriota (PSB), da primeira dama Madalena Leite, do vice-prefeito Alessandro Palmeira (REDE), de vereadores e aliados da Frente Popular.

Muitos veículos e motos estiveram na movimentação. Nas falas na comunidade, a candidata e aliados mostraram confiança na sua eleição. Além do apoio em Afogados, Aline tem lideranças de outras cidades da região e conta também com sua votação na região Metropolitana do Recife, onde também faz dobradinha com João Campos.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, Ciro Gomes (PDT) ultrapassou o candidato do PT, Fernando Haddad, nas menções entre usuários do Twitter nesta semana. No Facebook, o pedetista mostrou vantagem em dias alternados, alcançando 692 mil desde o início da semana. Os dados são da pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 4, pela Diretoria de Análise das Políticas Públicas (DAPP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, porém, se manteve bem à frente dos demais candidatos, com 5,5 milhões de interações no mesmo período.

O pedetista tem adotado o discurso de ser uma terceira via na corrida eleitoral, hoje liderada por Bolsonaro e Fernando Haddad, segundo pesquisas de intenção de voto.

Na quarta-feira, 3, duas hashtags positivas a Ciro chegaram aos trending topics brasileiros no Twitter. Internautas compartilharam os termos #RenunciaHaddad e #Alcirina – esta última uma alusão à junção das candidaturas de centro de Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro e Marina Silva (Rede).

Ciro tem usado suas redes sociais para divulgar o apoio de personalidades. O humorista Gregório Duvivier, os cantores Zeca Baleiro e Caetano Veloso e a escritora Fernanda Young são alguns dos famosos que declararam voto ao pedetista. Um dos filhos do candidato a vice pela chapa de Marina, Eduardo Jorge (PV), também se manifestou a favor de Ciro Gomes.

“Vemos uma aproximação grande na última semana dos simpatizantes da Marina com os que demonstram apoio a Ciro, com essa iniciativa de união”, afirma o diretor de análise da DAPP, Marco Ruediger.

Segundo ele, a ascensão de Ciro nas redes sociais na última semana não faz parte de uma estratégia de campanha. “As pessoas estão assustadas, há muita angústia no segmento dos indecisos que não querem aderir à polarização que Bolsonaro e Haddad representam.”

Na mais recente pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo, divulgada na quarta-feira, Ciro é o único candidato que aparece à frente de Bolsonaro num eventual segundo turno.

No fim de semana, as manifestações contra a candidatura de Bolsonaro, marcadas pela hashtag #elenão, e os atos a favor do candidato, que utilizaram #elesim, aumentaram a polarização. “Ele está se aproveitando da busca por uma alternativa de centro”, disse Ruediger.

Na avaliação do cientista político Pedro Costa, das Faculdades Rio Branco, o crescimento de Ciro ocorre porque ele é o mais bem colocado com um discurso de quebra da polarização. “É o candidato dos que não querem nem Haddad nem Bolsonaro”, afirmou Costa.

Ruediger, no entanto, afirma acreditar que a mobilização a poucos dias do primeiro turno veio tarde demais para a campanha do PDT. “Difícil haver uma virada agora. Ainda tem uma distância significativa nas intenções de voto entre Haddad e Ciro. Talvez com uma semana a mais, essa tendência poderia vingar nas pesquisas”.

O fenômeno das redes sociais, entretanto, continua sendo Bolsonaro. “A campanha do Bolsonaro tem um diferencial. As pessoas se sentem mais próximas do candidato que não utiliza muitos recursos, não deixam os vídeos arrumados. O marketing convencional está sendo rejeitado”, disse Ruediger. Com informações do Estadão Conteúdo.

Droga apreendida durante abordagem policial — Foto: Divulgação/ PCPE

Um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas na madrugada desta sexta-feira (05) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, os policiais receberam informações de um possível assalto a um posto de combustível na cidade. Diante disso, eles foram até o local, e avistaram um veículo e duas pessoas no interior, mas no momento da abordagem policial, o carro empreendeu fuga e foi em direção a Avenida 7 de Setembro, atirando contra as viaturas policiais.

De acordo com a polícia, após a fuga, o carro dos suspeitos perdeu o controle devido a alta velocidade e os disparos de arma de fogo e acabou batendo na mureta de concreto que divide a rodovia.

Messias Souza foi apreendido no local em flagrante de posse de aproximadamente 20.317 kg de vegetal, que aparentava ser maconha. Ele será apresentado na Audiência de Custódia em Petrolina. Já o outro suspeito conseguiu fugir. Com informações do G1/Petrolina

https://www.folhape.com.br/obj/10/177704,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0.jpg

Para melhorar o abastecimento energético em diversas regiões de Pernambuco, serão construídas cinco subestações de energia elétrica. Além disso, um novo alimentador de média tensão vai beneficiar a produção do polo de confecções de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. A partir da demanda feita pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Sdec), com aval do Governo do Estado, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai realizar as obras. Com investimento de R$ 31.552.333,49, o projeto deve ser concluído até o início de 2020.

Essas construções fazem parte de uma cláusula do contrato assinado entre a Celpe e o Governo no ano de 2000, época da privatização da companhia. “Foi previsto em contrato que 1% da receita operacional líquida anual da Celpe, o que gira em torno de R$ 40 milhões, fosse aplicado em obras de benefícios sociais. São obras para melhoria nas condições de atendimento”, explicou o secretário executivo de Energia do Governo, Luiz Cardoso Ayres Filho.

As subestações de 69/13,8 quilovolts (kV) vão ser construídas nas seguintes cidades: Recife (subestação Pau Ferro), Goiana (subestação Tejucupapo), Ipojuca (Subestação Nossa Senhora do Ó), Petrolina e Tacaratu. “Essas construções vão beneficiar diversas áreas a fim de melhorar a qualidade de energia. Vão ampliar a capacidade e levar desenvolvimento para as regiões. Vão aumentar a oferta de energia de forma geral, para indústrias, casas e comércio”, registrou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Antonio Mário Pinto. O sistema alimentador de 13,8 kV, de Santa Cruz do Capibaribe, terá 4,5 km de extensão e seu principal objetivo é beneficiar o desenvolvimento econômico do polo têxtil da região.

Ainda segundo o secretário de Desenvolvimento, o investimento vem de recursos oriundos da Celpe, na espécie de um fundo que vai sendo utilizado quando a demanda é apresentada. “Ainda deve ter acumulado em torno de R$ 60 milhões atualmente, mas o fundo vai recebendo a verba a cada ano”, disse o secretário.

A partir dessa parceria entre o Governo e a Celpe, outras obras já estão em fase de execução. Uma delas é a trifasicação de mais de 140 quilômetros (km) de redes monofásicas. Além disso, há a construção da linha de transmissão Bom Nome/Carnaubeira da Penha de 49 km em 138 kV, que vai propiciar a conexão de usinas de geração solar de grande porte no Sertão.

http://asmetro.org.br/portalsn/wp-content/uploads/2016/10/1fev2015-plenario-da-camara-dos-deputados-em-brasilia-e-preparado-para-a-cerimonia-de-posse-dos-candidatos-eleitos-neste-domingo-1-1422791557898_956x500.jpg

Com a decisão acirrada entre os candidatos à Presidência da República, outra votação importante, que acontecerá no próximo domingo (07) ficou ofuscada. Neste ano, os eleitores deverão escolher todos os deputados estaduais e federais.  Apenas no estado de Pernambuco são 74 deputados sendo divididos em 49 estaduais e 25 federais.  Neste ano, serão eleitos para a Câmara dos Deputados, em Brasília, 513 deputados federais.

Com mandato de quatro anos, os deputados federais são eleitos para representarem o povo brasileiro na Câmara dos Deputados. Nas últimas eleições, 25 deputados federais de Pernambuco foram eleitos. Destes, 19 irão se reeleger e outros cinco serão candidatos a outros cargos na política estadual.

A principal atribuição do cargo é a de fazer leis de abrangência nacional e fiscalizar os atos do presidente da República. Eles também podem apresentar projetos de leis ordinárias e complementares, de decreto legislativo, de resolução e emendas à Constituição,  criar Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs),  discutir e votar medidas provisórias editadas pelo Executivo. Além disso, participam de sessões conjuntas com senadores. É válido lembrar que os deputados são responsáveis para determinar o impeachment do presidente em exercício.

Os deputados podem se reeleger indefinidamente. O site da Câmara fornece a informação de que, atualmente, além dos 25 do estado em exercício nove deputados estão em suplência. Confira a lista dos deputados que estão exercendo o mandato e veja quais deles irão se candidatar novamente para o cargo:

Adalberto Cavalcanti (Avante) – Candidato à reeleição

André de Paula (PSD)  – Candidato à reeleição

Augusto Coutinho (SD) – Candidato à reeleição

Betinho Gomes (PSDB) – Candidato à reeleição

Bruno Araújo (PSDB) – Candidato ao Senado

Daniel Coelho (PPS) –  Candidato à reeleição

Danilo Cabral (PSB) – Candidato à reeleição

Eduardo da Fonte (PP) – Candidato à reeleição

Felipe Carreras (PSB) – Candidato à reeleição

Fernando Coelho Filho (DEM) – Candidato à reeleição

Gonzaga Patriota (PSB) – Candidato à reeleição

Jarbas Vasconcelos (MDB) – Candidato ao Senado

João Fernando Coutinho (PROS) – Candidato à reeleição

Jorge Côrte Real (PTB) – não encontrado na pesquisa dos candidatos ao cargo  

Kaio Maniçoba (SD) – Candidato à reeleição

Luciana Santos (PCdoB) – Candidata a vice-governadora do estado

Marinaldo Rosendo (PP) – Candidato à reeleição

Mendonça Filho (DEM) – Candidato ao Senado

Pastor Eurico (Patriota) Candidato à reeleição

Ricardo Teobaldo (Podemos) – Candidato à reeleição

Sebastião Oliveira (PR) – Candidato à reeleição

Silvio Costa (Avante) – Candidato ao Senado

Tadeu Alencar (PSB) – Candidato à reeleição

Wolney Queiroz (PDT) – Candidato à reeleição 

Zeca Cavalcanti (PTB) –  Candidato à reeleição

Não estão em exercício

Anderson Ferreira (PR): Renunciou (Atual prefeito de Jaboatão dos Guararapes)

Carlos Eduardo Cadoca (PDT): Suplência

Creuza Pereira (PSB): Suplência

Fernando Monteiro (PP): Suplência

Guilherme Coelho (PSDB): Suplência

Luciano Bivar (PSL): Suplência

Raul Jungmann (PPS): Suplência (Ministro da Defesa)

Roberto Teixeira (PP): Suplência

Severino Ninho (PSB): Suplência

Veja aqui a lista completa dos candidatos a deputado federal de Pernambuco

Com informações do TSE.