Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Postos de atendimento do Detran para esse tipo de serviço já estão desativados / Foto: Antony Sappres / Fotos Públicas

As vítimas de acidentes de trânsito que precisarem solicitar indenização do seguro DPVAT a partir desta segunda-feira (1º) terão que levar a demanda apenas à Seguradora Líder dos Consórcios. Isso acontece porque a seguradora não renovou o contrato com os sindicatos dos Corretores. Antes dessa decisão, o Detran e algumas delegacias faziam parte dos pontos de auxílio, mas foram excluídas do roteiro.

Restrição de pontos

Segundo Carlos Valle, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de Pernambuco, a novidade é negativa, uma vez que monopoliza o atendimento retardando o serviço. Ele explica que, somente em Pernambuco, cerca de 1.500 Corretores de Seguros, em pontos diversos, prestavam atendimento às vitimas e beneficiários de acidentes de trânsito, orientavam, esclareceram e ajudavam na divulgação do serviço. A partir desta segunda-feira (1º), o cenário é outro.

“Lamentamos a decisão tomada pela Seguradora Líder, de forma unilateral, o que sem dúvida resultará em prejuízos à sociedade, inclusive importantes instrumentos de combate à fraude e de atendimento humanizado e de forma gratuita em todos os estados do Brasil”, disse Carlos Valle.

De acordo com ele, somente a Seguradora Líder, na qualidade de detentora da administração do Seguro DPVAT e responsável por todo o atendimento e liquidação do seguro, deverá a partir de agora cumprir com suas obrigações, prestando esse atendimento. Os postos de atendimento do Detran para esse tipo de serviço já estão desativados.

Dilma em ato em Curitiba, em abril.

Por Afonso Benites/El País

Quase dois anos depois de ser destituída da presidência da República por meio de um impeachment, Dilma Rousseff volta à cena político-eleitoral. A petista anunciou sua pré-candidatura ao Senado pelo seu Estado natal, Minas Gerais. Após meses de especulação, a confirmação de que a ex-presidenta buscará uma redenção — e um novo rumo político— nas urnas, com o incentivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, se deve a uma série de fatores, entre eles o desejo de ter um palco para defender suas ideias e confrontar as agendas dos Governos petistas (2003-2016) e a de seus principais adversários, o PSDB e seus satélites (1995-2002).

Seu principal adversário ao Senado pode ser Aécio Neves, o mesmo que disputou com ela, e perdeu a Presidência em 2014. Se a candidatura do tucano é incerta por causa dos escândalos de corrupção que o envolvem – nem mesmo seus aliados o querem no mesmo palanque—, a dela também pode sofrer alguns questionamentos jurídicos. É que Dilma só conseguiu manter seus direitos políticos após costurar uma manobra no Senado Federal que a cassou. A primeira batalha já foi anunciada. O PSDB de Minas Gerais tentará evitar que ela seja candidata por entender que, por ter sofrido impeachment, ela teria seus direitos políticos cassados. Quando a petista foi destituída, o Senado votou uma cláusula que mantinha o direito da ex-presidenta de concorrer, desde que não fosse para o cargo máximo da República. Ou seja, os senadores a liberaram para disputar vagas no Congresso Nacional. Os tucanos dizem que, se o Ministério Público Eleitoral não impugnar a candidatura dela, o próprio PSDB o fará.

Minas mais fácil do que o Rio Grande do Sul

Antes mesmo de ser indagada sobre a razão de estar concorrendo por Minas, onde nasceu, e não pelo Rio Grande do Sul, onde fez sua carreira política, a ex-presidenta afirmou, na semana passada: “Por que Minas Gerais? Primeiro porque eu nasci aqui (…). Não saí daqui porque quis. Saí porque eu fui perseguida pela ditadura militar”. Militante de movimentos de resistência ao regime militar, Rousseff se mudou para Porto Alegre e acabou presa e torturada.

Essa mudança de domicílio eleitoral será um dos pontos a serem explorados pelos seus adversários em um dos Estados mais bairristas do país. “Ela veio para cá para explorar o discurso nacional. Colocar em debate duas agendas para o país. Mostrar que, depois que ela saiu do Governo, estamos passando por um desmonte. Não se trata de ser uma eleição mais fácil do que em outros lugares”, afirmou o deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), que será um dos articuladores da campanha dela ao Senado.

Apesar das falas oficiais seguirem neste caminho, uma das análises do PT é a de que no Rio Grande do Sul Rousseff poderia dividir votos com Paulo Paim, um histórico senador do partido que disputará a reeleição. Em Minas, não havia um candidato ao Senado pela legenda com tanta aceitação popular. Além disso, a máquina estatal está nas mãos do amigo da ex-presidenta, o governador Fernando Pimentel, que concorrerá à reeleição.

E como enfrentar a má avaliação de seu Governo que, na véspera do impeachment, tinha a aprovação de 8% da população? “Há um crescente sentimento da população de solidariedade a ela e de repulsa ao golpe que a afastou da presidência. Tanto que a aprovação ao presidente que a substituiu [Michel Temer] é de 4%. E a rejeição supera os 80%”, diz Patrus.

Apesar de Rousseff querer se digladiar com Aécio, o fato é que ambos poderão ser eleitos. Neste ano, cada Estado elege dois senadores. As pesquisas mais recentes colocam tanto a petista quanto o tucano com chances de eleição. Dilma teria 13% dos votos dos eleitores mineiros. Aécio, 12%. Em uma pesquisa que tem margem de erro de dois pontos percentuais, estão tecnicamente empatados com outros dois concorrentes: Bruno Siqueira (MDB, 13%) e Carlos Viana (PHS, 11%). O primeiro embate de Aécio, contudo, será contra seus aliados. Seu afilhado político e pré-candidato ao Governo, o senador Antonio Anastasia, já deixou claro que não quer dividir o palanque com ele. Uma possibilidade é que Aécio concorra a uma vaga na Câmara.

Documento elaborado pela CNI (Confederação Nacional das Indústrias) aponta que a falta de segurança no Brasil custou R$ 365 bilhões em 2017. O valor equivale a 5,5% do PIB. Com o nome de “Segurança pública: A importância da governança”, o relatório é um dos 43 a ser apresentados aos pré-candidatos ao Planalto. Entre as medidas também estão sugestões para o recém-criado Susp (Sistema Unificado de Segurança Pública).

As sugestões serão discutidas com os políticos na sabatina “Diálogo da Indústria com os Candidatos à Presidência da República” organizado pela Confederação, nesta quarta-feira (04) em Brasília. O evento deve reunir cerca de 1.500 líderes empresariais no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

“Uma solução para a segurança pública começa pela governança. É preciso ter coordenação das ações entre os diversos entes federativos. É preciso ter boas estatísticas para que tenhamos um combate ao crime mais efetivo e mais bem planejado”, diz o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

O estudo também analisa a relação entre competitividade das empresas públicas e a falta de segurança. A CNI indica que o aumento nos casos de roubos de cargas, por exemplo, tem impacto direto no bolso do consumidor, já que as perdas das empresas com mercadorias é repassada no preço final de bens e serviços.

Além disso, tem havido gastos crescentes com segurança privada e com seguros, sendo que os prêmios de seguros de mercadorias chegam a alcançar 30% o valor da mercadoria.

Outra vertente é o planejamento das ações de segurança. A confederação sugere que o papel do Governo Federal seria o de gerenciar as políticas de segurança pública, atuando “como principal agente de indução e coordenação”.

O estudo também analisa a qualidade dos gastos, observando que houve piora nos índices de violência, mesmo diante do aumento real nos gastos com segurança pública. Entre 2007 e 2016, houve aumento real (já descontada a inflação acumulada no período) de 27,5% nos gastos realizados por União, estados e municípios na área, fazendo que as despesas cheguem a 1,3% do PIB – próximo à média da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O empresário Joel Malucelli ao lado do senador Álvaro Dias (Foto: Reprodução/Facebook)

O empresário Joel Malucelli encaminhou uma carta ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), para pedir licença da condição de primeiro suplente do senador e presidenciável Álvaro Dias (Podemos-PR). Segundo Malucelli, citado numa delação da Lava Jato há uma tentativa de atacá-lo para prejudicar Álvaro Dias.

Na missiva, Malucelli diz, ainda, que tem muitos compromissos profissionais e que isso prejudicaria sua atuação em eventual saída de Álvaro da função.

Ao abrir mão de ser primeiro suplente, Malucelli cede espaço para o segundo suplente: Severino Araújo (PSB).

http://blogdofinfa.com.br/wp-content/uploads/2018/07/expo8-768x512.jpg

Por Pedro Araújo

Quando se reúne uma equipe competente é quase certo que os frutos valerão a pena ser colhidos. Vocês do governo José Patriota, que fizeram parte da organização da 14ª Expoagro em Afogados da Ingazeira superaram todas as expectativas e foram ainda mais longe que o previsto.

Costumo dizer que a linha do Blog PE Notícias é de independência, quer seja na área político-partidária, quanto nos acolhimentos bondosos de qualquer gestão. São merecedores de críticas aqueles maus feitores, e certamente elogios aos que prezam e zelam pela perfeição. Por vezes somos criticados por fazermos cobranças em diversos níveis, quer seja municipal, estadual e até federal. Mas imaginem se não houvesse tais cobranças? Aqui não se combate o ser humano, a pessoa física de qualquer gestor, mas as suas práticas, que muitas vezes são questionáveis e inerente a cobranças, muitas delas, cobranças duras. Todavia, qualquer que seja a gestão, está também, passível de elogios quando necessário, e disso não fugimos um ponto a nossa linha editorial.

Em vivenciando mais uma Expoagro, que engloba as festividades de emancipação política de Afogados da Ingazeira, que comemorou em grande estilo os seus 109 anos de história. Estamos de pronto para, em nossa ótica, fazermos os elogios ao que foi mostrado durante todo o evento. Algumas coisas se destacam, como por exemplo, a equipe do prefeito José Patriota, aos olhos de muitos, um líder, foi inconteste. José Patriota foi o cabeça no enfrentamento do sucesso de mais uma festa que a cada ano tem deixado dividendos para o município. O prefeito tem como auxiliar, e não como vice-prefeito, o jovem e competente Alessandro Palmeira, muito ativo, no diálogo com os visitantes, tirando muitos “aborrecimentos” dos ombros do gestor, mostra como poucos a habilidades de como tratar com zelo àqueles que o cerca.

Como não destacar a pessoa do secretário de Cultura e Esportes, Edygar Santos, fino trato, sempre pronto no atendimento daqueles que procuravam sobre os shows, do horário dos artistas, da programação e seus horários, isso sem distinguir o início e o fim de cada apresentação, estava sempre pronto, para os olhos do blog PE Notícias, o ponto elogiável da equipe. A secretária-executiva do prefeito José Patriota, Lúcia Gomes esteve presente na coordenação do camarote oficial, camarote este, que existe em todos os âmbitos políticos, quer seja em governo municipal, estadual ou mesmo federal, onde o gestor recebe seus convidados advindos de outros estados, municípios, a exemplo de prefeitos, vices, vereadores, enfim convidados. Muito atuante a secretária-executiva, sendo assim merecedora de elogios.

Pessoa de destaque no cumprimento de orquestrar a cerimônia do camarote, o assessor especial do município, Elias Lira, muito presente, dando todo suporte para que toda e qualquer anormalidade não atrapalhasse os convidados, pela experiência vividas em outras expoagros, Elias Lira ”tirou de letra” para colaboração no sucesso do evento.

Pronto fraco, e passivo de críticas, não só aqui, mas de outros que se manifestaram no camarote oficial, ficou por conta de alguns seguranças de uma empresa privada, que sem ter, ou rogando não ter, nenhuma consciência do que lhes fora ordenado para colaborar com as festividades, tais seguranças deixavam seus postos e subia no camarote para competir com os convidados, e parecendo fazer seus liberticídios sem levar em consideração as inúmeras reclamações de parte dos organizadores, levando bebidas e os quitutes servidos pelo Buffet contratado para fora das dependências do camarote, coisa repugnante de se ver. Mas essa crítica é plausível de um acerto no futuro, entregando a empresa privada de segurança quando esta for contratada, os seus maus colaboradores, e que pelo que fizeram, prestam um desserviço e macula a imagem do propósito para qual foram contratados. Nesta terça publicaremos o sucesso na areia da exposição de animais e a comercialização destes. 

Dias Toffoli manda tirar tornozeleira eletrônica de Dirceu

O ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), cassou nesta segunda-feira (02) decisão do juiz Sergio Moro que havia determinado que o ex-ministro José Dirceu colocasse tornozeleira eletrônica.

Dirceu foi solto por decisão da maioria dos ministros da Segunda Turma, que, na última terça (26), lhe concedeu de ofício um habeas corpus para que ele espere em liberdade o julgamento de uma reclamação apresentada por sua defesa ao Supremo.

Toffoli considerou que Moro extravasou sua competência ao impor a Dirceu outras medidas cautelares, como o uso de tornozeleira.

“O Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR, em decisão com extravasamento de suas competências, restabeleceu medidas cautelares diversas da prisão, outrora determinadas em desfavor do paciente, à míngua de qualquer autorização deste Supremo Tribunal Federal, que, em decisão colegiada da Segunda Turma, deferiu medida cautelar em habeas corpus de ofício, para assegurar a liberdade plena ao ora reclamante até a conclusão de julgamento da ação”, escreveu o ministro do STF.

Ainda segundo Toffoli, questões atinentes à execução provisória da pena ou a medidas cautelares diversas da prisão -que não foram impostas pelo STF- deveriam ter sido apreciadas pela Vara de Execução Penal do Distrito Federal, que tem a jurisdição sobre o processo de execução de Dirceu, e não pelo juiz de Curitiba.

Dirceu cumpria pena na Papuda, em Brasília, até obter o habeas corpus. Ele foi condenado em segunda instância na Lava Jato a 30 anos e nove meses de prisão.

O argumento da Segunda Turma para lhe conceder o habeas corpus de ofício foi a plausibilidade jurídica de seu recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça) no tocante à dosimetria (tamanho da pena).

Toffoli determinou que Moro seja comunicado com urgência sobre sua decisão de retirar a tornozeleira eletrônica. Com informações da Folhapress.

Geddel desacata agente prisional e mostra partes íntimas

O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi enviado para a solitária após agredir verbalmente um agente penitenciário na Papuda, onde está detido. A notícia foi divulgada pelo Metrópoles, e, de acordo com fontes do presídios ao site O Antagonista, Geddel teria ainda mostrado as partes íntimas ao funcionário público.

A visita do irmão do político teria sido o estopim para o início do confronto, uma vez que o ex-ministro teria sido submetido à uma revista pessoal antes de voltar à carceragem. Revoltado com o ocorrido, o baiano teria ofendido um dos servidores prisionais, tal como consta no registro de ocorrência.

Pela má conduta, Geddel ficará detido em um cubículo com estrutura inferior à da cela onde está preso desde setembro de 2017, na Ala A do Bloco 5 do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe) confirmou que o ex-ministro foi isolado em cela especial por ter desrespeitado um agente carcerário durante uma revista pessoal.

Geddel está preso respondendo por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução de investigação. Ele foi denunciado na Operação Cui Bono? Mas também virou alvo da Polícia Federal após serem encontrados R$ 51 milhões dentro de malas em um apartamento ligado a ele, em Salvador.

TSE admite rever limite diário para 'vaquinha virtual'

A 45 dias do início da campanha eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) admite rever o limite diário para as doações via ‘crowdfunding’, modelo de financiamento coletivo pela internet que os pré-candidatos já estão autorizados a usar nas eleições 2018.

Em palestra na capital paulista na última sexta-feira, o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, afirmou que a corte estuda atender a um pedido de partidos políticos para suspender entre os dias 15 de maio e 15 de agosto o limite de doação diária de R$ 1.064,10 no caso de doações via financiamento coletivo.

A preocupação; ponderou Fux, é o risco de a “vaquinha” ser usada como instrumento de lavagem de dinheiro na campanha. “Estabelecemos um limite, que estamos revendo agora para que não haja lavagem de dinheiro através da ‘crowdfunding’, mas que isso vai ajudar essa garotada vai”, disse o magistrado, referindo-se à “vaquinha virtual” como “coisa de jovem” e uma alternativa à proibição de doações empresariais às campanhas.

Uma das resoluções do TSE sobre as eleições deste ano autoriza o financiamento coletivo, mas limita as doações a um teto diário de R$ 1.064,10.

Três legendas que lançaram pré-candidatos à Presidência da República – PSDB, DEM e Novo – protocolaram uma petição no tribunal para suspender o limite até o fim do prazo para registro das candidaturas, em 15 de agosto. As legendas argumentam que a legislação eleitoral já proíbe que pessoas físicas doem valores acima de 10% de sua renda, e que não faria sentido impor uma limitação diária às doações.

A assessoria do TSE informou ao Estadão/Broadcast que o pedido está nas mãos do presidente do TSE aguardando deliberação. Como a corte entrou em recesso e só voltará aos trabalhos normais em agosto, o caso poderá ficar sem solução até o próximo mês.

Na opinião da professora do Instituto de Direito Público Marilda Silveira, o limite imposto pela resolução do TSE prejudica os candidatos de partidos pequenos que possuem pouco recurso dos fundos públicos.

De outro lado, diz a especialista, não se justifica a preocupação do TSE com o risco de lavagem de dinheiro. “Do mesmo jeito que poderia ocorrer lavagem na vaquinha, por cartão de crédito, também acontece por transferência com conta bancária ou no depósito bancário. Ocorre em qualquer caso e a fiscalização de um processo ou outro não é diferente”, comenta.

A avaliação do caso em agosto acrescenta Marilda, não resolveria o questionamento dos partidos, pois as legendas já teriam sido prejudicadas até agora com a limitação diária. Com informações do Estadão Conteúdo.

Lula não comentará mais sobre jogos em TV, alegando ser candidato

Firme na sua decisão de ser pré-candidato à Presidência da República, mesmo estando preso por ter sido condenado na Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parou de enviar comentários sobre os jogos do Brasil na Copa do Mundo para o jornalista José Trajano, da TVT, emissora mantida por sindicatos, noticia o Correio Braziliense.

A razão para sua decisão tem fundamento, uma vez que, pela legislação eleitoral, pré-candidatos não podem apresentar ou comentar programas de rádio e TV desde o dia 30 de junho.

O petista, no entanto, seguirá escrevendo comentários para publicação em suas redes sociais, afirma a sua assessoria.

Nesta segunda-feira (02), Lula escreveu que a seleção brasileira fez o seu “melhor jogo” contra o México, na vitória por 2 a 0 pelas oitavas de final da competição.

Ainda segundo a divulgação da assessoria, o ex-presidente apontou que “se continuar jogando com espírito de coletividade e futebol solidário, cada jogador fazendo melhor o que sabe, temos muita chance de chegar à final”.

Em seu palpite, o político acredita que contra a Bélgica, na próxima sexta-feira (06), o Brasil vai ganhar por 3 a 1. Ele também disse que a Inglaterra é a equipe com maior chance de chegar à final.

Foram prorrogadas as inscrições do concurso público da Polícia Federal, que oferta 500 oportunidades para os cargos de Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal.

De acordo com a organizadora do concurso, o prazo para as inscrições encerra no dia 7 de julho.

Outro prazo alterado pelo edital de retificação é aquele para o pagamento da taxa de inscrição, que, agora, vai até 26 de julho. Para Delegado e Perito, a taxa é de R$ 250,00, e para Agente, Escrivão ou Papiloscopista, R$ 180,00. Não houve alteração na data da realização das provas.

DELEGADO E PERITO 

Os cargos têm remuneração de R$ 22.672,48 para 40 horas semanais de trabalho, em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. Para Delegado, os candidatos devem ter diploma de bacharel em Direito e comprovar ter três anos de atividade jurídica ou policial. Já os Peritos devem apresentar diploma de graduação nos cursos especificados pelo edital, que incluem Ciências Contábeis, Engenharia Elétrica, Ciências da Computação, Geologia, Química, Medicina, Farmácia, entre outros.

AGENTE, ESCRIVÃO E PAPILOSCOPISTA 

Os candidatos a esses cargos devem possuir diploma de curso superior em nível de graduação. A remuneração para os três postos é de R$ 11.983,26, também com 40 horas semanais de trabalho em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. Serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira.

CRONOGRAMA 

O certame terá oito fases antes da matrícula no Curso de Formação Profissional. A primeira, de provas objetivas e de prova discursiva, está prevista para ser aplicada em 19 de agosto, para todos os inscritos. Em seguida, os candidatos passarão por fases de exame de aptidão física, avaliação médica e avaliação psicológica. A prova oral será aplicada somente para candidatos ao cargo de Delegado. A prova prática de digitação é etapa exclusiva para concorrentes ao cargo de Escrivão e a avaliação de títulos será feita somente com os candidatos à Delegado e Perito.

As fases da primeira etapa do concurso – com exceção da prova oral –, o procedimento de heteroidentificação dos candidatos negros e a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência serão realizadas em todas as capitais e no Distrito Federal (DF). A prova oral para Delegado ocorre somente em Brasília (DF).

O Curso de Formação Profissional será realizado no DF, porém atividades poderão ser desenvolvidas, à critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

http://blog.passenaoab.com.br/wp-content/uploads/negativo.jpg

No último dia 27 de junho o blog de Marciel Rodrigues anunciou que a Quadrilha Junina Raízes do Sertão se apresentaria na quadra da Escola Municipal José Cirino de Carvalho, no Sítio Matolotagem, zona rural de Flores, porém a apresentação foi transferida para a Praça Pública da localidade, ao lado da igreja Católica, aonde foi realizada com sucesso na noite do último sábado.

Segundo os organizadores, muitos fatos transcorreram desde que eles publicaram um vídeo com a propaganda do evento. Uma verdadeira barreira de ergueu com o nítido objetivo de impedir ou dificultar que o evento acontecesse. Embora não fosse uma praxe, a gestora da escola, Roberta Dias, passou a fazer diversas e estranhas exigências, entre elas o de que os organizadores deveriam oficiar o pedido de utilização do espaço, o que foi feito, contudo muitos outros questionamentos sucederam esse.

Logo após entregarem o ofício para utilizar a quadra da comunidade e apresentar a autorização à gestora, esta reagiu dizendo que aquela autorização por meio do ofício (endereçado a secretaria de esportes) não teria valor e que precisaria ser feito um direto para o gabinete do prefeito Marconi Santana. A organizadora do evento retornou no dia seguinte à Prefeitura e levou um chamado chá de cadeira de cerca de 4 horas de espera e não conseguiu falar com o gestor.

Justificativas infundadas

Entre as justificativas esdrúxulas, a de que a propaganda feita configuraria como “propaganda enganosa”, pois não apresentava no vídeo imagens reais das apresentações, mas a organização esclarece que as imagens usadas tiveram apenas o caráter ilustrativo, e reitera que as justificativas tentam apenas maquiar a má vontade e principalmente o critério da politicagem adotada pela administração.

Bem no início da polêmica na quinta-feira (28), durante evento realizado no mesmo local, a gestora da escola ao ser pressionada se eximiu da culpa e alegou estar apenas seguindo ordens e que o prefeito é que havia lhe orientado a barrar a apresentação na referida quadra.

Palanques armados

Além dos espíritos, também permanecem armados os palanques políticos. O prefeito, apesar de veterano afinal é seu 3° mandato, parece não ter compreendido que governa para todos, para aqueles que votaram e para os que não votaram nele.

Dos muitos boatos que surgiram, um dizia que a liberação do espaço não aconteceu porque a Quadrilha Raízes do Sertão seria de adversários políticos do prefeito. Surgiu ainda outro com tom de intimidação, de que mesmo que fosse levada para outro local, a quadrilha não se apresentaria.

Falta de apoio

Apesar de ter prometido ajuda financeira para custear o evento, a gestão não deu. Segundo a organizadora Eliane Alves, ela mesma teve mais de uma conversa com o próprio prefeito, que prometeu ajudar, mas que não destinou qualquer recurso. Todas as despesas com ornamentação, vestimentas dos participantes e outras, foram custeadas com recursos de patrocinadores, em sua maioria do comércio da cidade vizinha de Carnaíba.

Brasil nas quartas! Neymar e Firmino marcam, e seleção elimina o México

Depois de atuações abaixo de seu nível habitual de excelência, Neymar finalmente fez uma grande partida na Copa do Mundo. Focado apenas em jogar, o craque da seleção driblou, tabelou, correu, marcou um gol e participou do segundo, de Roberto Firmino, na vitória por 2 a 0 contra o México, que também contou com ótima atuação de Willian, outro que vinha sendo contestado. Na próxima fase, o Brasil encara o vencedor do confronto entre Bélgica e Japão.

O time brasileiro entrou em campo no esquema predileto de Tite, o 4-2-3-1 que ora se transforma num 4-1-4-1 e ora se defende com duas linhas de quatro, na mesma escalação da vitória sobre a Sérvia.

Com Filipe Luís no lugar de Marcelo, que ainda se recupera da contusão lombar que sofreu na última partida, a seleção brasileira perdeu no apoio ao ataque pela lateral esquerda, mas ganhou poder de contenção. Na outra lateral, Fagner seguiu na vaga de Danilo, que não está 100% em condições de jogo.

Adepto de rodízio de atletas e mudanças de esquemas táticos, o treinador colombiano Juan Carlos Osorio voltou a escalar o México num 4-3-3 de intensidade, com o veterano zagueiro Rafa Márquez improvisado como volante para ser o homem de sobra da zaga.

O jogo começou em alta velocidade, com um chute perigoso para cada equipe nos primeiros quatro minutos. Inseguro, Alisson rebateu mal uma bola na primeira chegada mexicana. Pouco depois, saiu errado e trombou com Chicharito Hernández. Por sorte, o atacante do México estava impedido.

Sem conseguir construir jogadas de ataque efetivas, o Brasil dava espaços pela direita, onde Fagner deixava muitas brechas para o avanço de Lozano e Guardado. Aos 24 minutos, Neymar, que estava apagado, finalmente entrou no jogo. O craque do PSG recebeu a bola na ponta esquerda, driblou Álvarez e chutou, mas Ochoa fechou bem o ângulo e defendeu. Animada, a seleção pressionou e chegou perto de marcar com Gabriel Jesus e Philippe Coutinho.

Em seguida, Jesus fintou dentro da área e bateu para o gol. No rebote, Coutinho não conseguiu completar. Mas o Brasil crescia em volume de jogo e segurava melhor as investidas mexicanas, apesar da marcação frouxa no campo de ataque.

Descontente com a atuação do México na primeira etapa, Osorio aproveitou o intervalo para tirar Rafa Márquez e colocar o ponta Layún, adiantando seu time. A mudança deixou o Brasil mais à vontade, e Coutinho deu chute forte para boa defesa de Ochoa logo aos dois minutos do segundo tempo.

Aos cinco, Neymar resolveu jogar e fez a diferença. O camisa 10 pegou a bola na meia-lua mexicana, tocou de calcanhar para William e avançou. O meia-atacante do Chelsea arrancou e cruzou rasteiro para o gol do craque brasileiro.

Com espaços, o Brasil cresceu na partida. Em boa jogada pela direita, William rolou para Fagner, que cruzou para ótimo chute colocado de Paulinho, mas Ochoa fez grande defesa. Melhor em campo, William tabelou com Jesus no meio campo, arrancou até o ataque e o segundo gol brasileiro quase saiu dos pés de Neymar, que chutou de esquerda rente à trave.

Minutos mais tarde, Neymar estava caído fora do campo e levou um pisão de Layún no tornozelo. As câmeras comprovaram a agressão, mas o árbitro preferiu não consultar o VAR. Aos 41, Tite colocou Roberto Firmino no lugar de Coutinho, que não conseguiu repetir as ótimas atuações da primeira fase.

E o resultado foi o segundo gol brasileiro. Depois de passe rasteiro em profundidade de Fernandinho, Neymar carregou a bola e tentou deslocar Ochoa com um toque de bico. A bola resvalou no goleiro mexicano e sobrou para Firmino, que, bem colocado, tocou para o fundo da rede.

Apesar de ter menos posse de bola, o Brasil jogou com calma, segurança e eficiência. No final, foram dez finalizações a gol da seleção brasileira, contra apenas um chute no alvo dos mexicanos. Preocupado em jogar futebol, Neymar desequilibrou e foi o principal nome do time, ao lado de William. Nas quartar de final, o Brasil enfrenta o vencedor de Bélgica x Japão.

Alegando a tal de “inconstitucionalidade”, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB), teria vetado o Projeto de Lei aprovado pela Câmara de Vereadores que garantia a reserva de 60% dos precatórios do Fundef para os professores da rede municipal de ensino. Com isso, os professores continuariam sem a certeza de que receberão o que lhe é de direito segundo determina a própria lei que criou o Fundef e depois o Fundeb, informou ao blog Folha das Cidades, a vereadora Zirleide Monteiro (PTB), autora da lei.

O veto deve ser enviado à Câmara de Vereadores que poderá acatar ou derrubar e fazer valer a lei aprovada por sete dos 10 vereadores da Casa James Pacheco. A vereadora Luiza Margarida (MDB) votou contra a lei que beneficiava os professores. Pela lei, com a definição positiva por parte do Supremo Tribunal Federal favorável ao pagamento aos professores, os docentes de Arcoverde teriam, de imediato, com a liberação da primeira parcela, mais de R$ 7,5 milhões para rateio, que corresponderia a 60% dos precatórios do Fundef. O tema deve ser assunto da sessão da Câmara de Vereadores logo mais, às 19h00.

Os recursos ainda estão bloqueados junto à Justiça Federal e não disponíveis para a Prefeitura.

A Prefeitura de Arcoverde deve alegar em seu veto os mesmos argumentos que vem sendo feitos por outros municípios, segundo o qual a lei seria inconstitucional porque o Tribunal de Contas de Pernambuco e o Ministério Público Federal têm recomendado os prefeitos a não utilizarem os recursos dos precatórios para outros fins que não seja o desenvolvimento do ensino. Alegam também decisão monocrática da ministra Carmem Lúcia do Supremo Tribunal Federal que impediria o repasse para outros fins, entre eles o pagamento dos professores. Ou seja, são recomendações e decisões liminares que não tem qualquer força de lei, apenas “recomendações”.

Para a vereadora Zirleide Monteiro (PTB), a confirmação do veto por parte da prefeita vai demonstrar o quanto é o compromisso do governo para com os professores. “Na realidade, o que o governo municipal quer é liberdade para gastar o dinheiro dos precatórios sem ter que garantir o rateio dos professores que é garantido pela lei que criou o Fundef e que determina, entre outras coisas, que o pagamento dos professores é um dos principais itens referente ao desenvolvimento do ensino”, disse a vereadora Zirleide Monteiro, afirmando que vai aguardar a confirmação do veto à lei apresentada por ela. 

Pelo projeto a ser vetado pela prefeita Madalena Britto (PSB), que vai deixar os professores sem a certeza de que receberão o rateio dos precatórios do Fundef, o rateio só aconteceria a partir de uma decisão final do STF, ou seja, a lei em nada fere outra lei, pois ela não existe e nem existe decisão final do Supremo sobre o assunto. Se assim houvesse, aí sim, a lei seria inconstitucional e não aplicável pela administração pública.

Em uma bela noite de lua cheia, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira inaugurou as obras do primeiro trecho do projeto de revitalização da Avenida Rio Branco. As duas laterais do trecho interliga o anel viário à Av. Rio Branco, ganharam duas praças, com área de lazer, pista de cooper, paisagismo, paredão de escalada e uma academia da saúde, com diversos equipamentos que proporcionarão atividades físicas específicas. Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde estarão em horários pré-determinados, orientando à população nas atividades físicas.

Outra importante ação, que visualmente já se destaca, é a troca das antigas luminárias. A Prefeitura instalou 26 novas luminárias no mais moderno sistema LED, aumentando enormemente a luminosidade e gerando uma economia de 80% no consumo de energia elétrica.

Durante a inauguração, o prefeito José Patriota esteve acompanhado da primeira-dama, Madalena Leite; vice-prefeito, Alessandro Palmeira, do secretário Estadual de Agricultura, Wellington Batista, vereadores municipais, do ex-deputado Antônio Mariano, da vereadora pelo Recife, Aline Mariano, e demais autoridades.

“Em meio a tantas crises, quando vemos a maior parte dos Estados e Municípios paralisados, sofrendo até para pagar salários do funcionalismo, nossa querida Afogados segue em frente, inaugurando obras, captando recursos para outras ações, e proporcionando qualidade de vida para o seu povo. Fico muito feliz em poder entregar à população essa obra que traz mais beleza, mais saúde, e mais um importante espaço de convivência para todos,” destacou José Patriota. A previsão é de que o segundo trecho, entre a Igreja Presbiteriana e a esquina da Professor Rua Professor Vera Cruz, seja inaugurado no próximo mês de Agosto.

https://editalconcursosbrasil.com.br/wp-content/uploads/2017/09/concurso-triunfo.jpg

A Prefeitura de Triunfo, Sertão de Pernambuco, divulgou a realização de um processo seletivo que oferece cinco vagas e salários de R$ 1.200 até R$ 7.700 por mês. O certame é direcionado para os cargos de médico e médico plantonista. 

As inscrições já estão abertas e devem ser feitas presencialmente, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, que fica na Praça Monsenhor Elizeu Diniz, 17, Centro, Triunfo, das 8h às 13h, até o dia 18 de julho.

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial dos Municípios, o edital completo está fixado nos quadros de aviso da Prefeitura e da Câmara Municipal. Posteriormente, o documento será disponibilizado no site da Prefeitura.