Pedro Araújo

As informações que informam as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Rui Costa (PT), governador da Bahia

O governador da Bahia, Rui Costa (PT) anunciou na tarde desta segunda-feira (25), os nomes que integrarão a sua chapa majoritária. O evento oficializou o nome de Ângelo Coronel (PSD) para uma das vagas ao senado. Com isso, existe a expectativa de que a senadora Lídice da Mata (PSB) fique de fora do palanque e se veja obrigada a lançar uma candidatura avulsa. O cenário, desta forma, preocupa as cúpulas do PSB e PT, que tentam costurar alianças em alguns estados, inclusive Pernambuco, mas enfrentam dificuldades.

Na Bahia, o PSD comanda 90 prefeituras. Por isso, Rui Costa considera garantir o apoio de Ângelo Coronel, que é presidente da Assembleia Legislativa do estado. Ele terá o ex-governador Jaques Wagner (PT) como companheiro na chapa e o vice-governador, João Leão (PP), deve permanecer no cargo.

Segundo o jornal ‘A Tarde’, Rui e Lídice se reuniram no final da semana passada para tratar da chapa, mas não houve avanços. Os socialistas também marcaram uma reunião da executiva estadual da sigla, que estava prevista para acontecer no mesmo horário do evento de Rui Costa, para avaliar a conjuntura.

http://portalpe10.com.br/tinymce/uploads/images/ifpe-palmares-sala.jpeg

Os candidatos as 2.585 vagas ofertadas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) através do Vestibular 2018.2 já podem acessar o Cartão de inscrição pelo site da Comissão de Vestibulares e Concursos (Cvest). Liberado nesta segunda-feira (25), o cartão deve ser impresso pelo candidato e apresentado no dia da prova.

Os feras devem conferir atentamente todos os dados cadastrais, como nome completo, data de nascimento, CPF, RG, filiação, endereço, telefone, situação de cotista ou não cotista. Caso os candidatos identifiquem alguma divergência, deverão retificar o cartão de inscrição no site da Cvest até esta terça-feira (26).

A prova do Vestibular 2018.2 será realizada no dia 1º de julho e é imprescindível a apresentação do cartão impresso, junto com um documento oficial com foto. A concorrência dos cursos será divulgada nos próximos dias.

Em caso de dúvidas, os candidatos devem entrar em contato com a Cvest pelo e-mail cvest2018@reitoria.ifpe.edu.br ou pelo telefone (81) 2125.1724.

http://www.alepe.pe.gov.br/wp-content/uploads/2018/06/06.25-REUNIAO-PLENARIA-SOCORRO-PIMENTEL-RS-3-1-e1529956217816.jpg

A deputada Socorro Pimentel (foto) abordou nesta segunda-feira (25), durante a Reunião Plenária, a situação da segurança pública em Pernambuco. Ela questionou, especialmente, possíveis deficiências da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), inaugurada há seis meses em Araripina, no Sertão do Araripe. “Mais uma vez, o povo foi enganado na garantia dos seus direitos básicos. A inauguração não passou de mais uma ação eleitoreira, como tantas outras” criticou.

De acordo com a parlamentar, havia originalmente a promessa de que 250 policiais atuariam no local, reforçando a segurança de cerca de 150 mil habitantes dos municípios de Araripina, Ipubi e Trindade. Entretanto, segundo ela, há 140 homens lotados na unidade. “A ONU [Organização das Nações Unidas] preconiza como ideal um policial para cada 470 habitantes, portanto, o efetivo precisaria contar com no mínimo 333 PMs. Não temos nem 50% desse ideal”, frisou.

Socorro Pimentel comentou também a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) de suspender, na semana passada, uma liminar que determinava que o Governo do Estado reforçasse com 40 policiais militares recém-formados o efetivo da 9ª CIPM.  A deputada enfatizou, ainda, que a proposta original era a construção de um novo prédio para a unidade, que passaria a funcionar no então Hotel Pousada do Araripe. “Mas o que aconteceu, de fato, foi uma ‘gambiarra’ no pelotão já existente no município de Araripina”, lamentou.

http://www.previdencia.gov.br/wp-content/uploads/2017/10/Narlon-Gutierre-Subsecret%C3%A1rio-dos-RPPS.jpg

JC

Pernambuco está entre os dez Estados do País com pior situação nos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). O resultado está na terceira edição do Indicador de Situação Previdenciária dos RPPS (ISP-RPPS), elaborado pela Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda. A novidade nessa terceira divulgação foi o detalhamento de cada um dos 2.123 entes com Regimes Próprios, incluindo os municípios. Nas versões anteriores, o levantamento trazia apenas uma radiografia geral do Brasil e dos Estados. 

Criado em 2017, o indicador é um instrumento para acompanhar os regimes, oferecer transparência e comparar a situação entre o País, Estados e municípios. “A divulgação do cálculo individualizado consolida o ISP-RPPS como uma ferramenta que permite aos segurados e à sociedade acompanharem a situação de cada RPPS, além de possibilitar que seus gestores adotem medidas gerenciais buscando alcançar melhores resultados”, explica o Subsecretário dos Regimes Próprios de Previdência Social, Narlon Gutierre Nogueira (foto).

Com nota de zero a um, o indicador avalia cumprimento de normas de organização e funcionamento, o equilíbrio futuro da Previdência dos servidores e a transparência das contas. Nessa última divulgação, a média do Brasil subiu de 0,560 para 0,591. Os Estados com maiores notas são Mato Grosso, Santa Catarina, Acre, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Roraima, Rondônia, Paraná, São Paulo e Espírito Santo. O Nordeste é a região em pior situação e Pernambuco aparece na 20ª colação no ranking nacional, com média de 0,379. O Estado conta com 149 Regimes Próprios de Previdência Social. Desses, 106 estão na lista dos 600 piores do Brasil e apenas 5 no ranking dos 500 melhores. 

“A situação de Pernambuco também é preocupante porque está entre os Estados com maiores taxas de judicialização para receber recursos da União. Atualmente, 72,5% dos entes com Regimes Próprios só têm Certidão de Regularidade Previdenciária (CRP) porque conseguiram por meio de decisões judiciais. A CRP é uma espécie de certidão negativa de débito do RPPS. Os entes conseguem essas liminares alegando que a falta de repasses pode causar problemas sociais para os municípios, mas isso acaba afetando a boa gestão dos regimes”, avalia Nogueira.

DESEQUILÍBRIO

Entre os componentes que integram o Indicador da Situação Previdenciária, o principal é a avaliação do equilíbrio dos Regimes Próprios, com peso de 0,55; contra 0,25 da conformidade e 0,20 da transparência. O equilíbrio analisa endividamento, solvência financeira, relação entre servidores ativos e inativos, solvência atuarial e comprometimento da Receita Corrente Líquida. 

De acordo com a Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco (Funape), o déficit do regime foi de R$ 2,098 bilhões em 2016, subiu para R$ 2,492 bilhões em 2017 e deve chegar a R$ 3,605 bilhões este ano. O déficit tem crescido em função do crescente número de servidores se aposentando. Só no ano passado, foram 5.098. Outra preocupação é com o crescimento da proporção do número de servidores inativos sobre a massa de ativos. Em 2017, eram 101,9 mil ativos contra 89 mil inativos, com folha salarial de R$ 454,1 milhões e R$ 353,1 milhões, respectivamente.

“O Indicador da Situação Previdenciária permite aos segurados e à sociedade acompanharem a situação de cada RPPS, além de possibilitar que os gestores adotem medidas gerenciais para buscar melhores resultados”, reforça Nogueira.

Deveria existir uma ciclovia no caminho escolhido pelo segundo goleiro do Íbis Sport Club, João Henrique Pedrosa de Lucena, 21 anos, atropelado e morto enquanto pedalava pela Avenida Sul, entre os bairros de São José e Afogados, na área central da capital, junto com o amigo Matheus Alves, 19, internado em estado grave no Hospital da Restauração. Pelo menos é o que prevê o Plano Diretor Cicloviário da Região Metropolitana do Recife (PDC), pronto desde 2014, com menos de 10% de execução e que custou quase R$ 1 milhão aos cofres públicos ainda na gestão do então governador Eduardo Campos (PSB).

Não que o fato de existir um equipamento de segurança para o ciclista garantisse que Matheus (quem conduzia a bicicleta) estivesse utilizando-o e, assim, evitado a morte do colega. Mas pelo menos haveria uma opção de pedalar com segurança, principal obstáculo para estimular a sociedade a usar a bicicleta como transporte e sistematicamente ignorado pelos gestores públicos.

O alerta é feito pelos cicloativistas, que há anos cobram a implantação do PDC, praticamente ignorado pelo governo de Pernambuco e pelas prefeituras da Região Metropolitana do Recife. O pouco que foi feito nesses anos – não passamos de 50 quilômetros de forma geral – tem pontos completamente descaracterizados do planejamento original do plano. A Associação Metropolitana de Ciclistas de Pernambuco (Ameciclo) e o grupo Cicloação Recife – vozes ativas e persistentes na defesa da criação da infraestrutura cicloviária – soltaram notas destacando a co-responsabilidade do governo do Estado e da Prefeitura do Recife no episódio.

Além do caso de Matheus e de João do Biscoito, como o jogador era conhecido, as entidades ainda fazem referência à morte do ciclista José Gustavo Ferreira da Silva, 40 anos, atropelado e morto na Avenida Professor José dos Anjos, no bairro do Arruda, na quinta-feira (21), quando voltava para casa com as compras do mês, por um motorista não identificado. Pelo PDC, a Avenida Professor José dos Anjos também deveria ter um equipamento de segurança cicloviária, no caso uma ciclovia.

COMO ACONTECEU O ATROPELAMENTO

O atropelamento de João Henrique aconteceu na sexta-feira (22), mas o atleta, que estava internado no HR desde então, teve morte encefálica no domingo (24). O amigo, Matheus Alves, permanece internado na sala vermelha da Restauração. Tio do atleta, o contador Ivaldenício Medeiros informou que, após o jovem ter tido morte encefálica, a família optou pela doação de órgãos. “Depois do jogo do Brasil, ele e um amigo pegaram a bicicleta e foram treinar no Pina. Ele estava na garupa e o amigo, pilotando, quando foram atingidos pelo ônibus. O amigo chegou a ficar em coma, mas melhorou. Ele, infelizmente, faleceu”, relatou Ivaldenício.

A informação repassada pela família do jogador é que os dois ciclistas teriam perdido o equilíbrio na bicicleta e caído, sendo atingidos por um ônibus da Empresa Metropolitana. Isentaram a culpa do motorista, que prestou socorro às vítimas. Por meio de nota, a Empresa Metropolitana lamentou o acidente e informou que “o motorista envolvido na ocorrência respeitou os procedimentos internos, prestando o socorro às vítimas e acionando os órgãos responsáveis para pronto atendimento e encaminhamento médico”. O caso foi registrado no posto policial do HR, mas será investigado pela Delegacia de Rio Branco, tendo à frente do inquérito o delegado Breno Varejão.

Ciro Gomes e Paulo Câmara (Foto: Hélia Scheppa/Divulgação)

Está na agenda desta terça-feira (26) do governador Paulo Câmara (PSB) a audiência com o ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à presidência da República pelo PDT. Os socialistas estão negociando uma aliança nacional com o partido dele.

Se o PSB fechar o apoio a Ciro Gomes, pode inviabilizar a aliança com o PT.

Os petistas querem que os socialistas entrem na coligação nacional. Para isso, abriu mão da vice para que um nome do PSB fosse indicado.

Os socialistas estão divididos. Uma parte quer que, na reunião marcada para julho o partido decida deixar que os estados decidam quem querem apoiar. Outra defende o nome de Ciro. Uma parte menor, segundo informações de bastidores, sugere a aliança formal com o PT. 

Apesar da visita de Ciro Gomes, fontes acreditam que a aliança não deve ser fechada agora.

PSDB

Geraldo Alckmin já elegeu como seu adversário do momento, Jair Bolsonaro. É em cima do capitão que Alckmin pretende crescer neste primeiro momento.

O material acima vai ser postado nas redes do PSDB e segue essa linha. Sem ser um ataque agressivo e sem citá-lo explicitamente, atira em direção a Bolsonaro e fala da desesperança do brasileiro.

As frases ditas no filmete foram pronunciadas de entrevistas nas ruas pela equipe que acompanha o Alckmin.

Eis algumas:

*O pior é que em momentos assim as pessoas começam a acreditar em salvador da pátria.

*Não existe salvador da pátria.

*Não dá pra inventar um cara do nada que acha que resolve tudo sozinho.

O ex-presidente e senador Fernando Collor (PTC-AL) não será candidato à Presidência da República. O presidente nacional do PTC, Daniel Tourinho, comunicou em nota que a sigla decidiu não lançar candidato próprio ao Planalto. Leia aqui o comunicado.

De acordo com o documento uma das prioridades do partido é ultrapassar a cláusula de desempenho. Pela regra, as siglas devem ter pelo menos 1,5% dos votos válidos para deputado federal. Se não atenderem a esse requisito são impedidos de ter acesso ao fundo partidário, ao tempo de TV e rádio e ao “funcionamento parlamentar” na Casa.

Collor foi presidente de 1990 a 1992, quando renunciou antes de sofrer impeachment. O político pretendia tentar disputar de novo a Presidência e chegou a fazer pronunciamentos no Senado sobre o assunto.

PT planeja calendário de mobilizações até inscrição de chapa no TSE

Após algumas tentativas frustradas de realizar grandes mobilizações em torno da pré-campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Operação Lava jato, o PT começou nesta segunda-feira (25), a discutir um novo calendário de manifestações até o dia 15 de agosto, data máxima para a inscrição das candidaturas na Justiça Eleitoral.

A ideia foi debatida no conselho político do partido, que se reuniu nesta segunda-feira (25), na capital paulista. Cerca de 20 dirigentes de peso estiveram reunidos, entre eles a presidente da sigla, senadora Gleisi Hoffmann (PR), a ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-prefeito Fernando Haddad, os ex-presidentes do PT Rui Falcão, Ricardo Berzoini e José Genoino, além de Gilberto Carvalho, Paulo Okamoto e o senador Lindbergh Farias (RJ), entre outros.

O calendário de mobilizações é parte do debate sobre o plano da pré-campanha. A data da convenção nacional, por outro lado, segue indefinida.

Os petistas voltam agora a pesar os prós e contras de adiar a indicação de um candidato à Presidência. O dilema é que, enquanto empurra a decisão para frente, a legenda esteja perdendo espaço na negociação de palanques estaduais com aliados preferenciais, como PSB e o PCdoB, ao mesmo tempo em que vê o avanço de adversários como Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) nas pesquisas. Com informações do Estadão Conteúdo.

Quase 1,9 milhão de trabalhadores ainda não sacaram abono salarial

Quase 1,9 milhão de trabalhadores que têm direito a sacar o abono salarial do PIS/Pasep relativo ao ano de 2016 ainda não o fizeram. Segundo a assessoria da Caixa, faltando apenas cinco dias para o fim do prazo, que termina na próxima sexta-feira (29), o banco ainda tem em seu poder cerca de R$ 989.34 milhões para pagar a 1.829.057 cotistas.

De um total de 22,1 milhões de beneficiários, mais de 20,3 milhões já sacaram o abono salarial, injetando R$ 14.784 bilhões na economia. O valor total destinado ao pagamento do benefício, este ano, é de pouco mais de R$ 15.773 bilhões.

O abono salarial equivale ao valor de, no máximo, um salário mínimo pago aos trabalhadores que estejam cadastrados há, pelo menos, cinco anos no Programa de Integração Social (PIS) e trabalhado, no mínimo, 30 dias com carteira assinada. O valor do benefício é calculado proporcionalmente ao tempo de serviço.

Além de cadastrado no PIS, o beneficiário também precisa ter recebido remuneração mensal média de até dois salários-mínimos durante o ano-base; ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, e ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao Programa de Integração Social (PIS), sacam o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal. Para os funcionários públicos vinculados ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), a referência é o Banco do Brasil.  Com informações da Agência Brasil.

Receita Federal vai fechar 25 agências no país

A partir do dia 6 de julho, 25 agências da Receita Federal serão fechadas no Brasil. Em todo o país, segundo a Receita Federal, há 360 agências. 

O Estado mais afetado será Minas Gerais, com o fechamento de agências em quatro cidades. No Paraná e no Rio Grande do Sul serão três; e, em São Paulo, duas.

De acordo com a portaria publicada nessa segunda-feira (25) no Diário Oficial da União, o motivo do encerramento das atividades é o cancelamento de parte da verba destinada a Secretaria da Receita Federal.

A relação com os nomes dos funcionários que serão desligados e o impacto das demissões no orçamento devem ser anunciados até o dia 4 de julho.

MUNICÍPIO/ESTADO

Jardim MS

São Luiz dos Montes Belos GO

Manacapuru AM

São Gabriel da Cachoeira AM

Sena Madureira AC

São Raimundo Nonato PI

Camocim CE

Penedo AL

Pau dos Ferros RN

Ibotirama BA

Itamaraju BA

Ponte Nova MG

Itaúna MG

Oliveira MG

Cataguazes MG

São Mateus ES

Piraju SP

Jales SP

Videira SC

Loanda PR

Laranjeiras do Sul PR

Iporã PR

Veranópolis RS

Guaíba RS

São Leopoldo RS.

Lula quer mostrar inocência plena, diz advogado

O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin, disse nesta segunda-feira (25) à cúpula do PT que o petista quer demonstrar inocência plena à Justiça.

A mensagem, transmitida em videoconferência à reunião do conselho político do partido, foi interpretada como mais um sinal de que o ex-presidente descarta a ideia de prisão domiciliar.

Segundo petistas, o ex-presidente deseja manter um caráter de provisoriedade à sua prisão. Por isso, prefere permanecer na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, até o julgamento do mérito no STF (Supremo Tribunal Federal).

De Curitiba, Zanin explicou o teor de novo recurso apresentado pela defesa de Lula em busca de sua liberação.

Outro ponto da pauta foi apresentação de peças da pré-campanha do PT, cujo mote é “Lula: o Brasil feliz de novo”.

Além de filmetes e cartazes, o comando do PT também analisou resultado de pesquisas eleitorais.

O conselho incluiu ex-ministros, dirigentes partidários e líderes sindicais. Cerca de vinte pessoas participam da reunião. Com informações da Folhapress.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI) e sua mulher, a deputada federal Iracema Portella (foto abaixo), são donos e moram numa mansão no Lago Sul, em Brasília. Ainda assim, ambos recebem auxílio-moradia. Juntos, os benefícios concedidos aos dois parlamentares alcançam R$ 8,5 mil por mês. Ciro Nogueira recebe R$ 5,5 mil. Já Iracema, pouco mais de R$ 3 mil. 

A deputada federal Iracema Portella (Foto: Divulgação)

Uma empresa deles, a Ciro Nogueira Comércio de Motocicletas Ltda, com sede em Caxias (MA), adquiriu o imóvel por R$ 2 milhões em 2010. Na garagem da mansão do casal, há um vistoso Camaro preto.

Mansão do senador Ciro Nogueira, em Brasília (Foto: Reprodução)

A Câmara e o Senado dizem que os valores repassados aos parlamentares são regulares. Claro é o contribuinte quem paga.

O ex-ministro Ciro Gomes   (Foto:  Diego Padgurschi/Folhapress)

Uma ala do PSB ficou preocupada na semana passada após a reunião do pré-candidato do PDT ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes, com integrantes do centrão – grupo formado por partidos como DEM, PP, PRB e Solidariedade – em Brasília.

Representantes dessa ala querem que o PSB apoie Ciro e até indique seu vice. Um dos nomes ventilados por essa ala é do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso afirmou que “no Brasil criamos um país de delinquentes ricos”. O magistrado foi entrevistado, no Brasil, pela RTP (Rádio e TV de Portugal). No momento da declaração o ministro falava sobre o sistema político do Brasil e a impunidade.

“A mudança na sociedade tem pressionado a mudança no país de uma maneira geral. Portanto há uma mudança de atitude em algumas instituições, na legislação e na jurisprudência”. Assista a íntegra da entrevista do ministro Barroso.

Além de Barroso, a emissora portuguesa conversou com o ministro Marco Aurélio de Melo e com os pré-candidatos ao Planalto Ciro Gomes (PDT) e Rodrigo Maia (DEM). Nas entrevistas foram abordados temas como a reforma da Previdência, a prisão do ex-presidente Lula, a prisão em 2ª Instância e o cenário político brasileiro.

O ministro do Supremo Marco Aurélio também comentou a prisão de Lula. Reafirmou sua posição contrária à prisão em 2ª Instância e acredita que o encarceramento de qualquer pessoa nessa condição é ilegal. Assista a íntegra da entrevista do ministro Marco Aurélio.

Rodrigo Maia é apresentado como um possível candidato do centro-direita. O demista diz que o Estado brasileiro precisa da reforma da Previdência e das contas públicas para ter condições de investir em áreas sociais. Assista a íntegra da entrevista com Rodrigo Maia.

A RTP apresenta Ciro Gomes como possível herdeiro dos votos do ex-presidente Lula (PT), que está preso desde o dia 7 de abril. Mas, o pré-candidato afirma que o momento é de respeito ao PT e, principalmente, a Lula. Disse que é preciso “esperar ali por julho, agosto o que vai acontecer”. Assista a íntegra da entrevista de Ciro Gomes.

Ciro diz se inspirar no atual governo português de Marcelo Rebelo de Sousa. “Portugal parece ser o pioneiro de um desenho em que, apesar de todas as limitações da região do euro e do Banco Central Europeu, consegue inovar e atrair de volta a atenção e o respeito”, afirma.