Esporte

Nessa terça-feira por questão estritamente particular não publicaremos a crônica esportiva do repórter e colaborador Franklin Portugal, que voltará a sua normalidade na próxima semana. Agradecemos a compreensão do leitor.

A Caixa Econômica Federal notificou extrajudicialmente o clube Sport Club Corinthians Paulista para que pague a dívida de quase R$ 536 milhões, relativa ao financiamento da obra da Arena Corinthians, em Itaquera.

O Corinthians tentava negociar as dívidas do financiamento há meses. Em 2013, o banco estatal emprestou R$ 400 milhões para a construção da Arena. Segundo o clube, R$ 158 milhões foram pagos. No entanto, devido a juros e correções, o valor da dívida cresceu.

Por meio da notificação, a Caixa deu um o prazo de três dias para que o Corinthians pague a dívida integralmente ou ofereça um bem em garantia ou, então, faça o depósito de 30% do valor em execução, inclusive de custas e honorários advocatícios, parcelando o pagamento do restante da dívida em até seis parcelas mensais.

O clube pode ainda entrar com recurso na Justiça.

O clube também vinha fazendo um acordo para o pagamento da dívida que tem com a empreiteira Odebrecht, mas não acredita que a execução da Caixa afete no acordo com a construtora.

Em nota, o Corinthians disse ainda que foi “surpreendido” pela notificação extrajudicial.

O time alvinegro informou que foi feita negociação preliminar entre o clube e a Caixa há aproximadamente um ano para adequação do fluxo de receitas com as parcelas mensais, em valores reduzidos, nos meses nos quais um número menor de partidas é realizado na Arena.

O clube paulista também disse que a própria Caixa reconheceu a negociação, tendo encaminhado o assunto para a área interna responsável no banco.

“Como não houve interrupção do diálogo e tudo caminhava para um acordo mutuamente vantajoso, não há como compreender o gesto intempestivo, que sequer foi previamente comunicado à agremiação”, diz na nota.

Por Franklin Portugal*

Não, não fui ao local do feito. E sim, vi o jogo pela Tv. No último domingo, estive na casa do meu colega, o apresentador Remir Freire, do ABTV segunda edição, o jornal noturno da Tv Asa Branca. E do bairro Luiz Gonzaga em Caruaru acompanhei o que é digno de contar pra gerações de torcedores. Alguns podem minimizar o fato do Náutico ainda estar numa Série B, isso em 2020, né? Mas foi a maneira como conseguiu isso diante de uma adversidade daquelas, diante de milhares de vozes alvirrubras cobrando e cobrando e esperando a glória do acesso dentro dos Aflitos. Assim o Náutico deixou a Série C.

No primeiro tempo o que se viu foi um time bem abaixo do que se pode considerar apático. Nada, absolutamente nada funcionava. Entre todos os setores, um branco. A defesa evidenciou mais o problema, e o primeiro gol do Paysandu saiu de um chute de fora da área sem pretensão alguma e contando com alguns desvios se teve o 1 x 0 mais que acidental. O 2 x 0 dos Paraenses foi na categoria do gol de letra de Nicolás Godinho. Até ali o Náutico seguia sem produzir nada que assustasse, e o tempo correndo.

Aí Álvaro diminuiu de cabeça e reacendeu a esperança dos pernambucanos. Depois do primeiro gol, sim, o Náutico conseguiu ligar a voltagem mais agressiva e foi pra cima. E no último segundo, pode-se dizer, conseguiu o pênalti, fez e empatou.

Aí foi pra disputa de pênaltis mesmo que o regulamento previa com o placar igual. E nas penalidades um 5 x 3 que garantiu o retorno do Náutico à Série B, uma divisão melhor, com mais receita, com presença das transmissões de Tv o ano todo, e em todos os jogos.

E imaginar que muitos torcedores após o 2 x 0 do Paysandu já tinham começado a deixar os Aflitos. Também pudera. O que viam em campo jamais projetaria a hipótese de alguma reação como foi o que ocorreu.

E olhe, teve a Batalha dos Aflitos no jogo contra o Grêmio em 26 de novembro de 2005.  Ali o Náutico perdeu por 1 x 0. O que aconteceu domingo passado podemos chamar tranquilamente de Batalha dos Aflitos parte II,  desta vez com final feliz, e todos os parabéns à equipe e aos torcedores.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e compartilha semanalmente com crônica esportivas para o Blog PE Notícias.

“Pernambucano surfa onda grande sim”! Foi o que ratificou Paulo Moura , filho de Dr. Edson e Marcia Moura, de Afogados da Ingazeira, na praia de Itacoatiara em Niterói (RJ) ao vencer com méritos o Itacoatiara Big Wave 2019. Evento especial de ondas grandes aos moldes do Big Wave Tour.

A previsão acertou

Um swell potente de sul entrou no litoral fluminense e as ondas chegaram a três metros e meio, reunindo os maiores big riders sul-americanos como Lucas Chumbo, Pedro Calado, Rodrigo Koxa, apontados como favoritos.

Exposto do Championship Tour usou toda sua experiência para vencer na final Pedro calado, Lucas “Chumbo” Chianca, Felipe “Gordo” Cesarano, Matheus Farias e Rodrigo Coxa, em ordem de classificação.

O mar estava “cabuloso”

Grande, com fortes correntezas e ondas que, na grande maioria fechavam e faziam o “line up” balançar. A decisão foi disputada em esquerdas pesadas e demoradas. Paulo Moura (na onda acima), confirmou sua vitória já nos minutos finais fazendo uma nota 9 em um tubo que não conseguiu sair, mostrando que os juízes valorizaram sua estratégia de “botar para baixo” e ver o que acontece. Postura que os surfistas chamam de “Go For It”.

“Agradeço a Deus e a minha filha que faz aniversário hoje. Ela pediu o troféu de presente. Foi show de surfe, espero que seja o primeiro de muitos, também quero dedicar a vitória a Carlos Burle, pernambucano como eu, que há 26 anos ganhou um evento de ondas grande aqui em Itacoatiara”, disse Paulo.

Timbu lutou muito para empatar o jogo / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

O timing significa algo como “cronometragem”. E foi o timing certo. No ano em que voltou a jogar partidas oficiais nos Aflitos, o Náutico voltou à Série B do Campeonato Brasileiro. Na partida de volta das quartas de final da Terceira Divisão nacional, na noite deste domingo (08), no estádio dos Aflitos, o Timbu venceu o Paysandu nos pênaltis e deixa para trás anos amargos na Série C. Em 2020, a Segundona vem.

Os gols do Papão da Curuzu foram marcados por Vinícius Leite, no primeiro tempo, e Nicolas, na etapa complementar. O Alvirrubro diminuiu com Álvaro. Em um pênalti, nos acréscimos, Jean Carlos garantiu a disputa de penalidades. Com todas as cobranças convertidas, pelo próprio Jean Carlos, Jhonnatan, Willian Simões, Josa e Matheus Carvalho, o Alvirrubro sai a comemorar.

A Série C ainda não acabou. Agora, o Náutico aguarda o vencedor de Juventude e Imperatriz para disputar a semifinal da competição. O último jogo das quartas da final da Terceira divisão acontece na noite desta segunda-feira (09), no estádio Alfredo Jaconi, às 20h.

Rei do Futebol. No Maracanã, Pelé bate o pênalti, o goleiro Andrada pula para o canto certo, mas não consegue evitar o milésimo gol. Na partida, o Santos derrotou o Vasco por 2 a 1 Foto: 19/11/1969 / Agência O Globo

O ex-goleiro argentino Andrada morreu, nesta quarta-feira, aos 80 anos. O ex-jogador ficou mundialmente conhecido por ter sofrido o milésimo gol de Pelé, no Maracanã, 1969. Ainda não há informações sobre a causa da morte.

Andrada passou pelo Vasco e conquistou o Campeonato Carioca de 1970 e do Campeonato Brasileiro de 1974. No Rosário Central, ele ganhou o apelido de “El Gato”. Andrada passou ainda pela seleção argentina durante a Copa América de 1963.

Por Franklin Portugal*

Pode ser que Pernambuco tenha um 2019 com colheita dupla de resultados almejados pelos clubes mais ativos nessa época do ano no Estado: os grandes. Falo de acessos, e por falar disso, já se pode excluir o Santa Cruz do assunto, já que não conseguiu seguir na Série C, para as fases finais e eliminatórias.

Sendo assim, nessa Série, só o Náutico seguiu, aliás, terminou a primeira fase em primeiro do Grupo A. E foi com vantagem de fazer o primeiro jogo das quartas de final fora, pra decidir nos Aflitos. O primeiro embate deu 0 x 0 contra o Paysandu, no Mangueirão em Belém do Pará. 

A segunda e decisiva partida tá marcada para o próximo domingo (08), em Recife. E não é apenas decisiva para marcar quem passa de fase. Não, este já será o jogo do acesso. O Timbú portanto alcançaria o objetivo de voltar a Série B de 2020, independente de não ser campeão da competição. Claro que o adversário deve ser respeitado, mas há um forte indicativo de que a torcida Timbu comemore, baseado digo, pelo momento do clube.

A outra equipe que pode se dar bem no acesso, é o Sport, caso consiga se manter entre os quatro primeiros da Série B, e claro, com vistas à Série A. Ainda faltam 18 rodadas.

Portanto, em termos de colheita de que falei acima, por enquanto, pode ser safra, primeiro mesmo nos Aflitos no próximo domingo, fazendo os torcedores do Náutico rir a toa… Desde que não seja mais uma data naquele Estádio de batalha, “batalha de Aflitos parte 2” ou coisa que o valha!

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.

Por Franklin Portugal*

A Série C do Campeonato Brasileiro teve concluída a primeira fase. Saiu-se dos pontos corridos, e agora vai imperar os confrontos eliminatórios. Pernambuco foi de Náutico e Santa Cruz nessa competição. Ou melhor, era, porque só um passou, ainda sonhando com a volta à Série B em 2020. E esse clube que segue é justamente o Timbú, finalizando a primeira fase em primeiro lugar do grupo A, com 33 pontos.

O Náutico teve em 18 jogos 10 vitórias, 3 empates e 5 derrotas. No resumo dessa pontuação a gente pode dizer que esse foi um time que se encontrou durante a Série C até aqui. Oscilou muito nas primeiras rodadas. Mas, a paciência do técnico Gilmar Dalpozzo se fez valer nesse percurso pra achar o equilíbrio e o rendimento que precisava. Enquanto que a sensação inicial foi o Ferroviário do Ceará logo no começo, o Náutico foi melhorando, tomando posições, e vendo esse adversário perder a química e deslizar pra baixo, tanto que terminou em quinto, e fora do G4. Do jeito que está o Náutico é um favorito a subir.

Já o contrário foi o que houve com o Santa Cruz. Não conseguiu a estabilidade suficiente, terminou a primeira fase em sétimo lugar com 25 pontos, teve muita chance de abrir as portas do G4 e lá ficar. Agora sabe: vai passar mais um  ano na Série C, tentar a duras penas voltar a Série B. Milton Mendes chegou e não conseguiu contar com peças importantes, como o atacante Pipico, o tempo todo, já que este se machucou.

E quis a ironia que o Santa dependesse na última rodada de um resultado contra o Náutico, já que a última foi recheada de clássicos. E recheada de gols também nos Aflitos: um 3 x 1 na vitória do Timbú que doeu mais justamente pela eliminação tricolor! 

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.

Seguindo exemplo de outros clubes do Brasil como o Bahia, Fortaleza, CSA, CRB, Goiás, Juventude, Santa Cruz, Náutico entre outros, o departamento de Marketing do Afogados FC vem anunciar a CORUJA como marca própria do Clube. O nome é uma alusão ao mascote do Tricolor do Sertão.

A logomarca foi desenvolvida pelo Web Designer alagoano, Tom Carvalho, criador da marca Azulão do CSA. Os novos uniformes do tricolor também serão criados pelo Alagoano. A fabricação dos materiais CORUJA ficará por conta da empresa Estilo, também de Alagoas.

O departamento de Marketing do Afogados FC confirmou que na segunda semana de setembro será lançado uma 3ª camisa já com a nova marca. O valor do manto será de 90 reais. 

Por Franklin Portugal*

Hoje falaremos da Série C do Campeonato Brasileiro. Após tantos jogos, tantas idas e vindas na pontuação da tabela, chegaremos finalmente à 18ª rodada no próximo sábado e domingo. No caso do grupo A, com os pernambucanos Santa Cruz e Náutico, toda rodada decisiva será no sábado mesmo, dia 24 de agosto.

E será decisiva de fato. Será nesse penúltimo sabadão do mês que veremos os classificados para a próxima fase da Terceirona, e também os dois rebaixados para a Série D do próximo ano.

Entre Náutico e o Santa, o Timbu tá tranquilo, tarefa cumprida: o técnico Gilmar Dalpozzo fez o time se encontrar e conquistar vitórias importantes, muitas fora de casa. O Náutico tá com 30 pontos e classificado à próxima fase.

Já a situação do Santa é mais delicada. Está na quinta posição, com 25 pontos, mesma pontuação do Confiança de Sergipe, que é o primeiro na porta do G4. E como esta última rodada é de clássicos, o Santa justamente pega o Náutico já classificado.  O Timbu poderia estar tranquilo e relaxado, mas se trata de clássico, e não deve dar moleza aos tricolores.

Ao Santa Cruz basta vencer e torcer pelo tropeço do próprio Confiança. Se a combinação se concretizar, estará com a última vaga no G4 em baixo do braço.  Pra esse jogo importante, o técnico Milton Mendes, se não conta com o artilheiro Pipico, terá Dudu de volta de suspensão. Ele que foi titular em 11 jogos seguidos, e foi escolhido pelo treinador como um dos capitães.

O jogo entre Náutico e Santa será no sábado às 5 da tarde, nos Aflitos. Ou a torcida Timbu fica alegre com mais uma vitória no encerramento dessa fase, ou o Santa subirá o tom pra tentar se classificar na casa do adversário. De uma forma ou de outra, a Série C vai ganhar ares de emoção, gente colada nas arquibancadas, na Tv, na internet, no rádio.

Sem dúvida a rodada mais importante de todas, pois não foram definidos todos os classificados e nem rebaixados antes.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o PE Notícias.

Conselho Deliberativo do Sport vai acionar o Ministério Público contra os ex-presidentes João Humberto Martorelli e Arnaldo Barros / Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Após reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Sport, realizada na noite desta terça-feira (13), ficou decidido que os ex-presidentes João Humberto Martorelli e Arnaldo Barros estão suspensos de suas atribuições estatutárias. A decisão foi tomada em votação unânime, entre os 71 conselheiros que compareceram ao encontro, com base no relatório apresentado pela comissão especial responsável por analisar as contas do clube das duas últimas gestões. Além disso, o CD rubro-negro vai acionar o Ministério Público para investigar as contas do Sport e uma Assembleia Geral será convocada para deliberar que o Sport possa processar os ex-dirigentes por má e temerária gestão, como prevê no estatuto do clube – a ação seria na Justiça Cível para que haja uma eventual indenização à entidade.

“Essa é uma atitude de responsabilização disciplinar administrativa. Isso se dá por conta do estatuto. Os sócios que cometam faltas disciplinares podem receber punições. A falta disciplinar que foi verificada pela comissão e acatada pelo Conselho foi causar dano ao Sport. Essa falta funcional é passível, segundo o estatuto, da pena máxima, que é a exclusão do próprio quadro social. A competência para excluir o sócio é do Conselho. Com a instauração do processo ele (Martorelli e Arnaldo) já ficam suspensos. Vai se encaminhar a representação disciplinar para a comissão de ética, que vai se responsabilizar de notificá-los, oportunizar defesa e o regimento do conselho permite também a constituição de advogado. E aí se marca a sessão para o julgamento”, explicou Ricardo Sá Leitão, vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport.

Os principais pontos destacados pela comissão especial responsável por averiguar as contas do clube foram a redução do patrimônio líquido do clube, que em dezembro de 2015 estava em cerca de R$ 115 milhões e em dezembro de 2018 caiu para R$ 20,4 milhões. Outro ponto abordado na apresentação do relatório para o Conselho Deliberativo foi o crescimento das dívidas tributárias, que segundo a comissão saltou de pouco mais de R$ 2,8 milhões (em dezembro de 2015) para R$ 59 milhões (em dezembro de 2018).

“Tivemos um faturamento de R$ 400 milhões (nas duas últimas gestões), mas não sabemos onde todo esse dinheiro foi parar. Não tivemos acesso ao fluxo de caixa. Pelos números apresentados no balanço, tiveram gastos com despesas, mas não temos como saber o que exatamente aconteceu. Diversas despesas estão no balanço, no passivo do clube, e que não foram pagos… Como fornecedores, impostos e até atletas que adquirimos, como o caso André (o Sport ainda estaria devendo o Sporting, de Portugal). Infelizmente, os números mostram uma queda absurda de patrimônio de aproximadamente R$ 90 milhões”, declarou o conselheiro Fábio Monterazzo, um dos membros da comissão que analisou as contas do Sport.

ACIONAR MINISTÉRIO PÚBLICO

Diante do que foi exposto na reunião, os conselheiros presentes também aprovaram que o Conselho acione o Ministério Público para investigar as contas do Sport nos últimos anos. “Vamos encaminhar as informações, as conclusões do relatórios, a documentação comprobatória, para que o Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal examinem se há, de fato, algum ilícito. O que houve aqui foi à identificação de umas situações anormais e que demandam uma maior identificação. Cabe o Ministério Público verificar com seus poderes investigativos, se há algum indício de que houve algo mais que uma gestão ruim e propor eventuais ações penais”, falou Ricardo Sá Leitão.

Por Franklin Portugal*

Foi realizada durante o fim de semana, e inclusive com jogo de fechamento ontem (12), entre as equipes do Ipojuca 1 x 1 Vera Cruz, na Arena Pernambuco, a terceira rodada da Série A2 do Campeonato Pernambucano.  Sendo interessante ver a situação de dois times em particular, justamente com relação ao primeiro e segundo colocados do momento na tabela da competição. Falemos primeiramente do Porto de Caruaru, Gavião que é líder, com 7 pontos em 3 jogos, 2 vitórias e 1 empate.

O tricolor tá na luta pra voltar à elite do futebol do nosso Estado.  O Porto é sobretudo um clube formador de atletas e trabalha com foco na base, também tem uma das melhores estruturas do nordeste nesse quesito: já revelou jogadores como Josué, Araújo e Rômulo, que atuaram aqui e fora do Brasil. Ficar longe da Primeira Divisão do Estadual é ruim para os negócios, porque uma vez na elite, o Porto fica na vitrine. Os jogadores de talento terão muito mais projeção, serão bem vistos.

Então não se deve negligenciar a importância de estar em evidência – mais jogadores negociados, é mais dinheiro, mais dinheiro representa investimento e crescimento da estrutura do próprio Gavião. Está, como eu disse, na ponta de cima da tabela, e se continuar com o mesmo rendimento, bota a mão em uma das vagas para o Pernambucano em divisão principal no ano que vem.

O segundo colocado é o Decisão de Bonito, também 7 pontos em 3 jogos, 2 vitórias e 1 empate. O representante da cidade das cachoeiras já chegou bem nas fases decisivas da A2 por duas vezes consecutivas, inclusive sendo vice em uma delas, na edição em que só o campeão subia. Em 2019, não:  são duas vagas para subir. Também o Decisão, se manter a pegada, tem tudo para finalmente não terminar a A2 com frustração, e sim com muita festa.

Ainda é cedo pra dizer algo. Pelo menos por agora é esse o apontamento.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.

Por Franklin Portugal*

Nesta terça-feira (06), a gente fala de uma divisão do Campeonato Brasileiro que já foi bem desprezada. Podemos dizer que era enxergada como a sarjeta do futebol. Mas, nos últimos anos, ganhou nova roupagem, sofreu algumas modificações, e recebeu a companhia de clubes de tradição do país: esta sim, é a Série C. E nela há as presenças de dois pernambucanos: Santa Cruz e Náutico.

E a Série C 2019 correu bastante já em seu cronograma. Do fim de abril até estas alturas de agosto já se foram 15 rodadas. A tabela viu muito sobe e desce, gente que figurou no G4, que espirrou pra fora, gente que nem sequer tinha ideia de atolar na zona de rebaixamento, e agora, não sai mais de lá, como ABC e Treze.

E os pernambucanos Náutico e Santa Cruz viveram momentos diferentes. O Santa pisou por bom tempo no G4, que classifica os 4 primeiros do grupo para a próxima fase. Só que agora tá na sétima posição. O Timbu começou com mais erro que acerto. Nas últimas rodadas deu uma senhora ajustada nos setores e hoje ocupa a segunda posição, tá tranquilo no G4 mesmo perdendo de 2×0 na noite desta segunda-feira (05), para a equipe do Globo, lá no Rio Grande do Norte.

Pra quem torce pelo futebol de Pernambuco, a ideia é fazer figa para que os dois se classifiquem, e mantenham chances de voltar à Série B de 2020.

Essa definição poderá ser vista no dia 25 de agosto, a data da última rodada dessa fase. Aí vamos ver quem segue, quem fica no miolo da tabela também permanecendo na Série C e quem da sobrevivência por aparelhos volta para quarta divisão. Momentos de alegria, e de frustração, vêm por aí. 

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.

https://www.lance.com.br/files/article_main/uploads/2019/06/19/5d0af3f5e32d5.jpeg

A Conmebol suspendeu, nesta sexta-feira (02), o astro argentino Lionel Messi de partidas internacionais com a seleção argentina por três meses por causa de declarações polêmicas sobre corrupção na última Copa América, disputada no Brasil.

O órgão sul-americano também multou o jogador do Barcelona em US$ 50 mil (cerca de R$ 194 mil) por seus comentários após a vitória da Argentina diante do Chile, por 2 a 1, na disputa do terceiro lugar da competição continental.

Na oportunidade, após o jogo na Arena Corinthians, Messi não aceitou receber a medalha de bronze e disse que a Copa América estava “armada” para o Brasil, devido aos lances polêmicos ocorridos na semifinal em que a Argentina foi derrotada por 2 a 0 para a seleção brasileira, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os argentinos reclamaram a não marcação de dois pênaltis.

“Não fui à premiação porque nós não temos que ser parte desta corrupção. Nos faltaram com respeito durante toda esta Copa América. Não nos deixaram chegar na final”, afirmou o camisa 10 da Argentina naquela ocasião, no início do mês passado.

Messi e a Associação de Futebol Argentino (AFA) ainda podem recorrer da decisão da Conmebol, que impede o atacante de jogar em quatro amistosos este ano. O jogador, de 32 anos, fica impedido de atuar em setembro, contra o Chile e o México, além de mais outros dois duelos, em outubro, diante de Alemanha e um adversário a ser definido.

Messi já está suspenso do primeiro jogo das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo do Catar por causa da expulsão no jogo contra os chilenos na Copa América. Ele também foi multado em US$ 1,5 mil (cerca de R$ 5,6 mil) quando foi julgado anteriormente pela Conmebol apenas pelo cartão vermelho recebido naquele duelo.

Dani Alves comemora o título do Brasil na Copa América Foto: LUIS ACOSTA / AFP

Sem contrato, o lateral-direito Daniel Alves está tão livre no mercado que ofereceu seus serviços na sua conta de Instagram.

Tido como o jogador mais vitorioso do futebol pelas 40 taças que acumula na carreira profissional até hoje, o baiano de 36 anos postou em sua conta na rede social:

“Busco emprego, onde coloco meu currículo?”.

O contrato do lateral com o paris Saint-Germain acabou durante a Copa América deste ano, que ele conquistou como capitão da seleção brasileira de Tite. Há rumores de que Juventus e Internazionale estudam contratar o jogador, que já triunfou na Juve.

Irreverente, Daniel Alves já havia brincado na semana passada a respeito de entrar em contato com o Flamengo.