Esporte

Por Franklin Portugal*

A hora se aproxima; os ponteiros do relógio já dão o tom de contagem regressiva para a conclusão de mais um Campeonato Pernambucano da Série A. Será na Arena Pernambuco, justamente numa Arena, uma alusão aos gladiadores deste estadual que lutaram bravamente e desbancaram oponentes para estarem numa decisão.

Se voltarmos alguns meses e refletirmos um pouco, quem imaginaria uma final interior x capital? Até poderia ser quando pensamos no Salgueiro, time que costuma já figurar nos momentos importantes do Campeonato, criou o hábito de ser enjoado pra cima dos grandes. Mas sinceramente, não o Central.

Fazendo uma análise do turbilhão de erros de gestão na Patativa de Caruaru nos últimos anos, não dava pra inserir o alvinegro numa empreitada desta. Mas 2018 reservou um momento em que o Central mais teve acertos que erros, e isso fez uma diferença consistente para está onde está.

Se o Náutico tem mais peso de camisa? Claro, mas na prática quem acompanhou esse Pernambucano, tem visto confrontos entre Timbu e Patativa muito iguais, muito nivelados, com partidas estudadas, e isso torna ainda mais emocionante o encontro da Arena Pernambuco marcado para o domingo às 16h. Central, 99 anos, podendo ter o primeiro título estadual de toda sua história. Já faz história a estar pela primeira vez na final.

É aguardar, preparar o espírito e ver quais cores prevalecem: se alvirrubros, se alvinegros… 

*Franklin Portugal (foto), é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo – em Caruaru e colabora com o Blog PE Notícias.

Por Franklin Portugal*

Depois de tantas rodadas, de projeções, estimativas, cálculos, fé, esperança, torcida… um turbilhão de coisas alocadas na tabela do Pernambucano, temos finalmente definida e desenhada a final do Estadual 2018.  Pondo de fora a paixão, e dando todo espaço para razão, se verá justiça nessa final entre Central e Náutico. A decisão do Pernambucano cabe justamente as duas melhores equipes da primeira fase, que terminaram com mesma pontuação, 19 pontos, a diferença que pôs Náutico em primeiro, e Central em segundo foi o de mais gols marcados.

Fazendo um balanço numérico dos dois times, desde o início do campeonato até aqui o Náutico obteve 7 vitórias, 4 empates e uma derrota. A Patativa ficou rigorosamente igual nessa campanha, com o mesmo número de triunfos, placar em igualdade e das vezes que saiu de campo  com o amargo de uma derrota.

Em minha opinião, o Central manteve mais regularidade no campeonato, já o Náutico começou oscilando muito, ganhando mais consistência nas últimas rodadas, e manteve assim o ajuste sempre com reflexo de melhora nas mãos do técnico Roberto Fernandes.

O primeiro jogo da final se aproxima, será no Lacerdão, em Caruaru, neste próximo domingo. Estão reservadas muitas emoções, e o mais importante, que o espetáculo não seja manchado pela violência.

Que reinem futebol e paz juntamente.

*Franklin Portugal (foto) é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo – em Caruaru e colabora com o Blog PE Notícias.

Por Franklin Portugal*

Semana passada escrevi aqui sobre o dia histórico pelo qual passaria o Afogados FC. Pois bem, o dia 18 de março de 2018, ficou registrado para o heroico Afogados FC que esteve às portas da semifinal do campeonato pernambucano. O adversário? Somente o melhor time da primeira fase, e o Náutico esteve jogando em casa, na Arena Pernambuco.

Mas o que chama a atenção desse confronto a meu ver são duas situações: a primeira foi à humildade da equipe do Afogados da Ingazeira em reconhecer de certa forma a superioridade técnica do Timbu. Adotou por isso postura defensiva e tentar o gol por escassos contra ataques. A segunda situação reflete tristeza e indignação porque mostra como o Náutico chegou à vitória magra por 1 x 0: um pênalti arranjado pela arbitragem, pois a proposta de se defender do Afogados tava funcionando.

Não fosse o pênalti marcado erradamente aos 18 do segundo tempo, o 0 x 0 seguiria até o fim. Arlan e Wallace Pernambucano puxavam a camisa um do outro na área, mas Gilberto Castro Jr. preferiu marcar a penalidade que resultou no único gol.

Será pedir demais que a arbitragem funcione nos próximos jogos sem que forçadamente sejam beneficiados somente as “ditas” grandes equipes da capital?

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo – em Caruaru e colabora com o Blog PE Notícias.

http://joaozinhoteles.com.br/wp-content/uploads/2018/02/%C3%A9-hoje-567x330.jpg

Do Dpnet

O Náutico recebe o Afogados FC, neste domingo, às 16h, em uma Arena de Pernambuco que receberá o maior público do clube no ano. A torcida que não cogita a possibilidade de ver uma ruptura da lua de mel com o time, com uma eliminação precoce frente um clube intermediário. Afinal, além de ter se classificado em primeiro lugar na primeira fase do Estadual, o Náutico vem se mostrando competitivo sempre que foi testado sob pressão até aqui.

Além disso, se o Campeonato Pernambucano não traz uma boa cota de premiação, pagando R$ 1 milhão ao Náutico sem bônus extra em caso de título (ao contrário da Copa do Brasil, por exemplo, onde o time já acumula R$ 4,3 milhões de cota), por outro lado tem para os alvirrubros o peso do jejum. Afinal, voltar a conquistar um título após 14 anos é um dos passos da reconstrução a que o clube se propõe em 2018. E o Estadual é o caminho mais curto para isso.

Porém, até lá, é preciso superar ainda mais algumas decisões, com o Afogados sendo a primeira delas. Para isso, mesmo como time desgastado pela partida contra o Cuiabá – e a viagem até o Mato Grosso -, o técnico Roberto Fernandes nem pensa em poupar algum atleta, mandado a campo os melhores jogadores à disposição.
Sendo assim, a única dúvida é com relação à presença do zagueiro Breno Calixto, que deixou o jogo da última quarta-feira com um incômodo muscular, sendo dúvida para o confronto. Caso não reúna condições, Camacho está de sobreaviso.

FORMAÇÃO TÁTICA

Outra interrogação para a partida é com relação à formação da equipe. Isso porque, ao contrário dos dois últimos jogos, Roberto Fernandes deve abrir mão do esquema com três volantes. Com isso, o mais provável é pela saída de Josa para a entrada do meia Júnior Timbó ou mesmo de mais um atacante de velocidade.

Pela primeira fase do Campeonato Pernambucano, o Náutico venceu o Afogados por 2 a 1, também na Arena de Pernambuco. A partida marcou a estreia do atacante Ortigoza, que entrou no decorrer do segundo tempo, marcou um gol e deu assistência para outro. Na ocasião, Roberto Fernandes mandou a campo uma formação alternativa.

FICHA DO JOGO

NÁUTICO

Bruno; Thiago Ennes, Breno Calixto (Camacho), Camutanga e Kevyn; Negretti, Wendel, Júnior Timbó (Medina) e Wallace Pernambucano; Robinho e Ortigoza. Técnico: Roberto Fernandes.

AFOGADOS

Evandrízio; Walter, Algodão, Oséas e Thalison; Madson, Douglas Bomba e Tarcísio; Rosivaldo, Roger e Etinho. Técnico: Pedro Manta.

Estádio: Arena de Pernambuco. Horário: 16h. Árbitro: Gilberto Castro Junior. Assistentes: Ricardo Chianca e Gilberto Freire. Ingressos: Setor Leste Superior: R$ 10; Setor Leste inferior: R$ 40, R$ 20 (estudantes e idosos) e R$ 15 (sócios); Setor Oeste: R$ 50, R$ 25 (estudantes e idosos) e R$ 20 (sócios).

Pensando no jogo decisivo contra o Náutico, neste domingo, válido pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano, a direção do Afogados FC já preparou a logística para o confronto.

O time do técnico Pedro Manta, treinou na tarde desta sexta-feira no estádio Vianão. A viagem para Recife, está programada para a manhã deste sábado. Já na capital pernambucana, o elenco fará um treinamento de apronto no CT do Sport, no período da tarde. 

A delegação tricolor, concentra em um hotel de Recife. O duelo contra o Náutico será às 16h, na Arena Pernambuco.

Ascom

O Afogados da Ingazeira FC terá um patrocínio pontual no jogo contra o Náutico, neste domingo (18), às 16h, na Arena Pernambuco, válido pela quartas de final do Campeonato Pernambucano. 

A grande exposição, por parte da mídia do confronto decisivo contra o time da capital, fez com que a diretoria do clube sertanejo comercializasse um espaço na parte frontal da camisa. 

A TAMBAÚ, Indústria Alimentícia, ocupará a área máster 2, abaixo da logomarca da Prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira. 

O confronto terá transmissão da Rede Globo Nordeste, para TV Aberta e do canal Première, para TV Fechada. Além de transmissão de rádios, e cobertura de jornais e sites.

A direção do clube agradece ao departamento de Marketing da empresa TAMBAÚ, na pessoa do seu proprietário, Hugo Gonçalves, pela parceria firmada e confiança no Afogados da Ingazeira FC.

Após garantir a permanência na primeira divisão do Campeonato Pernambucano na última rodada, o Flamengo de Arcoverde mira todas as suas atenções para o Campeonato Brasileiro da Série D. O primeiro objetivo é renovar a parceria com o Porto de Caruaru utilizada no Estadual.

Segundo o presidente da Fera Sertaneja, Olavo Bandeira (foto), o Gavião sede o centro de treinamento, alojamento, membros da comissão técnica e jogadores. No Pernambucano foram cerca de dez jogadores cedidos.

– Nós não temos recursos financeiros para o segundo semestre. Vamos atrás de parceria para viabilizar nossa participação. Após a conversa vamos definir questão de treinador e elenco. É uma parceria que vem dando certo.

O Flamengo estreia no Brasileiro contra o Murici, no estádio Áureo Bradley. A campanha que quase rebaixou o clube no Estadual deixou uma lição para o presidente Olavo Bandeira.

– É um campeonato muito difícil, a gente sempre planeja. Futebol não é uma ciência exata e às vezes não dar certo. Nós vamos trabalhar ainda mais forte para o Brasileiro, vamos nos organizar.

Por Franklin Portugal*

Em fim, neste 14 de março de 2018 começam as partidas decisivas de uma das edições do Campeonato Pernambucano de maior emoção dos últimos anos. Em meio aos grandes Sport, Náutico e Santa Cruz, figuram os heroicos do interior, como o Afogados FC, Salgueiro, Vitória e o elogiado Central. Sendo as quartas de final: Náutico x Afogados FC, este marcado ainda para o próximo domingo (18), e nesta quarta-feira tem Salgueiro x Vitória, Sport x Santa Cruz e Central x América.

As emoções já foram interessantíssimas na última rodada da primeira fase que justamente definiu como seriam as quartas de final. Partidas em mesmo horário, com gols saindo lá e cá por assim dizer, e a tabela sofrendo modificação o tempo todo. Já esta quarta-feira reserva partida única e eliminatória entre os 6 concorrentes apresentados para a data. Os jogadores prometem dar "sangue" em campo já que a derrota significa adeus ao Estadual 2018. 

Será prudente, pra quem tiver a fim de acompanhar os jogos como torcedor, contratar uma ambulância para a família e mergulhar na magia do Pernambucano. Qualquer descompasso no coração, aja massagem ou desfibrilador pra manter o coração pulsando na euforia destas decisões. Claro, digo isso em tom de zueira, mas uma metáfora do que reserva cada partida.

E a torcida, mais fundamental, e o que é mais urgente, é pela paz, onde quer que seja especialmente na capital com Leão e o Tricolor do Arruda. Vamos dar chance ao esporte, nada de dar brecha a violência que mancha feio o tão bonito… Nosso futebol!

*Franklin Portugal (foto) é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora com o Blog PE Notícias.

http://joaozinhoteles.com.br/wp-content/uploads/2018/02/%C3%A9-hoje-567x330.jpg

Com gols dos artilheiros Wallace Pernambucano e Ortigoza, o Náutico segurou o Belo Jardim fora de casa e terminou a primeira fase na liderança do Pernambucano. Nesta quarta (07), o Timbu ficou no 2×2 contra o Calango, no estádio Mendonção. O resultado, junto com o encerramento da rodada, coloca o clube da Rosa e Silva contra o Afogados FC nas quartas de final do Estadual. Já o Belo Jardim, sem uma vitória sequer em 10 jogos na competição local, foi rebaixado para a Série A2.

Com um gramado irregular e a bola quicando muito, o primeiro tempo no Mendonção foi praticamente todo na base da bola parada. A única jogada perigosa que não foi oriunda de cruzamento nas áreas de Belo Jardim e Náutico foi do Calango, aos 22, quando Kelvis recebeu pela esquerda e chutou cruzado para boa defesa de Bruno. No mais, chuva de lançamentos.

Com quatro minutos, o lance polêmico da partida. Após cruzamento na área, a bola bate nas mãos de Raniel e depois na de Breno Calixto. O árbitro Glaydson Leite marcou pênalti para o Calango. Na cobrança, Bruno até tocou na bola, mas Jader abriu o placar. Oito minutos depois, o Timbu respondeu na mesma moeda: cruzamento de Rogerinho e Ortigoza escorou pro gol. Terceiro gol do paraguaio em quatro jogos pelo clube alvirrubro.

A Penalty, marca especializada em produtos especializados à prática esportiva, desenvolveu a S11 Campo Pró, escolhida a bola oficial do Campeonato Pernambucano. A redonda oficial traz cores em tons de rosa e para as finais, cores douradas, em alusão à taça de campeão.

Certificada pela FIFA, a S11 Campo Pró conta com a tecnologia Precision, técnica inspirada na bola de golfe e que traz à superfície da pelota cavidades produzidas a partir de um laminado especial, reduzindo a resistência ao ar. O resultado é uma bola mais precisa, que flutua menos e mantém a trajetória original.