Esporte

Primeiro jogo, na Ilha do Retiro, terminou empatado / Bobby Fabisak/JC Imagem

A final do Campeonato Pernambuco está em aberto após o empate em 1×1 entre Sport e Salgueiro, neste domingo (07), na Ilha do Retiro, na partida de ida. À volta, no estádio Cornélio de Barros, está marcada para as 16h do dia 18 de junho, daqui a 42 dias. O diretor de futebol salgueirense Carlos José acredita que uma data mais próxima ainda pode ser encontrada.

“A CBF deve resolver esse jogo, acho que não vai ser em 42 dias. Tem que trabalhar para ser esse mês ainda e a Federação Pernambucana é muito competente, com excelentes profissionais dentro e vão encontrar uma data mais próxima. Isso é um absurdo no futebol pernambucano, um descaso e a federação não vai deixar se arrastar por 42 dias. Acho que vai ser antes”, disse o dirigente do Carcará.

Por outro lado, Carlos José comemora ter a partida no Sertão do estado. “Quero que o pessoa do Recife vá 500 quilômetros para lá, que minha torcida vá a campo gritar o nome do Salgueiro. É interessante para o Sertão e tem que valorizar esses jogadores, que são em maioria de Pernambuco”, ressaltou o diretor.

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Em jogo marcado pelos erros no ataque do Sport e pela postura defensiva do Salgueiro, coube ao auxílio da arbitragem de vídeo, inédita no Brasil, trazer a emoção para o primeiro duelo da final do Pernambucano neste domingo, na Ilha do Retiro. Nos minutos finais, o árbitro José Washington marcou pênalti para o Carcará e consultou o recurso da tecnologia, confirmando a penalidade logo em seguida. Jean Carlos bateu e foi o autor do primeiro gol no Brasil com auxílio do vídeo. Foi o que decretou o empate em 1×1 contra o Leão. André marcou para os rubro-negros no primeiro tempo.

Com isso, a taça do Estadual está aberta. O empate não favorece ninguém, enquanto que quem vencer leva no segundo jogo. À volta, contudo, só ocorre daqui a 42 dias, no Cornélio de Barros, em Salgueiro. Enquanto isso, o Sport tem as disputas da Copa Sul-Americana, Série A, Copa do Brasil e Copa do Nordeste no meio do caminho. Já o Salgueiro começará a focar na Série C. Ou seja, daqui para lá, muita coisa pode mudar.

O duelo entre rubro-negros e sertanejos foi marcado por um embate entre ataque e defesa no gramado. Jogando fora de casa, o Carcará optou por ser cauteloso e pouco saiu para agredir o adversário. Fora uma bola no travessão no segundo tempo, o Salgueiro mal ofereceu perigo ao goleiro Magrão. O time do técnico Evandro Guimarães preferiu ficar lá atrás e deu quase que toda a posse de bola para o Sport, que foi ao ataque naturalmente.

A postura defensiva do Salgueiro e a maresia do Sport em alguns momentos deixou a partida sonolenta, para não dizer ruim. O cenário só mudou um pouco nos minutos finais, quando as duas equipes esboçaram maior vontade e até encontraram maiores espaços. Foi aí que entrou o recurso do vídeo em penalidade marcada nos minutos finais. A tecnologia foi consultada e confirmou a marcação de José Washington. Jean Carlos marcou o gol e deu números finais ao confronto.

http://imagens1.ne10.uol.com.br/blogsne10/torcedor/uploads//2017/03/EM-ilha-do-retiro-745x410.jpg

Sport e Salgueiro fazem hoje uma final inédita no Campeonato Pernambucano. Pela primeira vez em 103 anos de história do Estadual (disputado de forma ininterrupta desde 1915), rubro-negros e sertanejos fazem, às 16h, na Ilha do Retiro, o primeiro duelo da decisão. Enquanto o Leão tem 40 títulos e é o maior campeão do Estado, o Carcará busca a primeira conquista para o interior e terá a chance de levantar o troféu diante de seu torcedor na partida de volta, dia 18 de junho, no Cornélio de Barros.

Disputando sua sexta final na década (2011, 2012, 2013, 2014, 2016 e agora 2017), o Sport busca mais um título do Pernambucano, mas sabe que não terá vida fácil ante o Carcará, que foi o líder do Hexagonal do Título com apenas uma derrota e eliminou o Santa Cruz na fase semifinal. Já o Leão tirou o Náutico na fase anterior. Em seu 12º jogo no comando do Leão, o técnico Ney Franco disputará sua primeira final. E quer escrever seu nome na história do clube rubro-negro.

"Com certeza será um jogo muito importante para o Sport. Apesar da distância de um jogo para outro, temos que pensar na partida de domingo (hoje). Precisamos aproveitar as chances para fazer um bom resultado para ficarmos perto da conquista do Pernambucano, que faz parte das pretensões do Sport na temporada", disse Ney, que busca um bom resultado na Ilha para encaminhar o título.

Diferente do trio de ferro da capital, o Salgueiro começou o Campeonato Pernambucano ainda na primeira fase. No Grupo A, com Belo Jardim e Atlético-PE, o Carcará fez a melhor campanha de todos os nove times, somando 16 pontos (cinco vitórias e um empate), mantendo-se invicto no ano até a estreia da Copa do Brasil, quando saiu diante do Sinop, pelo placar mínimo, na metade de fevereiro.

A invencibilidade no Estadual durou até 6ª rodada do Hexagonal do Título, quando perdeu em casa para o Santa Cruz, única derrota nesta fase da competição. O Salgueiro terminou na liderança isolada, somando 23 pontos, com sete vitórias e dois empates.

Na semifinal, saiu perdendo no Arruda, por 1×0. Na volta, virou sobre o Santa Cruz e saiu de campo com 2×0 e a classificação. O técnico Evandro Guimarães, desde o ano passado no clube, pretende manter a equipe usada na campanha. "Temos todos os atletas a disposição. Basicamente, é a mesma equipe. Podemos, porém, alterar uma ou duas posições. Uma final com uma equipe desse nível tem que ter todas atenções, toda a concentração possível para esse jogo, principalmente no setor defensivo. Não podemos descuidar", alertou o técnico sertanejo Evandro Guimarães.

http://s2.glbimg.com/11BP-jAL6snwzjhmqGyO_Ss4-70=/0x0:2000x1331/400x266/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2015/03/31/salgueiro_6_1.jpg

Em mais de 100 anos de competição, nunca a segunda decisiva da competição aconteceu fora do Grande Recife

Se o Salgueiro não vender o mando de campo para a Arena de Pernambuco, como prometeu não vender – e a Federação Pernambucana de Futebol não arranjar um motivo para barrar o jogo no Sertão -, pela primeira vez desde o início do Campeonato Pernambucano, em 1915, o segundo jogo de uma final da competição será disputado no interior do Estado.

Seja contra o Sport ou o Náutico, que decidem a vaga de segundo finalista do Pernambucano 2017, o Carcará tem o direito de disputar o segundo e decisivo confronto no Cornélio de Barros, no Sertão pernambucano, porque acumula a melhor campanha.

Na edição atual do Pernambucano, o Salgueiro só perdeu uma única partida no Sertão, para o Santa Cruz. Ainda como mandante, acumula seis vitórias e dois empates, desde a fase classificatória para o hexagonal do título.

Mas a força do Carcará não é somente em casa. Ele também perdeu uma única partida como visitante, igualmente para o Santa Cruz. Nos outros jogos na casa do rival, venceu sete e empatou um.

http://imagens4.ne10.uol.com.br/ne10/imagem/galeria/2016/08/01/normal/91a4822861df9c99f274b0aa7a70ef48.jpg

Yane Marques fez ontem sua estreia na segunda etapa do Circuito Norte/Nordestes de Hipismo, no Caxangá Golf & Club. A pentatleta formou conjunto com a égua Corlanda Jmem, saltou pela série amador B e conseguiu fazer um circuito sem faltas. A pernambucana volta a entra em ação hoje, com mais um salto. A competição segue até amanhã, quando Yane participa pela terceira e última vez da etapa do NO/NE.

A competidora está satisfeita com sua estreia em uma competição de hipismo. "Foi arretado", comentou a pernambucana. Yane encara um ano mais leve no pentatlo moderno, tanto que vem se dedicando a outros projetos nos bastidores do esporte. No início do ano, ela assumiu o cargo de secretária executiva na prefeitura do Recife, além da vice-presidência na comissão de atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Ontem, a pentatleta não cometeu faltas na série de saltos, mas teve um minuto de penalidade por excesso de tempo. "Conseguimos somar os pontos dos três dias", pontuou, satisfeita. Das cinco modalidades que formam o pentatlo moderno (corrida, tiro, esgrima, natação e hipismo), Yane já revelou que sua preferida é o hipismo. Dessa forma, participar da competição configura mais motivação para ela continuar sua rotina de treinos.

O sorteio 1.923 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 88 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) deste sábado (22), no município de São Fidélis (RJ).

De acordo com a Caixa Econômica Federal, com o valor integral do prêmio, o ganhador poderá comprar sete iates de luxo. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente quase R$ 530 mil em rendimentos.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até às 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

https://www.cob.org.br/Handlers/RecuperaImagem.ashx?codigo=56452

A sertaneja Yane Marques conquistou mais um triunfo que marca sua trajetória como principal pentatleta do Brasil. A pernambucana foi eleita vice-presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e atuará ao lado do judoca Tiago Camilo, atual presidente, durante os quatro anos do ciclo dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Mas as novidades para Yane não param por aí. Hoje (21), ela encara uma experiência esportiva diferente. Faz sua estreia na segunda etapa do Circuito Norte/Nordeste de Hipismo, no Caxangá Golf & Country Club.

"Vou competir nos três dias (de hoje até domingo). E para mim será uma satisfação porque eu sou apaixonada por hipismo. Este vai ser mais um incentivo para eu treinar mais, mudar um pouquinho a rotina", declarou a pentatleta, que no início do ano assumiu o cargo de secretária executiva de esportes na Prefeitura do Recife, além de liderar a comissão de atletas do COB.

Na entidade máxima do esporte no País, Yane terá a missão de ajudar a comunicação entre os competidores e os dirigentes do COB. Em sua primeira entrevista como vice-presidente, ela comentou que vai combater a corrupção envolvendo o âmbito esportivo. "Uma coisa é certa: corrupção não combina com esporte. Que sejam identificadas as corrupções, sanados e resolvidos esses problemas. No final das contas, nós, os atletas, estamos no final da operação. Corrupção nos machuca muito", declarou.

A Comissão de Atletas é formada por 19 representantes, 15 deles foram eleitos em votação direta com os competidores de todo o País. Outros quatro nomes que foram escolhidos pelo próprio COB. O grupo conta com Fabiana Murer (atletismo), Yane Marques (pentatlo moderno), Tiago Camilo (judô), Poliana Okimoto (maratona aquática), Fabiano Peçanha (atletismo), Emerson Duarte (tiro esportivo), Bruno Mendonça (hóquei sobre grama), Hugo Hoyama (tênis de mesa), Iziane Marques (basquete), Isabel Clark (snowboard), Emanuel Rego (vôlei de praia) e Isabel Swan (vela). Arthur Zanetti (ginástica artística), Beatriz Futuro (rúgbi), Duda Amorim (handebol), Fabi Alvim (vôlei), Hortência Marcari (basquete), Marcelo Machado (basquete) e Thiago Pereira (natação).

Yane é a principal representante do pentatlo moderno na América do Sul. Conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, é vice-campeã mundial em 2013 e bronze na edição de 2015. Além disso, é bicampeã pan-americana, com títulos conquistados no Rio-2007 e Toronto-2015.

Sport e Santa Cruz protagonizam uma das semifinais da Copa do Nordeste / Guga Matos/JC Imagem

A tabela detalhada da Copa do Brasil divulgada na noite desta quinta-feira (20) forçou uma mudança nas semifinais da Copa do Nordeste, entre Sport e Santa Cruz. E o que é pior, apenas o primeiro Clássico das Multidões tem data e horário definidos. A volta aparece como 'a definir'. Para o torcedor não se confundir vamos dividir por parágrafos.

O Sport vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo pelas oitavas de final no dia 26 de abril, quarta-feira. O horário previsto é 21h45. O jogo da volta, na Ilha, até agora, está marcado para 31 de maio.

COPA DO NORDESTE

As datas das semifinais entre Sport e Santa estavam marcadas para 26 e 30 de abril. Como, obviamente, o time da Ilha não pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, o primeiro confronto foi 'empurrado' para o dia 29, um sábado, às 18h30. Com isso, o segundo jogo ficou a ver navios. Posteriormente, a Confederação Brasileira de Futebol vai divulgar.

Com essas alterações, o Sport vai entrar em campo três vezes num intervalo de sete dias para disputar três competições diferentes. Neste domingo (23) faz o segundo jogo pela semifinal do Pernambucano com o Náutico. Três dias depois encara o Botafogo e volta para o clássico com o Santa pelo Nordestão.

Outras mudanças ainda podem acontecer caso os comandados de Ney Franco consigam a vaga na final do Estadual. Que, inclusive, sequer tem data prevista para as duas finais.

Reprodução/Rafael Ribeiro/CBF

Com os times dos potes 1 e 2 definidos, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realiza nesta quinta-feira (20), às 12h, o sorteio dos confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil. Pernambuco agora passa a ter dois representantes no torneio nacional, já que o Santa Cruz entra como compensação por ter ficado de fora da Copa Sul-Americana. O Sport, que eliminou o Joinville, é outro representante do Estado. Os grandes do Recife terão adversários de calibre para chegar às quartas.

O regulamento prevê o cruzamento dos potes 1 e 2, logo, e obrigatoriamente, Santa e Sport enfrentam adversários do pote 1. Este é formado pelos times que estão, atualmente, disputando a Taça Libertadores da América. Podendo o Sport enfrentar o Flamengo, após vencer nos tribunais a disputa pelo título de 1987, ou o Santa reencontrar o ídolo Grafite, que agora joga pelo Atlético Paranaense. Confira os times que integram os grupos para o sorteio:

Pote 1

Atlético Mineiro

Atlético Paranaense

Botafogo

Chapecoense

Flamengo

Grêmio

Palmeiras

Santos

Pote 2

Atlético Goianiense

Cruzeiro

Fluminense

Internacional

Paraná

Paysandu

Santa Cruz

Sport

http://www.brasilhipismo.com.br/wp-content/uploads/2012/08/salto600.jpg

A pernambucana Yane Marques vai encarar um desafio diferente no próximo final de semana. Trata-se da 2ª etapa do Circuito Norte/Nordeste de Hipismo, que será realizada no Caxangá Golfe Clube. A pentatleta confessou que a ideia surgiu durante uma reunião sobre a competição na prefeitura do Recife, onde ela exerce o cargo de secretária executiva de esportes. Ela pensou sobre a possibilidade de participar na série amador B e esperar pelos resultados.

Animada com a novidade, Yane explicou a situação. "Surgiu o interesse na reunião. Não estou treinando, mas me mantenho ativa. Estou montando de terça à sexta a mesma égua. Essa é uma ideia diferente para montar um conjunto e tentar saltar direitinho. Eu sou apaixonada por hipismo, então para mim foi fácil", comentou a pentatleta, que no início do ano deu uma pausa no alto rendimento para se dedicar aos bastidores do esporte estadual.

No NO/NE, ela vai saltar os três dias do torneio. "Acabou que eu vou competir nos três dias. Para mim será uma satisfação porque eu adoro o esporte. Vai ser mais um incentivo para eu treinar mais, mudar um pouquinho a rotina", observou. Yane não se desligou do pentatlo moderno. Hoje, ela está participando de uma reunião da comissão de atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Rio de Janeiro. No total, apenas 19 competidores fazem parte do seleto grupo da entidade e representam 16 modalidades.