Esporte

Por Franklin Portugal*

Com três rodadas do Campeonato Pernambucano já completadas é possível ver três equipes do interior com um fôlego que se for mantido pode oferecer ainda mais trabalho para as grandes da capital.

A primeira delas é o Central indiscutivelmente. Três jogos, três vitórias, 9 pontos e a liderança na tabela. É meio que uma continuidade do trabalho bem feito de 2018 em que bateu na trave e foi o vice-campeão.

A segunda equipe, e digo também baseado no que assisti, é o Salgueiro. Time perigoso, bem montado, com saídas de ataque pelas pontas, com laterais, e alternativas, claro, pelo meio. Esquema tático e jogadores aplicados, o Salgueiro ocupa no momento a terceira posição com 6 pontos.

O outro clube é o Flamengo de Arcoverde. E pode me perguntar: por que o Flamengo? Eu respondo: é, mesmo estando na sexta posição com 4 pontos, venceu o Sport dentro da Ilha do Retiro, conseguiu empatar com o Santa Cruz jogando em casa, e quando foi jogar nesta quarta-feira com o Salgueiro dentro do Cornélio de Barros deu trabalho, e como deu! O Carcará saiu de campo com um 4 x 3 altamente suado, porque era o time da casa a se pôr à frente no placar, e o rubro negro de Arcoverde empatar com persistência. Para isso é preciso certa qualidade e consistência, pelo menos para o nível do Campeonato Estadual.

Quanto ao Afogados FC ainda é cedo para falar do que pode aprontar. Claro que a torcida do interior também inclui a equipe. Para que o brilho aqui seja tão forte quanto nas linhas litorâneas desse nosso Pernambuco.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e é colaborador do Blog PE Notícias com crônicas esportivas.

http://imagens2.ne10.uol.com.br/blogsne10/torcedor/uploads/2018/01/AG-santa-cruz.jpg

O Santa Cruz pode se recuperar rapidamente da derrota de sábado para o Bahia pela Copa do Nordeste. Com o calendário apertado, o próximo desafio acontece já hoje contra o Afogados, às 20h30, na Arena de Pernambuco, em partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Pernambucano. O duelo vale a liderança da competição. A Coruja do Sertão tem seis pontos, mesmo quantidade de pontos do atual líder Sport, e ocupa a terceira posição. Logo atrás, o Tricolor do Arruda tem dois a menos.

Vale lembrar que esse será o terceiro jogo da Cobra Coral no palco da Copa do Mundo de 2014, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Além da derrota por 3×1 para o Bahia, o Santa Cruz venceu o América por 3×0 na estreia do Estadual atuando na casa alternativa.

“Não vamos ganhar todos os jogos sempre. Isso pertence ao futebol. A vitória não pode ter impacto maior assim como a derrota. O aspecto emocional é preponderante e sabemos o que fizemos de bom ou errado no jogo contra o Bahia, sem tirar o mérito do adversário”, destacou o técnico Leston Júnior.

Sobre o time, o treinador coral deve manter a base da equipe deste início de temporada. As novidades em relação ao último confronto devem ser o lateral-esquerdo Bruno Ré, sentiu dores na coxa direita, semana passada, diante do Flamengo de Arcoverde, e o atacante Neto Costa, que cumpriu suspensão pela Copa do Nordeste.

“Ainda temos que melhorar em todos os aspectos. Vivenciamos contra o Bahia uma situação que tem se repetido: sair atrás e manter o equilíbrio. Conseguimos recuperar e terminar o primeiro tempo até melhor. Só que na sequência o nível de concentração foi mais baixo. O que é normal essa oscilação. Individualmente, a evolução só vai acontecer quando o coletivo melhorar também”, comentou o comandante tricolor.

SANTA CRUZ

Ricardo Ernesto; Marcos Martins, Vitão, Danny Morais e Bruno Ré; Charles, Lorenzi e Allan Dias; Augusto, Elias e Neto Costa.

Técnico: Leston Júnior.

Esquema: 4-3-3.

AFOGADOS FC

Danilo; Jader, Hugo, Gustavo e Thalison; Douglas, Rodrigo e Madson; Candinho, Elvis e Diego. 

Técnico: Pedro Manta.

Esquema: 4-3-3.

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Horário: 20h30 (do Recife). Árbitro: Diego Fernando.

Assistentes: Ricardo Chianca e Karla Santana. Ingressos: R$ 15 a R$ 40. 

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, disse ao Jornal do Commercio que o presidente do Flamengo e a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB), foram “absolutamente irresponsáveis” sobre a situação do estádio municipal Áureo Bradley durante o jogo entre o time arcoverdense e o Santa Cruz, na semana passada.

O presidente fez a declaração ao responder as críticas do técnico do Santa Cruz, Leston Junior, que criticou a situação dos estádios do interior dizendo até que a vistoria teria sido feito através de fotografia. Ele mandou o técnico cuidar dos jogadores e do vestiários.

https://4.bp.blogspot.com/-KORjWOgJbyU/XEvXxgOD4cI/AAAAAAAAXZY/b50Zu4lsdyA03ZloBw-gJtBCVqAkOtDWQCLcBGAs/s320/fla%2Bfpf.png

Já sobre Arcoverde, Evandro Carvalho afirmou que “também houve irresponsabilidade por parte dos representantes de Arcoverde: Prefeitura e clube”.

“Demos um voto de confiança e fizemos uma vistoria de 60 dias. Eles prometeram trocar o gramado, fazer a recuperação. Infelizmente quebraram a nossa confiança e eu já disse a eles que se eles pensarem em fazer futebol profissional no ano que vem lá, só com um gramado inteiramente bom. Senão o campo deles será excluído”, afirmou Evandro Carvalho.

Na matéria ele cita o caso de outros estádios do interior dizendo que “Petrolina e Caruaru fizeram o gramado e está bom. Afogados da Ingazeira tem o melhor gramado do interior. Paulista fez e o gramado está bom. Os prefeitos de Petrolina, Afogados, Paulista e todos os outros cumpriram. Infelizmente, Olavo e Madalena não cumpriram”.

Por Franklin Portugal*

Este início do Pernambucano da Série A1 de 2019 com alguns resultados já definidos surpreende e coloca ingredientes interessantes à disputa. Surpreendem, sim, como Central 2 x 1 Náutico,  Sport 2 x 3 Flamengo de Arcoverde, e em plena Ilha do Retiro, um resultado marcante para a história do interior. Ainda Flamengo de Arcoverde 1 x 1 Santa Cruz pela segunda rodada. Só que ao mesmo tempo que são resultados fora do previsto, pelo peso dos grandes clubes da Capital, se tornam dentro da expectativa sob uma certa ótica, pelo que tem mostrado Sport, Náutico e Santa quando se fala em planejamento, gestão e montagem das equipes nos últimos anos.

Náutico e Santa na Série C do Campeonato Brasileiro, o Sport na Série B, rebaixado, são o resultado da incapacidade das diretorias de saber gerir os recursos que recebem e verbas de televisão e patrocínios. Tá certo que o volume de dinheiro recebido pelo Sport é muito maior, o que torna a situação do Leão ainda mais exposta, mas para Náutico e Santa mesmo assim é possível montar elencos de qualidade.

Agora, o outro lado dessa moeda: as equipes do interior podem brilhar mais. E não pelos adversários serem apenas “fracos” em certos aspectos. Não. Casos como Central Salgueiro e Afogados FC mostram que bons elencos, planos de jogo, esquemas táticos podem gerar bons jogos, empolgar o torcedor e ser um diferencial nesse Estadual.

Assim como o Salgueiro já foi finalista, mas não levou, assim como o Central chegou à decisão ano passado e não levou – ambas situações por influência direta da arbitragem, em 2019 será que se pode pensar em interior com taça?

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora com crônicas esportivas para o PE Notícias.

A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) determinou nesta segunda-feira que o jogo entre Flamengo e Santa Cruz que será disputado às 21h30 desta quarta-feira (23), no estádio Áureo Bradley, seja de portões fechados.

O comunicado de Informações de Modificação de Tabela do Campeonato Pernambucano A1, que foi assinado por Murilo Falcão, Diretor de Competições da FPF, diz que o motivo da modificação é a ausência de laudos do estádio Áureo Bradley, em Arcoverde, conforme o Art. 23 da lei 12.299 do Estatuto do Torcedor, e o jogo será com a ausência de público.

A modificação já foi oficiada ao Flamengo de Arcoverde, ao Santa Cruz, como também a emissora de TV Globo/Première e a outros meios envolvidos diretamente na partida.

Depois de ter chegado as quartas de finais na edição passada, o Afogados FC venceu o Petrolina por 1×0, no Estádio Vianão na tarde deste domingo (20). O confronto marcou o reencontro do treinador Pedro Manta, hoje no time de Afogados, com o Petrolina. O técnico esteve à frente do comando da Fera Sertaneja na temporada passada, durante a campanha do acesso à Série A1 do Campeonato Pernambucano.

O único gol da partida foi marcado aos 21 minutos do primeiro tempo, depois de boa jogada do camisa 10 Candinho, que cruzou e o atacante Diego Ceará completou para o gol. Na próxima rodada, quinta-feira, às 20h, o Afogados enfrenta o América, no Ademir Cunha.

Com os mesmos três pontos de Santa Cruz e Central, a Coruja do Sertão está na vice-liderança do Pernambucano da Série A. Quem lidera pelo critério de saldo de gols é o Salgueiro depois da goleada por 6×1 em cima do Vitória.

https://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/home-portal/normal/34f10841a5987ee5b1d4f842c7b5a133.jpg

O Sport iniciou o Campeonato Pernambucano com uma derrota na Ilha do Retiro na tarde deste sábado (19). Em uma reedição da primeira rodada do Estadual do ano passado, o Leão recebeu o Flamengo de Arcoverde, mas perdeu por 3×2 para o time comandado por Nilson. Estreia amarga para a equipe de Milton Cruz no primeiro jogo oficial do ano. 

Nos minutos iniciais, O Flamengo de Arcoverde foi atrevido. Diguinho finalizou duas vezes, além de Thiago Bagagem e Adenilson. A primeira chegada do Sport só aconteceu aos 14 minutos, quando Hernane chutou em direção ao gol, mas Alenilson estava no meio do caminho para fazer o bloqueio.

O Sport começou a buscar novas oportunidades, e Pedro Maranhão deu volume ao sistema ofensivo em duas ocasiões. Na primeira, ele bateu rasteiro e fraco em frente ao goleiro oponente, que fez a defesa com tranquilidade. A segunda, ele chegou com mais perigo após receber um bom passe. Ao chutar, a bola bateu em Adenilson, e no rebote, a chance foi interrompida novamente por Sérgio que defendeu com mais trabalho.

Luto na ginástica brasileira. A ginasta Jackelyne Silva morreu aos 17 anos, de causas ainda não divulgadas. Atleta de ginástica artística do clube paulista Pinheiros, ela teve um problema de saúde enquanto estava de férias. Jackelyne teria passado mal, sido levada a um pronto socorro, onde um quadro de meningite não teria sido detectado pela equipe médica. A ginasta faleceu na última quarta-feira (16).

Ela morava com os pais e cinco irmãos em São Paulo. O pai trabalha em um estacionamento e a mãe é dona de casa. Jackelyne parou de treinar no final de 2018 para ajudar nos cuidados da mãe, que precisou passar por uma cirurgia, mas pensava em retornar ao esporte neste ano.

Jackelyne chegou a defender a Seleção brasileira nas categorias de base. Ela entrou na categoria adulta em 2017 e ainda não havia chegado ao time principal da equipe nacional. O anúncio da morte foi feito pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), que lamentou o ocorrido. “Recebemos com tristeza a notícia do falecimento da atleta de Ginástica Artística do clube do Pinheiros, Jackelyne da Silva. Nos solidarizamos com os familiares, amigos e técnicos. Ficam, agora, as boas recordações da ginasta fazendo o que mais amava”.

A Federação Paulista de Ginástica (FBG) também se manifestou sobre a morte da atleta. “A Federação Paulista de Ginástica quer expressar aos familiares e amigos e a toda comunidade da ginástica os seus sentimentos pela morte da ginasta Jackelyne da Silva, aos 17 anos. Ela era ginasta do Pinheiros e participava de competições da FPG. O céu ganhou uma estrela brilhante”.

O Pinheiros, clube que Jackelyne defendia, divulgou nota de pesar e se comprometeu a arcar com as despesas do enterro. “Com imensa tristeza, o Esporte Clube Pinheiros recebeu a notícia do falecimento da ginasta Jackelyne Soares Gomes da Silva, ontem, 16 de janeiro. Jack, como era conhecida, fazia parte da equipe pinheirense desde 2010. Seu jeito brincalhão e sua alegria contagiavam todos que convivam com a atleta, dentro e fora dos treinamentos. Em quase 9 anos de convivência, ela fez parte de bons momentos da nossa equipe de Ginástica e o Clube acompanhou seu crescimento, como atleta e como pessoa. Solidário à dor de familiares e amigos, o Pinheiros está acompanhando e prestando todo o suporte possível nesse momento de despedida”. Com informações do OP9.

Por Franklin Portugal*

Mais uma vez a partir deste próximo fim de semana, teremos a sorte lançada – que se diga também, competência em campo, para mais uma edição de Campeonato Pernambucano.

Disputa para dez clubes do Estado – do interior à capital. Serão os pequenos e bravos diante dos tradicionalmente de peso, casos de Náutico, Sport e Santa Cruz. E o que se espera da edição 2019? Espera-se que fiquem de fora o amadorismo por parte das equipes e, sobretudo o bom senso e as boas atitudes dos donos do apito.

Não é de hoje que times do interior conseguem a duro esforço carimbar passagem para as etapas decisivas e até mesmo fazer frente aos grandes do Recife em finais de Estaduais. Temos o caso de 2017 em que o Salgueiro foi prejudicado na final contra o Sport, mesmo a partida contando com árbitro de vídeo, vejam só. Ano passado foi à vez de o Central decidir o Estadual diante do Náutico. Com um gol mal anulado, por parte da equipe Patativa, e uma expulsão que deixou de ser feita de um dos jogadores do Timbu, o alvirrubro levou a taça vencendo por 2 x 1.

Sempre há muitos percalços, mãozinhas que devem estar dispensadas do gramado. Um futebol forte não se faz assim. O Estado de São Paulo está aí pra mostrar que os clubes do interior podem chegar e garantir títulos na primeira divisão sem qualquer problema ou constrangimento.

Esperamos, em fim, que 2019 seja um ano inédito, de pura justiça com a bola, independente quem a esteja tratando bem.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora com crônicas ao Blog PE Notícias.

Caixa Econômica vai deixar o absurdo patrocínios de times de futebol. Quase R$ 200 milhões foram gastos em 2018

A obsessão de Paulo Guedes por cortar gastos do governo ganhou novo alvo durante a posse do novo presidente da Caixa: “às vezes é possível fazer coisas cem vezes melhor com menos recursos do que gastar com publicidade em times de futebol”, disse o ministro da Economia.

No ano passado, o banco estatal patrocinava mais de 20 times do país. Ao Flamengo, por exemplo, a Caixa pagava R$ 25 milhões anuais para estampar sua marca no uniforme rubro-negro. O time já vai estrear nesta quinta-feira na Florida Cup, nos EUA, sem a logo do banco na camisa.

Torcedores de Atlético Mineiro, Cruzeiro, Botafogo e Santos também devem ver seus times perderem o patrocínio. O episódio mostra a disposição de Guedes de tomar medidas impopulares para enxugar os investimentos do governo federal. 

Nesta quarta-feira, a coluna de Ancelmo Gois mostrou que nem sempre a decisão da Caixa de patrocinar times de futebol foi puramente técnica. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por exemplo, articulou para que o Botafogo fosse um dos times a exibir a marca do banco no uniforme. Com informações de O Globo.

Mega acumula e prêmio pode chegar a R$ 8 milhões no próximo sorteio

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.112 da Mega-Sena. O concurso aconteceu neste sábado (05), em Caibi (SC), O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 9, é de R$ 8 milhões.

Confira o rateio oficial:

Os números sorteados foram: 17 – 39 – 43 – 46 – 52 e 53

Sena – 6 números acertados – Não houve acertador

Quina – 5 números acertados – 34 apostas ganhadoras, R$ 48.935,85

Quadra – 4 números acertados – 2547 apostas ganhadoras, R$ 933,20

QUINA

O concurso 4868 da Quina acumulou e deve pagar R$ 1,3 milhão em seu próximo sorteio. As dezenas sorteadas neste sábado foram: 04, 09, 50, 62 e 72. Veja o rateio:

Quina – 5 números acertados – Não houve acertador

Quadra – 4 números acertados – 35 apostas ganhadoras, R$ 10.022,28

Terno – 3 números acertados – 3567 apostas ganhadoras, R$ 147,88

Duque – 2 números acertados – 108405 apostas ganhadoras, R$ 2,67

TIMEMANIA

Também não houve ganhador no concurso 1277 da Timemania. Os números sorteados foram: 20, 29, 31, 42, 47, 48 e 67. O “time do coração” foi o América/MG.

O próximo sorteio, dia 8, vai pagar o prêmio de R$ 8,5 milhões.

Confira o rateio:

7 números acertados – Não houve acertador

6 números acertados – 2 apostas ganhadoras, R$ 74.906,51

5 números acertados – 182 apostas ganhadoras, R$ 1.175,92

4 números acertados – 3982 apostas ganhadoras, R$ 6,00

3 números acertados – 41842 apostas ganhadoras, R$ 2,00

Time do Coração – América/MG – 14987 apostas ganhadoras, R$ 5,00

DUPLA

Os dois sorteios do concurso 1885 da Dupla-Sena não teve uma aposta ganhadora. No próximo concurso, dia 8, o prêmio vai ser de R$ 7,8 milhões. Veja as dezenas sorteadas e o rateio:

1º sorteio – 08, 12, 19, 31, 32 e 50.

Sena – 6 números acertados – Não houve ganhadores

Quina – 5 números acertados – 34 apostas ganhadoras R$ 3.897,78

Quadra – 4 números acertados – 1852 apostas ganhadoras R$ 81,78

Terno – 3 números acertados – 35517 apostas ganhadoras R$ 2,13

2º sorteio – 07, 21, 22, 32, 35 e 38.

Sena – 6 números acertados – Não houve ganhadores

Quina – 5 números acertados – 46 apostas ganhadoras R$ 2.592,87

Quadra – 4 números acertados – 1798 apostas ganhadoras R$ 84,23

Terno – 3 números acertados – 33408 apostas ganhadoras R$ 2,26

FEDERAL

A Caixa sorteou ainda os bilhetes do concurso 05351 da Loteria Federal. Veja os principais prêmios:

Destino – Bilhete – Valor do Prêmio (R$)

1º – 28443 – 700.000,00

2º – 26528 – 30.000,00

3º – 38551 – 26.000,00

4º – 68426 – 22.600,00

5º – 60183 – 20.758,00

Com informações da Folhapress.

Após as festividades de final de ano, os jogadores do Flamengo de Arcoverde voltaram ao trabalho nesta quarta-feira (02), como revela o cronista esportivo Gilson Martins. Com toda a comissão técnica em campo, os jogadores retomaram os treinos visando a abertura do Campeonato Pernambuco da Série A.

A Fera Sertaneja continua os trabalhos e no próximo dia 12 tem uma partida amistosa diante do ASA, no estádio Coroacy da Mata Fonseca na cidade de Arapiraca (AL). Recentemente chegaram jogadores como o zagueiro Alaf  e o maia atacante Rogerinho, ambos já começaram a treinar no rubro-negro arcoverdense. Com informações do Folha das Cidade e foto de Gilson Martins.

Em fase de preparação para o Campeonato Pernambucano, a diretoria do Afogados FC confirmou o primeiro amistoso do clube antes da estreia na competição. O confronto será contra o Sousa (PB), que também se prepara para disputa do Campeonato Paraibano.

O duelo será no próximo domingo (06), às 17 horas no estádio Antônio Mariz, “O Marizão”, em Sousa, no Sertão paraibano.

Patrocinador alagoano

O departamento de Marketing do Afogados FC confirmou o acerto com o novo fornecedor de material esportivo para esta temporada. A nova marca que irá vestir o Afogados será a empresa Alagoana Estilo Sports.

A Estilo já confeccionou os uniformes para clubes como o CEO, Sete de Setembro, e Santa Rita, todos de Alagoas, e recentemente forneceu material para o Petrolina, na série A2 do Campeonato Pernambucano.

O contrato com a Aktion Sports, antigo fornecedor, se encerrou no dia 31 de dezembro e a diretoria do clube agradece os excelentes serviços prestados pela empresa paulista. 

https://1.bp.blogspot.com/-YA9Qg6_Ggmo/W1IG4uQc4uI/AAAAAAAAJRo/Va83kLGAucoMes040pmTwzVR1Ujsn25KwCLcBGAs/s1600/mega-da-virada-2018.png

Os números da Mega da Virada foram sorteados na noite desta segunda-feira (31), em São Paulo. O valor do prêmio foi de R$ 302,5 milhões.

As dezenas sorteadas foram: 05 – 10 – 12 – 18 – 25 – 33.

Segundo a Caixa, 52 apostas dividirão o prêmio. Assim, cada aposta ganhadora levará R$ 5.818.007,36.

Quina – 7.688 apostas ganhadoras que vão receber R$ 6.644,73

Quadra – 303.857 apostas ganhadoras que vão receber R$ 240,17

Veja as cidades onde teve apostas que foram sorteadas com as seis dezenas da Mega da Virada:

RIO BRANCO – AC
1 aposta ganhou o prêmio principal

MANAUS – AM
1 aposta ganhou o prêmio principal

EUCLIDES DA CUNHA – BA
3 apostas ganharam o prêmio principal

FEIRA DE SANTANA – BA
1 aposta ganhou o prêmio principal

MATA DE SÃO JOÃO – BA
1 aposta ganhou o prêmio principal

SALVADOR – BA
1 aposta ganhou o prêmio principal

VALENÇA – BA
1 aposta ganhou o prêmio principal

VÁRZEA ALEGRE – CE
1 aposta ganhou o prêmio principal

BRASÍLIA – DF
1 aposta ganhou o prêmio principal

BELA VISTA DE GOIÁS – GO
1 aposta ganhou o prêmio principal

JATAÍ – GO
1 aposta ganhou o prêmio principal

PEDREIRAS – MA
1 aposta ganhou o prêmio principal

SÃO LUIS – MA
1 aposta ganhou o prêmio principal

ALFENAS – MG
1 aposta ganhou o prêmio principal

BELO HORIZONTE – MG
2 apostas ganharam o prêmio principal

DIVINÓPOLIS – MG
1 aposta ganhou o prêmio principal

MARTINHO CAMPOS – MG
1 aposta ganhou o prêmio principal

SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO – MG
1 aposta ganhou o prêmio principal

CORUMBÁ – MS
1 aposta ganhou o prêmio principal

COSTA RICA – MS
1 aposta ganhou o prêmio principal

COXIM – MS
1 aposta ganhou o prêmio principal

ALMEIRIM – PA
1 aposta ganhou o prêmio principal

ITAITUBA – PA
1 aposta ganhou o prêmio principal

JOÃO PESSOA – PB
1 aposta ganhou o prêmio principal

LAGOA DO ITAENGA – PE
1 aposta ganhou o prêmio principal

CAMPO MOURÃO – PR
1 aposta ganhou o prêmio principal

Curitiba – PR
1 aposta ganhou o prêmio principal

Angra dos Reis – RJ
1 aposta ganhou o prêmio principal

BARRA DO PIRAÍ – RJ
1 aposta ganhou o prêmio principal

NOVA IGUAÇU – RJ
1 aposta ganhou o prêmio principal

RIO DE JANEIRO – RJ
4 apostas ganharam o prêmio principal

SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA – RJ
1 aposta ganhou o prêmio principal

BLUMENAU – SC
1 aposta ganhou o prêmio principal

ADAMANTINA – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

GUARUJÁ – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

PEDREIRA – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

PRAIA GRANDE – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

Ribeirão Preto – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

SÃO BERNARDO DO CAMPO – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

SÃO PAULO – SP
3 apostas ganharam o prêmio principal

VOTORANTIM – SP
1 aposta ganhou o prêmio principal

Canal Eletrônico
3 apostas ganharam o prêmio principal  

https://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/home-portal/normal/a6c58686d46011e548a67c36b527268d.jpg

A 94ª edição da São Silvestre foi novamente dominada pelos estrangeiros. Assim como nos últimos anos, os africanos se destacaram na corrida ao puxar o pelotão desde o início e ganhar a prova. Entre as mulheres, a queniana Sandrafelis Tuei garantiu a vitória depois de assumir a liderança nos 800m finais do percurso. Já no masculino, quem ganhou foi o etíope Belay Bezabh.

BRASILEIROS

Os brasileiros novamente não conseguiram fazer frente aos estrangeiros. Sem vencer no masculino desde 2010 e no feminino desde 2006, o País repetiu o resultado do ano passado ao não colocar representantes entre os cinco primeiros colocados. A melhor brasileira foi Jenifer Nascimento, oitavo lugar, e no masculino, o destaque foi Giovani dos Santos, também oitavo colocado.

A elite masculina largou às 9h07 com um pelotão na liderança nos quilômetros finais. Um grupo de 15 corredores permaneceu reunido até o primeiro terço da prova. Maxwell Rotich, de Uganda, é quem puxava a fila, dominada por africanos do Quênia e da Etiópia. O brasileiro Giovani dos Santos era o único representante nacional que fez frente aos estrangeiros nesse inicio de corrida.

Aos poucos, o pelotão de líderes que era de 15 corredores, acabou por diminuir. Na metade final dos 15 km, o grupo ficou restrito a seis competidores e restaram somente dois nos quilômetros finais, a subida da Avenida Brigadeiro Luís Antonio. O bicampeão Dawit Admasu, etíope naturalizado barenita, e Belay Bezabh, também da Etiópia, disputaram a prova até o final.

Favorito, Admasu não conseguiu manter o ritmo forte e deixou escapar o tricampeonato. Bezabh conseguiu acelerar na reta final, após passar quilômetros lado a lado com o concorrente, e cruzou a linha da chegada com o tempo de 45min5s. Admasu foi o segundo e o terceiro posto ficou com o Amdework Tadese, também da Etiópia.

FEMININO

A prova feminina teve um desfecho emocionante. A queniana Pauline Kamulu disparou desde os primeiros metros e só foi perder a posição no quilômetro final. A atleta, que completou 24 anos neste domingo, dominou a corrida durante a maior parte, inclusive com uma grande vantagem, porém sentiu o ritmo forte durante a subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, quando perdeu lugar para a compatriota Sandrafelis Tuei, de 20 anos.

Sandrafelis passou a adversária no fim, a cerca de 900 metros da linha de chegada, e impôs um ritmo forte para sustentar a vitória. O tempo da vencedora foi de 50min2s. A terceira posição ficou com a etíope Mestawut Truneh. O resultado fez o Quênia ampliar a liderança no ranking de vitórias na edição feminina. Já são 13 triunfos, ante cinco do Brasil. A melhor brasileira foi Jenifer Nascimento, na oitava posição.