Interior

https://2.bp.blogspot.com/-K8_IvNhu9xE/WwP-rOEqBqI/AAAAAAAASy0/xZqOHY2hh-wbXAT7uXMgqRVQ7yRcsOAkQCLcBGAs/s640/FUNDEF.jpg

A Prefeitura de Arcoverde já tem depositado em seu favor a quantia de R$ R$ 10.822.951,48 (dez milhões, oitocentos e vinte e dois mil, novecentos e cinquenta e um reais e quarenta e oito centavos). Esses recursos são aquele referente aos precatórios do Fundef, uma compensação do Governo Federal devido ao repasse a menor feito em anos anteriores.

Segundo o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, os referidos valores estão bloqueados em conta judicial à disposição do Juízo da 28ª Vara Federal, em Arcoverde, a quem caberá decidir acerca de sua destinação.

Por outro lado, diante da intenção do Governo Municipal, comandado pela socialista Madalena Britto (PSB) de querer aplicar os recursos iniciais dos precatórios do Fundef em obras, os professores através de suas representações já entraram na justiça para garantir que, assim como manda a lei do Fundef, 60% dos recursos sejam redistribuídos com os docentes, ou seja, R$ 6.493.770,88. Não é esse o desejo da Prefeitura.

Os recursos deverão ficar em conta específica e sua aplicação deverá ser precedida de projeto de dotação orçamentária a ser enviado à Câmara de Vereadores detalhando como cada centavo será aplicado. 

“Pelo presente, em resposta ao questionamento formulado, informo a Vossa Senhoria que foi depositado em favor do município de Arcoverde o montante de R$ 10.822.951,48. Esclareço, por oportuno, que os referidos valores estão bloqueados em conta judicial à disposição do Juízo da 28ª Vara Federal, a quem caberá decidir acerca de sua destinação. TRF 5ª Região”.

Segundo informações da categoria, na próxima semana a prefeita tem agendado uma reunião com o sindicato do município para tratar da aplicação dos R$ 10 milhões do Fundef. É hora dos professores cobrarem do seu sindicato que os 60% sejam repassadas a todos eles e não tomem outro destino, principalmente em ano eleitoral.  

https://3.bp.blogspot.com/-XN_ZTYPGdkE/VWvCkqE5qmI/AAAAAAAA9do/abT6jqlVa6E/s1600/IMG_0127.JPG

O aniversário de Tabira combina com a Trilha da Tradição. Enquanto a cidade vai festejar 69 anos de Emancipação Política, a Trilha da Tradição viverá sua 12ª edição. Em reunião dos organizadores com MPPE/PMPE/Prefeitura/Guarda Municipal algumas alterações foram definidas para o evento/2018.

A principal mudança foi o local da concentração e saída da Trilha. Antes era do pátio do mercado público no centro da cidade, onde a circulação de participantes com suas motos barulhentas pelas ruas, geravam muitas reclamações.

Este ano a saída será da localidade de Pocinhos, fora da cidade. Os organizadores não gostaram muito da mudança, mas acreditam numa grande participação este ano. As informações foram repassadas ao PE Notícias pelo comunicador Anchieta Santos, das rádios Pajeú AM e Cidade FM, de Tabira.

Gestores, professores e alunos da Escola Estadual Padre Luiz Cassiano, no Loteamento Recife, zona norte de Petrolina, colocaram a mão na massa, no último sábado, em prol da cidadania. Eles participaram de um mutirão de limpeza recolhendo lixo, capinando o mato e separando materiais recicláveis.  A iniciativa, que mobilizou cerca de 60 voluntários do bairro, partiu dos próprios estudantes.

O mutirão foi organizado pelo jovens Pedro Henrique Costa, Davi Ferreira e Letycia Monielly, e recebeu o apoio do Programa Escola Verde (PEV) – um movimento iniciado na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), que sensibiliza, conscientiza e educa estudantes, professores e a população em todo o país sobre o descarte correto de lixo, preservação ambiental e uso racional dos recursos naturais.

“Conversando entre a gente, resolvemos fazer alguma coisa pela escola, que estava muito suja, com lixo e mato por todos os lados. Levamos o projeto à diretoria e pedimos ajuda ao PEV para nos orientar sobre a mobilização”, disse Pedro Henrique Costa. “Daí dividimos as ações em três etapas, fizemos uma palestra no dia 4 para mostrar a todos da escola nossa ideia, falando sobre os problemas, causas e soluções. Agora, fizemos este mutirão solidário e, em breve, iremos decorar os espaços com mudas típicas da região e criar praças ecológicas”, completou.

Até agora, o projeto já mobilizou mais de 300 alunos, entre as palestras e o mutirão. O Colégio Padre Luiz Cassiano funciona em três turnos, com 480 estudantes dos ensinos Fundamental, Médio, e EJA (Educação de Jovens e Adultos).  De acordo com Pedro, também foi enviado um ofício à Prefeitura de Petrolina solicitando apoio para a poda das árvores. “Eles [prefeitura] confirmaram que iriam podar as plantas antes do mutirão, mas depois me disseram que o documento chegou muito atrasado, ficando inviável o trabalho porque estão com muitas atividades acumuladas”, conta. Os três adolescentes enviaram o ofício no dia 30 de abril. Após o mutirão, os alunos da escola foram orientados a manterem suas respectivas salas de aula limpas, além de participarem das ações socioambientais que serão promovidas pelo PEV até o final do ano. As informações são do blog de Carlos Britto.

http://2.bp.blogspot.com/-RUOOpwd7aHA/UXWBn_Tne_I/AAAAAAAABH4/Z1WU5yZPgg4/s1600/petrolina.jpg

Após constatarem que o município de Petrolina está efetuando licenciamento ambiental com base em leis que contrariam o Código Florestal, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o polo Petrolina/Juazeiro da Procuradoria da República em Pernambuco (PRPE/MPF) expediram recomendação conjunta orientando o prefeito Miguel Coelho e o diretor da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Pedro Neto, a não concederem nenhum tipo de licença autorizando a intervenção, construção ou supressão de vegetação dentro da área de preservação permanente às margens do Rio São Francisco.

O Ministério Público também recomendou aos gestores que intensifiquem a fiscalização a fim de evitar novas construções e intervenções clandestinas na área de preservação, que segundo o Código Florestal compreende uma faixa de 500 metros contados a partir da borda do rio. Por fim, os órgãos orientaram o município a desenvolver ações para conscientizar a população sobre a importância da preservação das áreas de preservação permanente. A Prefeitura de Petrolina tem um prazo de 30 dias para informar às medidas que foram adotadas para cumprir a recomendação ou, em caso negativo, as justificativas para o não cumprimento.

“O MPPE e o MPF se uniram com o objetivo de que a mata ciliar tão importante para a sobrevivência do rio São Francisco seja preservada. A autoridade ambiental não pode seguir aprovando empreendimentos que contrariam a legislação”, destacou a promotora de Justiça Rosane Cavalcanti.

Entenda o caso

A Lei Municipal nº2.581/2013 fixou a proibição de construir em uma faixa de 100 metros a partir da margem do rio São Francisco nas áreas urbanas consolidadas. A largura é muito inferior à exigência prevista no Código Florestal federal, que data do ano de 2012 e estabelece uma área non edificandi mínima de 500 metros a partir do curso d’água.

“Leis municipais não podem estabelecer áreas de preservação permanente em inferior ao determina a legislação federal”, alertam a promotora de Justiça Rosane Cavalcanti e os procuradores da República Filipe Pires e Ticiana Nogueira, no texto da recomendação.

Em razão das divergências entre a legislação municipal e a federal, a AMMA concedeu licenças irregulares a diversos empreendimentos. “Os municípios e seus órgãos ambientais não podem conceder licenças ou autorizações em área de preservação permanente que violem a legislação federal. Os funcionários que concederem essas licenças podem incorrer no crime de conceder autorização em desacordo com as normas ambientais, tipificado na Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº9.605/98)”, alertaram os membros do Ministério Público no texto da recomendação.

http://tribunadomoxoto.com/wp-content/uploads/2018/05/145-696x447.jpg

Sertânia comemora no próximo dia 24 de maio, 145 anos de emancipação política. Para comemorar a data, o Governo Municipal, além da festa de aniversário, que acontece na véspera do feriado, no dia 23, na Praça de Eventos Olavo Siqueira, realiza uma série de atividades na agenda da semana do aniversário da cidade.

O prefeito Ângelo Ferreira visitará obras na sede do município e em distritos e povoados, além de inaugurar a pavimentação de ruas. Missa, corte de bolo, apresentação de bandas de música, jogos de futebol e ainda uma corrida de rua completam a programação.

Festa

O Poeta do Sertão: Nico Batista e a banda Forró do Muído apresentam seus shows na quarta-feira, dia 23, a partir das 21h30.

Agenda – Sertânia 145 anos

21/05 – segunda-feira

15h30 Visita obra da quadra de Rio da Barra

22/05 – terça-feira

15h30 Visita obra quadra de Cruzeiro do Nordeste

23/05 – quarta-feira

8h Hasteamento de bandeira (Prefeitura) e apresentação da banda de música Sebas Mariano
15h Visitas às obras na sede do município: pavimentação da Rua Edson Leite (Alto de Céu), Creche Alto do Céu, casas populares, Escola Municipal Presidente Vargas, UBSFs Ferro Novo, 13 de maio e Nova Sertânia.
21h30 Festa na Praça de Eventos Olavo Siqueira: Nico Batista e Forró do Muído

24/05 – quinta-feira

Jogos festivos

14h Seleção de Sertânia Campeã de 2003 x Seleção Master (Estádio Odilon Ferreira)
15h30 Jogo Flamengo de Arcoverde x Sertânia (Estádio Odilon Ferreira)
19h Missa
20h30 Apresentação da banda da Escola de Música Demétrio Dias Araújo e corte do bolo

25/05 – sexta-feira

16h Entrega pavimentação das ruas da Nova Sertânia

27/05 – domingo

Corrida de Emancipação Política
Concentração às 7h no pátio da Secretaria de Juventude, Esporte, Cultura e Turismo (Antiga Estação Ferroviária).

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira, em parceria com o Sebrae-PE, inicia na próxima quarta-feira (23), uma série de capacitações para empreendedores do município que atuam nos segmentos de produção de móveis e no polo metalmecânico.

As oficinas acontecerão no auditório da Secretaria Municipal de Educação, das 18h às 22h. Confira o calendário:

23/05 – Sei unir forças para melhorar

29/05 – Sei formar preço

30/05 – Sei comprar

05/06 – Sei vender

07/06 – Sei controlar meu dinheiro

12/06 – Sei planejar

15/06 – Sei empreender

Beleza

Hoje (21), a Prefeitura reúne empreendedores do segmento de beleza para, em conjunto, planejar as ações e qualificações que serão direcionadas aos profissionais do setor, em parceria com o Sebrae e o Senac. A reunião será no auditório da Secretaria de Educação, às 15h.

Para mais informações, procurem a Sala do Empreendedor de Afogados da Ingazeira, Rua Dr. Roberto Nogueira Lima, 165. Telefone: (87) 3838 1906

Divulgação

Segue, até o próximo sábado (26), a 4ª Mostra Pajeú de Cinema. O festival que passa pelas cidades de Afogados da Ingazeira, Iguaracy e Ingazeira, conta com a exibição de 60 filmes, além de oficinas e debates. A entrada é gratuita. 

O objetivo do festival é proporcionar o acesso ao cinema brasileiro e estimular reflexões e práticas estéticas. Uma das novidades desta edição é o programa Universo Paralelo, que apresenta filmes que dialogam diretamente com o cenário do rock independente, como o longa ‘PEsado’ e o curta ‘A retirada para um coração bruto’. 

A mostra conta, também, com atividades formativas e, este ano, promove um encontro de pesquisadores do sertão do Pajeú com João Luiz Vieira, professor titular do Departamento de Cinema da Universidade Federal Fluminense. Vieira também ministrará uma masterclass sobre cinemas de rua no histórico Cine São José, em Afogados da Ingazeira. A programação completa pode ser vista no site do festival. 

https://i0.wp.com/araripinaemfoco.net/wp-content/uploads/2018/05/WhatsApp-Image-2017-06-20-at-19.43.20.jpeg?w=1280

Depois de muitas especulações sobre a realização do São João na cidade de Araripina, no Sertão de Pernambuco, a Prefeitura Municipal confirmou esta semana, através de sua página no Facebook, que vai ter São João Sim!

Foram cinco meses de negociações, a Prefeitura assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado de Pernambuco – MPE/PE para a realização do São João 2018 do município.

https://i0.wp.com/araripinaemfoco.net/wp-content/uploads/2018/05/5-dias.jpg?resize=768%2C566

No TAC acertado entre Prefeitura e Ministério Público diz que: Ministério Público libera São João da sede do município apenas por cinco (5) dias, veta qualquer outra atividade festiva, como: festas dos distritos, vaquejada, aniversário, carnaval.

Os débitos que causam o problema financeiro no município de Araripina, são referentes a novembro e dezembro do ano de 2016, e que foram deixados por a gestão passada, segundo o Araripina em Foco.

O atual prefeito, Raimundo Pimentel explicou que já foi pago uma parte dessa dívida, mas que ainda não conseguiu regulariza-la, pois se trata de um valor bastante alto. E como sempre, nessas ocasiões o povo é quem sofre nos seus dias de entretenimento.

http://faroldenoticias.com.br/wp-content/uploads/2018/01/posse-sec-educa%C3%A7%C3%A3o-farol-1-300x200.jpg

O vereador Antonio de Antenor, líder do Partido da República (PR), revelou que está investigando uma denúncia de que a secretária, que reside no município de Brejinho, Sertão do Pajeú, estaria utilizando um carro oficial para retornar, toda semana, para a sua terra natal.

Ainda segundo o vereador, o motorista também tem a missão de busca-la no início da semana, percorrendo um trajeto de 300 Km (ida e volta).

“Por enquanto tudo isso é extraoficial, mas estou investigando esta situação que não pode. É irregular e caso se comprove, vou cobrar providências”, disparou Antenor.

De acordo com o parlamentar, há uma grande insatisfação dos servidores da educação, incluindo professores, que têm dificuldades de conversar com Marta Cristina em seu gabinete.

“Teve um dia que contei 91 pessoas que estavam esperando pelo atendimento da secretária numa segunda-feira e ela não pôde atender”, lamentou. Já o vereador Rosimério de Cuca resumiu o perfil de Marta Cristina. “A secretária parece que tem um ‘rei na barriga’”.

Resultado de imagem para fotos da vacina da h1n1

A gerente da VII Gerência Regional de Saúde (VII GERES), Maria Auxiliadora Veras, confirmou o primeiro caso do vírus H1N1 registrado no município de Serrita, Sertão de Pernambuco. Na quinta-feira (17), ela tranquilizou a população, destacando que o paciente já está em casa e fora de perigo.

Segundo o Portal Serrita, até o momento não há registro de mortes na “Capital do Vaqueiro” em decorrência da gripe H1N1. Para manter esse dado, Auxiliadora orientou as pessoas pertencentes aos grupos de risco a se vacinarem em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) até o dia 1° de junho.

A gerente regional ainda informou que as pessoas já vacinadas contra a gripe este ano, não precisam tomar a dose novamente.

Este é o terceiro mutirão do ano promovido pela Seres.

A partir da próxima segunda-feira (21), a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) promove um mutirão jurídico no Presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. A ação pretende atender 100% da população carcerária e dar maior agilidade no andamento dos processos. Oito advogados do órgão, além de supervisores, assistentes de ressocialização e agentes penitenciários, realizarão os atendimentos com apoio da Defensoria Pública do Estado até sexta-feira. A unidade abriga, aproximadamente, mil reeducandos.

Serão analisados os benefícios disponíveis aos detentos, como habeas corpus, livramento condicional, progressão de regime, extinção e remição de pena. “Esses mutirões têm importância para as pessoas privadas de liberdade porque conseguimos agilizar os processos, esclarecer dúvidas e desafogar o sistema”, pontua o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.

Mutirão também beneficiou detentos de Pesqueira

Em abril deste ano, a Seres realizou um mutirão carcerário no Presídio Desembargador Augusto Duque, em Pesqueira. A ação foi encerrada no dia 5 de maio com 921 pastas analisadas e 921 presos atendidos, sendo 652 procedimentos realizados pelos advogados da Seres e 269 por defensores e técnicos da União e da Defensoria do Estado. Entre os resultados, estão 14 progressões de regime, quatro livramentos condicionais, dois habeas corpus, 12 unificações de pena e 16 agilizações de revogação de prisão. Em janeiro de 2018, o mutirão ocorreu na Colônia Penal Feminina do Recife, onde todas as pastas foram avaliadas.

Resultado de imagem para fotos da prefeitura de petrolina pe

Na próxima sexta-feira (25), às 9h, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) irá assinar Termo de Cooperação Técnica com as prefeituras de Petrolina, Lagoa Grande, Orocó, Santa Maria da Boa Vista e Cabrobó, com o objetivo de que as cidades façam adesão ao projeto Cidade Pacífica. O evento irá ocorrer no auditório do Sest/Senat, na Rua Zito de Souza Leão, nº 10, em Petrolina, e contará com a presença da vice-prefeita de Petrolina, Luska Portela; dos prefeitos de Orocó, Gueber Cavalcanti,; de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro; de Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes; e de Cabrobó, Marcílio Rodrigues. Participam, ainda, os promotores de Justiça de Petrolina, Érico Santos; de Cabrobó e Orocó, Thiago Sales; de Lagoa Grande, Cintia Granja; e de Santa Maria da Boa Vista, Tanúsia Santana.

Com o Cidade Pacífica, os governos municipais podem apresentar medidas distribuídas em nove eixos temáticos, são eles: Guarda municipal pacificadora; Segurança nos estabelecimentos comerciais/bancários; Esporte pacificador/Cultura/Lazer; Mesa municipal de segurança; Proteção integrada pacificando escolas; Empresas solidárias; Transporte pacificador; Iluminação pacificadora; e Pacificando Bares e similares (operação Bar Seguro). O município poderá aderir ao projeto através de convênio firmado com o MPPE, por intermédio da promotoria local, devendo obrigatoriamente implementar os cinco primeiros eixos e selecionar outros dois, de acordo com a sua realidade.

“O projeto está sendo levado até diversas cidades do interior e nosso objetivo é criar um grande debate, envolvendo a sociedade civil e demais atores públicos sobre segurança pública. Os prefeitos estão recebendo diversas metas em vários eixos, para aplicarem soluções simples que irão impactar significativamente a segurança de diversos locais”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros. Ainda segundo ele, um índice de cidades pacificadas irá ranquear os municípios mais seguros do Estado. “Vamos divulgar o índice a cada dois meses com o objetivo de incentivar ainda mais a prevenção e temos certeza que vamos reduzir a violência em nosso Estado”, afirmou.

O MPPE irá realizar um acompanhamento constante das ações de segurança a partir de ciclos de monitoramento. “Vamos ter acesso ao banco de dados do Pacto Pela Vida para podermos mapear áreas com maior violência em todo o Estado. Após esse mapeamento vamos firmar um pacto e as cidades passam a ser constantemente avaliadas, compondo, assim, um índice de pacificação em nosso Estado”, disse o promotor de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminal (Caop Criminal), Luiz Sávio Loureiro da Silveira. Entre os dados que serão consultados estão os números de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLI) e o de Crimes Patrimoniais (CVP).

Ao fim do ciclo de monitoramento, os municípios que atingirem as metas recebem do MPPE uma certificação que gera, além das conquistas no combate à criminalidade, a possibilidade de obter recursos públicos e privados para investimentos na qualidade de vida dos cidadãos. “A certificação funciona para que o MP possa atestar a realização de medidas efetivas de combate à criminalidade. Vamos realizar, ainda, articulação junto aos órgãos federais e estaduais a fim de viabilizar linhas de crédito para projetos de segurança”, completou Sávio.

Segurança

O Cidade Pacífica é fruto do Pacto dos Municípios pela Segurança Pública, projeto lançado pelo MPPE em 2013, que teve adesão de 73 municípios pernambucanos e foi vencedor do Prêmio Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em 2015, na categoria Diminuição da Criminalidade. “Com o Pacto, a adesão do município era voluntária. Agora, nós vamos monitorar todo o Estado, mantendo um contato estreito com os governos locais, incentivando ações de promoção da segurança e projetos de melhoria da qualidade de vida do cidadão”, finalizou Sávio.

https://i2.wp.com/nilljunior.com.br/wp-content/uploads/2018/05/blitz-educativa.jpg?resize=300%2C225

Ascom 

Com o objetivo de dar visibilidade ao dia 18 de Maio – Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira, em parceria com diversas instituições, promoveu uma blitz educativa na manhã desta sexta-feira (18), em frente ao supermercado Pajeú autosserviço.

“A blitz educativa tem por objetivo divulgar para a população a importância deste dia, e orientar sobre a importância de denunciarmos qualquer prática de violência e abuso contra nossas crianças e adolescentes, incluindo os canais gratuitos e anônimos de denúncia, como o disque 100,” destacou a secretária Municipal de Assistência Social, Joana Darc.

A ação contou com o apoio da Guarda Municipal e PM, e a participação de importantes instituições como o Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, CREAS, CRAS, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, dentre outros.

Crianças e adolescentes que integram os programas de acolhimento e assistência da Prefeitura de Afogados também participaram da atividade, que teve início às 8h, abordando e conscientizando motoristas, motociclistas e pedestres.

Blog de Carlos Britto

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) está investigando se há formação de cartel pelos postos de combustíveis em Petrolina. Em entrevista exclusiva a este Blog, na manhã desta sexta-feira (18), a promotora de Justiça de Defesa da Cidadania da cidade, Ana Cláudia de Sena Carvalho (foto), confirmou o que a população já aponta há bastante tempo: há indícios de combinação de preços por donos de postos.

Apesar dos indícios, Ana Cláudia explicou que é “muito difícil” fazer a comprovação, pois o setor de combustível pratica “preço livre”. De acordo com ela, já foram instaurados quatro procedimentos, mas nada foi comprovado. “O mercado de preço é livre. O que a lei veta, que é crime, é a questão da combinação de preços. Existem indícios, mas é muito difícil de comprovar. A gente sabe que Petrolina tem um preço praticado muito alto e não é de agora que o MPPE vem acompanhando essa questão da política de preços. Já instauramos quatro procedimentos e pedimos análises da ANP (Agência Nacional do Petróleo) e do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O CADE, na sua última análise, concluiu que não havia o cartel”, afirmou.

A promotora também disse que “sente na pele” o alto preço praticado em Petrolina, afinal, é consumidora. “Cada um pode atribuir o preço que entender, que na sua política é o melhor preço. Por mais que a gente diga e demonstre que existem indícios, é muito difícil de comprovar, porque a gente tem que comprovar a combinação. Com esse mercado livre, a gente já fez varias análises economias da questão do preço, a gente sabe que Petrolina tem um preço de combustível praticado muito alto, a agente sofre com isso, eu também sou consumidora, a gente sente isso na pele e isso também me incomoda”, ponderou.

Mas Ana Claudia disse que o MPPE vem realizando um trabalho árduo para comprovar a prática e disse já ter solicitado uma nova visita do CADE a Petrolina. “A gente vem fazendo um trabalho tentando exatamente provar a existência de cartel. A gente estranha, mas a gente não consegue comprovar. O CADE acompanha e a gente está pedindo novamente agora para que ele faça uma nova fiscalização e que a ANP acompanhe, além do Procon. É um trabalho árduo, mas eu garanto que a gente vem fazendo”.

Denúncias

Por fim, a promotora do MPPE solicitou a colaboração na população no sentido ajudar nas investigações. “A gente sempre trabalha com equipes. A ANP sai de Salvador (BA) para vir a Petrolina, mas a gente continua buscando esse apoio. Peço, também, às pessoas que tenham qualquer tipo de informação sobre quem faz essa combinação [de preços], que nos procure. Estamos de portas abertas, garantimos o anonimato”, pediu. Quem tiver denúncias sobre formação de cartel em Petrolina, pode ligar para MPPE, através do telefone (87) 3866-6400.

O trabalho para reconstruir o que a chuva destruiu é intenso em Bodocó, no Sertão pernambucano, e para restabelecer todos os acessos da zona rural, equipes estão realizando uma operação na PE-560, que liga o Sítio Estaca a Vila Zé do Ouro.

Apesar da via ser de responsabilidade do Governo do Estado, através do DER, o prefeito fez um apelo ao governador Paulo Câmara, para que a população não seja prejudicada pela falta de iniciativa do Estado.