Sem categoria

O período chamado de “janela partidária”, no qual vereadores que pretendem concorrer à reeleição ou ao cargo de prefeito nas eleições municipais de 2020 poderão mudar de partido sem correr o risco de perder o mandato eletivo encerra-se na sexta-feira, dia 3 de abril, seis meses antes da realização do primeiro turno do pleito, marcado para 4 de outubro. Se houver eleições, claro.

A desfiliação partidária foi regulamentada pela Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015), que garantiu aos detentores de mandato eletivo em cargos proporcionais a possibilidade de trocar de partido nos 30 dias anteriores ao último prazo para filiação.

Em Afogados da Ingazeira haverá várias mudanças entre quem já exerce o mandato de vereador e aqueles que almejam uma vaga na Casa Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara. Muitos nomes são cogitados através da mídia, dentre eles, os vereadores Wellington JK, Agnaldo Rodrigues (Cancão), Zé Negão e Augusto Martins. Se algum já fez a sua opção partidária não chegou ao conhecimento da imprensa.

O Tribunal Superior Eleitoral não se manifestou ainda com relação à anulação das eleições este ano, conforme desejam alguns parlamentares em Brasília. Mas a demanda deve mesmo ser tratada no âmbito do TSE ou até por meio de uma emenda constitucional, conforme já referido pelo ministro Luís Roberto Barroso, futuro presidente do TSE. 

Na semana passada, a ministra Rosa Weber, presidente do TSE, confirmou por meio de nota, a manutenção do calendário normal do pleito, disse que considerava precoce o debate sobre o adiamento das eleições municipais 2020 e reforçou os prazos previstos na Lei das Eleições.

O projeto que garante auxílio emergencial mensal de 600 reais a pessoas de baixa renda em meio à pandemia de coronavírus, aprovado na noite de quinta-feira (26), na Câmara dos Deputados, deve ser votado no Senado na próxima segunda-feira (30). A informação é do líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO).

O parlamentar afirmou que pedirá, ainda nesta sexta-feira (27), aos líderes do Senado para que o projeto seja incluído na pauta do dia. “Formalizarei o pedido aos líderes e certamente não haverá oposição à ideia de votarmos o projeto na segunda-feira”, disse o senador.

O auxílio, que passou a ser chamado de “coronavoucher” pelos parlamentares, foi aprovado em votação simbólica na Câmara. O projeto prevê o pagamento de 600 reais a trabalhadores informais por três meses em razão da pandemia do coronavírus — a proposta inicial do governo era de 200 reais. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber 1,2 mil reais mensais.

O projeto também desobriga as empresas de pagar os quinze dias de remuneração do funcionário afastado do trabalho por causa da doença — o valor deverá ser arcado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O líder do governo destacou o esforço do Congresso em aprovar projetos relacionados ao combate da crise causada pelo coronavírus no Brasil. “Apesar de toda confusão envolvendo as medidas do governo, as medidas dos governadores, a polêmica criada depois do discurso do presidente Jair Bolsonaro, nas ações efetivas, oposição e situação têm trabalhado muito bem. As últimas quatro ou cinco matérias encaminhadas ao Congresso tiveram 100% de aprovação dos parlamentares”, afirmou. Continue reading

https://penoticias.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/03/aa..png

O vereador e pré-candidato Onofre Souza disse, em entrevista a Rádio Líder do Vale FM de Serra Talhada, que o grupo de oposição na cidade de Flores, no Sertão do Pajeú, já sinaliza para apoiar uma provável candidatura sua a prefeito do município.  

O, por ora, filiado ao PL (antigo PR), garante que conta com o apoio dos dois principais nomes do bloco, a ex-prefeita Soraya Morioka e o empresário e também pré-candidato Ivanildo do Fosco.  

De acordo com Onofre, no caso de Morioka, questões de saúde e empresariais a impedem de ser candidata, o que seria natural e as pesquisas mostram isso, e que também devido a afazeres da sua atividade empresarial no ramo do entretenimento, Ivanildo do Fosco também deve ficar fora da disputa majoritária. 

“A ex-prefeita Soraia é uma pessoa muito importante para Flores, tem serviço prestado, e ela sabe disso. Ela é um pessoa ocupada, não tem tempo pra fazer política, essa é que é a realidade”, disse Onofre. Ele fez questão ainda de afastar qualquer especulação sobre sua candidatura causar algum tipo de mal-estar com Ivanildo do Fosco (candidato a vice na chapa de Soraya em 2012): “Ivanildo é um grande companheiro, um grande amigo, a gente se dá muito bem, a gente não tem nenhum tipo de aresta”.

Por Ademar Rafael Ferreira (Papa)

Ade maleu lapa-el – Sobre a Teoria Geral dos Sistemas o que você tem a nos dizer? Quem foram seus criadores e/ou defensores?

Papa – Entre as premissas da “Escola Clássica da Administração” estão as que entendem as organizações são sistemas fechados e que são os ajustes das partes que atestam seu bom funcionamento. Na primeira metade do século passado o biólogo austríaco Karl Ludwig Von Bertallanffy e o economista inglês Kenneth Ewart Boulding passaram a defender a tese de que as organizações são, também, sistemas abertos e que não funcionam de forma cartesiana, ou seja, alterações ocorridas em parte desses sistemas modificam o funcionamento do conjunto.

Cabe a ressalva de que a “Teoria Geral dos Sistemas – TGS”, com as intervenções de Bertallanffy foi aplicada em outros setores, não ficou restrita ao universo da Administração. Quando direcionada para o campo das organizações a TGS apresenta-se com duas características centrais: Totalidade – Trazendo o entendimento que o todo não é igual e soma das partes e Propósito – Sugerindo que é a função que determina a importância da organização para o sistema e não a estrutura.

No prisma organizacional um sistema é caracterizado pelos seguintes elementos, conforme adaptação de registros em diversos livros de Administração: Insumos/entradas – Recursos materiais, financeiros e tecnológicos; Processamento – Estrutura interna destinada a transformação dos insumos: Saídas – Produtos gerados com a transformação; Entropia – Tendência de desagregação. É interrompida com a entrada de novos insumos e alteração de processos; Homeostase – Providências adotadas pela organização para recuperar o equilíbrio e Retroalimentação – Capacidade que o sistema possui para reajustar procedimentos visando alterar desempenhos futuros.

Quando mergulhamos na “Teoria Geral dos Sistemas”, desprovidos de conceitos alicerçados em uma única tendência percebemos que os fundamentos da abordagem nos remetem um mundo onde nada é definitivo ou permanente, principalmente no universo dos negócios. Tal ambiente, revestido com suas particularidades e níveis de complexidade, não permite um modelo único.

O cotidiano da Administração não nos permite percebemos as organizações como sistemas fechados ou abertos na forma isolada. Existem situações que a interferência externa é próxima de zero e momentos que a inter-relação com o ambiente externo compromete o desempenho. Ficam evidenciados na segunda situação os sistemas abertos cuja dependência com alterações nas partes carecem de atenção em tempo real.

Já ouviu falar de “mesa posta”? Se não ouviu já deve ter visto em redes como pinterest ou Instagram: mesa posta é uma prática de decorar a mesa com todos os utensílios possíveis de uma maneira afetiva e, ao mesmo tempo, aconchegante e deslumbrante. “Mesa posta é um fenômeno na internet, resultado desse desejo tão natural que nós humanos temos de estarmos juntos, recebermos as pessoas, compartilhar um momento juntos… E a gente sentiu a necessidade de promover uma feira física para juntar pessoalmente o que já é essa tendência forte na web”, descrevem as Denise Lucena e Patrícia Franco, que promoverão a primeira Feira Mesa Posta de Pernambuco de 25 a 26 de abril de 2020, no Mercado da Torre, zona norte do Recife. Com ingresso social – 1 kg de alimento para doação a instituições, a feira espera receber mais de 10 mil pessoas e expor o trabalho de mais de 100 empresas e microempresários locais através de 45 stands e diversas palestras.

O fenômeno de “mesa posta” já é considerado pelas empresas de varejo um importante nicho de mercado, sendo associado a diversos períodos festivos do ano, como páscoa, dia das mães, namorados e natal. “Como arquiteta vejo diversas lojas promovendo a mesa posta como estratégia para vender nas datas comemorativas que são mais afetivas”, afirma Patrícia Franco. “Na feira a gente espera mostrar não apenas o que as redes varejistas possuem como também apresentar pessoas que se destacam na criação de objetos artesanais, como guardanapos, descansos de pratos e copos e até porcelanas”, explica  Denise Lucena, que além de meseira (nome dado à pessoa que se especializa em organizar mesas) também é pedagoga e sócia do evento.

SERVIÇO

Primeira Feira Mesa Posta de Pernambuco

25 a 26 de abril de 2020 no Mercado da Torre 

Rua José Bonifácio, 747

Entrada: 1 kg de alimento não perecível 

Informações 81 9952-5263 

Nesta quarta-feira (11), o sindicato das Professoras e Professores do Recife (SIMPERE) estará com a categoria nas escolas realizando piquetes e conversando com a comunidade escolar. A categoria decidiu deflagrar a greve na tarde desta terça-feira (10), por meio de votação em assembleia.

“A greve é uma resposta à negativa da Prefeitura da Cidade do Recife ao cumprimento da lei federal 11.738/2008, a Lei do Piso Salarial do Magistério Público da Educação Básica e em defesa da escola de qualidade para a população mais empobrecida”, afirmam.

As professoras e professores saíram do Teatro Boa Vista às 16h em passeata em direção à Praça do Derby, fechando a Rua Dom Bosco e o sentido subúrbio da Av. Conde da Boa Vista.

O MEC anunciou o reajuste do salário dos professores da rede pública para 2020 em 12,84%, a partir de janeiro. Desde o final de fevereiro o Simpere tem participado das mesas de negociações, e a PCR insiste em rebaixar o pagamento do reajuste, contrariando a lei.

Além da reivindicação do piso salarial já, para toda a tabela de profissionais, na data-base de janeiro, a categoria tem outras demandas: realização de concurso público para suprir o déficit de aproximadamente mil profissionais na rede municipal, eleições diretas para gestores de escolas, autonomia no uso da carga horária voltada para planejamento de aulas e provas (Aula Atividade), abertura de nova lista para acréscimo de carga horária e ampliação e melhoria do plano de saúde do servidor municipal (Saúde Recife). Continue reading

Interessados em atuar como mesário voluntário já podem se inscrever no site do TRE-PE — Foto: Igor Jácome/G1

Os interessados em atuar como mesário voluntário nas eleições de 2020 pode preencher a ficha de inscrição que está disponível no site Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). O candidato deve ter no mínimo 18 anos de idade e estar com situação regular na Justiça Eleitoral.

As inscrições podem ser feitas até o mês de julho. Os mesários que trabalham nas eleições têm alguns benefícios, como:

  • Dispensa do serviço pelo dobro de dias trabalhados como mesário;
  • Auxílio-alimentação para o dia da eleição;
  • Crédito em disciplinas de cursos em instituições de ensino superior;
  • Vantagem de desempate em concursos públicos, se houver previsão em edital;
  • Isenção de taxa de inscrição em concursos públicos estaduais.

De acordo com o TRE-PE, não podem ser mesários candidatos ou parentes de candidatos, membros de diretórios de partidos políticos, policiais ou funcionários de cargo de confiança do poder executivo.

Nesse ano, o certame elege vereadores e prefeitos. O primeiro turno ocorrerá em 4 de outubro e o segundo, no dia 25 do mesmo mês.

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) divulgou, nesta quinta-feira (27), o lançamento do edital do Concurso de Ensaios Aécio de Oliveira em comemoração aos 40 anos do Museu do Homem do Nordeste (Muhne). O processo seletivo de âmbito nacional vai contemplar seis ensaios resultantes de pesquisa inédita e original, que abordem o museu e suas ações em uma ou mais áreas de atuação, tais como acervo, exposições e atividades educativas e culturais.

A escolha dos ensaios será realizada pela Comissão Julgadora, composta por seis profissionais e um secretário/a. Os seis primeiros trabalhos considerados vencedores do Concurso receberão um prêmio individual de R$ 10 mil. A lista dos ensaios premiados será publicada no Diário Oficial da União.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 1º de junho. Independente do nível de formação profissional, experiência acadêmica e âmbito de ação, o concurso é destinado para pessoas físicas autoras dos trabalhos, exceto servidores e terceirizados da Fundaj. “O objetivo do edital é abrir portas para a sociedade debater, refletir e propor ideias a respeito do Muhne. É importante ouvir outras experiências que agreguem conhecimento e novas perspectivas. Temos acervo e arquivos ricos, que guardam memórias de diversas instituições museológicas”, afirma a servidora da Fundaj e integrante da equipe do Muhne Silvia Paes Barreto. Continue reading

Não poderia ser diferente do que já fez nos anos anteriores. O Bloco Tô na Folia desceu a Avenida Artur Padilha e entrando na Avenida Rio Branco arrastando milhares de foliões. Ao som do considerado como um grande puxador de blocos, o cantor Tuca Barros, que cantou frevo, maracatu, e os mais diversificados ritmos carnavalesco…a organização do Tô na Folia acertou em cheio quando trouxe o artista.

A mídia adiantou-se em dizer que as músicas apresentadas pelo Tuca Barros não seria no ritmo carnavalesco…erraram. Da mesma forma que a Banda Fulô de Mandacaru é tradicionalmente conhecida como uma banda de forró, mas que nessa época momesca, se reinventa e se diz Fulô de Mandacaru elétrico, e vai animar o folião do mesmo jeito.

O idealizador do Bloco Tô na Folia, Totonho Valadares, esteve à frente de tudo para que a descida do bloco concretizasse o sucesso carimbado que vem desde 2001, quando da sua fundação.

Valadares acompanhou todo trajeto a bordo do seu inimitável Jeep, que já é tradicional na segunda-feira de Carnaval, que esse ano, com mais irreverência, porque os seguidores foram empurrando o Jeep, ao invés de descer com o motor do veículo funcionando.

O que também chamou atenção, além dos diversos moradores que não desceram a avenida, mas que ficaram aplaudindo a passagem do bloco nas calçadas por todo trajeto; foi à visita da Corujinha, representando o Afogados FC, que nesta quarta-feira enfrenta o Atlético Mineiro.

Charles Christian, que por muito tempo dirigiu a Liga Desportiva em Afogados da Ingazeira foi o responsável por desfilar com a Corujinha pelos polos carnavalesco da cidade.

A feijoada patrocinada por empresários adeptos do bloco, foi um sucesso total, dois carros vieram acompanhando o bloco distribuindo feijoada, muita batida, vodca, cachaça Mucuri, tudo saiu a contento.

A organização do bloco solicitou da Prefeitura Municipal que enviasse uma guarnição da Guarda Municipal para fechar o trânsito nas imediações do Bar de Dona Diná, mais precisamente na ponte sobre a linha férrea e no posto Brasilino I devido ao movimento de pessoas, crianças, etc.

Mesmo a Guarda Municipal indo fazer o seu trabalho sempre existe sempre aqueles que desrespeitam e começaram a retirar os cones que estavam fechando a passagem de carros e motos, e violar as leis do trânsito, e a única solução encontrada para evitar um acidente com proporções desagradáveis, fecharam com dois automóveis nas imediações da ponte, e com isso, nas redes sociais, houve comentários de que a organização do bloco teria fechado a passagem por conta própria, os que fazem a direção do bloco afirmam categoricamente que não se traduz a verdade o que dizem as redes sociais.

Começando as atividades de formação para as mulheres em 2020, a Secretaria-Executiva da Mulher de Serra Talhada promoveu um importante curso sobre educação ambiental para o grupo de mulheres que são acompanhadas pelo Serviço de Convivência do Distrito de Varzinha.

Com o apoio do CRAS do Mutirão, a formação aconteceu nos últimos dias 06, 07 e 08 de fevereiro, com aulas teóricas e práticas ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

“Nós conseguimos viabilizar esse curso na área ambiental junto ao SENAR, e com o total apoio do CRAS do Mutirão pudemos oferecer a formação ao grupo de mulheres de Varzinha, mulheres que são acompanhadas pela assistência social do município e que tem como missão colocar em prática todo o aprendizado adquirido nas aulas e no trabalho de campo que foi realizado, contribuindo para uma cultura ambiental sustentável no campo”, comenta a secretária, Mônica Cabral.

AGENDA

A próxima formação oferecida pela Secretaria-Executiva da Mulher será na área de associativismo e está prevista para o mês de março no município. O local e as datas ainda estão sendo definidos.

Dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento mostram que houve aumento de 19% na execução do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) no ano passado.

Com o incremento, todo o orçamento do programa – R$ 440 milhões – foi gasto, o que permitiu o aumento do número de produtores com a lavoura segurada e crescimento do total de terra abrangidos pelo programa.

No total, a área segurada somou 6,9 milhões de hectares e 58 mil produtores foram beneficiados – 24% deles pela primeira vez. “A importância segurada total foi de R$ 20 bilhões, o maior valor nominal desde o início do programa em 2005”, informou o Ministério da Agricultura.

O seguro rural garante que os produtores conseguirão passar empréstimos tomados para o plantio e colheita, mesmo que haja revés em caso de quebra por causa de evento climático adverso (seca ou excesso de chuvas, por exemplo), ou de variação de preços.

Em algumas áreas rurais surgem os primeiros sinais do Rio Pajeú tomando água. Quixaba dos Liberais é o 1º exemplo. O Riacho do Olho D’água, no município de Carnaíba, nesta segunda-feira já botou a 1ª cheia.

Ontem na cidade de Afogados da Ingazeira foram registrados 26mm. No povoado de Serra Branca caiu a maior chuva dos últimos anos. Os números das chuvas informados por ouvintes do Rádio Vivo, na Pajeú FM hoje, são da comunidade da Encruzilhada de Afogados com 42mm, Capim Grosso 14mm, Matinha 15mm, Riacho do Peixe 4mm, Dois Riachos 16mm.

Boqueirão

O Açude Epitácio Pessoa, localizado no município de Boqueirão, no Cariri paraibano, recebeu 16,99 milhões de m³ de água em aproximadamente 24 horas. Os dados foram monitorados entre o domingo (02) e a segunda-feira (03) e estão disponíveis no site da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).

O volume do reservatório passou de 84,45 milhões de m³ de água para 101, 44 milhões de m³, alcançando o volume maior que 100 milhões m³. O manancial está com aproximadamente 21,74% da sua capacidade total.

Conforme a agência, as águas que entraram no açude têm origem das chuvas que caíram em municípios do Cariri do Estado desde a sexta-feira (31). Deve continuar chovendo na região. O manancial havia recebido uma grande recarga de água pela última vez no começo de janeiro de deste ano. As informações foram repassadas ao Blog PE Notícias pelo comunicador Anchieta Santos, das rádios Pajeú FM, e Cidade FM, de Tabira. A foto foi tirada por Josivan Véras.

Monomotor Cessna Grand Caravan liga Jacarepaguá a Congonhas Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo

O anúncio da compra da companhia aérea TwoFlex por parte da Azul, anunciada em janeiro, evidencia o interesse das grandes aéreas sobre a aviação regional brasileira – nicho em que atua a TwoFlex. Por muito tempo delegada a um segundo plano, a aviação comercial em cidades de pequeno e médio portes vem ganhando impulso Brasil adentro. No horizonte desse avanço, entretanto, estão desafios como o alto custo de combustíveis e a falta de infraestrutura.

O Brasil já teve uma aviação regional ativa no passado. Entre as décadas de 1960 e 1990, uma política governamental de compra de assentos em voos para os rincões, normalmente pouco lucrativos por causa da baixa demanda, abriu espaço para companhias como Rio Sul e Taba.

Na época, o país chegou a ter perto de 180 cidades servidas com voos regulares. Com o fim dos subsídios, a malha aérea minguou. No fundo do poço, em 2016, apenas 110 localidades estavam conectadas. Agora, segundo a Secretaria de Aviação Civil (SAC), do governo federal, são 140 destinos com voos comerciais. A meta é chegar a 200 destinos até 2025, diz o secretário da pasta, Ronei Glanzmann.

— Pela primeira vez em muito tempo, a aviação regional está sendo um bom negócio no Brasil, afirma.

Entre os motivos para a retomada está um outro tipo de incentivo: redução de carga tributária. Nos últimos dois anos, governadores têm firmado acordos com Gol, Azul e Latam para a redução da alíquota do ICMS, o imposto estadual sobre bens e serviços, sobre o combustível de aviação. Em troca, as aéreas expandem a malha a pontos até então desconectados nesses estados.

Como as grandes operam aviões muito acima da demanda desses novos destinos, o normal é delegar a conexão com esses rincões a empresas menores como a TwoFlex, que operam aviões de até nove passageiros, como o Cessna Caravan.

A ideia é que a aviação regional leve passageiros até aeroportos maiores, numa parceria comercial conhecida na aviação pelo jargão “interlínea” — e que está abrindo mercado para o surgimento de novas empresas.

— Há espaço para até oito companhias regionais no Brasil até 2022, diz Luis Felipe de Oliveira, diretor-executivo da Alta, associação de companhias aéreas com operação na América Latina, que cita os acordos de ICMS e a retomada da economia brasileira como fatores para a expansão do setor.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ainda não terminou de adequar o sistema às novas regras de concessão de benefícios, instituídas na reforma da Previdência. Desde que as mudanças começaram a valer, em novembro do ano passado, nenhuma aposentadoria urbana foi concedida com base nas novas regras. 

Além disso, o INSS não consegue liberar benefícios acima de um salário mínimo pelos critérios atuais. Só são concedidas pensões por morte e aposentadorias rurais de até R$ 1.045. Segundo a autarquia, quase metade dos benefícios solicitados pelas novas regras ainda não são processados. O INSS recebe, em média, 1 milhão de requerimentos por mês. 

Os sistemas para concessão de auxílio doença, salário maternidade, auxílio reclusão e Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e deficientes de baixa renda, estão funcionando normalmente. Também está garantida a pensão especial destinada a crianças com microcefalia decorrente do Zika Vírus.

Em nota, o INSS afirmou que “os demais sistemas estão em fase avançada de desenvolvimento” e reforçou que trabalha para adequá-los desde agosto do ano passado, junto à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e à Dataprev. Não estipulou, no entanto, um prazo para concluir a adaptação. “A complexidade das alterações demanda cuidado para que se garanta segurança na concessão do benefício mais vantajoso ao cidadão”, explicou. 

Desde que a reforma foi aprovada, o INSS concluiu a análise de 400 mil benefícios, sendo 67 mil aposentadorias solicitadas antes das novas regras. Atualmente, 1,3 milhão de segurados esperam respostas de pedidos feitos há mais de 45 dias. O governo pretende contratar militares das Forças Armadas para reforçar o atendimento e diminuir a fila.

O presidente Jair Bolsonaro informou em uma rede social, que a placa de veículos no padrão Mercosul não será exigida em caso de troca de município.

“Placa nova apenas para carros novos ou em caso de furto ou dano”, postou Bolsonaro.

O modelo entra em vigor em todo o país no próximo dia 31, depois de diversos adiamentos. Até meados de janeiro, os estados do Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e Rio Grande do Sul já tinham adotado o novo padrão.

Em junho de 2019, no adiamento mais recente, o governo descartou a troca em caso de mudança de propriedade (venda), mas ainda determinava que ela fosse adotada em caso de mudança de município.

Veja como fica agora:

Veículos novos:

  • Primeiro emplacamento.

Veículos em circulação:

  • Se as placas forem furtadas;
  • Se as placas forem danificadas.
 
bove=""

 

S O S Estofados