Enquanto gasta milhões de reais para dizer na televisão, em blogs e outros meios de comunicação, isso pagando aos veículos de imprensa quando quer e como quer, que Pernambuco está às mil maravilhas com mais investimentos e segurança, o governo Paulo Câmara (PSB) não consegue pagar um simples aluguel de uma delegacia no Agreste pernambucano, mais precisamente na cidade de Buíque.

Pela segunda vez, os trabalhadores da Delegacia de Polícia Civil de Buíque iniciaram seus trabalhos nesta terça-feira (20) tendo que conviver com um protesto contra o descaso do Governo do Estado que há seis meses não paga o aluguel da casa onde estão instalados.

A faixa foi colocada pelo proprietário do imóvel, o Sr. Roberval Ramos, que pela segunda vez utiliza-se do mesmo expediente para cobrar os alugueis atrasados. No ano passado o proprietário fez a mesma coisa para cobrar mais de três meses de aluguel atrasado.

De acordo com o próprio Roberval, além dos atrasos no pagamento dos seis meses de aluguel, o contrato oficialmente se encerrou no final de 2017 e até hoje nunca foi renovado. Ele revela ao blogueiro Adauto Nilo que desde agosto do ano passado tramita na justiça uma ação ordem de despejo. Essa é a maneira Paulo Câmara de governar, querendo mostrar aos pernambucanos que é um bom gestor e que o Estado está as mil maravilhas sob sua administração.

http://blogdofinfa.com.br/wp-content/uploads/2016/02/IGOR1.jpg

Com o Blog de Itamar

Vereadores da base governista na Câmara Municipal de Afogados da Ingazeira se articulam para apresentar projeto de resolução que permite a reeleição da mesa, incluindo o cargo de presidente. A eleição que seria em dezembro para escolher o novo presidente, vice, primeiro-secretário e segundo-secretário, ao que tudo indica, poderá ser antecipada.

O projeto demanda dois terço dos vereadores, ou seja, o limite necessário para a reeleição na Casa Legislativa. Caso seja aprovado, o atual presidente, Igor Sá (PSD) tem direito a concorrer à recondução da cadeira mais alta da mesa. A ideia desagradou alguns vereadores, que acreditam que a possibilidade de reeleição neste caso vai contra o processo democrático. 

O PE Notícias procurou o presidente da Casa, vereador Igor Mariano que informou não está sabendo de nenhuma articulação nesse sentido. “Houve vereadores que me procuraram e disseram da sua vontade em votar em mim novamente, mas isso não quer dizer que falamos em reeleição, para que isso aconteça temos que mexer no Regimento Interno da Casa”, disse Igor. Que continuou, “o que está sendo articulado pelos vereadores é a antecipação da eleição da Mesa Diretora e se houver proposta no sentido da reeleição isso será discutido posteriormente e posta em votação”.

Perguntado em se passando a reeleição se o mesmo seria candidato Igor respondeu que “se alguns vereadores me procuraram dizendo que votariam em mim novamente não há porque dizer que não sou, isso são os frutos que estamos colhendo por está fazendo uma boa administração a frente da Casa”, disse. Perguntado se haveria candidato de oposição na futura eleição, Igor disse que até o presente ninguém tinha se manifestado nesse sentido, concluindo: “você sabe o que é voto, às vezes procuramos e não encontramos, é o que comparamos aos candidatos, hoje não tem mas amanhã quem sabe?”.

CÂMARA NOS BAIRROS

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira se reuniu nesta segunda-feira (19), para realizar sua 6ª sessão ordinária em 2018. Dentre os destaques da sessão está o requerimento do vereador Augusto Martins (PR) que solicita ao Poder Legislativo a realização de reuniões nos bairros para discutir a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e a LOA (Lei Orçamentária Anual). "Vamos ouvir o povo e inserir nas leis orçamentárias as prioridades de cada bairro, como também da zona rural", destacou Augusto Martins.

O presidente da Casa, vereador Igor Mariano (PSD) elogiou a postura do parlamentar e garantiu que haverá apoio irrestrito do Poder Legislativo para a execução das atividades: "A Câmara estará fazendo esta discussão, inserindo na própria lei as prioridades da população, esperamos que o Poder Executivo consiga realizar as obras", finalizou o presidente.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco, maior obra hídrica do País, está se destacando na programação do Fórum Mundial da Água, que acontece em Brasília até a próxima sexta-feira (23). No estande do Ministério da Integração Nacional, instalado na Vila Cidadã do evento, as atrações incluem encenações teatrais sobre o papel do Projeto no enfrentamento à seca, além de oficinas de origamis que ilustram os animais resgatados a partir de ações ambientais na área de atuação do empreendimento.

Os interessados em saber mais sobre o assunto e participar das atividades, podem visitar o espaço até a próxima sexta-feira. As apresentações de teatro acontecem sempre às 11h, 16h, 17h e 20 horas. Já as oficinas de origami, das 10h às 12h, das 14h às 17h e das 18h às 20 horas.

O local tem chamado a atenção de todo o público e atraído adultos, crianças e famílias inteiras ao local. O paulistano João Carlos Wizick veio acompanhar o filho Vinicius, estudante da 7ª série, que está no Fórum representando seu colégio em Valinhos (SP). "Consegui entender todo o roteiro do Projeto de Integração e estou vendo a quantidade de comunidades que estão sendo beneficiadas. A obra já é uma realidade", contou João Carlos.

No espaço é possível caminhar sobre um mapa com o caminho das águas do Projeto São Francisco e ver de perto todos os benefícios da obra que tem mais de 477 quilômetros de extensão e já atende a um milhão de pessoas em municípios da Paraíba e de Pernambuco. "É muito didático", completa o paulistano.

O estudante Vinicius participou atento da oficina de origami e conheceu cada animal resgatado e devolvido à natureza por meio dos programas ambientais da obra. Ele contou que aprendeu a fazer um sapo e que se interessou muito sobre a história do Projeto. "Vou procurar saber mais sobre o Rio São Francisco, pois achei o projeto muito legal", afirmou.

Sulamita Diolina é protagonista na peça sobre a história do Projeto São Francisco. Sua personagem é uma mãe de família que sofria com a seca severa do sertão, e agora comemora a chegada da água e de uma nova realidade. A atriz conta que só conhecia a obra por meio de informações da mídia e diz ter ficado encantada com depoimentos dos beneficiados. "É muito importante entender o quanto as pessoas precisam de água e às vezes precisam andar por horas sob o sol escaldante para conseguir o mínimo. Não sabemos como é difícil. Agora entendo mais", disse.

RondaJC

O deputado estadual Joel da Harpa (Podemos) está sendo investigado por suspeita de ter praticado crime de improbidade administrativa. Um inquérito civil público foi instaurado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) após o parlamentar afirmar, em entrevista, que empresta o carro oficial, locado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco, para a esposa se deslocar para bares e festas.

A polêmica teve início no último dia 6, após a esposa de Joel da Harpa ter o carro roubado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A mulher saía de uma festa acompanhada dos filhos quando foi abordada por dois homens. O Jeep Renegade foi levado e encontrado horas depois pela Polícia Militar no mesmo bairro. No mesmo dia, descobriu-se que o veículo na verdade pertencia à Alepe.

De acordo com a promotora de Justiça Áurea Rosane Vieira, a atitude do deputado estadual se configura como desvio de finalidade no uso de veículo pago com recursos públicos. “O uso de veículo oficial com finalidade estranha ao interesse público, distante do exercício da atividade parlamentar, configura desrespeito ao princípio da moralidade administrativa”, pontuou a promotora, em portaria que determinou a abertura do inquérito.

A promotora solicitou que a Chefia da Polícia Civil de Pernambuco encaminhe ao MPPE uma cópia do boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Boa Viagem. Também solicitou que Joel da Harpa seja notificado sobre a investigação aberta pelo Ministério Público para que ele apresente a defesa prévia.

Victor Soares/LeiaJáImagens/Arquivo

O Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE) está convocando a categoria para uma assembleia geral extraordinária que pode culminar em paralisações. A reunião ocorrerá na tarde da próxima sexta-feira (23). 

Entre as reivindicações dos agentes está o início do curso de formação para preenchimento de vagas. O Sindasp solicita que o Estado crie um decreto emergencial para o curso começar já em julho de 2018, formando 500 agentes de segurança penitenciária.

Outra demanda da categoria é a aquisição de mil coletes balísticos. O sindicato aponta que o dinheiro do material já foi repassado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

“Caso o estado não emita a devida resposta e a emissão do decreto emergencial para a convocação de vagas, poderá ser deliberada uma paralisação de serviço ou deflagração de operação pela legalidade”, diz o edital de convocação de assembleia. Os agentes também ameaçam fazer protestos. A assembleia tem primeira convocação marcada para as 15h e segunda convocação às 15h30.

Morte

Nesta segunda-feira (19), no Complexo do Curado, foi assassinado o agente penitenciário Roberto Murilo, de 37 anos. Ele foi baleado por um detento que tentava tomar a Permanência, setor de entrada e saída do presídio, segundo o Sindasp.

Foto: Divulgação

A Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade (CMAS) da Assembleia Legislativa do Estado (Alepe) vai visitar periodicamente os principais aterros sanitários e lixões de Pernambuco.

A primeira parada é o Centro de Tratamento de Resíduos Candeias nesta terça-feira (20), que recebe os resíduos provenientes de Jaboatão, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Moreno, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão. Segundo autor da proposta, o deputado Zé Maurício (foto), o objetivo é identificar nos locais o tratamento dado aos resíduos sólidos. 

“(As visitas) contribuirão para posteriormente realizarmos audiências públicas, com os principais entes envolvidos na gestão dos resíduos sólidos em Pernambuco, na perspectiva de ajudar na construção de uma política sustentável e sustentada de manejo desses materiais no Estado”, afirma o parlamentar, que preside a Comissão de Meio Ambiente da Alepe.

De acordo com o deputado, as visitas devem ser realizadas até o mês de junho na Região Metropolitana do Recife, Agreste, Sertão e Zona da Mata. Ainda segundo ele, a iniciativa representará o reconhecimento do real impacto desses espaços para população e das iniciativas que já vêm implementadas para o problema.

“Desde 2017, vimos promovendo debates no âmbito da CMAS, com personalidades e instâncias relacionadas à destinação correta dos resíduos sólidos, para tentarmos chegar a uma solução viável para o problema”, aponta Zé Maurício.

Segundo um levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) em 2017, 114 municípios do Estado (62%) descumprem a lei (nº 12.305/2010,) que estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A política prevê a destinação correta dos resíduos sólidos, por meio, entre outros pontos, da eliminação dos lixões, que deveriam ter sido encerrados até agosto de 2014.

Ainda de acordo com o estudo, de agosto de 2014 até 20 de fevereiro deste ano, já foram despejados no meio ambiente cerca de 5,7 milhões de toneladas de lixo – o suficiente para ocupar mil campos de futebol.

Apenas 51 municípios pernambucanos (27,7%) depositam os resíduos de forma correta, em aterros sanitários, enquanto que 10,3% das cidades operam com aterros controlados, segundo dados do levantamento. O TCE aponta ainda que o Estado vai precisar de ao menos nove anos e quatro meses para acabar com os lixões, se mantido o ritmo de implantação dos aterros sanitários dos últimos dois anos.

http://www.folhape.com.br/obj/41/264491,930,80,0,0,930,520,0,0,0,0.jpg

O pastor Everaldo, que já foi candidato a presidente da República e é o líder-mor do PSC a nível nacional, vem ao Recife, nesta terça-feira (20), no esquema vapt-vupt – passará só duas horas- a fim de prestigiar a filiação do deputado e presidente da Alepe Guilherme Uchoa no seu partido. Também vai ingressar na sigla o filho, Uchoa Júnior, que será candidato a federal.

O ato, que contará com a presidente estadual do partido, o deputado André Ferreira, promete superlotar o hotel Barramares, em Piedade, às 15h. O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, irmão de André, que é do PR, também deve participar. Há quem diga que esse é também o start da candidatura de André ao Senado.

O Globo

A iminência de um decreto de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos próximos dias levou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) a reforçarem a pressão na Corte para que a execução de penas em segunda instância volte a ser debatida pelo plenário. O ministro mais antigo, Celso de Mello, convocou os colegas para uma reunião de emergência ainda nesta terça-feira, na qual o tema deve ser o principal assunto. Apesar da investida dos colegas, a presidente da Corte, Cármen Lúcia, reafirmou na segunda-feira que não vai pautar a matéria.

Cármen Lúcia resiste em pautar as duas ações que tratam do tema, já liberadas desde dezembro para julgamento pelo relator, ministro Marco Aurélio Mello. Ela é favorável à manutenção da regra atual. Celso de Mello, por outro lado, é favorável à prisão somente após esgotados todos os recursos, conforme orientação vigente antes de 2016. Na semana passada, ele disse a Cármen que alguns colegas gostariam de conversar com ela. A reunião será no gabinete da Presidência do tribunal.

A presidente do STF também não agendou para o plenário o julgamento do habeas corpus preventivo, impetrado pela defesa de Lula, tampouco o relator da matéria, ministro Edson Fachin, decidiu levar o pedido ao plenário em mesa, ou seja, sem o agendamento prévio do processo. Fachin defende a manutenção das prisões em segunda instância, conforme o entendimento vigente.

Em entrevista à TV Globo, Cármen fez questão de deixar claro que uma eventual análise de habeas corpus sobre um caso específico não teria possibilidade de mudar a jurisprudência da Corte, que desde 2016 entende que uma pessoa pode ser presa após ser condenada em segunda instância.

— Não há nenhuma razão para que a matéria volte agora abstratamente para levar a uma mudança da jurisprudência, desse entendimento. Por isso, tendo a pauta, não cedo para que isso venha a acontecer, porque não há razão para isso. — disse a presidente do STF à TV Globo, que complementou: — Eu acho que a matéria está decidida. Ela foi decidida em 2009 pela primeira vez. Ficamos vencidos naquele entendimento de que só poderia ser executada uma pena após o trânsito julgado. Em 2016, chegamos à conclusão que não, que isto levaria a uma não punição, à prescrição de crimes, à impossibilidade de a sociedade ter a resposta de justiça que ela espera. Não houve mudança significativa nem da posição do Supremo nem de dados que me levam a pautar.

Também ontem, o ministro do STF Gilmar Mendes alfinetou, de uma vez só Cármen Lúcia e os demais ministros da corte. Primeiramente, Mendes criticou a recusa de Cármen em pautar a rediscussão sobre a execução de pena após análise em segunda instância. Depois, apontou o dedo para seus colegas, os quais, segundo ele, adotam postura ativista em suas decisões. Nos dois casos, foi irônico. Mendes disse que a análise de pedidos de réus presos ou com possibilidade de serem presos é prioritária no STF.

— Nunca ninguém discutiu a pauta ou não de um habeas corpus. Isso é coisa de “Direito Achado na Rua” (uma corrente no pensamento jurídico). Quando há possibilidade de o réu ser preso ou está preso, em geral, colocamos isso com a maior urgência. Isso não está à disposição do presidente, disse o ministro.

GILMAR NEGA HC COLETIVO

Gilmar Mendes é relator no STF de um dos dois habeas corpus coletivos apresentados na semana passada pela Associação dos Advogados do Estado do Ceará (AACE), solicitando que todos os condenados em segunda instância sejam libertados ou impedidos de serem presos. Ontem à noite, ele negou o pedido por considerá-lo genérico. “Seria temerária a concessão da ordem, um vez que geraria uma potencial quebra de normalidade institucional. Isto porque, ainda que pairem dúvidas acerca da manutenção, ou não, do entendimento desta Corte em relação ao tema, as prisões em tela têm justa causa”, anotou Gilmar

Paralelamente às discussões entre os próprios ministros do STF, representantes de 12 associações de advogados vão entregar memorial em apelo para que a Corte confirme a constitucionalidade do artigo 283 do Código de Processo Penal e, a partir daí, ponha fim às prisões de réus condenados em segunda instância. O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, um dos autores do memorial, nega que o movimento tenha como objetivo pressionar o tribunal a emitir uma decisão favorável a Lula. Segundo ele, a falta de definição sobre o assunto tem sido prejudicial a todos os réus que estão sendo presos para cumprir penas mesmo sem condenação definitiva.

— O processo está apto a ser julgado desde dezembro. Não tem nada a ver com o Lula. Tem a ver com a situação "lotérica" que vivemos hoje. Se o pedido de um habeas corpus cai numa Turma do STF, o resultado é um. Se cai na outra Turma, o resultado pode ser o oposto. Isso não é apequenar o STF, disse Kakay, numa referência as divergências no STF sobre o assunto.

Fachada do Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Dorivan Marinho/SCO/STF)

Por meio do Colégio Nacional de Procuradores Gerais dos Estados e do Distrito Federal (Conpeg), 15 estados e o DF tentam entrar na briga pela possibilidade de as unidades da federação contarem com loterias. O governo federal quer eliminar tal previsão.

A Conpeg solicita ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para ser admitida numa Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) – que considera irregular a pretensão de a União monopolizar a criação e gestão de loterias – na condição de "amici curiae". Um dos trechos do pedido da Conpeg diz o seguinte: "… a interpretação dada pela União, no sentido de reputar ilegítima a exploração pelos Estados das loterias estaduais, desrespeita o princípio do pacto federativo, esvaziando importante fonte de receita  para o financiamento da Seguridade Social…"

Quem relata o caso no STF é o ministro Gilmar Mendes.

Por Franklin Portugal*

Semana passada escrevi aqui sobre o dia histórico pelo qual passaria o Afogados FC. Pois bem, o dia 18 de março de 2018, ficou registrado para o heroico Afogados FC que esteve às portas da semifinal do campeonato pernambucano. O adversário? Somente o melhor time da primeira fase, e o Náutico esteve jogando em casa, na Arena Pernambuco.

Mas o que chama a atenção desse confronto a meu ver são duas situações: a primeira foi à humildade da equipe do Afogados da Ingazeira em reconhecer de certa forma a superioridade técnica do Timbu. Adotou por isso postura defensiva e tentar o gol por escassos contra ataques. A segunda situação reflete tristeza e indignação porque mostra como o Náutico chegou à vitória magra por 1 x 0: um pênalti arranjado pela arbitragem, pois a proposta de se defender do Afogados tava funcionando.

Não fosse o pênalti marcado erradamente aos 18 do segundo tempo, o 0 x 0 seguiria até o fim. Arlan e Wallace Pernambucano puxavam a camisa um do outro na área, mas Gilberto Castro Jr. preferiu marcar a penalidade que resultou no único gol.

Será pedir demais que a arbitragem funcione nos próximos jogos sem que forçadamente sejam beneficiados somente as “ditas” grandes equipes da capital?

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo – em Caruaru e colabora com o Blog PE Notícias.

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) promove, na próxima quinta-feira (22), o seminário “Fortalecimento, expansão e consolidação das capacidades de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica no âmbito das áreas estratégicas do ITEP”. O objetivo do evento é apresentar os resultados dos trabalhos desenvolvidos pelos pesquisadores visitantes vinculados ao instituto via edital da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe). "Novas tecnologias, produtos, oportunidades de negócios e metodologias nasceram graças à parceria com os pesquisadores associados. A realização de um trabalho como esse é essencial para o desenvolvimento das organizações de pesquisa tecnológica no Estado. Certamente, os resultados alcançados trarão benefícios para setores estratégicos da economia de Pernambuco", afirma o presidente do ITEP, Antonio Vaz. 

O seminário acontece no auditório Pelópidas Silveira, das 8h30 às 12h. A abertura será realizada a partir das 9h pela secretario em exercício de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Leonildo Sales; o presidente do ITEP, Antonio Vaz, e o presidente da Facepe, Abraham Sicsú. Em seguida, os pesquisadores apresentarão individualmente seus projetos de pesquisa. Ao término das apresentações, haverá um momento para realização de atividades em grupo e o encerramento se dará com a exposição de proposições para a continuidade dos trabalhos em conformidade com as demandas de mercado identificadas.

Conheça os projetos

Energia Sustentável – Soluções para Geração de Calor em Médias Temperaturas em Processos Industriais utilizando Coletores Solares Térmicos. Pesquisador: Dr. Luis Arturo Gómez Malagón (UPE). Gestores: João Marques e Osmar Baraúna.

Engenharia e Operação de Redes de Comunicação – Aplicação da Computação sensível a Contexto no Gerenciamento de Redes de Computadores. Pesquisador: Dr. Carlos André Guimarães Ferraz (UFPE). Gestora: Zuleika Tenório.

Engenharia Sustentável – Objeto: Avaliação das Potencialidades de Utilização de Resíduos de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em Produtos para a Construção Civil. Pesquisador: Dr. Antonio Acácio de Melo Neto (UPE). Gestor: Carlos Wellington.

Gestão de Tecnologia e Inovação – Objeto: Práticas de Gestão de Tecnologia e de Inovação em Organizações de Pesquisa Tecnológica. Pesquisadora: Dra. Roberta Medeiros de Souza (UFRPE). Gestor: Geraldo Magela.

Sustentabilidade em Matrizes Ambientais – Objeto: dinâmica espaço-temporal de metais e hidrocarbonetos aromáticos na água do estuário do Rio Capibaribe. Pesquisador: Dr. Gilvan Takeshi Yogui (UFPE). Gestora: Sílvio Mário.  

A Prefeitura de Serra Talhada, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, realiza de 19 a 23 de março a programação da Semana da Água 2018. A programação conta com atividades educativas nas escolas e creches, oficinas, palestras e seminários.

A abertura acontece na manhã desta segunda-feira (19), às 09h, com uma dramatização e apresentações na Creche São João Batista, no IPSEP. Na terça-feira (20) tem produção de mural pelos alunos do Colégio Imaculada Conceição, às 09h; na quarta-feira (21) tem palestra no Colégio Francisco Mendes, às 08h.

Na quinta-feira (22), a será realizado o seminário “O uso consciente da água” em comemoração pelo Dia Mundial da Água, na Câmara de Vereadores, às 09h; e na sexta-feira (23) tem oficina de construção de viveiros de mudas, palestra sobre “O uso consciente da água” e distribuição de mudas no Sítio São Bento, às 09h.

Confira a programação:

SEMANA DA ÁGUA: 19 a 23 de Março de 2018

Segunda-feira – Dia 19

Local: Creche São João Batista

Horário: 9 horas

Atividade: Dramatização pelos alunos da creche com o tema “Se eu fosse uma gotinha…”, entre outras apresentações referentes ao tema abordado; Palestra ministrada pela equipe de educação ambiental da SEMMA sobre “A importância da água: como armazenar e usar de forma consciente”.

Terça-feira – Dia 20

Local: Colégio Imaculada Conceição – CIC

Horário: 9 horas

Atividade: Produção de mural pelos alunos do 2º ano com o tema “Se eu fosse uma gotinha…” e apresentação para as demais turmas do colégio; Palestra ministrada pela equipe de educação ambiental da SEMMA sobre “A importância da água: como armazenar e usar de forma consciente”.

Quarta-feira – Dia 21

Local: Colégio Francisco Mendes

Horário: 8 horas

Atividade: Palestra ministrada pela SEMMA sobre “A importância da água: como armazenar e usar de forma consciente” para as turmas do 1º ao 5º ano.

 Quinta-feira – Dia 22

Local: Câmara de Vereadores de Serra Talhada

Horário: 9 horas

Atividade: Comemoração pelo Dia Mundial da Água: SEMINÁRIO “O USO CONSCIENTE DA ÁGUA” ( O Uso Consciente da Água, Medidas de Combate ao Desperdício Hídrico no Sertão do Pajeú, Cuidados com Água Parada e Disseminação do Aedes Aegypti em Serra Talhada).

Leitura da Declaração Universal do

Sexta-feira – Dia 23

Local: Sítio São Bento (Zona Rural de Serra Talhada)

Horário: 9 horas

Atividade: Oficina de construção de viveiros de mudas; Palestra sobre “O uso consciente da água” (SEMMA) e distribuição de mudas.

https://ogimg.infoglobo.com.br/in/22141319-004-598/FT1086A/420/x73407873_TOPSHOTThis-photograph-taken-on-November-23-2017-shows-schoolchildren-as-they-listen-to.jpg.pagespeed.ic.BchrjBeBZB.jpg

Entre janeiro e fevereiro de 2018, Pernambuco conseguiu efetivar 247 transplantes de órgãos e tecidos, 1 a mais do que o mesmo período de 2017. O destaque fica por conta do aumento de 50% nos procedimentos de rim: em 2017 foram 46 e em 2018, 69. Esse é o órgão com a maior fila de espera, contando, atualmente, com 768 pacientes. No caso de coração, houve uma diminuição de 40% nos procedimentos. Em 2017, até fevereiro, foram realizados 10 transplantes do órgão. Já neste ano, foram seis.
 
No Brasil, a autorização para doar órgão ou tecido é dada por um parente de até segundo grau do doador. Nos dois primeiros meses do ano, 43 entrevistas com familiares foram realizadas. Dessas, 22 autorizaram a doação e 21 recusaram, ou seja, 48,8% dos casos foram impossibilitados da doação.Além dos procedimentos de rim e coração, neste ano também foram feitos 16 transplantes de fígado (diminuição de 10% – 18 em 2017), 122 de córnea (queda de 10% – 136 em 2017) e 34 de medula óssea (mesmo quantitativo de 2017).
 
Até o dia 23 demarço, a CT-PE está realizando capacitação com médicos das principais unidades de saúde do Estado sobre os conceitos de morte encefálica. Uma
nova capacitação também já está agendada para abril, em parceria com o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe).

Atualmente, 966 pessoas estão em fila de espera por um órgão ou tecido em Pernambuco. O maior quantitativo aguarda por um rim (768), seguido de fígado (93), córnea (62), medula óssea (25), coração (16) e rim/pâncreas (2).
 
De acordo com o balanço de 2017 da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), divulgado neste mês de março, Pernambuco ficou em primeiro lugar do Norte e Nordeste no número de procedimentos de coração, rim, pâncreas, córnea e medula óssea, que, juntos, totalizam mais de 1,6 mil pessoas transplantadas no ano passado. O Estado ainda figura na segunda colocação do Brasil no caso do coração.

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos próximos dias já é tratada por pessoas ligadas a ele como algo inevitável. A expectativa desse entorno do petista, porém, é que a estadia do ex-presidente atrás das grades seja breve. A avaliação deles é de que membros do Judiciário querem “a foto” de Lula preso, mas que quando isso acontecer, a situação não se sustentará por muito tempo, com a acolhida de algum dos recursos da defesa.

— Querem a foto da prisão, a humilhação. Mas não consigo imaginar Lula preso por muito tempo. Ele vai ficar uma semana, dez dias no máximo, diz um amigo do presidente, sem detalhar a estratégia de defesa que será implementada para viabilizar a soltura.

Existem hoje duas possíveis saídas para Lula pendentes de julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), onde residem as esperanças do ex-presidente. Há um habeas corpus preventivo apresentado pela própria defesa, negado liminarmente pelo ministro Edson Fachin, e uma outra ação que busca revisar a jurisprudência sobre a prisão após condenação em segunda instância. A presidente do STF, Cármen Lúcia, já avisou que não pautará os processos, e Fachin, por sua vez, informou que não levará o habeas corpus “em mesa”, ou seja, diretamente ao plenário.

MUITO ABALADO

Como o julgamento do recurso da defesa de Lula contra a condenação em segunda instância deve ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) ainda neste mês, dificilmente haveria como evitar a prisão por decisão do STF. Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo caso do tríplex do Guarujá (SP).

O ex-presidente nega publicamente, mas amigos dizem que não está descartada a possibilidade de que Lula faça uma greve de fome em sua cela para pressionar a Justiça a liberá-lo da prisão. Ele também já chegou a confessar no círculo íntimo que não quer passar pela humilhação de usar uma tornozeleira eletrônica.

— Ele diz que não vai aceitar a tornozeleira eletrônica. O presidente já está se encaminhando para a última fase da vida dele, não quer morrer como um idiota, conta um amigo.

Aliados relatam que ele está muito abalado com a situação que vive. Dizem que nem ele nem o partido estavam preparados para enfrentar essa batalha da prisão do principal líder da legenda. Alas mais radicais defendem que, no caso da decretação da prisão de Lula, seja feita uma mobilização de militantes para formar um grande cordão humano em volta da casa do ex-presidente ou do Instituto Lula, com o objetivo de criar comoção e dar trabalho à polícia.

— O Lula está muito derrubado, nunca vi ele desse jeito. Todo mundo duvidava que chegaria a esse ponto. Mas chegou, observa outro interlocutor do petista.

Mesmo abatido, o ex-presidente tem dado sequência a viagens pelo país. Ele inicia hoje uma caravana pela região Sul. Chega ao Rio Grande do Sul e percorrerá Santa Catarina e Paraná. No dia 26 de março, quando a 8ª Turma do TRF-4 pode analisar o caso, Lula deve estar em Foz do Iguaçu (PR). A previsão é que depois dessa data ele siga para atos em Curitiba (PR), ironicamente onde pode ficar preso após a condenação.

Nesses atos como pré-candidato, além de sua defesa pessoal, Lula pretende priorizar discursos sobre Educação. Ele programa visitar universidades criadas no seu governo, lembrando ações promovidas nessa área durante sua gestão.

A desarticulação de uma quadrilha que atuava desviando recursos da Igreja Católica de Formosa (GO) resultou na prisão, nesta segunda, feira, do bispo de Formosa, Dom José Ronaldo, quatro padres e um monsenhor. Eles são acusados de desviar de dízimos, doações e taxas de batismo e casamento nas paróquias da região. Segundo o G1, o prejuízo estimado é de mais de R$ 2 milhões.

O MP de Goiás informou que estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão em três municípios – Formosa, Posse e Planaltuna – de forma simultânea. As investigações começaram após denúncias de fiéis, que informaram que os desvios acontecem desde 2015. Além de residências e igrejas, um monsteiro também é alvo da investigação.

A operação tem a coordenação dos promotores de Justiça Fernanda Balbinot e Douglas Chegury e conta com a atuação de mais dez promotores, com apoio do Centro de Inteligência (CI) do MP-GO, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Entorno do Distrito Federal, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI-MP), além da Polícia Civil e da Polícia Militar.