http://2.bp.blogspot.com/-k4lwB8IbRHM/TuFGtKE7G3I/AAAAAAAAAEQ/jKOICT9qAPY/s1600/TESTE1.JPG

Ascom

Para comemorar o Dia Nacional do Servidor Público e o lançamento da nova sede, o Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemppe) realiza nesta sexta-feira (27), uma série de atividades que terão início a partir das 9hs e irão acontecer durante todo o dia no casarão localizado à Rua Visconde de Suassuna, nº 114, em Santo Amaro. O novo espaço está localizado em frente ao edifício Paulo Cavalcante e o Centro Cultural Rossini Alves.

No local, haverá campanha de vacinação para prevenção de doenças como gripe, difteria + tétano e hepatite B, lembrando que todos os servidores que quiserem se vacinar devem levar os seus cartões de vacina para atualização; feira orgânica; comercialização de flores; reunião do conselho deliberativo; assembleia geral; palestra sobre o “Papel dos servidores na atuação finalística do MPPE”, proferida pela promotora de justiça Maísa Melo, da 2ª PJ de Cidadania de Olinda; pela assistente social Shirley Nascimento, e pela jornalista Andréa Conradini; sessão de cineclube que visa ressaltar a importância do trabalho dos servidores com os filmes “El empleo" e "O homem que virou armário"; e, para finalizar, happy hour regado a muito rock clássico da Pickpockets Band na voz de Léo Falcão.

SERVIÇO:

COMEMORAÇÃO DIA NACIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO E INAUGURAÇÃO NOVA SEDE

QUANDO: 27.10

HORÁRIO: 9 às 21hs

LOCAL: Sede do Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemppe), à Rua Visconde de Suassuna, nº 114, em Santo Amaro.

PROGRAMAÇÃO:

9h às 17h – campanha de vacinação (prevenção da gripe, difteria + tétano e hepatite B, lembrando que todos os servidores que quiserem se vacinar devem levar os seus cartões de vacina para atualização)

9h às 15h – feira orgânica e venda de flores

13hs – Reunião Conselho Deliberativo

15:30hs – Assembleia Geral

16:30hs – Palestra/seminário – O papel dos servidores na atuação finalística do MPPE proferida pela promotora de justiça Maísa Melo, da 2ª de Cidadania de Olinda; pela assistente social Shirley Nascimento, e pela jornalista Andréa Conradini.

17:30hs – Sessão de cineclube com os curtas-metragens “El empleo” e “O homem que virou armário".

18h – Happy hour com a Pickpockets Band.

Ascom

Quem foi na noite desta quinta-feira (26), à Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara pode testemunhar belíssimas apresentações de nossas crianças. O Projeto Quinta Cultural, em uma edição especial para a Semana do Bebê, reuniu em apresentações magistrais, crianças talentosas nas mais diversas expressões artísticas.

O público lotou a Praça para assistir às apresentações das crianças atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, com os grupos de dança, a exemplo do Seme’art e o Raízes Afogadenses, o Balé Semear, e a primeira apresentação do grupo Express’art, balé mirim de Afogados, coordenado pela Secretaria de Cultura.

Também passaram pelo palco os pequenos e talentosos João Pedro e Lucas do Acordeon, que enriqueceram a noite com a música regional de altíssima qualidade evocada em seus instrumentos, e a cantora mirim Maria Clara Mascena, interpretando belas canções com o acompanhamento de Chagas, talentoso multi-instrumentista Afogadense.

E no Pajeú, como sempre, não poderia faltar a poesia, que faz desta terra um lugar único no mundo. E a poesia foi muito bem representada pelos pequenos declamadores João Pedro e Maria Laíssa, alunos das Escolas Municipais do São João e Francisca Lira, respectivamente. A locução do evento também foi comandada por uma criança, a jovem Lara Kamilly, de onze anos, aluna da Escola Municipal em tempo integral Padre Carlos Cottart. Outra novidade do evento foi a transmissão simultânea em linguagem de libras, por dois profissionais com especialização na área. 

O vice-prefeito Alessandro Palmeira acompanhou apresentações da Quinta Cultural ao lado do secretário-executivo de Cultura, César Tenório; da secretária de Assistência Social, Joana Darc; e da coordenadora da Semana do Bebê, Socorro Martins.

“Não poderia deixar de participar dessa Quinta Cultura que trouxe belíssimas apresentações das nossas crianças, sob a orientação de profissionais talentosos. O que mostra como é importante incentivar esse aprendizado e propiciar momentos em que nossas crianças possam conhecer toda a riqueza de nossa cultura sertaneja, sobretudo nesses tempos de internet e celulares,” declarou Palmeira.

A saída foi anunciada pelo próprio Luxemburgo durante a entrevista coletiva após o resultado / Diego Nigro/JC Imagem

Vanderlei Luxemburgo não é mais treinador do Sport. O ex-comandante rubro-negro foi demitido após a derrota para o Junior Barranquilla por 2 a 0 na Copa Sulamericana. A saída foi anunciada pelo próprio Luxemburgo durante a entrevista coletiva após o resultado. Seu substituto será Daniel Paulista, que assume interinamente até o fim do Brasileirão.

Luxemburgo demonstrou bastante irritação ao longo de seu pronunciamento. Ele confirmou também que foi informado sobre a decisão do Sport ainda nos vestiários, pedindo que os jornalistas procurassem a direção do clube para procurar outros esclarecimentos.

Em pronunciamento após a saída de Vanderlei Luxemburgo, o vice-presidente o Sport, Gustavo Dubeux, agradeceu o trabalho de Luxa. "Gostaria de agradecer pelo trabalho do Vanderlei Luxemburgo. Um excelente profissional, que abraçou a causa do clube. Ele se encaixou rapidamente em tudo que representa o Sport para todos nós", declarou o dirigente.

"É uma decisão colegiada de todos os diretores, de cabeça fria. A gente faz as coisas pensando no clube, no lado profissional. Problema é que nós temos um jogo domingo contra o Curitiba. Então o futebol exige uma celeridade nesses assuntos", completou.

Decisão baseada no segundo turno do Brasileirão

Ainda de acordo com o dirigente, a decisão pela saída do treinador foi tomada diante do desempenho do clube no segundo turno. O clube rubro-negro obteve apenas uma vitória nos 11 jogos disputados no returno da competição. Em toda a sua trajetória no Leão, Luxemburgo disputou 34 jogos, 11 vitórias, 8 empates e 15 derrotas. Um aproveitamento de 40,2%.

"Nós tivemos uma retrospectiva do segundo turno que deixou a desejar. Não foi uma questão somente desse jogo. Gostaria de deixar os parabéns ao Junior, me parece ser o time mais organizado competição e, na minha opinião, deve ganhar a Sulamericana. Precisamos, agora, focar mais no Brasileiro, que é o campeonato mais importante. Temos que mirar no jogo de domingo, que é fundamental para o planejamento do clube e permanecer na primeira divisão", afirmou Dubeux.

Ainda de acordo com o dirigente rubro-negro, Daniel Paulista deverá assumir como treinador interino até o fim do Brasileirão. "Nosso entendimento é colocar Daniel Paulista como interino. Ele é pessoa que vem se aprimorando. Está cada vez mais ganhando essa condição, participou da nossa comissão. Acho que esta preparado para assumir o clube, sendo a melhor opção para esses jogos. Ele fica como treinador interino até o final do brasileiro", declarou.

Documentário retrata morte de seis profissionais

Em 2016, o Brasil ocupava a quarta posição mundial na lista de países que registaram mais mortes de jornalistas, segundo dados do Ranking Mundial de Liberdade de Imprensa. O País teve quatro assassinatos ao longo do ano, atrás apenas de México (12), Síria (7), Iêmen (5) e empatado com o Iraque (4). Essa realidade cruel com os profissionais da imprensa é retratada no documentário Quem matou? Quem mandou matar?, que será lançado neste sábado (28).

O projeto, que também rendeu uma série de reportagens, foi produzido pelos jornalistas Bob Fernandes, Bruno Miranda e João Wainer, pelo programa Tim Lopes, da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). Os jornalistas viajaram para quatro Estados brasileiros para contar a história de seis profissionais mortos no País: Gleydson Cardoso de Carvalho, Djalma Santos da Conceição, Rodrigo Neto de Faria, Walgney Assis de Carvalho, Paulo Roberto Cardoso Rodrigues e Luiz Henrique Rodrigues Georges.

Para começar a produção do documentário, Fernandes utilizou a lista do CPJ (Committee to Protect Journalists, Comitê para a Proteção de Jornalistas em tradução livre), que enumera 39 jornalistas assassinados. A partir desse banco de dados, selecionou as histórias que seriam relatadas no documentário. Os critérios utilizados para a escolha foram o local onde o crime aconteceu — Camocim (CE), Ponta Porã (MS), Conceição da Feira (BA) e Ipatinga (MG) — e o tipo de caso. O primeiro passo foi a pré-produção, realizada pelo jornalista Lucas Ferraz. 

"Tendo isso em mãos, eu chegava à cidade e investigava, levantava a história para contar", explica Fernandes.

O jornalista conta que a produção do documentário começou em março deste ano. Segundo ele, o grupo fez viagens com duração de uma semana para conseguir levantar a maior quantidade de informações possíveis. Na busca pelas histórias, encontrou algumas obstáculos.

"As pessoas chegam a um ponto que querem esquecer, por medo ou porque não aguentam aquilo. Todo mundo tem medo de falar", diz.

Depois das viagens, continuou em contato com as fontes para atualizar possíveis avanços nos casos investigados. Em Camocim, por exemplo, soube que o juiz do caso decretou a prisão de mais dois envolvidos no crime. Questionado porque o Brasil ainda tem alta criminalidade contra jornalistas, Fernandes se apoiou nas estatísticas e destacou que o País tem índice de resolução de crimes inferior a 10%. Também citou a ocorrência há quase 60 mil mortes violentas por ano.

— Por que seria diferente com os jornalistas? Nesse ambiente, você não tem punição. A diferença é que a morte do jornalista é como se fosse um alarde, porque as pessoas estão acostumadas a ver os jornalistas a falarem sobre os assassinatos.

Jornalismo nos dias de hoje

Para Fernandes, o papel clássico do jornalista continua sendo o de informar o público adequadamente. No entanto, as mudanças no cenário da profissão trouxeram novos desafios para o dia a dia do profissional.

— Hoje ele tem um acréscimo de função. São tantas informações que você tem que ter uma espécie de filtro para juntar aquilo tudo e ter uma informação que chegue mais redonda. Acho que uma das funções principais hoje é traduzir aquilo tudo.

O documentário será exibido neste sábado (28) no Caixa Belas Artes, localizado na rua Consolação, 2423, às 16h30. Não é preciso se inscrever e a entrada é livre, mas os interessados estão sujeitos à lotação do espaço.

Palocci questionou demora no julgamento do habeas corpus

Em manifestação ao ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), Antônio Palocci, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, manifestou inconformismo por a Suprema Corte ainda não ter julgado o habeas corpus que a defesa dele apresentou em abril.

Preso desde setembro de 2016, Palocci pede o julgamento imediato do pedido de liberdade. "A ausência de julgamento de mérito do habeas corpus fere frontalmente o princípio da duração razoável do processo", dizem os advogados. Os defensores destacam que o habeas corpus foi enviado ao Supremo em abril e alegam que, por Palocci estar preso, deveria ter preferência sobre os demais pedidos a serem analisados.

A defesa compara a situação de Palocci à de Eduardo Cunha, argumentando que Fachin já liberou para julgamento um habeas corpus do peemedebista sendo que "o habeas corpus em favor de Antônio Palocci Filho é anterior ao feito envolvendo o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha".

Segundo os advogados, os dois pedidos tratam de réus presos e o habeas corpus de Palocci "deveria ter sido julgado, ou ao menos sido liberado para julgamento, em momento anterior à liberação para julgamento do recurso ordinário em habeas corpus envolvendo Eduardo Cosentino da Cunha".

Em 3 de maio, Fachin rejeitou conceder liminar a favor de Palocci e decidiu enviar para o plenário do Supremo Tribunal Federal o julgamento sobre o pedido da defesa por liberdade. A decisão foi tomada após Fachin ter três derrotas consecutivas na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal.

Nos bastidores da Corte, o movimento foi visto como uma forma de evitar o relaxamento da prisão do petista. Neste habeas corpus, a Corte poderá firmar um entendimento sobre as prisões preventivas de longa duração na Operação Lava Jato.

http://s2.glbimg.com/SC150ggSWwTuGzBrHq7A64lEb10=/560x430/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2017/10/26/bad_rabbit.jpg

A Presidência da República encaminhou um comunicado a órgãos do governo em que alerta sobre os perigos do vírus denominado Bad Rabbit. Segundo o documento, ele infecta os computadores e copia suas informações.

As máquinas também costumam ficar travadas e só são liberadas após pagamento de resgate, o que é desaconselhado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

No comunicado, são sugeridos oito procedimentos para atacar o problema. Entre eles, isolar a máquina da rede ao primeiro sinal de infecção.

Ascom

Tem início nesta sexta-feira (27), uma das mais importantes atividades educacionais promovidas pela Prefeitura de Afogados da Ingazeira. Em sua décima primeira Edição, a Feira Interativa de Leitura e Conhecimento (FILCO) deverá levar alunos, professores, gestores escolares e a população em geral, para assistir as apresentações dos projetos de leitura desenvolvidos nas Escolas do município durante todo o ano.

A partir das 16h, apresentam-se os alunos das Escolas Municipais Apresentação dos Centros de Educação Infantil Maria Genedy Magalhães, Evangelina de Siqueira e São Sebastião; e das Escolas Municipais do São João, José Rodrigues, Letícia de Campos Góes e Ana Melo.  Neste Sábado (28), a partir das 17h, também na Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara, apresentam-se os alunos das Escolas Municipais Levino Cândido, Dom Mota, Padre Carlos Cottart, Domingos Teotônio, Maria Gizelda Simões, Francisca Lira, Petronila de Campos Góes e Geraldo Cipriano.

Bebê prefeito

Na abertura da FILCO haverá a cerimônia de entrega simbólica das chaves da cidade ao pequeno Jonathan Emanoel, primeiro bebê a nascer de parto normal em Afogados da Ingazeira durante a semana do bebê. Ele nasceu saudável, com 51 cm e 3,1kg. A família é da comunidade rural do Riacho da Onça. O Vice-Prefeito, Alessandro Palmeira, acompanhou esta semana as primeiras vacinas preconizadas pelo Ministério da Saúde, tomadas pelo pequeno Jonathan. Na cerimônia, além da chave de Afogados, o bebê receberá um banner com sua foto, para recordação deste momento, e um kit com produtos de higiene e primeiros cuidados.

Portaria que define a mudança da data na Alepe foi publicada no DO do Poder Legislativo / Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

O Dia do Servidor Público Estadual é comemorado no próximo sábado (28), mas alguns órgãos decidiram antecipar o feriado para esta sexta-feira (27). Algumas repartições, entretanto, ainda não decidiram se vão alterar a data e outras optaram por não realizar mudanças.

Uma portaria publicada nesta quinta-feira (26) no Diário Oficial do Poder Legislativo informa que, amanhã, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) antecipará as comemorações do feriado e determina que o expediente da casa seja considerado ponto facultativo. O documento é assinado pelo deputado estadual Diogo Moraes, primeiro secretário da Alepe.

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) também optou por antecipar a data e não abrirá as portas nesta sexta. De acordo com o órgão, as atividades retornarão à normalidade na próxima segunda-feira (30).

EXPEDIENTE NORMAL

Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Tribunal de Justiça do Estado terão expediente normal. A Prefeitura do Recife disse que analisa se transferirá o feriado de sábado para a sexta-feira da próxima semana (3), logo após o recesso de Finados (2), na quinta. A definição do caso, conforme o Executivo municipal deve ser publicada no Diário Oficial ainda nesta semana.

Aluísio Lessa comemorou o cancelamento do FestVerão Porto (Foto: Rinaldo Marques/Alepe)

Nesta semana, foi aprovado na comissão de constituição legislação e justiça o Projeto de Lei 1550/2017, do deputado estadual Aluisio Lessa (PSB), que visa destinar 10% das verbas do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para ações de segurança pública por parte dos municípios.

“O objetivo do PL é possibilitar o auxílio das prefeituras ao Estado no combate à violência. Com esses recursos estabelecidos, os gestores municipais poderão aplicá-los em diversos pontos, como iluminação de ruas, instalação de câmeras de monitoramento, aprimoramento da guarda municipal, entre outros pontos”, explica.

A expectativa é que até o final de novembro o projeto esteja com o governador Paulo Câmara para aprovação final.

A merendeira Gilda Rosângela Cordeiro, de 32 anos, representante do estado de Pernambuco, foi a grande vencedora da região Nordeste no Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar 2017. A competição é promovida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC). A grande final foi realizada em clima de festa, hoje, no auditório do Sebrae, em Brasília. Gilda trabalha na Escola Estadual Juazeiro, no município de Tacaratu, na região do Sertão pernambucano, e escolheu participar da competição com o prato “Caldo Nordestino”.

O “Caldo Nordestino” de Gilda é feito com mandioca, couve e coxão de bode. A merenda é servida para os 259 alunos da Escola Juazeiro. “O principal ingrediente do meu prato é amor e carinho pelos estudantes. Amo minha profissão, para mim a mais importante do mundo. Os ingredientes do prato vêm da agricultura familiar e da horta da escola”, contou Gilda, sem esconder a felicidade por sair vitoriosa na disputa e faturar o prêmio de R$ 6 mil e uma viagem ao Caribe, com tudo pago.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou que o concurso recebeu mais de 2 mil inscrições na primeira etapa e que os pratos concorrentes nesta edição chamaram a atenção pela alta qualidade dos ingredientes e o sabor. "Nós estamos muito felizes em poder reunir a representação daquilo que temos de melhor na alimentação dos nossos alunos, em todo o território brasileiro. Essas merendeiras são profissionais importantíssimas, pois conseguem traduzir as regras e leis que o governo federal estabelece em refeições muito saborosas”.

Já o diretor de Ações Educacionais do FNDE, José Fernando Uchôa, que entregou o prêmio para Gilda Rosângela, reiterou a importância dessas receitas como exemplo para diversas escolas em todo o país. “O concurso foi um grande sucesso e a nossa intenção é replicar essas boas práticas e receitas em outros municípios e estados do país”.

Além de Gilda, foram vencedoras as merendeiras Maria Cláudia Ferreira dos Santos, representando a região Norte com o prato “Macarronada Paraense”; Debora de Souza Leal Ribeiro, representando a região Centro-Oeste com o prato “Legumes ao Creme de Milho”; Luciana Aparecida Pinheiro, representando a região Sudeste com o prato “Arroz Minerim”; e Daniela Fernanda Felizardo, representando a região Sul com o prato “Polenteca”.

http://api.serratalhada.pe.gov.br/wp-content/themes/theme-pmst/images/logo-pmst.png

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura Municipal de Serra Talhada informa que é falsa a informação divulgada pelo site: http://concursos2018.club/ acerca da abertura de concurso público no município, ao mesmo tempo em que reitera que em breve o certame será aberto oficialmente e amplamente divulgado pelos nossos canais institucionais.

A Prefeitura Municipal lamenta esse tipo de notícia fantasiosa e orienta a população a acompanhar os canais institucionais do município: Site (www.serratalhada.pe.gov.br), Facebook (prefeituradeserratalhada) e Instagram (prefeituradeserratalhada).

Se o carro for vendido, o condutor principal terá seu nome automaticamente desvinculado do Renavam / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

O proprietário de veículo poderá indicar o nome do condutor habitual, que passará a ser o responsável pelas infrações de trânsito que cometer. É o que prevê a Lei 13.495/17, sancionada na terça e publicada nessa quarta-feira (25) no Diário Oficial da União. A norma entra em vigor daqui a 90 dias.

A nova lei tem origem no Projeto de Lei 6376/09, aprovado na Câmara em agosto deste ano. Após aceitar a indicação, o motorista habitual terá seu nome inscrito em campo próprio do cadastro do veículo no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e assumirá a presunção da responsabilidade pelas infrações de trânsito cometidas com o veículo.

Atualmente

Hoje, as penalidades, como multa e pontos na carteira, ficam em nome do dono do veículo, a menos que esse indique, dentro do prazo, a identidade do condutor que cometeu a infração. Se o carro for vendido, o condutor principal terá seu nome automaticamente desvinculado do Renavam.

A assessoria do Inep confirmou ter tomado conhecimento da decisão / Foto: ABr

O desembargador federal Carlos Moreira Alves, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), determinou a suspensão do item 14.9.4 do edital do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2017 que atribui nota zero, sem correção de seu conteúdo, à prova de redação que seja considerada desrespeitosa aos direitos humanos. A decisão foi tomada em caráter de urgência, a pedido da Associação Escola Sem Partido, tendo em vista a proximidade da realização das provas, que já começam no próximo dia 5 de novembro.

De acordo com a Escola Sem Partido,"o edital do Enem não exige dos candidatos e dos corretores qualquer familiaridade com a 'por vezes complexa' legislação relativa aos direitos humanos. Ou seja: não se trata, no edital, do respeito a essa legislação".

A assessoria do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) confirmou ter tomado conhecimento da decisão, mas aguarda uma notificação judicial para recorrer.

Ao analisar o caso, o magistrado invocou dois fundamentos que sustentam a ilegitimidade desse item do edital do ENEM: “ofensa à garantia constitucional de liberdade de manifestação de pensamento e opinião, também vertente dos direitos humanos propriamente ditos; e ausência de um referencial objetivo no edital dos certames, resultando na privação do direito de ingresso em instituições de ensino superior de acordo com a capacidade intelectual demonstrada, caso a opinião manifestada pelo participante venha a ser considerada radical, não civilizada, preconceituosa, racista, desrespeitosa, polêmica, intolerante ou politicamente incorreta”.

Ainda de acordo com o magistrado, o próprio INEP não tem muita segurança quanto à legitimidade do item 14.9.4 do edital. “Não vejo maior relevância na argumentação do agravado de que, conforme pacificado pela Suprema Corte, não se admite ao Poder Judiciário reexame de critérios de correção de processos seletivos. No caso em exame, não se trata de critério de correção de prova, mas, sim, de negativa de correção da mesma, mediante atribuição de nota zero sem que se faça tal atribuição mediante a avaliação intelectual de seu conteúdo ideológico”, advertiu.

Enem e direito humanos

De acordo com a Cartilha do Participante – Redação no Enem 2017, divulgada no último dia 16 pelo Inep, algumas ideias e ações serão sempre avaliadas como contrárias aos direitos  humanos, como: defesa de tortura, mutilação, execução sumária e qualquer forma de “justiça com as próprias mãos”, isto é, sem a intervenção de instituições sociais devidamente autorizadas.

Também ferem os direitos humanos, a incitação a qualquer tipo de violência motivada por questões de raça, etnia, gênero, credo, condição física, origem geográfica ou socioeconômica e a explicitação de qualquer forma de discurso de ódio voltado contra grupos sociais específicos.

Provas

A prova de redação do Enem sempre exigiu que o participante respeite os direitos humanos, mas, desde 2013, o edital do exame tornou obrigatório o respeito ao tema, sob pena de a redação ser zerada.

As provas do Enem acontecem em dois domingos, 5 e 12 de outubro, a partir das 13h30, horário de Brasília. No dia 5 haverá provas de redação, linguagens e ciências humanas, com 45 questões em cada um dos testes objetivos. No segundo dia do Enem, em 12 de novembro, os candidatos responderão a 45 quesitos de matemática e 45 de ciências da natureza. Até a publicação desta matéria, o despacho com a decisão ainda não tinha sido publicado, segundo o TRF-1.

http://www.alvinhopatriota.com.br/wp-content/uploads/2017/10/Colmeia.jpg

Foi realizada em Arcoverde a 10ª edição do “Projeto Colmeia”, com a oferta de diversos serviços gratuitos para a população. Quem passou pelo Cecora contou com orientação e testagem rápida para as hepatites B e C; orientação sobre saúde bucal; aferição de pressão e glicemia; consultas médicas e urológicas; triagem auditiva e acuidade visual; teste rápido de HIV/Sífilis; atendimento nutricional para idosos; exames clínicos das mamas e citopatológicos.

Ainda foram oferecidos serviços de higiene e beleza com depilação, manicure, pedicure, limpeza de pele, corte de cabelo, dicas de maquiagem, design de sobrancelhas e massagem relaxante. O público também recebeu orientações previdenciárias e jurídicas, pôde solicitar 2ª via da Certidão de Nascimento ou Identidade, cadastrar-se no CadÚnico e receber outras orientações.

O Projeto Colmeia é promovido pelo Serviço Social do Comércio de Pernambuco (SESC-PE), com o apoio de diversas entidades.

Lula Marques/Agência PT

O brasileiro Michel Temer é considerado o presidente com maior taxa de rejeição do mundo, atrás até do venezuelano Nicolás Maduro, indicou uma pesquisa do grupo de análise política Eurasia. De acordo com a sondagem, que coletou dados a partir do mês de agosto, Temer detém 3% de aprovação popular, a menor em todo o mundo.

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, que enfrenta denúncias de corrupção, tem 18%. Já o venezuelano Nicolás Maduro, que trava um confronto político interno com a oposição e cujo país fora sancionado em fóruns internacionais devido à censura e prisão de seus adversários, tem 23% de apoio popular.

A lista dos líderes "mais impopulares" conta ainda com o mexicano Enrique Penã Nieto, com 28% de aprovação; a premier britânica, Theresa May, que possui 31% e conduz o polêmico processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE); o norte-americano Donald Trump, com 37%; e o francês Emmanuel Macron, com 45%, que, apesar de recém-eleito, tem gerado reações internas por seus projetos de reformas.

Ontem, Temer se livrou de sua segunda denúncia em três meses. A Câmara dos Deputados negou o prosseguimento da denúncia de obstrução de justiça e participação em organização criminosa, por 251 votos a favor e 233 contrários.