Apesar de ser batizada de Capital do São João pelo Governo Municipal, Arcoverde vai abrir seus festejos juninos no próximo dia 22 de junho ao som do ritmo sertanejo do cantor Ávine Vinny. Antecedendo o show do cantor que mistura sertanejo com axé e algo que chama de forró, além de alta produção e muito led, se apresenta a banda de pífanos Santa Luzia, homenageada da festa este ano. Além deles se apresentam neste dia o cantor Luan Douglas & Vilões do Forró.

O show desvirtua uma festa que foi considerada uma das datas mais importante, perdendo apenas para o Natal e Dia das Mães, quando o comércio contratava mais funcionários, dobrava as vendas, principalmente nas áreas de vestuário, calçados, hotelaria e serviços.

Este ano, a festa será reduzida à apenas 09 dias, sendo que em um deles, a segunda-feira, dia 25, não terá shows no palco central localizado na Praça da Bandeira. Neste dia acontece um festival de quadrilhas. A expectativa do comércio é que este deve ser um dos São João com menor movimento, mas aposta ainda na tradição para atrair clientes. 

Faltando apenas cinco dias para a abertura da festa a estrutura ainda está sendo montada nas praças da Bandeira e Winston Siqueira. Nesta segunda-feira, o Palhoção do Polo do Forró Pé de Serra (foto acima) ainda nem sequer foi erguido. Assim como o palco central e os camarotes, agora ampliados após a morte do pé de castanholas. Ainda na Praça Winston Siqueira, a decoração está incompleta e falta ainda as estruturas dos bares serem montadas, assim como na Praça da Bandeira ainda não foi montado o Polo Gospel. 

Sem grandes novidades, além dessa de abrir a festa com música sertaneja misturada com axé, o São João de Arcoverde vem perdendo espaço no cenário estadual, segundo o blog Folha das Cidades, para outras cidades que souberam se reinventar a realizam, a exemplo de Petrolina, grandes festejos juninos. Caruaru, por exemplo, que se restringia a apenas os shows do palco central há alguns anos atrás, se reinventou e hoje conta com mais de 22 polos que vão desde o forró tradicional à música eletrônica.

Petrobras reduz em 1,24% o preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (18) uma nova redução no preço da gasolina em suas refinarias, desta vez, de 1,24%. Com o anúncio, o litro do combustível negociado no parque de refino da estatal custará R$ 1,8941, ou seja, 2 centavos a menos do que o preço atual (R$ 1,9178). As informações são da Agência Brasil.

Em junho, a gasolina acumula queda de preço de 3,71% (7 centavos por litro). Nos últimos 30 dias, o recuo chega a 5,51% (11 centavos por litro).

'Lula foi preso por uma besteira', declara Japonês da Federal

Conhecido como Japonês da Federal, Newton Ishii (foto), se tornou um dos principais rostos da Operação Lava Jato ao fazer parte de diversas prisões que ganharam destaque internacional. No entanto, em uma das principais, a do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, ele ficou de fora. Mesmo assim, se fez presente ao comentar os rumos da investigação agora que está aposentado (desde fevereiro desse ano).

Para ele, a Lava Jato teria que ser partidária. “[Os tucanos] não foram presos porque ainda não foram julgados. Quanto tempo o Lula demorou para ser preso? Quatro anos. E foi por uma besteira”.

Ishii ainda fala sobre como a prisão do petista foi conduzida: “Fui contra ele ter vindo pra cá [Curitiba]. Pra que gastar tanta grana pra fazer o deslocamento e trazer colegas de fora para nos ajudar? Ele podia ter ficado em SP, num quartel ou na PF. Até falei isso pro superintendente da PF, que não gosta muito de mim, não sei por quê. Mas ele disse que o Moro não entende”.

A promessa da seleção simplificada para agentes socioeducativos está mais próxima de ser concretizada. O Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IBDI) foi escolhido como a banca que será responsável por todo o processo. No total, 496 candidatos serão aprovados e devem ser convocados imediatamente para trabalhar nas unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) localizadas na Região Metropolitana do Recife.

A escolha da banca e a assinatura do contrato no valor de R$ 290 mil foram publicados no Diário Oficial do Estado no último sábado (16). O edital com detalhes do processo seletivo ainda não foi divulgado, mas está próximo, já que os aprovados devem ser nomeados ainda no segundo semestre deste ano, com o objetivo de diminuir o déficit de agentes nas unidades.

CONCURSO DA PM

Seguem até 16 de julho as inscrições para o concurso com 500 vagas para soldado da Polícia Militar de Pernambuco.  A remuneração inicial é de R$ 2.819,88. O Instituto de Apoio à Fundação Universidade de Pernambuco (Iaupe) será responsável pela seleção. Do total de vagas, 5% estão reservadas para pessoas com deficiência. Os aprovados vão receber bolsa auxílio mensal de R$ 1,1 mil durante curso de formação.

O candidato deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição, através de boleto bancário a ser impresso ao final do procedimento de inscrição, nas Casas Lotéricas ou em qualquer instituição bancária, no valor de R$ 135. O boleto estará disponível no  site: www.upenet.com.br, devendo ser impresso, para pagamento, após o preenchimento da ficha de solicitação de inscrição.

http://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/2018/06/17/normal/d7d5011c9cb9e6f4c893f355770e0d66.jpg

A decepção do Brasil na Rússia neste início de mundial poderia ter ficado restrita ao empate contra a Suíça, mas a atitude de um grupo de torcedores canarinhos na sede da Copa do Mundo gerou polêmica, revolta e envergonhou muitos brasileiros. Em diferentes vídeos que circulam pelas redes sociais, pelo menos quatro torcedores com a camisa verde e amarela aparecem ao lado de uma estrangeira cantando palavras obscenas sem que a moça os compreenda. Para os pernambucanos, chamou a atenção o fato de que um dos presentes é ex-secretário de Turismo de Ipojuca, o advogado Diego Valença Jatobá.

Nas imagens, Jatobá aparece vestindo a camisa da Seleção com um lenço no pescoço ao lado da mulher enquanto o grupo se filma fazendo referência ao órgão sexual da moça de maneira impublicável. Em um dos locais onde o vídeo foi reproduzido, o perfil do Instagram do aplicativo do Mete A Colher – plataforma de apoio a mulheres e combate à violência – a publicação chegou a ter mais de 400 comentários repudiando o ato.

“Postamos o vídeo com o objetivo de discutir a situação. Sabemos que o futebol se mostra como um esporte machista no Brasil e ali ele foi usado para constranger uma mulher, que sequer estava entendendo o que acontecia. Precisamos discutir como o machismo é uma coisa cotidiana, que quebra fronteiras”, argumenta a co-fundadora do Metendo a Colher, Renata Albertim.

As imagens também foram compartilhadas no Twitter pela deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), que comentou: “Risadas idiotas. Vergonha desses caras em grupo, se achando engraçados dizendo idiotices ao redor de uma garota. Façam isso com um russo bem grandão! Retuitei só pra dizer que esses babacas podem ter grana pra chegar lá, mas não representam o Brasil”.

Para a ativista e professora de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Ana Paula Melo, a ação do grupo demonstra como o machismo se utiliza de diferentes artifícios para subjugar as mulheres – no caso do vídeo, o idioma foi a ferramenta. “Fica muito claro a situação de ridicularização quando se coloca no lugar da moça estrangeira uma mulher do nosso convívio próximo. O que aqueles homens achariam se aquilo acontecesse com uma pessoa da família deles?”, questiona a professora.

OUTRAS POLÊMICAS

Diego Jatobá era filiado ao PSB quando esteve à frente da pasta de Turismo em Ipojuca durante a gestão de Pedro Serafim (PDT), encerrada em 2013. Nesse mesmo ano, já afastado do cargo, o advogado se envolveu em outra polêmica ao postar em suas redes sociais uma foto segurando várias cédulas de US$ 100. Depois da publicação, se justificou afirmando que o dinheiro não era seu e tratava-se de uma brincadeira entre amigos.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jatobá não está filiado a nenhum partido. Sua a última filiação foi com a Democracia Cristã (antigo Partido Social Democrata Cristão – PSDC), que foi cancelada em 14 de abril deste ano. A reportagem entrou em contato com o advogado, mas, até esta publicação, não recebeu retorno.

RETRATAÇÃO

Para a ativista e membro do Fórum de Mulheres de Pernambuco Simone Franco, também é preciso discutir punições para esse tipo de atitude. “Na minha opinião, a retratação de pessoas públicas apenas alimenta o ciclo de violência contra a mulher. O homem faz e diz o que quer e depois posa de arrependido? A violência não é reparada com uma retratação. Acho que nós, mulheres, estamos cansadas de retratações públicas”.

Marilia Arraes é pré-candidata ao Governo do Estado

Por Ulisses Gadêlha/Folha de Pernambuco

A tendência positiva da vereadora Marília Arraes (PT) nas recentes sondagens para o governo do Estado têm colocado em dúvida as negociações de aliança entre PT e PSB em torno da reeleição do governador Paulo Câmara. O adiamento dessa definição para o fim de julho, inclusive, é visto como uma tentativa de contornar o vulto que a vereadora ganhou após as suas andanças do Sertão à capital.

Além do senador Armando Monteiro (PTB), oficializado pré-candidato, Marília é o único nome viável, segundo analistas, e precisa cair em campo de imediato, se o PT quiser alcançar protagonismo no cenário local. Mas contra a petista, pesam o desconhecimento e a falta de estrutura para obter palanques nos municípios.

A cientista política Priscila Lapa pondera que é necessário observar a tendência de Marília nas próximas pesquisas para confirmar a consolidação do nome da vereadora na corrida para o Executivo estadual. “Ela não é uma candidata com imagem ruim. Tem uma imagem leve, tem os requisitos que as pessoas procuram ultimamente nesse desejo de renovação. Não associam o nome dela com corrupção, apesar de ela estar no PT, que tem uma imagem desgastada nesse sentido”, avalia.

A analista aponta que a herança familiar proporcionada pelo avô Miguel Arraes tem um peso especial na disputa, mas não é a variável determinante. “Ao se distanciar do PSB em 2014, ela teve uma postura coerente, cresceu politicamente, ganhou visibilidade. Faz um discurso coerente, o seu rompimento foi programático, ao afirmar que não concordava com a forma como o partido vinha conduzindo a gestão. Além disso, ela teria consistência de chegar ao eleitor decepcionado com a gestão de Paulo Câmara, sem necessariamente dar uma guinada à direita, como é o caso de Armando, que tem DEM e PSDB como aliados”, considera a professora.

O cientista político Elton Gomes, por sua vez, pondera que a visão nacional deverá prevalecer no debate entre lançar Marília ou se aliar ao PSB. A aproximação do PT com o PSB, em Pernambuco, será refletida em outros estados, como Minas Gerais (Fernando Pimentel, do PT) e São Paulo (Márcio França, do PSB), onde esses partidos disputam o Executivo estadual com chance de vencer. A divisão, nesse caso, poderia favorecer candidatos do espectro oposto, como é o caso do senador Antonio Anastasia (PSDB), em Minas, e do ex-prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), pré-candidato ao governo paulista.

Sobre os ombros da direção nacional do PT ainda pesa a responsabilidade de pelo menos manter a bancada eleita em 2014, com 70 deputados. Hoje o partido tem 61 deputados federais. Segundo as regras vigentes, a sigla receberá cerca de R$ 200 milhões do fundo eleitoral. Esse número de parlamentares é fundamental para assegurar tal estrutura de recursos de orçamento que permite aos petistas um pesado financiamento. Só que há uma perspectiva de redução da bancada, já que a legenda reduziu pela metade o número de prefeitos na eleição de 2016. Nesse sentido, uma estratégia mais competitiva passa essencialmente pela eleição proporcional.

Elton pontua que o governador Paulo Câmara, atualmente, detém a maior coalizão de partidos, o que gera maior tempo de televisão e maior estrutura de prefeitos. “A tendência é que quando começar a campanha real, tendo mais tempo de TV e com a campanha mais curta, Paulo se distancie dos outros competidores. Teremos a reedição do embate de 2014, entre Paulo e Armando. Bancar a candidatura de Marília ao governo teria um custo muito alto para o PT, que necessita de bancada federal para manter os recursos partidários”, apostou o especialista.

Na visão do cientista político Leon Victor de Queiroz, o PT é um partido que concentra o poder de decisão nas mãos do diretório nacional, o qual já demonstrou interesse na política de alianças. “Nesse caso, não adianta a força dela, o quanto ela tá mobilizando e se tá bem colocada. O diretório nacional está pensando em fortalecer a bancada. Pensando logicamente, é a nacional que deve decidir a estratégia, porque unifica o programa do partido. Decidir nos estados é uma lógica inversa, que não é bom nacionalmente, não ajuda o partido”, verifica.  

 Resultado de imagem para fotos do ifpe afogados da ingazeira

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) prorrogou para amanhã o pagamento da taxa de inscrição para o vestibular 2018.2, que acontecerá no dia 1º de julho. Os candidatos na disputa por uma das 2.585 vagas devem emitir o boleto e realizar o pagamento nas agências do Banco do Brasil. O valor para as inscrições referentes a cursos técnicos é de R$ 30. Já para quem pretende cursar o ensino superior, o custo é de R$ 55. 

Com a alteração do cronograma, a data de divulgação do cartão de inscrição acabou adiada para o dia 25. Já a retificação do cartão de inscrição foi transferida para os dias 25 e 26 deste mês. A data de aplicação da prova, no entanto, não sofreu alterações.

Candidatos aos cursos técnicos responderão a 30 questões de múltipla escolha. Quem vai concorrer a uma das vagas dos cursos superiores fará uma prova com 50 questões de múltipla escolha, além de redação.

Os exames terão início às 9h, com duração de 3h para os cursos técnicos e de 4h para os cursos superiores. A avaliação de música acontecerá também no dia 1º, das 14h às 17h. A data prevista para divulgação do listão dos aprovados é 11 de julho. 

São ofertadas vagas para 31 cursos técnicos na modalidade subsequente e oito na modalidade integrado, além de dois cursos superiores, em 16 campi. Informações: (81) 2125-1724 ou pelo e-mail cvest2018@reitoria.ifpe.edu.br.

Ascom

A noite do último sábado foi de encerramento do concurso “Arraial do Meu Bairro”, que aconteceu no bairro São Brás, vencedor da última edição. Estiveram presentes o vice-prefeito Alessandro Palmeira, o secretário de Cultura, Turismo e Esporte, Edygar Santos, e o vereador e morador do bairro, Sargento Argemiro.

Animação foi o que não faltou. A população mostrou bastante empenho e dedicação para que pudessem realizar uma festa muito bonita. O evento começou bastante animado com a subida das quadrilhas em direção ao local das festividades. A Quadrilha Arrasta Chinela, bicampeã do concurso de Quadrilhas Matutas de Afogados da Ingazeira, além da Quadrilha matuta “Candeeiro”, abrilhantaram a festa com suas coreografias e encenações. Os alunos da escola Domingos Teotônio se apresentaram recitando alguns versos autorais e de outros poetas.

Para quem queria degustar comidas regionais, moradores do bairro ofertaram a todos os presentes, em barraquinhas montadas nas calçadas, as mais deliciosas comidas típicas desse período junino. 

O encerramento ficou por conta do cantor Adelino do Acordeom, que tocou alguns sucessos marcantes do forró pé-de-serra.

Neste ano, a disputa foi bastante acirrada, mas quem levou troféu foi o bairro Brotas, campeão pela primeira vez do concurso. A comissão julgadora foi formada pelos radialistas Wellington Rocha e Michele Martins, além do artista plástico e educador, Luciano Pires. 

“A população abraçou bastante a ideia e com isso o evento cresceu. Em 2019 faremos como 2018, vamos ouvir a população e os bairros que participaram e ajustar algumas coisas para que possamos realizar uma edição ainda melhor”, destacou o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Edygar Santos.

O vice-prefeito Alessandro Palmeira falou da importância que o evento tem para continuar preservando a tradição da raiz nordestina, tão marcante nesse período de São João.  “Estamos felizes com o resultado. A população abraçou a ideia. Todos os bairros estiveram lotados, estiveram festivos, e era isso que queríamos,” destacou Alessandro. 

http://s2.glbimg.com/u5w-UoySosnWM5NI5i49FnL4Aik=/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2014/04/14/828_roberto_freire_e_marina_silva.jpg

Em busca de alianças eleitorais, emissários da pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, começaram a sondar políticos de outros partidos para compor sua chapa presidencial. Nomes de peso da Rede, como o senador Randolfe Rodrigues (AP), citam o presidente nacional do PPS, o ex-ministro da Cultura, hoje deputado federal Roberto Freire, como um dos políticos ideais para disputar o Palácio do Planalto como vice de Marina Silva. 

“Acho que o companheiro de chapa de Marina devia ser ou alguém do meio empresarial, que seja honesto, que seja sério, ou do perfil político do Roberto Freire. É um nome que encaixa perfeitamente. Talvez seja a pessoa do mundo político que reúna as melhores condições para ser vice de Marina”, disse Randolfe. 

Marina e Freire já conversaram sobre o cenário político-eleitoral. Eles têm boa relação. Não houve, porém, um indicativo de aliança. Um dos encontros, na sede da Rede, foi intermediado pelo deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), próximo a Freire. “Não podemos induzir um partido a nos apoiar”, diz Miro, cauteloso. “As coisas têm seu tempo, o PPS terá seu tempo de deliberação. Não sabemos os compromissos do PPS pelo País, em termos até de candidatura presidencial.” Com dificuldade de articular uma coligação que amplie sua exposição na TV no horário eleitoral, Marina declarou que buscaria apoio de legendas que formaram sua coligação em 2014, entre elas, PPS, PSB, PHS, PRP, PSL e PPL. Sem partidos aliados, ela ficaria com cerca de 10 segundos na propaganda televisiva. 

O PPS, no entanto, está comprometido em apoiar o pré-candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin. Ao Estado, Freire negou que tenha recebido convite formal da pré-candidata. Aliados do ex-ministro da Cultura, entusiasmados com a possibilidade, dizem que o PPS tende a decidir quem apoiará às vésperas do início da campanha, em agosto. Freire é aliado de longa data do tucano e diz que “está trabalhando” para que o partido confirme apoio a Alckmin. 

https://abrilveja.files.wordpress.com/2017/04/economia-saque-fgts-inativo-20170410-004.jpg

A Caixa Econômica Federal abriu os saque das cotas do PIS sem limite de idade, para pessoas que trabalharam no período de 1971 a 4 de outubro de 1988. Inicialmente, os cotistas entre 57 e 59 anos poderão sacar o dinheiro a partir de hoje, até 29 de junho. Se não o fizerem, ainda terão entre 8 de agosto e 28 de setembro para a retirada. Cotistas que já têm 60 anos ou mais não precisam respeitar este calendário, pois o saque já é permitido.

O intervalo acontece porque, em julho, as contas são reajustadas. Por isso, o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, recomendou que as pessoas que puderem, aguardem até agosto para sacar os valores já reajustados. No ano passado, essa correção foi de 8%. De 30 de junho a 7 de agosto, não haverá nenhum pagamento. 

No caso de morte do titular da conta, o saldo poderá ser resgatado por seus dependentes ou sucessores. Os trabalhadores da iniciativa privada que quiserem saber se têm algo a sacar deverão fazer a consulta pelo site www.Caixa.Gov.Br/cotaspis. No caso dos servidores públicos, a verificação poderá ser feita pela página www.Bb.Com.Br/pasep. O BB também permitirá fazer a checagem por meio dos terminais de autoatendimento. 

O fundo do PIS/Pasep contém o dinheiro que foi depositado pelos empregadores em nome dos trabalhadores entre 1971 e 1988. A partir desse ano, a Constituição Federal alterou a destinação dessa contribuição, e os recursos passaram a ser depositados no Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). 

No dia 8 de agosto, os bancos vão creditar os recursos para os clientes de todas as idades que têm conta. Estes nem precisarão procurar uma agência. O depósito será automático. Depois, de 14 de agosto a 28 de setembro, o banco vai atender os beneficiários de todas as idades, em suas agências. 

A lei que ampliou a possibilidade de saque foi sancionada, na quinta-feira (13), pelo presidente Michel Temer. No caso específico do PIS, 21,3 milhões de brasileiros terão direito à retirada, segundo a Caixa. O valor total disponível passa de R$ 28,1 bilhões. No caso do Pasep, os cotistas com idade a partir de 57 anos poderão sacar o dinheiro diretamente nas agências, até 29 de junho. Nesta etapa, serão beneficiadas 1,8 milhão de pessoas, com um total aproximado de R$ 4,61 bilhões. 

O saque das cotas do PIS será efetivado após a confirmação do direito. Para valores até R$ 1.500, as retiradas poderão ser feitas nos terminais de autoatendimento, apenas com a Senha Cidadão, sem a necessidade do Cartão do Cidadão. 

Se preferir retirar o dinheiro numa casa lotérica ou num correspondente Caixa Aqui, será preciso ter o Cartão Cidadão, além de um documento oficial de identidade com foto. 

Os saques de até R$ 3 mil poderão ser feitos nos terminais do banco, nas lotéricas ou nos correspondentes, desde que os interessados tenham o Cartão do Cidadão, com senha cadastrada, e levem um documento com foto. 

Os valores acima de R$ 3 mil deverão ser sacados nas agências, mediante a apresentação de um documento com foto. Os herdeiros legais também terão direito ao saque.

Ascom 

Durante dois dias, Afogados da Ingazeira foi palco do 6° Festival Regional de Quadrilhas Estilizadas, evento promovido pela Prefeitura Municipal.

A abertura aconteceu no último sábado (16) e ficou por conta da Bicampeã do Festival de Quadrilhas Matutas, Arrasta Chinela, e logo após, se apresentaram quadrilhas das cidades de Pesqueira, Solidão e Tavares, na Paraíba. No domingo, foi à vez da cidade vizinha, Tabira, e da capital do Xaxado, Serra Talhada, que tiveram suas Quadrilhas representadas. 

Durante as apresentações, as Quadrilhas foram avaliadas nos quesitos casamento, marcador, coreografia, figurino, repertório musical, tema, noivo, noiva e rainha. A comissão julgadora foi composta por integrantes da Secretaria Municipal de Cultura e Esportes, e pelos radialistas Wellington Rocha e Marco Montinelly.

“Esse é o sexto ano que a Prefeitura de Afogados da Ingazeira realiza o Concurso, e desta vez inovamos em aumentar a quantidade de dias do festival, vendo a demanda de Quadrilhas participantes, e avaliamos como positiva a mudança,” destacou o secretário Municipal de Cultura e Esportes, Edygar Santos.

O vice-prefeito Alessandro Palmeira, de Afogados da Ingazeira, esteve presente aos dois dias de Concurso e avaliou positivamente a iniciativa. “O Concurso tem crescido bastante ao longo desses seis anos, não apenas no aumento das Quadrilhas participantes, mas também na movimentação econômica que isso representa. Temos recebido pessoas de várias cidades da região durante o concurso, e isso movimenta a economia,” avaliou Alessandro.

A grande vencedora do 6º Concurso Regional de Quadrilhas Estilizadas foi a “Fogueirarte”, da cidade de Solidão. Explosão Jovem, de Tabira, e Sem Limite, de Serra Talhada, ficaram com a segunda e a terceira colocações, respectivamente. A Secretaria de Cultura informa que as Juninas participantes que não estavam presente no domingo à noite, podem procurar a Secretaria para tirar qualquer dúvida sobre o evento.

Por Inaldo Sampaio

A Frente das Oposições talvez não tenha tomado uma decisão certa ao descartar o deputado Sílvio Costa como companheiro de chapa de Mendonça Filho para a disputa das duas vagas de senador. Sílvio, em que pese o seu “lulismo exacerbado”, como se diz por lá, seria útil ao palanque por ter um discurso contundente contra o governo, sem apelar para “baixarias”, e uma técnica para fazer entender-se pela média dos eleitores como nenhum outro político pernambucano tem. Além disso, daria graça e “ânimo” a essas forças, que tentam conquistar pela segunda vez o Palácio do Campo das Princesas.

No entanto, elas chegaram à conclusão de que não deveriam colocá-lo na chapa a fim de reservar a segunda vaga de senador para uma eventual aliança com o PP (que está descartada) ou com o PSC (que ainda é possível). Sílvio não passou recibo do descarte e lançou-se “candidato avulso” a senador, empunhando a bandeira do “lulismo”. Quanto à vaga de vice-governador, que também permanece indefinida, há um candidato natural para ocupá-la depois que o deputado Bruno Araújo excluiu-se dela: o ex-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, de tradicional família sertaneja e tão bom de discurso quanto o pai, o saudoso ex-deputado Osvaldo Coelho, que se entregou de corpo e alma durante cerca de meio século à defesa das causas nobres do semiárido nordestino.

O filho montado num mandato daria continuidade à luta do pai. Ele é filiado ao PSDB, partido que deverá fazer a indicação do vice, e não convidá-lo para essa vaga poderá ser um segundo erro tático das oposições nessa maratona difícil pela conquista do governo estadual.

Ex-senador Luiz Estevão chega para depoimento na 10ª Vara Federal, em Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)

G1

A Polícia Civil do Distrito Federal fez buscas, neste domingo (17), na cela que abriga o ex-senador Luiz Estevão e o ex-ministro da Articulação Política do governo Michel Temer, Geddel Vieira Lima (MDB-BA). Os dois dividem um alojamento com outros presos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Segundo a polícia, as buscas foram autorizadas pela Justiça e motivadas pela denúncia, feita por um detento, de que os políticos estariam recebendo “regalias” na prisão. Barras de chocolate, anotações que seriam de Geddel e pelo menos cinco pendrives – supostamente, de Luiz Estevão – foram apreendidos.

À TV Globo, o advogado de Geddel Vieira Lima disse que “estranha, mais uma vez, a defesa técnica não saber da operação antes da imprensa”. A defesa de Luiz Estevão também disse desconhecer as buscas, e não quis se pronunciar.

De acordo com a Polícia Civil, durante as buscas, Estevão tentou se livrar de um pendrive jogando o dispositivo na privada. O aparelho foi recuperado e passará por perícia.

Além do conteúdo dos itens apreendidos, os investigadores querem descobrir quem facilitou a entrada dos alimentos e das mídias.

A ação foi realizada pela Coordenação de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil do DF e pela Promotoria de Execução Penal do Ministério Público do DF. Até a noite deste domingo, nenhum dos órgãos tinha detalhado as possíveis medidas a serem tomadas com base no material encontrado.

Geddel chega ao aeroporto de Brasília (Foto: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO)

Regalias

A suspeita de regalias na cela ocupada por Luiz Estevão não é inédita. Em março de 2017, uma inspeção encontrou itens proibidos nas dependências compartilhadas pelo ex-senador. A lista incluía chocolate, cafeteira elétrica, cápsulas de café e até macarrão importado.

O político também é acusado pelo MP do DF de financiar a reforma do bloco onde cumpre pena no Complexo da Papuda. Pelo menos três ex-gestores da Papuda também são listados no processo por, supostamente, terem sido coniventes com o empreendimento.

Considerada “luxuosa” em comparação ao restante da unidade, a ala de vulneráveis ocupada por Estevão (e Geddel, desde setembro) tem sanitário e pia de louça, chuveiro, cortina, tapete, cerâmica e paredes pintadas.

As prisões

Geddel Vieira Lima foi denunciado na operação Cui Bono e está preso em Brasília desde setembro – antes, ele passou três meses em prisão domiciliar na Bahia. Durante a investigação, a Polícia Federal descobriu R$ 51 milhões em malas e caixas em um apartamento atribuído a ele, em Salvador (BA).

Geddel foi indiciado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução de investigação. Ele está em prisão preventiva, e ainda aguarda julgamento.

Já o ex-senador pelo DF Luiz Estevão foi condenado a 26 anos de prisão por fraudes e desvios nas obras do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. Essa sentença já transitou em julgado, ou seja, não pode ser alvo de novos recursos.

Em março, a Justiça ampliou essa pena em dois anos pelo crime de sonegação fiscal. A defesa recorre dessa sentença, e diz que o processo já prescreveu – ou seja, perdeu a validade.

Tanto Geddel quanto Estevão cumprem pena no Centro de Detenção Provisória (CDP), no complexo da Papuda. Além dos presos provisórios, o CDP tem ala reservada para ex-policiais e detentos com direito a cela especial.  

O ex-presidente Lula, em 1 de março deste ano.

Por Tom C. Avendaño/El País

Luiz Inácio Lula da Silva, o primeiro ex-presidente do Brasil a ir para a prisão por corrupção e, mesmo assim, de acordo com as pesquisas, o favorito indiscutível para a maioria dos eleitores para assumir a presidência nas eleições de outubro, para desgraça do resto das elites políticas do país, tem uma nova ocupação: comentar a Copa do Mundo Rússia 2018 na televisão. Seu amigo, o veterano jornalista esportivo José Trajano, Ultrajano em seus vários perfis online, anunciou nesta semana nas redes sociais que, a partir desta segunda-feira, o presidente dará sua opinião sobre as idas e vindas da seleção brasileira no programa Papo com Zé Trajano, da TVT. Conseguir isso em um país em que é ilegal entrevistar presos requer um esquema bem tramado: Lula vai acompanhar os jogos na televisão que tem em sua cela – um dos privilégios de que desfruta por ser ex-presidente – e escreverá suas opiniões em cartas, pois a lei permite que prisioneiros mantenham correspondência com amigos (não é preciso ser procurador-geral para aceitar que Ultrajano é amigo de Lula: basta vê-los em qualquer um dos muitos programas que gravaram juntos, ou também os vídeos em que Ultrajano, já sozinho, pede que Lula volte à presidência). Assim que a carta for recebida, o apresentador lerá as opiniões do ex-presidente ao vivo.

A decisão é no mínimo incomum, tanto para um aspirante a candidato à presidência quanto para um político preso pela sentença mais polêmica do amplo catálogo de vereditos por corrupção no Brasil. Os muitos inimigos de Lula atribuem isso ao seu egocentrismo; seus seguidores, não menos numerosos, ao realismo mágico que se empenham em projetar sobre o ex-presidente e seus dois mandatos, entre 2002 e 2010, quando o Brasil cresceu de forma grandiosa e milhões de pessoas deixaram a pobreza extrema. Mas também é provável que a decisão venha da terceira característica mais marcante de Lula: sua astúcia política. Da prisão ele não pode comentar a atualidade política ou ser entrevistado; ao mesmo tempo, existe a velha teoria de que no Brasil as eleições são ganhas por aquele que passa mais tempo na televisão. Nesse dilema, a Copa do Mundo é uma desculpa perfeita para passar sob os holofotes um tempo do que seus adversários não têm. É o golpe perfeito, aperfeiçoado por um último detalhe. Se quisesse, Lula poderia alegar que comentar a Copa do Mundo é um trabalho e pedir a redução da pena. Dificilmente o conseguiria, mas a cara de seu inimigo, o juiz Sérgio Moro, ao ler a petição também seria uma forma de vitória política.

Os mais dois milhões de turistas desembarcados da Rússia (segundo os cálculos do governo) para acompanhar a Copa do Mundo fizeram crescer os olhos do comércio nas 11 cidades onde as 32 seleções jogarão nas próximas semanas.

A demanda fez disparar os preços de hotéis e táxis. Um quarto velhusco no centro da capital, que, no ano passado saía a US$ 70, está por nada menos que US$ 205. O dono alega renovações para receber os visitantes do campeonato — uma cafeteira de expresso e ducha nova. A inflação da Copa é evidente. E todos querem tirar proveito. Mas a expectativa é a de que os preços voltem ao normal tão logo os gringos volte para casa.

— A inflação da Copa deve ser insignificante. Terá um efeito de curto prazo e apenas em algumas cidades. Vai afetar alguns tipos de mercadorias e serviços, em geral consumidos por turistas, avisou ontem a presidente do Banco Central da Rússia, Elvira Nabiulina.

Desde o início do ano, o governo acompanha com atenção o comportamento dos índices de preços. Chegou a punir hotéis que tentavam cobrar valores até 5.000% mais altos do que deveriam. Mas é impossível controlar as forças de um mercado que não vê demanda tão alta há alguns anos em um país que acaba de sair de uma recessão.

A ordem é contar com os gordos recursos que os estrangeiros devem gastar pelo país — cerca de US$ 1,6 bilhão, pelas contas do Ministério do Desenvolvimento Econômico — para turbinar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Mas sem inflação. Os índices de preços foram controlados a duras penas no país, e hoje estão em um recorde histórico de baixa desde o fim da União Soviética. Nos anos 1990, que os russos chamam até hoje de “caos”, os indicadores bateram percentuais acima de 2.000%, experiência semelhante à dos brasileiros durante a década de 1980.

Até que a situação se normalize, as companhias de táxi parecem ter uma tabela que varia conforme o sotaque do passageiro. Uma corrida até o aeroporto pode custar 350% mais cara do que o padrão. E o comércio nas áreas onde há mais concentração de turistas também aumentou os preços.

Em abril, o presidente de organização local da Copa, Arkady Dvorkovitch, afirmou que não haveria crescimento econômico na Rússia sem o investimento pesado realizado durante os preparativos da Copa, apontada como a mais cara de todos os tempos. Foram cerca de US$ 14 bilhões, ou perto de 1% do PIB nos últimos cinco anos, quatro dos quais o país está sob sanções.

Pelas contas de Nabiulina ontem, o evento deve aumentar a ajudar a economia russa esse ano com algo entre 0,1% e 0,2% do PIB. A expectativa para este ano é de expansão de 1,5% a 2% do PIB.