Da Revista Fórum

O juiz Jailton Tontini determinou que seja usada à força policial para remover a vigília Lula Livre, no entorno da Polícia Federal, no Santo Cândida, em Curitiba, onde está preso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Cerca de 200 pessoas estão na vigília.

A decisão foi tomada, de acordo com o juiz, por conta da desobediência de determinação anterior, informada por um oficial de justiça.

O juiz havia determinado a aplicação de multa de R$500 mil por dia. Em função do descumprimento, deverão ser pagos, até o momento, por determinação do juiz, R$ 5,5 milhões pelo PT e o mesmo valor pela CUT.

A desocupação, bem como o uso da força policial, já foram informados à governadora do Paraná Cida Borghetti. O secretário de Segurança do estado, Julio Cezar dos Reis, e a comandanta da PM, Audilene Rocha, já receberam a notificação “solicitando o uso de força policial para o imediato cumprimento” da liminar judicial.

Esta desocupação, no entanto, é referente à área mais próxima da sede da Polícia Federal, em Curitiba. O acampamento Marisa Letícia permanece no local, conforme acordado com as autoridades do Paraná,