Com a proximidade das convenções partidárias, a executiva estadual do MDB começa a definir o caminho que seguirá na eleição municipal de 2020. Na terça-feira (11), às 10h, a direção estadual do partido irá se reunir para avaliar o cenário local e decidir os rumos que irá tomar na campanha para Prefeitura do Recife. Atualmente, o MDB faz parte da coligação da Frente Popular, comandada pelo PSB e que irá concorrer com o deputado federal João Campos (PSB).

Nesta quinta-feira, o presidente estadual do MDB, deputado federal Raul Henry, afirmou que iniciou as conversas com os integrantes da legenda para ouvir os correligionários e também com outras siglas. “O primeiro contato que fiz foi com o senador Jarbas Vasconcelos (MDB). O calendário eleitoral está se definindo e as convenções estão chegando. Temos que tomar decisões”, destacou.

Questionado sobre as possibilidades do partido na campanha municipal, Raul Henry não quis antecipar nem apontar prováveis caminhos, mas reconheceu que o cenário aponta para três hipóteses: permanecer na Frente Popular, optar por uma candidatura própria ou seguir com um candidato do bloco de oposição.  “Vamos escolher o melhor para o MDB. É para isso que estou nesse processo de ouvida”.

Sobre a reunião com Jarbas, ele também optou pela discrição. Disse apenas que o senador delegou a ele a condução do processo eleitoral no MDB. Vale lembrar que o nome de Raul Henry vem sendo cogitado para disputar a eleição majoritária no Recife, mas o deputado, sempre que abordado sobre o tema, tem afirmado que uma candidatura não deve ser um processo individual, mas um projeto apoiado por outras forças políticas. Outro detalhe que merece destaque é o fato de Raul ter sido o vice-governador no primeiro mandato do governador Paulo Câmara (PSB).

Em relação a outras legendas, o presidente estadual do MDB disse que ontem conversou com o ex-senador Armando Monteiro Neto (PTB), com quem fechou parceria para disputa em Olinda. O deputado disse, ainda, que esta semana deverá conversar com o presidente estadual do DEM, Mendonça Filho, que também é pré-candidato a prefeito do Recife.