https://static.poder360.com.br/2020/07/Victor-Godoy-Veiga-CGU.png

Sob nova direção, o ministério da Educação demitiu de uma só vez todos assessores especiais da ala ideológica da pasta. Eles eram muito próximos do ex-ministro Abraham Weintraub.

Para o lugar deles, vão ser escolhidos nomes de confiança do novo ministro Milton Ribeiro, que está afastado da pasta por causa do novo coronavírus.

No primeiro dia no ministério, Ribeiro já havia informado que faria mudanças. No discurso, não comprou briga pelo enfrentamento ideológico, uma das bandeiras dos chamados “olavistas”.

Sérgio Sant’anna, que chegou a ser cotado para ministro da Educação, além de Auro Hadano, Victor Metta e Eduardo Celino tiveram as exonerações publicadas no Diário Oficial da União, desta segunda-feira (27), assinadas pela novo número dois da pasta, Victor Godoy Veiga (foto).

Coronel Paulo Roberto, que é considerado da ala militar e fazia parte da gestão Weintraub, foi o único a continuar.