REPRODUÇÃO/TV BRASIL

A crise do coronavírus acabou por revelar, por seu protagonismo, a nova liderança política nacional do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde), cujo nome já supera outros bolsonaristas, como o ministro Sérgio Moro (Justiça), na citação de candidaturas presidenciais preferidas. Pesquisas encaminhadas ao Planalto mostram que o prestígio de Mandetta sobe em flecha, bem ao contrário do presidente Jair Bolsonaro, desgastado pelas afirmações que desdenham da pandemia que assombra o mundo. Opositores de Bolsonaro sonham com briga, mas não há crise na relação de Bolsonaro. Mandetta apenas está adorando tudo isso.

Melhor nas pesquisas

Pesquisa Datafolha, divulgada no dia 23 deste mês, mostra que 55% dos brasileiros aprovam Mandetta, contra 35% conferidos a Bolsonaro. Esses números só pioraram, daí a nova rotina de coletivas, inaugurada ontem. Mandetta terá de dividir com o governo os louros da sua atuação. Aliados de Mandetta no Mato Grosso do Sul já falam em candidatura a presidente. Mas, para o ministro, a prioridade é combater o coronavírus.